História Rain - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 479
Palavras 1.812
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amadas e amados!!
Eu sei, eu sei
Eu sumi... Pessoal por favor, me perdoem!
Aconteceram muitas coisas, muitas coisas mesmo e levaram toda minha inspiração para dar uma volta em Nárnia, but, aqui estou com essa história bem levinha e fofinha que me surgiu
Espero que gostem, do fundo do coração <3
Façam uma boa leitura amores ^3^

Capítulo 1 - Capítulo Único - Rain


Capítulo Único - Rain 


Estas são as estações da emoção
E como os ventos elas se erguem e caem
Esta é a maravilha da devoção
Eu vejo a tocha que todos devemos carregar
Este é o mistério do quociente
Sobre todos nós, um pouco de chuva deve cair


(The Rain Song - Led Zeppelin)

...

Respirou fundo, uma... duas... três vezes, mas ainda assim pulou quando ouviu o trovão soar furioso do lado de fora de casa. Estava segura em seu quarto, vestida em seu pijama favorito – que possuía várias melancias desenhadas – e usava fones de ouvido, mas mesmo assim, tremia abaixo das cobertas com medo, chuvas fortes sempre a assustavam.

Naruto, seu irmão, havia saído fazia alguns instantes, soube pois o mesmo fez questão de enfiar a cabeça na porta de seu quarto para a avisar, pelo que havia entendido, que ele e Sasuke fariam a noite dos games, e para isso precisavam de pizza e muita cerveja – coisa que sua mãe ficaria furiosa caso descobrisse.

Entretanto, vinte e cinco minutos depois da saída de Naruto, o céu parecia decidido a desabar, e agora estava ali, sozinha e com medo. Decidiu levantar e caminhar até a sala, ligaria a tv e colocaria seu filme favorito para passar, assim acalmar-se-ia um pouco. O caminho foi tranquilo, conseguia andar sem tremelicar e com sucesso, as patricinhas de Beverly Hills iniciou-se, enquanto isso telefonava para Naruto.

- Naruto! – quase berrou quando ele atendeu o celular – Cadê você? Olha a chuva que tá garoto! – sua família costumava recrimina-la por ser dramática

- E você acha que não vi? – respondeu ele de maneira retórica – ­Passei na casa da Hina para dar um beijo nela e o céu desabou, eu to ilhado aqui! – completou ele, sentiu arrepiar-se em pensar em ficar sozinha

- Narutooo, eu não quero ficar sozinha no meio dessa chuva – sabia que havia soado um pouco infantil, mas detestava profundamente ficar só em meio a temporais

- E quem disse que você ta sozinha? – ouviu a voz dele, franziu as sobrancelhas – Sasuke ficou ai separando os jogos, ele te faz companhia, aproveita e fala que só volto quando o tempo melhorar – decretou ele, enquanto ela sentia seu corpo paralisar, estava sozinha com Sasuke Uchiha

- Mas Naruto... – mal pôde terminar quando seu irmão a interrompeu

- Tudo certo Sakura, não precisa se preocupar – respondeu ele com a voz mansa, Naruto tinha o dom de acalmá-la – Vou ficar aqui com a Hina, assim que essa chuva parar eu vou direto para casa – terminou ele, suspirou e buscou acalmar seu coração que se encontrava acelerado

- Tá bom, se cuida e manda um beijo para Hina-chan – ouviu-o retribuir e desligar o telefone, enquanto ela ainda encontrava-se estática frente a TV.

Nem mesmo Cher com seus looks fabulosos conseguia a acalmar, tinha que ficar sozinha justamente com Sasuke Uchiha? Naruto e Sasuke eram amigos de infância, logo tinha muita convivência com o garoto de cabelos escuros. Com o tempo, descobriu nutrir sentimentos pelo mesmo e sempre os reprimiu, nunca faria nada para atrapalhar a amizade de seu irmão, porém, tudo ruiu depois que fez dezessete anos.

