1. Spirit Fanfics >
  2. Querido vizinho - Eijirou Kirishima >
  3. Eu não te vi hoje cedo

História Querido vizinho - Eijirou Kirishima - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


resolvi colocar o Neito na capa do capítulo só pra vcs lembrarem dele msm

Capítulo 11 - Eu não te vi hoje cedo


Fanfic / Fanfiction Querido vizinho - Eijirou Kirishima - Capítulo 11 - Eu não te vi hoje cedo


Ela já esperava por aquilo, mas não agora. Não nesse momento que estava indo tudo bem em sua visão. " Por que está aqui? O que você quer?" Ela queria perguntar, mas estava paralisada. Depois de perguntar não soube mais o que fazer, e rezava para Eijirou perceber sua demora e ir atrás dela, algo que não estava acontecendo. 

???- está surpresa em me ver?- sorri de lado colocando suas mãos nos bolsos- Você não mudou nada, princesa 

S/n- me deixe em paz, Neito- disse friamente se virando e voltando a caminhar indo para a casa do ruivo 

Neito- ora, quem era aquele no restaurante? Seu namorado? Espero que ele tenha paciência com você 

A menor sorriu escondido virando se novamente para o loiro a sua frente que sorria ainda 

S/n- eu acho que não devo satisfação para você, Neito monoma, boa noite 

Neito deu um passo rápido e pegou no braço da menor trazendo a mesma para mais perto de seu corpo e sussurra em seu ouvido 

Neito- eu estou me divertindo. Ver você correndo de mim assim, só me faz querer ir mais, mais e mais atrás de você, nunca me canso de ver seu rosto de surpresa ao me ver, princesa- fala mordendo o lóbulo da orelha da menor logo a soltando e seguindo seu caminho sem dizer nada mais, deixando ali S/n totalmente paralisada 

Mas logo sai do seu transe com o ruivo a chamando ao seu lado 

Eijirou- S/n? Está tudo bem? Quem era aquele?- pergunta tocando em seu ombro te assuntando

S/n- ah, que susto Kiri... Não era ninguém- falou simples soltando um sorriso pequeno- Acho melhor entrarmos, eu tô com frio- deixa um selar na bochecha do maior e caminha até a casa do mesmo 

Eijirou sabia que tinha acontecido algo, mas iria dar o tempo merecido para a menor. Surpirou e seguiu para a sua casa e foi surpreendido por S/n que o abraçou 

Eijirou- S/n? O que foi?- fechou a porta com a mão direita e passou a esquerda em volta da cintura da garota 

S/n- promete pra mim que você sempre vai ser legal comigo?- pergunta afundando seu rosto no peitoral do maior que ficou sem reação 

Eijirou- claro, quer me falar alguma?- desmancha o abraço indo até o sofá levando a menor junto a ele 

S/n- Neito monoma 

Eijirou fez uma cara por não enteder tal coisa, logo a garota começou a explicar tudo 

S/n- ele é meu ex namorado, a gente se tava muito bem. Ele me ajudou a levantar minha floricultura. Ele me deu conselhos, tínhamos uma relação incrível. Mas, isso mudou.- surpirou brevemente e continuou- Ele não queria que eu escrevesse cartas. Para ele, isso era traição. Porém, quem traiu minha confiança foi ele. 


Flashback

Hoje é aniversário do Neito. S/n resolveu  fazer uma declaração bem bonitinha, levando junto consigo uma rosa vermelha que havia acabado de chegar. Comprou também uma caixa de bombom como Neito gostava. Saiu da floricultura e seguiu até a casa do namorado. Ao chegar, ouviu música alta, luzes brilhantes e umas pessoas ali. Ignorou, talvez estive comemorando seu aniversário, uma coisa óbvia. 

Falou com algumas pessoas ali e procurou por seu namorado no meio delas. Não demorou muito e viu o mesmo com duas garotas. Uma estava loucamente o beijando e a outras estava rebolando em seu colo. E todos estavam rindo da situação e o chamando de " sortudo". A garota soltou todo seu presente no chão e saiu dali sem olhar para trás. 

Flashback off 


S/n- depois, ele veio atrás de mim pedindo desculpas. Como aceitei, ele começou a me seguir por diversão. Ele não me faz falta, mas, eu ainda não entendo como ele pode fazer isso- sorriu segurando as lágrimas- Eu não fiz nada de errado, você acha que eu fiz Kiri?- olha para o ruivo tentando ao máximo não chorar ali a sua frente 

Eijirou- vem cá- o maior a puxou para seu colo a abraçando- Você não fez nada de errado, pode ter certeza ok? - beija o topo da cabeça da garota- Ele que errou, errou, por traí você e sua confiança. Olha pra mim- a menor negou. Eijirou levou sua mão até seu rosto o pegando delicadamente o levantando e olhou em seus olhos- Eu tô aqui agora, não precisa dele hum? Não é necessário guarda tudo só pra você, pode confiar em mim, você sabe disso 

S/n- obrigada Kiri...- sorriu pequeno. 

