1. Spirit Fanfics >
  2. Rastros de Mentiras ( imagine Suga, Jungkook Jimin, INCESTO) >
  3. A caçadora de almas.

História Rastros de Mentiras ( imagine Suga, Jungkook Jimin, INCESTO) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


╭═• ೋஜ•✧๑🖤⚜🖤๑✧•ஜೋ •══╮

    ೫๑》𝔀𝓮𝓵𝓬𝓸𝓶𝓮 𝓽𝓸 𝓪𝓷𝓸𝓽𝓱𝓮𝓻 𝓬𝓱𝓪𝓹𝓽𝓮𝓻!《๑೫

╰══• ೋஜ•✧๑🖤⚜🖤๑✧•ஜೋ •══╯

Capítulo 17 - A caçadora de almas.


Fanfic / Fanfiction Rastros de Mentiras ( imagine Suga, Jungkook Jimin, INCESTO) - Capítulo 17 - A caçadora de almas.

🏡ENQUANTO ISSO NA CASA DO SEHUN...🏡

SEHUN P-O-V

Eu estava sentado na frente de nossa casa, com os pés em um balde de água, pois estava muito quente aquela tarde de sábado, estava conversando com meu irmão Baek, quando logo avisto S/N, Jungkook e um garoto alto com cabelos avermelhados e orelhas grandes, fico um pouco envergonhado de eles me verem assim, mas meu irmão logo manda eles entrarem e se sentarem ali mesmo na área da nossa casa.

S/N:_ olá! Sehun nós viemos ti fazer uma visita! – fala toda alegre por ver Sehun.

Sehun:_ oi S/N! Que bom uma visita sua... – fala corado e todo envergonhado olhando pra baixo.

Jungkook:_ é visita do Kookie aqui e do Chany também!

Baek:_ hm... Para... O Sehun receber uma visita ilustre de uma garota como a S/N, não é todo dia que isso acontece!

Sehun:_ aish Baekhyung? Menos bem menos, por favor.

Jungkook:_ o ilustre aqui sou eu! – diz piscando o olho para o Chany.

Baek:_ então gente vocês estão com sede?

Chany:_ é estamos sim! – responde se abandando com as mãos.

Baek:_ em maninho que tal nós pegar uns limões lá do fundo do quintal da nossa vizinha pra fazer uma limonada hm?

Sehun:_ ih... Não sei não! A Omma já brigou com nós por causa disso, essa velha é macumbeira, eu tenho medo dela Baek, esperem que eu vou na venda da esquina e vou comprar um refrigerante pra nós!

Jungkook:_ aigo! Tu és mesmo um frouxo né Sehun, a gente não quer refrigerante, a gente quer limonada dos limões da vizinha macumbeira. Vem Chany a gente vai pegar os limões pra você Baek, e a S/N faz a limonada, feito? – Diz indo em direção aos fundos do pátio da casa dos meninos.

Baek:_ ok! Vamos!? Então eu ajudo vocês meninos. – diz indo na frente dos dois.

S/N:_ vish... Sehun cadê o Suho em? – fala com um tom preocupante.

Sehun:_ ele está trabalhando, hoje ele pegou plantão no posto, S/N já vi que isso vai da merda, vem vamos atrás deles. – vão atrás dos meninos.

Eu senti que ia dar merda isso, eu fui atrás dos meninos e quando vi o Jungkook e Chany tinham subido no muro que tem de divisória da nossa casa, pois o limoeiro ficava entre a divisa, e tinha uns galhos que passava para o lado do quintal, e a nossa vizinha tem um cachorro, eu abri a boca pra falar sobre o cão o Baek diz para os dois se cuidarem do cachorro que a velha tinha amarrado perto do limoeiro.

Jungkook:_ eu não tô vendo cachorro nenhum aqui? – diz de pé em cima do muro.

Baek:_ serio? Não tem animal nenhum aí? – pergunta enquanto subia no muro.

Chany:_ não mesmo! – fala já do outro lado analisando o restante do pátio da vizinha.

S/N:_ Chany passa logo pra cá! O que você quer aí no pátio dos outros? O trato era de vocês pegarem os limões e não invadir o terreno! – diz em cima de uns tijolos que tinham empilhado.

Jungkook:_ gente vem logo aqui ver isso! – chama de lá da área da casa da senhora.

Sehun:_ ai meu Deus do céu! S/N olha lá onde o Kookie está! – olha pra S/N que já esta pulando o muro e indo atrás dos meninos.

