História Rascunhos e Pilotos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 1.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é um capitulo de uma história que meu amigo pediu que eu escrevesse pra ele, espero que gostem e espero que ele também goste ^^

Capítulo 4 - Muri Muri


Murilo Müller, um garoto formado a pouco na faculdade de medicina que conseguiu por muito esforço uma vaga no hospital Seattle Grace, ele ainda não conheceu o médico residente que irá lhe ajudar nas próximas semanas mas está muito entusiasmado pois sempre sonhou ser médico

Bem já que o ser chamado autora (cof minha amiga cof) já me apresentou acho que não tem muita coisa pra eu falar, bem, acho que tem sim, depois de me formar do colegial eu me mudei para um apartamento que ficava próximo a faculdade, quem disse que trabalhar numa livraria não traria dinheiro? Bem, quem disse isso estava ERRADO pois consegui dinheiro pra pagar varios meses de aluguel e comprar minha comidinha querida, claro que continuei trabalhando pra pagar meu lindo apartamento, não precisei me preocupar tanto com os gastos da faculdade pois consegui uma bolsa completa (ESTUDAR MUITO VALEU A PENA JESUS), bem voltando ao presente, vou me encontrar agora com alguns dos meus amigos da escola, fazia tempo que não os via.

Eu adentro o café e olho em volta, quando olho para uma mesa no fundo vejo alguns deles reunidos conversando, vou até os mesmos e bato minha mão na mesa fazendo todos pularem

Carol: que susto desgraça - com a mão no peito -

Samantha: vc não mudou nada né - limpando a bochecha com um guardanapo pois né, como sou mau dei susto enquanto ela retocava o batom �� -

Felipe: e então, conseguiu a vaga? - limpando o seu casaco com um guardanapo pois derrubou um pouco de café nele - ótimo vou cheirar a café o resto do dia

Esses são três de varios dos meus amigos de escola, mas óbvio que só os melhores mantiveram contato, Carol sempre foi a baixinha que dava conselhos bons e fazia piadas do cão, mesmo ela as vezes se achando burra eu achava ela inteligente, Samantha sempre parecia que iria trabalhar como estilista ou algo do tipo pois sempre andava arrumada não importa o lugar, dês do fundamental parecia que estava preparada pra caso alguém tirasse foto ela estaria linda e maravilhosa, Felipe sempre foi um despreocupado, um Otaku e Gamer viciado no computador, não me impressiona que tenha cursado Designe Gráfico

Eu me sentei já empurrando o Felipe pro lado já que era um cafezinho com aqueles banquinhos almofadados, eu fiquei olhando um pouco pra porta e depois olhei pras meninas

Murilo: a Sophia não vem? Ela que marcou ainda pra virmos aqui - me seguro pra não fazer uma cara feia pq tem criança por perto, e não quero que um funcionário venha me falar que minha cara tá incomodando os clientes -

Carol: ela disse que aconteceu um imprevisto, vc se lembra que ela teria que vir da Espanha pra cá né? Então, o avião dela teve que fazer um pouso de emergência e agora ela está presa numa cidade que ela nem lembrou o nome na hora que me ligou.

Felipe: me pergunto como ela consegue viajar tanto pra lá e pra cá - quando ele se mexe acaba esbarrando em mim e eu dou uma cotovelada nele, já não to bem e o ser esbarra em mim? Leva uma cotovelada e fica queto -

Murilo:  Diferente de você ela trabalha duro pra poder fazer essas viagens pra visitar a irmã, além disso ela tem todo o direito e viajar pra lá e pra cá com o dinheiro dela, assim como eu faria se tivesse din din  - só falando o que penso sobre isso pra eu não começar a chingar a companhia aérea por me impedir de ver minha amiga - bem, vamos pedir logo pq to com fome e já sou magro o bastante

Samantha: apresado, se já está assim num dia de folga imagina quando estiver trabalhando no hospital, não vai ter tempo pra gente - faz uma cara triste mas todos nós sabemos que é de brincadeira -

Murilo: aí ser, sempre vai ter tempo na minha agenda pra vcs, e bem, quando vamos conhecer as casinhas uns dos outros?

Carol: quando eu realmente achar uma casinha, ainda estou no dormitório, vc se esqueceu que eu e a Samantha ainda estamos fazendo cursos extras?

