1. Spirit Fanfics >
  2. Quero te dizer-Sycaro >
  3. Meus sonhos

História Quero te dizer-Sycaro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Por favor relevem, nunca escrevi fic
Espero que gostem

Capítulo 1 - Meus sonhos


                                                                                           ...-eu te amo-...

Foram essas as palavras que ouvi, as palavras que ficaram marcadas na minha cabeça, continuo andando sem ver meus arredores, e quando percebo, já estou caminhando por essa calçada, a calçada na qual andávamos quase todo dia.

-Como não percebi antes-,é o pensamento que ecoa em minha cabeça sem parar.

Sinto os finos pingos de chuva caírem sobre minha cara, que aos poucos vão aumentando para uma chuva mais forte, já perto da minha casa, paro e olho para dentro de mim mesmo e penso em como isso tudo aconteceu...


 

                                                                                      ~~3 meses atrás~~

-Pov Saiko-

Sinto algo em meus lábios, algo quente e molhado, uma respiração ofegante e pesada em cima de mim, abro meus olhos para ver oque era isso mas está muito escuro para enxergar sequer um palmo a frente, quando meus olhos se ajustam a aquela escuridão, vejo que estou no meu quarto, em cima de minha cama, agora consigo ver claramente quem está me beijando, é... o Ycro!?, como assim ele está me beijando e COMO ELE ENTROU NO MEU QUARTO!!, conforme ele continua esses pensamentos logo vão se esvaindo de mim, quero gritar com ele sobre isso, mas as únicas coisas que saem são gemidos meus, sinto que ele começa a ir mais para baixo chegando ao meu pescoço, ele morde suavemente minha pele tentando arrancar mais gemidos de mim, tento resistir ao máximo para não dar esse gostinho a ele, mas está tão bom que acabo abaixando a guarda, e conforme mais eu gemo mais fortes são as suas mordidas e seus chupões, por reflexo eu ponho minha mão em sua cabeça, ele parece entender que eu o quero mais em baixo pois ele desce mais ainda, fazendo uma trilha com seus beijos, ele passa pelo meu peito e chega em minha barriga e lentamente põem suas mãos na cintura de minha calça e...

*BIP* *BIP* *BIP*

Saiko: -O-o-oq-oque?-

Já é de manhã quando o despertador toca, fico parado por um tempo tentando organizar meus pensamentos, sonhos desse tipo já vinham acontecendo a um tempo comigo, no começo eram só de vez em quando, mas agora são quase frequentes todas as noites, por esse motivo acabo por virar a noite as vezes jogando ou conversando com meus amigos, me levanto e pego meus óculos, meu quarto, mesmo que com tantas coisas, ainda parece um pouco.. vazio, pego meu celular para desarmar aquela porcaria, 08:15 ele marcava, com preguiça, me levanto e caminho até o banheiro, conforme caminho sinto uma sensação estranha, uma sensação de... saudade!?, não vou mentir que realmente queria ver até onde aquele sonho me levaria, entro no banheiro e tomo meu banho, a água quente descendo pelo meu corpo consegue me relaxar muito bem.

(Q.D.T)

Na cozinha preparo meu café e um pão com mortadela, meus pais viajarão então tenho a casa só para mim por um tempo, sinto meu celular vibrar, quando vejo é uma mensagem do MeiaUm dizendo:

MeiaUm: Eae Saiko beleza.

MeiaUm: Man, tava conversando com o Tawan, e a gente penso em ir no shopping.

MeiaUm: ta afim?

Logo que vi isso pensei em negar, pois eu queria mesmo era ficar o dia todo em casa procrastinando como sempre faço, mas MeiaUm manda outra mensagem dizendo:

MeiaUm: Eae Saiko beleza.

MeiaUm: Man, tava conversando com o Tawan, e a gente penso em ir no shopping.

MeiaUm: Ta afim?

MeiaUm: O Ycro já marco presença, só falta tu doido.

Lendo isso meu coração dispara, como que depois de sonhar aquilo eu encontraria com Ycro sem pensar naquela imagem dele me... coro imediatamente após relembrar daquela sensação de seus beijos, involuntariamente respondo:

MeiaUm: Eae Saiko beleza.

MeiaUm: Man, tava conversando com o Tawan, e a gente penso em ir no shopping.

MeiaUm: Ta afim?

Meiaum: O Ycro já marco presença, só falta tu doido.

                                                                                                                                                      Saiko: Beleza pode se.

