História "Querido psicólogo..." - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Yugyeom, Yuta
Tags Imagine Bangtan, Imagine Bts, Imagine Kim Taehyung, Imagine Tae, Imagine Taehyung, Tae, Taehyung, Taetae
Visualizações 55
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mano, to inspirada hoje!!!!
Terminei de escrever em uma hora e meia \(*-*)/
Espero que gostem.
Te meio pesadinho... Masssssss tá aí S2

Capítulo 28 - Nua


Fanfic / Fanfiction "Querido psicólogo..." - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 28 - Nua

- Se você ousar contar a polícia o que você sabe ou ousar procurar provas do assassinato de Tyler Turner, eu juro que acabo com a sua vida, ou a pouca que lhe resta.

Ela desligou, sem ao menos me deixar responder algo, eu estava surpresa, ela sabe, e eu tenho que agir o mais rápido possível, eu não posso deixar isso assim, ela pode acabar com a minha vida, mas eu acabo com a dela primeiro.

- Vamos! - pego sua mão e vou em direção aos meninos, na sala. - É hora de ir! - digo aos garotos que haviam acabado de girar a garrafa.

- O que? - Jimin pergunta confuso.

- Você estava dormindo quando a gente saiu, se contar a alguém que não estamos aqui, você vai se ver comigo! - falo com a voz firme e olhando diretamente para seus olhos, eu consigo ser assustadora quando quero.

- T-Tudo bem! - ele se levanta, pega a garrafa e sai em silêncio, durante sua trajetória até o corredor, ninguém se pronunciou.

- O que deu em você? - Jungkook pergunta irritado.

- A mãe dela ligou… Ela disse algo que a fez mudar. - Tae diz calmo.

- Ela sabe, sabe que eu sei do Turner. - suspiro irritada. - Ela disse que se eu ousar procurar provas sobre o assassinato dele, ela acaba com a minha vida.

- Não podemos deixar isso assim, precisamos da ajuda dos outros meninos! - Hoseok comenta.

- NÃO! Vocês já estão envolvidos, já basta isso! - suspiro.

- Vamos ir ou não? - Taehyung pergunta. - Já fomos até aqui, por que não se arriscar mais um pouco? - sorrio, esse é meu TaeTae.

Saímos de casa no maior silêncio, sei que não havia motivos para esconder isso deles, mas era melhor assim. Fomos caminhando devagar em em silêncio, a única coisa que fazia barulho era o vento chacoalhando os galhos das árvores. Sim, estávamos com medo, mas nada do que pensar que você pode vingar algo que aconteceu, não tira o medo constante dentro de nós. Quando chegamos a duas quadras da minha casa, nos encontramos com Yuta, ele parecia assustado, com medo e atormentado.

- O que ouve? - coloco a mão em seu braço, proferindo a pergunta em alto e bom som mas ao mesmo tempo em tom calmo. - Está tudo bem?

- Ela me ameaçou ____! - seus olhos já estavam inchados, ele havia chorado antes.

- O que? Quem? - Tae pergunta preocupado, Yuta também era amigo dele.

- Minha mãe! Desgraçada! Eu vou matá-la! - aperto meus punhos do lado do meu corpo controlando a minha raiva.

- Acalme-se ____, isso não vai ajudar, o que ela quer é te deixar com raiva, e ela vai fazer isso tentando afetar quem você ama. - Hoseok, como um velho sábio, diz.

- Vamos fazer o que viemos fazer, temos que acabar com o que a gente começou. - meu namorado segurou forte minha mão e me puxou, fomos seguidos por Yuta, Jungkook e Hoseok.

Aproximamos da casa, uma luz estava acesa, a luz do meu quarto, não era para ninguém estar lá!

- Yuta… Você deixou…

- Não… Tem alguém lá! - diz em tom preocupado.

Desbloqueio meu celular e ligo para o hospital que minha mãe trabalha, eles demoram a atender, mas atendem.

- Hospital Seul City, com quem eu falo?

- Oi, Hanna? É a ____!

- Olá, o que quer ____? - ela diz contente.

- Minha mãe está aí? - mordo o lábio inferior.

- Está sim, mas ela está auxiliando em uma cirurgia agora, quer que eu diga pra ligar depois?

