1. Spirit Fanfics >
  2. Quero tentar com você... >
  3. Quero tentar com você...

História Quero tentar com você... - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa história é original e aconteceu comigo, espero que gostem, tenho outras histórias para contar se quiserem.

Capítulo 1 - Quero tentar com você...


Fanfic / Fanfiction Quero tentar com você... - Capítulo 1 - Quero tentar com você...

Gosto de pensar em como tivemos uma história pra contar algum dia, que pelo menos vamos tirar proveito desta situação, de uma forma ou de outra, nossos amigos já sabem, afinal... a culpa é deles.

Gostaria de saber o que passava na sua cabeça quando tudo começou, foi tão de repente, não nos falávamos, nem nos olhávamos. Um dia, na aula de português, estava bem entediada, então resolvi me distrair olhando ao meu redor, ver o que os outros alunos estavam fazendo em uma aula tão chata como aquela, até que dei uma passada rápida de olho em um menino bem bonito, ele sentava lá no fundão, o sol refletia em seus olhos, quando reparei, já estava te observando a tempos, sua beleza é realmente admirável. Então como uma adolescente normal, falei para duas amigas, “ gente, viram aquele menino ? ele é muito bonito, meu Deus, apaixonei”, o que não foi uma boa ideia, com as amizades que eu tinha, nunca era uma boa ideia contar algo para as meninas, como esperado de uma amizade igual a delas, gritaram da primeira carteira, até a última, onde ele sentava e falaram “a lima te acha bonitooo”, juro que não sabia onde enfiar minha cara, um momento tão vergonhoso, tudo por um simples elogio,  depois disso, na hora da saída, minha outra amiga da época, foi lá falar que eu estava gostando dele, nunca havia dito algo assim, eu só o elogiei, nada demais, um simples elogio virou um escândalo, como se eu já quisesse casar com o garoto. 

Cheguei em casa e os amigos dele, começaram a me falar que ele também me achava muito bonita, fiquei feliz, óbvio, mas não pulando de alegria, posso até ser emocionada, mas não a este nível.

No dia seguinte, com bastante vergonha, fui à escola novamente, ele todo fofo, veio até mim e sentou do meu lado, ele era la do fundão, mas veio e sentou do meu lado, admito que queria morrer nesta hora, a vergonha já era imensa em pensar que ele estaria no mesmo ambiente que eu, mas do meu lado???? nossa, um show de horror. Se passaram umas duas aulas, e do nada, de repente, ele pediu pra eu erguer minha mão, não me pergunte como me senti, porque nem eu sei ao certo, tudo tão rápido e confuso, só lembro das batidas do meu coração, uma mais rápida que a outra. Quando dei minha mão para ele, ele me entregou um anel, nossa, só pensei “mas já?”, agradeci e virei para a frente novamente, o desespero bateu tão forte que fiquei tonta, já estava imaginando ele no dia seguinte me pedindo em casamento, gente, eu tava desesperada, minha ansiedade atacou e eu precisava falar com alguém, troquei bilhetinhos com uma amiga de confiança na mesma hora, quando eu escrevi tudo o que tinha acontecido, como eu tava me sentindo, e minha amiga já tinha me respondido, eu só tava lendo o que ela tinha dito, a professora veio e tomou da minha mão, meu Deus, não tá escrito, não tem palavras para dizer o meu desespero, eu já tava vendo a cena de eu caindo no chão e morrendo ali mesmo, mas o meu desespero só foi intenso assim, pelo fato da professora ter tomado meu bilhete e ter dito  que ia ler para a turma inteira, sem palavras para isso, na mesma hora eu corri até a professora, falei para ela ler primeiro só para ela, pra ela entender o que tava acontecendo, e ela decidiu não ler pelo menino, que ia ser exposto, eu dei graças a Deus, pode ser por quem você quiser professora, só não leia em voz alta. 

Próximo tempo de aula, educação física, já estava morta de vergonha, traumatizada com o que aconteceu, eu achei que não dava para piorar, só que nessa aula, o professor resolveu fazer queimada, o pior jogo de todos, por que nossa professora de educação física tinha faltado, justo nesse bendito dia, então o professor dos meninos teve que dar aula para as meninas também, nisso deu tudo errado, queimado, não sei jogar, sou péssima em esportes, mas ser humilhada só na frente das meninas tudo bem, só que com os meninos é muito pior, pelo fato de já sermos vistas como fracas, demonstrar fraqueza tava fora de questão. O professor começou a chamar duas pessoas para escolher os times, óbvio que ele chamou o menino ( vou falar dele como Rafael agora ), e outra garota aleatória para decidir os times, e ele do jeitinho dele, já me chamou para o time dele, logo de primeira, já estava vendo o desastre que ia ser, mas, eu com minhas últimas esperanças, pensei “vai ser a melhor partida da minha vida, hoje eu agarro e queimo todo mundo, vou dar meu melhor”, pelo amor de Deus né, garota mais iludida, sem condições, chegando na quadra, já começou errado, primeira a ser queimada, vontade de chorar bateu na hora, dia tava sendo horrível, neste ponto só queria ir embora, e ele tava lá, todo lindo, agarrando tudo, queimando todo mundo e eu olhando com uma cara de “QUEIMA TODO MUNDO LOGO PRA ACABAR COM ISSO”, as vezes acho que tenho que parar com minhas caras. Acabou a partida, não fiz nada, mas foi até melhor assim, podia ter sido pior né. Hora do recreio e eu só tava meu espírito ali, porque viva eu não tava, eu fiquei refletindo sobre tudo, e achei melhor devolver o anel e dizer que achei ele bonito sim, mas nunca disse que gostava dele, claro que eu falei de uma forma mto mais carinhosa, ele pareceu entender, só que eu esqueci de devolver o anel para ele, mas quando eu lembrei, já não tinha coragem de ir lá de novo, me senti muito mal por ele, me senti culpada por fazer ele ficar mal, por ter feito ele se iludir de uma forma injusta e covarde, mas nunca foi minha intenção fazer isso com ele, acabei pedindo para uma amiga devolver para ele, o que não era uma boa ideia, e ia me fazer parecer ingrata, mas no desespero eu dei para ela e pedi para ela agradecer e dizer que é lindo, que ele foi muito atencioso em fazer isso, mas ela não disse nada do que eu pedi, ela só entregou para ele e disse que eu não queria mais, nossa, eu me senti um péssimo ser humano, eu nem era assim, eu era muito mais sensível com as pessoas e muito mais meiga, eu me importava e me importo, mas não dava mais tempo,  ele já tava mal, e eu certamente ia piorar tudo, então resolvi deixar quieto. Uma boa história para contar, realmente, mas isso não é um final, estou revendo ele hoje em dia, espero poder concertar o que aconteceu, e fazer com que possamos ter uma chance juntos, e que de tudo certo para nós, pois quero tentar com você... 


Notas Finais


Obrigada por ler, fico muito feliz 🥰❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...