Agora não tinha volta, eu teria que sair de casa, mas pelo lado bom, o Ycro estaria lá então não seria uma perda de tempo, com um leve sorriso, me levanto e saio de casa.

(Q.D.T)

Chego no shopping e já vejo duas pessoas a minha espera na entrada, pelo oque consigo enxergar é o André e o Tawan, fico um pouco triste por Ycro não estar ali, mas com alívio por não ter que pensar naquilo o dia inteiro, logo eles percebem minha presença e me chamam:

MeiaUm: Eae doido, que demora.

Saiko: ônibus demora MeiaUm!

Saiko: Cade o Ycro?

Tawan: Veio por causa dele foi?

Mesmo sendo verdade eu não quero admitir isso, coro por vergonha de admitir.

Saiko: N-n-não!! Tá doido.

Tawan e MeiaUm se entreolham nesse momento.

-sera que foi mesmo uma boa ideia ter vindo?-penso com as bochechas vermelhas. Será que ele disse aquilo só pra me fazer sair de casa?

MeiaUm: bora entra logo.-Diz ele já ansioso.

Saiko: Beleza bora lá.

Entrando no shopping o frio do ar-condicionado me melhora do calor do lado de fora, as pessoas entram e saem de lojas, vão para lá e para cá, típico normal de shopping, decidimos ir para a praça de alimentação

(Q.D.T)

Chegando lá, a praça está cheia, como de costume.

MeiaUm: Então, vamo come aonde.

Saiko: A gente pode ir no-

Tawan: Que tal o BurgerKing.

Não entendi o por que de me cortar, mas acabei aceitando a sugestão do Tawan, a procura de uma mesa achamos uma livre, mas ela está longe do BurgerKing.

Tawan: Saiko, guarda a mesa enquanto a gente vai la fazer os pedidos.

Saiko: Beleza.

Tawan: Oque cê quer de lá?

Saiko: Qualquer coisa tá bom.-Falo querendo ficar sozinho logo

*Tawan e MeiaUm saem*

Acabo ficando como “segurança de mesa”, contanto que aquilo não ataque eu vou ficar bem. Após um tempo começo a sentir algo estranho, meu coração bate mais forte parecendo que vai saltar do meu peito, fico mais ofegante e minhas mãos começão a tremer, sei que eles vão voltar logo, eu tenho completa certeza disso, mas porquê não consigo ficar calmo, começo a tremer minha perna demonstrando minha ansiedade, a sensação de vazio me domina por completo,-de novo não, não com eles aqui-,meu raciocínio está me alertando, sinto o impulso de correr crescendo cada vez mai-

??-YO SAIKO-??

De repente ouso essa voz, percebo não ser da minha cabeça pois o abestado gritou foi pra todo mundo ouvir, me levanto procurando a direção da voz mas não acho ninguém, sento e penso:

-Sera que eu to endoidando?-

Analisando oque acabei de ouvir, percebo que a única pessoa que fala assim é o Ycro, aonde ele estava esse tempo todo, e como ele pode ter sumido assim, resolvo abaixar minha cabeça e tentar me acalmar. De tantos passos que escuto consigo discernir um que se aproxima em minha direção, não me importo muito com isso e continuo de cabeça baixa, conforme o som aumenta um cheiro peculiar me chega ao nariz, um cheiro que não consigo descrever em palavras o quanto me faz relaxar.

Ycaro: Eae doido, que tá fazendo?

Olho para cima rapidamente e vejo que era realmente oque eu estava pensando, o cheiro que parecia uma leve brisa em um campo aberto, a voz que me acalmava mais que tudo, estava bem na minha frente aquela pessoa com a qual eu sonho quase toda noite incessantemente.

Saiko: Esperando aqueles dois idiota volta.

Ycaro: tendi tendi, tá livre?

Por reflexo arregalo um pouco os olhos, mas vejo que ele está apontando para a cadeira do meu lado.

Saiko: N-não, pode sentar.

Aproveito e pergunto:

Saiko: Aonde tu tava?

Ycro: No banheiro.

Quando ele diz isso, percebo que em nenhum momento eles disseram que o Ycro não tinha vindo, será que eu dei uma brecha para eles me zoarem?

(Q.D.T)

Finalmente ele chegam com os lanches, trocamos uma ideia, eles falaram algo sobre trola o Ycro para ele pensar que fomos embora dali mas eu não prestei atenção, apenas fiquei olhando para o lado vendo o Ycro comer, olhava com os olhos para não ficar tão obvio.