- Não, não precisa, quando ela chegar em casa eu falo com ela, não é nada importante! - rio fraco. - Obrigada. - desligo sem receber resposta.

- E ai? - Hoseok pergunta.

- Ela está no serviço. - suspiro apreensiva.

- Então quem está lá dentro? - indaga Jungkook, como mais medo do que eu esperava.

- É o que vamos descobrir.

Sim, fomos sim, como grandes corajosos até a porta da casa, abrimos devagar, ouvimos um barulho, algo como um vidro se quebrando bem próximo a nós, a luz foi acesa.

- Olá meus queridos!

- O-O que você faz aqui? - pergunto surpresa.

- Eu vim te visitar, mas parece que você saiu! - ele sorri melancólico.

- Eu não preciso que se preocupe comigo, Pai! - digo, com medo do que ele poderia fazer.

- Ele é seu pai? - Hoseok pergunta.

- É… Infelizmente. - cruzo os braços.

- Ah qual é ____?! Eu mudei! Até quando você vai guardar essa mágoa? - se aproxima um pouco.

- Você me machucou! Não tem como esquecer do nada, sabia? - minhas lágrimas estavam a ponto de sair, os meninos apenas se mantinham em silêncio, e sempre próximos a mim. - E além disso, você era um dos motivos para eu me cortar, ainda é, agora tem a minha mãe, e só pra deixar claro… - engulo seco. - eu não estou querendo chamar a sua atenção, é apenas uma forma de aliviar a dor! - sinto a mão de alguém entrelaçar a minha, olho para o lado e Tae sorri. - A dor que você e minha mãe me causaram! Não é somente mágoa, é pena, pena de você e da minha mãe me perderem! - respiro fundo, minhas lágrimas já caiam descontroladas. - Eu posso não ser muita coisa, mas você me tratar como lixo e a mulher que eu chamo de mãe fazer totalmente ao contrário do que me ensinou, me magoaram. Para de me perseguir, para de se fazer de bom pai, para de se preocupar, volte para a sua vidinha de merda que é melhor pra muita gente! Inclusive pra mim!

- Então é isso que pensa de mim? - ele ri sarcástico. - Obrigada por me livrar da máscara de bom pai, eu nunca quis ter um filho, mas a vida me mandou você, o que é a mesma coisa de não ter filho nenhum, você não serve nem pra controlar suas emoções, dá pra ver nos seus olhos a raiva que você sente de mim ____! - riu novamente. - Sua mãe era uma idiota por acreditar que eu estava feliz, eu a estrupava, eu a engravidava várias e várias vezes, e todas as vezes ela perdia, porque eu a machucava, eu adorava vê-la sofrendo, adorava ver a angústia que ela sentia ao se aproximar de mim, mas mesmo assim, ainda me amava, burra, a engravidei mais uma vez, e dessa vez era você, filha da mãe de garota, conseguiu sobreviver aos meus chutes e tapas, e como não podia abusar mais da sua querida mamãe, abusei e engravidei mais três nas noites que eu ia beber, queria ver a cara de dor dessas vagabundas que dão a buceta delas pra qualquer um! Você é apenas um pedaço de carne que eu queria dar aos leões devorarem, você me decepcionou apenas por nascer!

- Eu sinto nojo de você! Não apenas nojo, raiva, ódio, pena. Você abusou da minha mãe seu desgraçado! - gritei. - Você é louco! Devia estar em um hospício! Internado e preso pelo resto da vida! Louco, louco, louco! Vai embora daqui! Da minha vida! Do mundo! Nunca mais quero te ver seu desgraçado!

- Tudo bem! Eu não queria ser presente mesmo na vida da minha sweet girl. - ele sorriu, como um psicopata prestes a cometer um crime. - Tchau pra você também Yuta! - ele se aproximou da porta, ia abri-la, mas eu o impedi com uma pergunta.

- Ia abusar de mim, se eu aceitasse seu pedido de desculpas? - ele suspirou e olhou por cima do ombro.

- Seria um sonho vê-la nua e gemendo de dor. - e foi a última vez que vi meu pai, quero dizer, Benjamin. 


Notas Finais


Aaaaaaaaaah descobertas!!!!
Obrigada pelos favoritos S2
Comentem, gosto de saber que tem gente que lê S2
Não sejam leitoras fantasmas *-*
Até logo @-@


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...