Eles se beijaram, e depois do primeiro beijo, não pararam mais. Naruto nem sonhava com isso, apesar de bobo, era extremamente preocupado e ciumento com sua irmãzinha mais nova – eram gêmeos, e Naruto havia nascido cinco minutos antes, para constar – e por isso, costumava afugentar qualquer namoradinho que ela inventava de ter.

O que ele nunca imaginou foi que ela e seu melhor amigo estavam juntos, e continuaram por um bom tempo, sempre às escondidas. E quando algumas discussões começaram, decidiram romper qualquer indicio de quase relacionamento que tiveram, e isso fazia cerca de seis meses.

Havia completado dezoito anos, e cortado o longo cabelo, que antes roçava em sua cintura, e agora acariciava seu queixo. Partiu em uma jornada de mudanças para esquecê-lo, mas o sentimento ainda permanecia em si, então fazia de tudo para evitar vê-lo, mas as situações pareciam não colaborar para isso.

Ao soar de outro trovão se levantou e dirigiu-se ao quarto de seu irmão, onde sabia que o garoto estaria, incrivelmente não estava mais nervosa com a chuva, a ansiedade para rever Sasuke era maior. Deu dois toques na porta antes de abri-la, e como esperava, Sasuke estava sentado sobre a cama com alguns jogos na mão, encarando-a diretamente.  

- Oi – disse e segurou o braço esquerdo, estava tímida – Naruto tá na casa da Hinata, disse que só vai voltar quando a chuva passar – entregou o recado, e quando levantou os olhos ele ainda a observava, ouviu um trovão soar mais alto que os anteriores e não pode evitar que seu corpo estremecesse, mas antes que fizesse qualquer movimento, Sasuke se levantou e andou em sua direção

- Ainda tem medo de trovões, não? – murmurou ele erguendo o braço e depositando a mão em seu rosto, permitiu com que a cabeça caísse sob a mão dele e sentiu seu coração aquecer – Você ficou linda – completou ele, entendeu que ele se referia ao cabelo e sorriu bobamente, antes de despertar e se afastar

- Eu vou indo – gaguejou nervosamente, mas parou ao ouvir a voz dele soar novamente

- Para Sakura – ele disse, parecia temeroso, mas ainda assim aproximou-se de si – Eu vou engolir a porra do meu orgulho agora, mas preciso que você me ouça – abraçou seu corpo e virou-se para encara-lo, o garoto ainda parecia meio perdido, não era bom com palavras, mas tratou de se recompor – Eu amo você, cansei de fingir que não, ou de te olhar de longe e não poder te tocar, eu amava você de cabelo longo, você cortou seu cabelo e eu amei você de cabelo curto – disse se aproximando cada vez mais de si – Foi ai que eu percebi que amo você, de todas as formas, de todos os jeitos, e eu só quero ficar com você, e se eu tiver que encarar o Naruto para isso, eu vou – terminou e antes que tivesse qualquer reação a abraçou

- Eu amo você Sasuke – declarou e abraçou-o de volta, apertando forte o corpo dele, estava com tantas saudades que não conseguia expressar-se direito – Eu quero ficar com você – disse afundando o rosto no pescoço do mesmo e aspirando o cheiro que tanto amava

Sentiu Sasuke afastar-se um pouco, apenas para colar os lábios em sua testa, droga, não conseguiria ficar mais um segundo longe dele. E então aconteceu, seus lábios finalmente se tocaram e ela foi aos céus como sempre ia com ele. Levou as mãos a nuca do mesmo e o sentiu agarrar sua cintura forte, aquele beijo expressava bem mais que amor, expressava saudade, cumplicidade e alegria. Amava ele, e era isso.

Separou-se do mesmo e o arrastou correndo até seu quarto, antes mesmo de fechar a porta arrancou a blusa de seu pijama, não tinha vergonha dele fazia muito tempo, grudou-se nele e voltaram a beijar. O beijo antes saudoso agora se mostrava luxurioso, mostrava todo o desejo que fora reprimido pelos dois até chegarem ali.

Sasuke não demorou a tirar a blusa também, e ousado como sempre era, arrancou os calçados e a calça no processo. Não conseguiu evitar de fita-lo intensamente ali, seminu em seu quarto, fazia tanto tempo. Pulou em seu colo e passou suas pernas pela cintura do mesmo sentindo a pele quente entrar em contato com a sua, queria que ele a fizesse dele naquele momento e sempre.

