1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Professor >
  3. O que somos?

História Querido Professor - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Oiie!! quanto tempo hein? espero que gostem desse capítulo e já queria deixar avisado que não tenho o próximo pronto e não sei quando irei publicar , os bloqueios são grandes!.. Mas eu vou avisando tudo direitinho no insta como tenho feito ultimamente.
Boa leitura!!

Capítulo 12 - O que somos?


Fanfic / Fanfiction Querido Professor - Capítulo 12 - O que somos?

Leonard suspirava de nervoso, passava suas mãos em seu rosto exasperado, ao meu ver ele estava com medo de me perder. O mesmo se levantou em minha direção estendendo sua mão gentilmente enquanto eu dava um passo para trás.

  — Não encosta em mim… — Balancei a cabeça em negação enxugando meu rosto com uma das mãos enquanto segurava o copo com água na outra.

Eu entendo que a história não foi comigo, que eu não tenho haver com esse passado mas eu tenho haver com esse futuro. Ele realmente mudou? Me perguntava desesperadamente. Ludmila foi um monstro ao rouba-lo, ficou com ele por causa de seu dinheiro e ele por sexo. Eu não sei pensar, quem foi pior, pois ambos erraram mas pelo o que ele me contou o mesmo se sentiu mal, claro, depois da merda feita.

  — Eu não quero apenas sexo com você, tente me entender… Eu fui um monstro sim, errei? Sim! mas eu mudei e quero te mostrar isso. Mas como vou te mostrar sendo que não acredita em mim? Queria a droga da verdade e eu te contei. — O mesmo suspirou e voltou a se sentar.

  — Não ouse me usar como desculpa, se sabia disso tudo..do que estava fazendo, por que não parou antes? E eu me pergunto, se ela não tivesse visto sua mensagem estaria com ela até agora tudo por...— Engulo seco respirando fundo. — Isso tudo?...Só pra dormir com ela?

Pude sentir a respiração longa de Leonard e o seu misterioso silêncio, balancei a cabeça olhando o mesmo chateada.

  — Ela iria me roubar de qualquer forma… E embora você esteja magoada comigo a questão é que ela está com fotos nossas — Suspirou.

  Olhei o mesmo incrédula sem acreditar, ele havia acabado de mudar de assunto, fugiu completamente do que estávamos conversando.

  — Do que isso tem haver? Você não me respondeu e ainda mudou de assunto?! Dá pra me responder, ser sincero ao menos uma vez na vida!

  — Eu não sei! Não sei se estaria com ela!..Muita coisa mudou Casti..— O interrompi.

  — Violetta! meu nome é Violetta! — Disse brava me expressando com as mãos. E por que não posso te chamar pelo nome? É por essa vagabunda que você comia?

Leonard se levantou me olhando nos olhos, com os mesmos ressaltados de nervoso.

  — Ela me chamava assim mas eu me acostumei, me acostumei com as pessoas me chamando pelo sobrenome e apenas as íntimas me chamam de Le… — Ele foi parando de falar ao perceber a merda que havia acabado de dizer.

  — Como é?.. — Olhei para o mesmo soltando uma risada sarcástica.

  — Não, olha..eu posso explicar. Entendeu mal..

  — Só vai embora “senhor Vargas”. — Disse entrando pro meu quarto.  — Cansei!

Me sentei em minha cama passando as mãos no rosto chateada, só queria que aquele dia acabasse logo ou que nada daquilo tivesse acontecido. Dei um pulo da cama ao escutar a porta de entrada bater, provavelmente Leonard havia ido embora.

Tomei um banho morno e fiquei horas pensando em tudo daquele dia, briguei com a minha melhor amiga, com meu professor e claro, tem fotos minhas com a ex do meu professor. Tem como essa merda piorar? Dizem se você pensa nisso ou diz uma coisa dessas é porque realmente vai piorar Violetta. Então para de pensar nessa merda e vá dormir!. Balancei a cabeça e com a minha camisola vestida me deitei na cama e dormi.

No dia seguinte...