Ambos estavam se olhando profundamente. Suas respirações estavam começando a ficar mescladas. A distância entre suas bocas eram mínimas. Seu coração estava começando a acelerar a respiração ficou meio pesada, até finalmente, sentir os lábios macios do ruivo no seu em forma de selinho. Não demorou muito e retribuiu ao pequeno ato. 

O ruivo se separou do selinho e te olhou envergonhado. A garota não estava tão diferente dele. 

S/n- Eijirou...

Eijirou- talvez isso não tenha sido másculo, em um momento desses, mas, me deixe fazer de novo - disse com as mãos em sua cintura a trazendo para mais perto. 

O ruivo fechou seus olhos e aproximou seu rosto para perto do seu a beijando. A menor sente seu corpo arrepiar com o ato. Mas retribuiu o beijo. Sentir os lábios macios novamente de Eijirou era um pecado ao seu ver, era viciante. O ruivo pediu passagem com a língua e ambas dançavam em uma ótima sincronia. Sentir os lábios doces e meio carnudos da garota junto ao seu, era de longe a melhor sensação para Eijirou. O mesmo apertava levemente a cintura da menor em colo que soltava surpiros ao meio do beijo. 

Ambos se separaram por falta de ar e se entreolharam. 

Eijirou- ainda confia em mim, não é? 

S/n- hum- fez positivo com a cabeça olhando para baixo. 


                                π 


Uraraka- bom dia Izuku-kun e S/n-chan! - falou sorrindo para ambos 

S/n- bom dia Uraraka- disse simples organizando umas flores 

Izuku- bom dia- responde sorrindo 

Uraraka- desculpem o atraso, eu não achava minha bolsa e meus sapatos- disse envergonhada 

S/n- tudo bem, não temos muito trabalho hoje 

Uraraka- onde estão as flores que ia chegar hoje s/n-chan? 

S/n- foram canceladas 

Uraraka- hã? Porque?- disse a olhando de boca aberta 

Izuku- por algum motivo estúpido, uma mulher chamada Yaoyorozu Momo comprou todas as margaridas que iriam chegar hoje- disse ajudando S/n a arrumar umas flores 

Uraraka- aquela mulher não perde uma! 

Izuku- quem é ela? 

Uraraka- ela é uma mulher chata!- disse com as bochechas cheias- ela fez uma coisa horrível com a s/a-chan! Ela pediu cerejeiras, para entregar pro'amor da vida dela, porém ele era alérgico a cerejeiras! E colocou a culpa em nós 

S/n- está tudo bem, eu posso dar outro jeito, eu sempre dou - sorri 

Izuku- essa mulher é lou- o esverdeado é cortado por vozes animadas que entrava no local 

Mina- S/a-chan!!! O sero não quer pagar nosso almoço hoje! Isso é injusto 

Sero- não faça barulho mina- falo passando a mão na nuca envergonhado 

S/n- animados como sempre- sorriu- ainda nem é hora de almoço 

Sero- é isso que estou tentando dizer a tempos! 

Izuku- sua amiga é animada 

Sero- demais! 

Eles ficaram conversando por ali, até a atenção de todos foi diretamente a um ruivo que entrara no local com uma câmera fotográfica pendurada no pescoço 

Eijirou- estava estressado, então resolvi vir aqui- falou simples passando a mão na nuca 

Izuku- bem vindo - sorriu 

S/n- quer conversar? 

Eijirou- não está ocupada? 

Uraraka/Mina- nem um pouco!- ambas se olham 

Mina- pode conversar com ela pelo tempo que quiser Kirishima-kun! 

 Uraraka- se quiserem dar uma volta pelo parque, nós cuidamos de tudo aqui - passou o braço em volta do pescoço de Izuku e Mina 

S/n- certo- sorriu- cuidem mesmo hein?- saiu dali acompanhada pelo ruivo 

Sero-o que rolou?- perguntou o moreno assim que o casal saiu 

Uraraka/Mina- Vocês não sabem? 

O moreno e o esverdeado negaram 

Mina- S/n-chan e Kirishima-kun se beijaram ontem! E vocês sabem, S/a-chan está apaixonadinha pelo ruivo- sorriu maliciosamente 


                                π 

S/n- o que te estressou Eijirou?- perguntou o olhando 

Eijirou- deu um suspiro longo- Eu não te vi hoje cedo- disse simples 

A menor sentiu seu coração bater mais rápido e sentiu, as borboletas no estômago novamente. 

S/n- bobo. 

Eijirou- eu tô falando sério S/n. Isso me estressou, junto ao trabalho. Lembra que eu te disse brincando? " Eijirou Kirishima está ficando famoso"? - S mesma fez positivo com a cabeça- Eu vou precisar viajar novamente. Durante quatro dias, pode cuidar da casa pra mim?- sorriu mostrando a chave entre os dedos 




Notas Finais


aaaaaaaa não me matem, logo atualizo o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...