Após terminarmos resolvemos andar pelo shopping em busca do que fazer.

Ycro: Bora no cinema!.

MeiaUm: Que cinema, vamo nas loja!.

Ycro: Loja é chato, vamo se divertir.

MeiaUm: Eu vim pra ir nas lojas Ycro!

Ycro: E eu vim pra me divertir!

Eu e o Tawan resolvemos separar os dois que já estavam quase saindo no soco.

Tawan: Vamos fazer assim, Saiko vai com o Ycro e eu vou com o MeiaUm nas loja.

Saiko: Ok.

Saindo do automático e percebendo oque eu havia respondido eu abro um pequeno sorriso, arquitetando um plano que faria meu dia ainda melhor.

(Q.D.T)

Já dentro da sala as luzes se apagam e começam a passar os trailers, pedi para ele ir comprar a pipoca enquanto eu escolhia o filme, ele queria um divertido mas não especificou para quem.

Ycro: Saiko que filme tu escolheu?

Saiko: Tu vai ver? -Falo isso com um tom de malícia em minha voz.

O filme começa com um belo jumpscare fazendo toda a sala se assustar, olho para o meu lado e vejo Ycro abraçando o balde de pipoca tentando disfarçar o medo mas se tremendo todo.

Ycro:*sussurrando* Por que tu escolheu um filme de terror? Tu sabe que eu morro de medo

Saiko:*sussurrando* Tu falo pra eu pega um filme divertido e eu peguei.

Focando na conversa não percebemos oque se passava no filme, voltamos o olhar para a tela após a discussão, assistindo por 30 minutos mais ou menos esquecemos do susto que havíamos levado, já vidrados no filme outro jumpscare surge.

Ycro: AAAI!!. -Ele não se contem e grita muito alto.

Admito que me assustei, não com o filme mas sim com esse berro dele, olho para ele pensando em dar uma bronca, mas quando percebo ele já está abraçando meu braço, consigo ver que ele realmente está com muito medo pois ele está me apertando muito forte.

Meu coração acelera, relembro de meu sonho e começo a ficar ereto, com a luz do filme consigo ver manchas vermelhas no rosto dele, com isso eu penso:

-Será que ele percebeu?-

Com isso na cabeça eu fico ainda mais ereto, porquê agora meu corpo está agindo assim e na frente dele.

Ycro: Saiko.

Saiko: Q-que?

Ycro: Eu quero te falar uma coisa!

Saiko: Olha desculpa, não sei porquê eu-

Ycro: Deixa eu falar primeiro!

Saiko: T-tá.

Ycro: Então, eu só vim pro shopping porquê me disseram que você viria, ai quando eu voltei do banheiro lá pra entrada e não vi vocês eu fiquei com medo, mas quando eu te encontrei na mesa lá na praça eu fiquei muito feliz, oque eu to querendo dizer é-é-é que-

Cara aleatório: Licença, sem querer ser rude mas vocês podem falar um pouco mais baixo.

Ycro: Ah d-desculpa.

Após isso ele solta meu braço e voltamos a ver o filme, não presto atenção por minha cabeça não parar de pensar no que tinha acontecido.

(Q.D.T)

Já fora do cinema não aguentando de curiosidade eu pergunto:

Saiko: Ycro oque tu ia falar lá dentro?

Ycro: Ih nem lembro.

Ele tenta obviamente desviar do assunto, quero muito ouvir oque ele iria falar, mas creio que o clima já passou a muito tempo. Encontramos com Tawan e MeiaUm na entrada do cinema e decidimos ir para casa.

(Q.D.T)

Andando pela minha rua eu penso em tudo que aconteceu hoje, mas principalmente a hora em que eu estava no cinema com o Ycro, não sou tão burro para não notar que ele iria se declarar, oque aconteceria se ele tivesse terminado de falar?, oque eu faria após isso?, sera que nós poderiamos… namorar??

Chego em casa e vou logo ao banho, a água quente descendo pelo meu corpo me livra das tensões que tive hoje, e me relaxa o bastante para ter sono, em meu quarto eu coloco meu pijama, apago as luzes, coloco meus óculos no criado mudo e tento dormir, conforme minhas palpebras pesam eu penso:

-Até que um sonho com o Ycro não seria ruim.-

Acabo aceitando esses sonhos e o fato de que eu amo aquele baixinho, e adormeço com minha cabeça bem mais leve do que quando eu negava esses sentimentos.


Notas Finais


Foi isso. Por enquanto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...