História Quinze minutos para as sete - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Kanao Tsuyuri, Tanjirou Kamado
Tags Tanjiro X Kanao
Visualizações 52
Palavras 276
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, Lírica, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eu n sei, eu so to tendo mts ideias pra fics nada a ver desculpa 👍

Capítulo 1 - Único;



Era muito cedo quando despertou, sabia disso, por isso rolou pela cama em busca de sono, sem a mínima vontade de se levantar e fazer alguma coisa; e logo reparou que não estava sozinho. Se deparou com um belo e sereno rosto dormindo ao lado, que parecia confortável lhe roubando o edredon. Curioso, pois quando havia ido dormir, foi sozinho.

Provavelmente teve pesadelos à noite e não quis o acordar, algo que ele sempre disse pra ela não fazer – claro, a parte de não o acordar, pois jamais negaria que ela dormisse consigo.

Sorriu, de forma sonolenta e meio confusa, ainda colocando as coisas no seu devido lugar em sua cabeça e bocejou. Ao esticar seu corpo, o ouvir estalar e soltou um grunhido preguiçoso.

Finalmente deu a devida atenção a namorada, que descansava ao seu lado, encolhida. Correu levemente levemente seus dedos pelos ombros desnudos da mesma, inclinando a cabeça quando ela acabara se arrepiando e mesmo assim não acordando; provavelmente estava muito cansada, e com motivos pra isso. Voltou a passar seus dígitos pela pele exposta da jovem, chegando ao seu rosto, onde acariciou a bochecha, soltando um baixo bom dia.

Faltavam exatos quinze minutos para as sete da manhã quando levantou, e caminhou lentamente até a janela, onde abriu as cortinas devagar, deixando o quarto mais iluminado, mas não o suficiente para a luz solar entrar em contato com a garota que dormia tranquilamente em sua cama.

E ali, escorado no próprio armário, observando a forma sutil como seu corpo subia e descia graças a respiração, tinha cada vez mais certeza do quão sortudo era por ter essa – linda – invasora na sua vida. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...