Sentiu o colchão sob suas costas e o corpo de Sasuke pesar acima do seu, com a posição, a pélvis do mesmo roçou na sua e ela pode sentir toda excitação ali presente. O garoto agora mantinha uma mão em seu seio direito, enquanto que com a outra equilibrava seu peso, e sua boca traçava caminhos em seu pescoço.

Puxou-o para mais um beijo quando arfou longamente, ele havia levado os dedos até sua intimidade, e ali comprovou o quanto ela estava pronta para si. Antes que ele soltasse qualquer palavra alcançou seu criado mudo, e de lá retirou um pacote de camisinha que ele logo pôs-se a vestir, e ela, aproveitou para tirar o short e a calcinha que haviam sobrado em seu corpo.

Em seguida Sasuke veio e finalmente a completou, não evitou o gemido alto e longo, ele era perfeito para si, e ela para ele, não tinha discussão que provasse o contrário. Juntos e em sincronia movimentaram-se e gemeram entre arfadas, a chuva ainda caía torrencialmente do lado de fora, mas eles já não ouviam mais.

Beijaram-se enquanto ele aumentava a velocidade, seus corpos possuíam uma pequena camada de suor, mas aquilo não era problema para nenhum dos dois. Poucos minutos depois ela alcançou seu ápice o apertando e gemendo longamente, poucas estocadas depois Sasuke também chegou ao orgasmo.

E ali ficaram por uns segundos, com ele dentro de si e ela abraçada ao seu corpo, há tempos não sentia-se tão em casa quanto nos braços dele. Sentiu-o começar a levantar e seguir para o banheiro para descartar a camisinha usada e o esperou ali, ansiosa. Pouco tempo depois ele se jogou ao seu lado novamente e a abraçou, em seu rosto havia um sorriso bobo.

- Sasuke Uchiha com esse sorrisinho bobo? – indagou o encarando, o mesmo apenas assentiu e soltou um som equivalente ao de uma risada

- Efeito Sakura – respondeu-a, riu junto a ele e abraçou o tórax quente do mesmo e foi ai que notou que a tempestade do lado de fora aos poucos acalmava-se

- Não vai mais embora, por favor – pediu sentindo seus olhos lacrimejarem, queria-o por perto, não abriria mais mão disso

- Não vou a lugar algum sem você Sakura – confessou ele apoiando seu queixo sob os cabelos rosados.

E ali naquele quarto, juntos e finalmente em paz, adormeceram embalados um pelo corpo do outro.

 

- Não acredito que fui conivente com esse seu plano – murmurou o loiro emburrado, mas não conseguiu segurar o bico por muito tempo ao ver sua namorada rir

- Naruto-kun, pare de ser ciumento – repreendeu ela – O que importa é que a Sakura e o Sasuke se resolvam, eles se amam – concluiu observando o namorado assentir

- Não sei por quanto tempo aquele bastardo ia me esconder isso – murmurou ressentido antes de sua expressão mudar completamente – Justo minha irmãzinha – disse choroso, levando um cascudo fraco de Hinata em seguida, estavam na casa dela fazia algumas horas, era o combinado, deixar Sasuke e Sakura juntos e sozinhos, para finalmente colocarem os pingos nos i’s

- Essa chuva veio a calhar – comentou ela observando agora as gotas que caíam calmas, sem vestígios da tempestade anterior

- Quando algo tem que acontecer, o universo colabora – murmurou Naruto, assentiu e deitou-se no peito do namorado, desejando tudo de bom para sua amiga e Sasuke, eles mereciam ser felizes e livres para expressar tudo o que sentiam um pelo outro.

 

...


Notas Finais


E então pessoal, gostaram?
Hehehe coloquei o Narutinho no final só para mostrar que de bobo ele não tem nada
Espero voltar a escrever como antes, peço um pouquinho de paciência comigo <3
Espero que tenham gostado
Beijos e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...