 

Estava pegando alguns materiais para as aulas seguintes em meu armário, fazia um calor infernal naquela manhã e fui com um vestido preto não muito curto e nem muito longo, de alcinha. sacudia meus cadernos em meu rosto tentando fazer algum vento, andando para a sala.  Ao entrar na mesma vejo apenas Francesca na sala de aula sozinha, como éramos sempre as primeiras uma esperava a outra, mas dessa vez não foi bem assim que aconteceu.

  — Oi..— Disse em um tom baixo me sentando ao lado da mesma. — Antes que me xingue, ou brigue comigo.. eu sei das consequências, eu sei tudo o que tá em risco. Mas de uma coisa eu tenho certeza, eu não vou perder sua amizade por causa de nenhum homem, me ouviu? — Suspirei olhando para a mesma que continuava com a cara em seus cadernos.

  — A vida é sua, faz o que você quiser.. mas não me esconda nada, somos melhores amigas desde que chegamos..e me esconde que transa com nosso professor?.. — Ela sussurra me olhando.

  — Nós não transamos, nada disso do que pensa..céus a minha vida tá de ponta a cabeça e foi um erro ter te deixado de fora.

  — Acha? seu vestido tá ao contrário amiga..— Ela sorri de canto apontando pro mesmo

Acredito que ela tenha me perdoado, nos abraçamos e logo em seguida a mesma ficou espiando para ver se não tinha ninguém e que eu pudesse desvirar meu vestido ali mesmo. O plano não deu muito certo pois no mesmo instante ela se descuidou tomando água e Leonard entra com seus materiais para adiantar as coisas no quadro. Puta que pariu!!!!!

  — Minha nossa! Desculpe, mas o que tá havendo aqui? estão tirando a roupa em plena sala de aula?. — O mesmo cobre seus olhos saindo da sala. Como se ele não quisesse ter tirado minha roupa a uns dias atrás em cima do capô do meu carro.

  — Eu to apenas desvirando minha roupa, não que não tivesse visto cenas assim só que de outras mais de uma vez..— Retruquei.

Senti o rosto do mesmo esquentar de vergonha, ele estava parado do lado de fora da sala mas sabia que iria sentir vergonha. Francesca me olhava erguendo a sobrancelha sem entender nada do que estava acontecendo, desde quando falávamos assim um com o outro?.

  — Senhorita..precisamos conversar. — Ele murmurou baixo. 

  — Não, não precisamos.. — disse pondo meu vestido e me ajeitando.

  — Se quiserem eu deixo voc...— Francesca tentou continuar sua fala mas a interrompi.

  — Não, amiga estamos de saída né? — Olhei para a mesma para concordar comigo.

  — Mas..é claro — Saio com ela passando por Leonard. — Que não! — A mesma terminou sua fala saindo na frente.

Quando Francesca acelerou o passo, eu tentei acompanhá-la mas senti minha cintura ser laçada e jogada sobre a mesa do mesmo. Leonard se aproximou ficando cara a cara comigo. Sentia sua respiração quente e seus olhos estavam mais fixos em mim como de costume.

  — Chega, vamos parar com isso.. — O mesmo segurou em minhas coxas roçando seu nariz no meu. — Eu to louco por você Castillo, e não, não me bata.. por favor, não é só sexo. Sabe disso tanto quanto eu, porque antes de eu te contar tudo aquilo noite passada você sentiu a mesma coisa que eu quando nos conhecemos. Uma conexão.

Meu coração acelerado parecia que ia saltar pela boca, as palavras do mesmo pareciam ser tão sinceras, ele me desestabilizava em questão de segundos. Suspirei e não pude parar de olhar em seus olhos.

  — Senhor Vargas..— Sussurrei.

O mesmo dedilhava meu pescoço amoroso fazendo um carinho lentamente, mordi meu lábio sentindo. Senhor amado!

  — León, pra você é León...— O mesmo sussurrou me puxando pra perto dele.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Como disse no início, irei avisar quando o próximo capítulo irá sair!
Um beijo e até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...