Felipe: eu tenho meu apartamentinho - faz uma mini dancinha - mas e aí? Poderíamos marcar um Cine cinema no apartamento do Murilo

Murilo: PQ NO MEU?! - se tem oportunidade de eu não ter que limpar uma bagunça dos outros faço escândalo mesmo, foda-se o lugar -

Felipe: pq vc não tem um síndico que não gosta de vc apenas por vc pintar o cabelo, outro dia eu tava chegando do trabalho e ele brigou comigo só pq meu carro estava alguns centímetros pro lado, E NÃO TEM NINGUÉM NA VAGA DO LADO O APARTAMENTO TÁ VAZIO

Tampo meu ouvido que não sou obrigado a escurar grito de ninguém, só os outros são obrigados a escutar os meus

Samantha: não grita sua jamanta

Felipe: Samantha cara de anta

Eu e Carol ficamos só olhando a briga dos dois até que me irrito e bato nos dois com minha pasta

Murilo: to com fome caralho chama logo a atendente e briguem quando estiverem lá na rua bem longe de mim - pego um cardápio lendo os tipos de doces e bebidas que tem - MEU DEUS!

Carol: que é criatura? - tira os olhos do celular e me olha -

Murilo: aqui tem o folhado de maçã que a Sophia me deu quando fui pra Londrina, pera - eu leio o nome do café no menu e vejo que é o mesmo do café que a Sophia me levou na primeira vez que fui ver ela - aquela ridícula

Samantha: vc não leu o nome quanto entrou?

Murilo: só vi o número do endereço e entrei tacando o Foda-se - chamo a atendente - quero três desses e um suco de uva bem docinho por favor - gente sou educado diferente do cão que está do meu lado -

Samantha: vou querer um croissant de chocolate e um capuccino com bastante espuma por favor

Carol: croissant de chocolate e um chocolate quente com marshmalw - me pergunto como meu rolinho ainda não ta com diabetes -

Felipe: um Bolo de chocolate e um café preto - todos olham pra ele como se fosse louco - que foi?

Todos: nada

A atendente vai para a parte de trás preparar nossos pedidos, olho pra Carol e falo

Murilo: vc cresceu

Carol me olha, eu olho ela, ela faz cara feia e me mostra o dedo do meio

Carol: chato, cansei já dessa piada - enfia a cara no celular e me ignora -

Samantha: e aí Murilo, em qual hospital vc foi aceito?

Murilo: Seattle Grace - falo no automático enquanto mando mensagem pra Sophia pra ela me dar sinal de vida -

Felipe: foi o que vc tanto queria não é mesmo? - ele me olha -

Murilo: foi, e olha que ele é um dos melhores hospitais da cidade, eu ainda não acredito que fui aceito lá - guardo o celular depois da Sophia ter me dito que conseguiu um novo voo e logo estaria embarcando - hmm pergunta, vcs se lembram no que o ser chamado pia se formou?

Carol: acho que ao mesmo tempo que cursou Biologia ela fez um pouco de engenharia química, mas não lembro em qual dos cursos ela ainda está estudando, ela se formou em um enquanto que o outro ela começou mais tarde - arruma os óculos que já estavam caindo - mas pq tão de repente  essa curiosidade?

Murilo: ela não tinha me contado só isso - dou de ombros -

Depois de termos comido e bebido (e o Felipe ter roubado um dos meus folhados enquanto fui no banheiro, levou um belo tapa na cabeça), nos despedimos e fomos para nossas casinhas, quando chego depois de fechar a porta só tiro meus sapatos nem vendo onde os joguei, tiro o casaco e me jogo no sofá ligando a TV no canal de notícias

"O hospital Seattle Grace é nomeado novamente como o hospital com melhor atendimento médico em Seattle e menos mortes nos últimos 6 meses"

Ponho a televisão no mudo e já começo a pensar no que vou fazer de janta, Oq vou vestir amanhã no meu primeiro dia, minha cabeça estava a mil enquanto que meu corpo parecia uma pedra, depois de ficar minutos discutindo comigo mesmo decido ganhar alguma vergonha na cara e me levanto indo tomar um banho, pq fiquei sem dinheiro pro táxi e tive que voltar a pé pro meu apartamentinho e agora estou podre igual ao gambá que morreu perto das lixeiras

Depois de um bom banho, uma ótima janta (miojo pq to com preguiça) e assistir mais alguns episódios de algumas das minhas series favoritas vou dormir pra estar bem descansado para o dia de amanhã.

 


Notas Finais


Bjs meus queridos leitores, até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...