História Rain (2MIN) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias SHINee
Personagens Minho Choi, Taemin Lee
Tags 2min, Minho, Romance, Taemin
Visualizações 20
Palavras 946
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, gente. Turu bom?

Adivinhem quem lembrou que tinha uma fic pra atualizar? kkk
Cap curtinho, mas melhor que nada u-u
Espero que gostem, bjs

Capítulo 7 - Deixa pra lá


Fanfic / Fanfiction Rain (2MIN) - Capítulo 7 - Deixa pra lá

Parte de mim estava determinada a deixar pra lá toda essa história de sentimentos e focar em coisas mais importantes, como a minha carreira. Porém a outra parte gritava e se esperneava, frustrada por ter perdido uma grande chance. Por mais que meu lado racional rebatesse tal atitude infantil, parecia que nada era suficiente para aliviar meu sofrimento interno. Criei mil explicações diferentes em minha cabeça, a fim de justificar o que acontecera e de como eu confundira as coisas, mas eu me recusava a acreditar que era realmente verdade. Ainda tinha uma lasca de esperança de que Taemin tivesse ao mínimo uma curiosidade sobre mim, só não era o momento certo ainda.  

Tentei mergulhar num coração de pedra numa tentativa inútil de me distrair dos pensamentos sobre Taemin, mas parecia que a vida decidira justamente naquele dia fazer-me lembrar dele a cada detalhe. Um gesto de uma colega sobre o cabelo, um toque de celular, um modo de segurar um copo... Soltei um riso sem humor, aquilo era patético. Sim, essa era uma palavra que me definia nos últimos dias, além de tantas outras. Tolo apaixonado, inseguro, chorão. Tantas definições e nada que eu pudesse fazer quanto a isso, como se estivesse destinado a continuar sendo inútil. Eu não deveria me maltratar assim, tais pensamentos só pioraria a situação. Mordi fortemente o lábio inferior e senti o gosto de sangue tomar minha boca, a dor repentina desanuviou minha mente por alguns instantes.

Meu humor estava péssimo e o clima chuvoso lá fora não ajudava em nada a situação. Fazia três dias que eu recebera a mensagem que não respondera. Taemin também não entrara em contato, ele não fazia do tipo que implorava atenção. No fundo eu estava triste por isso, era como se ele tivesse entendido que eu não me importava e abrira mão de tentar minha aprovação. Ou talvez ele tivesse percebido que eu ficara chateado e achou melhor me deixar sozinho. Fosse o que fosse, eu não estava nada feliz com aquilo.

Confesso que escrevi vários textos de resposta, entre eles alguns falsos desejando-lhe sorte e felicidades ao casal, mas aquilo me pareceu muito errado e não tive coragem de enviar nenhum. Também pensei em me declarar, abrir meu coração tentando descrever meus sentimentos com palavras bonitas, mas não me pareceu suficiente e muito menos justo com Taemin e sua escolha. Por fim, a única resposta que fui capaz de dar foi o silêncio. Um longo silêncio desconfortável que poderia por um fim a qualquer que fosse a pequena relação que começara a se estabelecer entre nós dois. Eu era um completo idiota e sabia disso.

 Meus colegas me convidaram para um Happy hour ao fim do expediente, falei que não estava afim de ir, mas eles não se deram por vencidos e me arrastaram em partes contra a minha vontade. Acabei aceitando que seria bom sair um pouco para esfriar a cabeça. No caminho, me dei conta de que, distraidamente, procurava avistar Taemin em algum lugar. Não sei porque a esperança boba, um desejo de que algum clichê acontecesse, que ele aparecesse em alguma esquina e viesse correndo para meus braços, que nossos olhares se cruzassem e então ele se desse conta de que estava perdidamente apaixonado por mim, mas não aconteceu, não houve nenhum sinal de Taemin naquela noite.

Cheguei em casa desolado, tentara me forçar a me divertir com meus colegas, até mesmo arriscara um flerte vergonhoso com um garçom, mas aquilo só me fez me sentir pior.  Abri o chat da conversa relendo a última mensagem que Taemin enviara, observei sua foto de perfil, escrevi uma saudação e a apaguei, jogando o celular para longe de mim. Encarei o teto com o peito apertado, lutei contra as lágrimas, mas elas teimaram em cair. Deixei que elas rolassem, talvez lavassem minha alma e me libertassem da dor do amor. Talvez eu chorasse o suficiente para esquecer e deixar pra lá, para superar e seguir em frente. Quem sabe quando eu acordasse no dia seguinte, já estaria bem novamente, como se fosse uma nova pessoa. É claro que eu estava errado mais uma vez. E me surpreendi quando a vida resolveu me pregar outra peça.

Meu celular vibrou e piscou com a notificação. Congelei ao mesmo tempo que meu coração disparou sem consentimento. Nem precisei desbloquear a tela para confirmar minha suspeita, era uma mensagem de Taemin. Respirei fundo várias vezes tentando me acalmar, enquanto minha mente imaginava milhares de coisas que ele poderia ter escrito. Meu coração levou outro golpe quando eu finalmente tive coragem de ler.

“Você está chateado comigo? ;-;

Por que não me responde? Sinto sua falta! <//3”

Eu estava surpreso e não sabia o que responder. Se eu o ignorasse novamente, talvez ele nunca mais falasse comigo. Resolvi agir como o idiota que eu sabia que era, usei como desculpa o trabalho, disse que andara ocupado e distraído com algumas coisas. Ele não pareceu muito convencido, mas não me questionou.

“Eu achei que tinha feito alguma coisa errada, fiquei triste por pensar que você não quisesse mais falar comigo”

Aquilo era pior do que eu havia imaginado. Eu odiava a ideia de Taemin triste, ainda mais por minha culpa. Pedi desculpas várias vezes alimentando minha pequena mentira e torci para que fosse suficiente para me redimir. Taemin achou que não.

“Você não irá escapar dessa tão fácil, hmpf. Vamos marcar algo para esse fds. Alguma sugestão?”

Resolvi tocar no assunto delicado. Era imaturo fazer aquela pergunta, mas eu estava curioso demais para ignorar. “Seu namorado também irá?”

Desta vez Taemin demorou um pouco mais para responder e, quando o fez, usou apenas duas palavras.

“Quem sabe”


Notas Finais


É isso por enquanto.

Até a próxima atualização que ninguém sabe quando rs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...