Chany:_ gente o que é isso? Essa velha só pode ser doida mesmo!? Cara olha só isso véi? – Diz abrindo a porta.

Baek:_ gente essa velha é macumbeira mesmo, está vendo Sehun? E a Omma nunca acreditou. – fala baixinho para Sehun que esta meio longe deles um pouco desconfiado.

Sehun:_ anda logo com isso gente, vou embora daqui, eu e a S/N vamos indo. – fica todo espiado e com medo.

S/N:_ eu não Sehun, eu vou com os meninos, nunca entrei na casa de uma macumbeira. – diz seguindo os meninos que entravam na casa que parecia abandonada.

Jungkook:_ anda logo Sehun! Fica aí se fazendo! Vem duma vez! – fala fazendo sinal com as mãos.

Eles estraram dentro da casa da vizinha estranha, e logo avistaram uma porção de peças de bonecas, jogadas no cômodo da casa onde a senhora mantem sua lavanderia, logo eles passaram pra cozinha da casa, e eu estava atrás deles, estava com medo, a Omma sempre disse pra nós não fazer isso, e isso era errado invadir a casa dos outros, ainda mais dessa senhora estranha.

Tinha várias plantas e folhagem por toda a casa, eles iam à frente caminhando e olhando tudo em volta, o Jungkook mexia em tudo, foram na sala onde tinha vários porta-retratos antigos e mais bonecas sobre o sofá. Às imagens das bonecas eram de arrepiar porque estavam todas danificadas, sujas, sem olhos, cabelos e tinha varias partes dos corpos delas espalhadas pela sala; logo Jungkook resolveu ir pra um quarto que estava escuro, ele foi em direção ao corredor e nós atrás dele.

Quando de repente um barulho alto surge perto de nós, o barulho era semelhante de um vaso caindo, se quebrando ao chão, eles se assustam e gritam entrando em direção ao quarto escuro que tinha ali e eu claro mais assustado que todos fui atrás, e Baek fecha a porta, e nós ficamos no escuro, não sabíamos onde ficava pra ligar a luz daquele cômodo, e logo ouvimos barulhos de coisas, que parecia arranhando, mas era os galhos de uma arvore que raspava no telhado do quarto.

Estávamos com medo e claro desconfiados de tudo e quando Chany olha para a única claridade que tinha que era embaixo da porta, ele viu vultos e quando ele falou parece que todos nós sentimos a mesma coisa, eu mais, por que estava com um medo que nunca senti na vida, nós nos encolhemos uns nos outros, a S/N se encolhia mais e chamava pelo Jungkook.

Estávamos com muito medo, quando de repente escutamos um miado, nós nos olhamos e o Jungkook respirou aliviado e disse que era o gato da velha que tinha derrubado uma de suas folhagens e feito o barulho, e era ele que estava na porta querendo entrar. Até que tinha logica o que ele falou, então eu também me acalmei em saber que tinha sido o gato. Chany começa a procurar a luz do quarto até que ele acha a chave da luz. Quando ele acendeu a luz nós levamos um susto tão grande, mas tão grande que saímos correndo.

O quarto estava cheio de bonecas, brinquedos e mascaras assustadora e uma quantidade de objetos, o que mais deixava o quarto cheio e com aspecto assustador. Nós começamos a gritar desesperadamente, quando Baek consegue abrir a porta S/N em prantos se agarra em Jungkook e saem correndo em direção ao corredor e nós mais atrás, só que eles Jungkook e a S/N pararam e nós acabamos trompando nos dois e caindo no chão, e só então fomos perceber que eles tinham dado de cara com uma velha baixa magra com cabelos brancos e um chapéu velho, ela tinha um olhar frio, um nariz horrível, os dentes dela eram sujos, tinha barba em meio às rugas de expressão de seu rosto, ela segurava uma perna de uma boneca na mão.

Nós ficamos tão apavorados que Jungkook derruba uma estante cheia de coisas e pula por cima, e nós todos vamos atrás dele, a velha fica gritando, mas não dávamos pra ouvir o que ela dizia, por causa dos nossos gritos, nós fomos correndo em direção o muro que nós aviamos pulado, quando o cachorro da velha surge do nada e começa a correr atrás.

Chany era o ultimo a correr, S/N demorou a pular, pois ela tinha as pernas curtas por ela ser baixinha, Jungkook deu um puxão no braço dela que fez subir a força, de tão desesperados que e eles estavam; eu nem sei como eu pulei aquele muro só sei que já estava do outro lado e estava apavorado, mas o cachorro conseguiu se pendurada nas pernas de Chany, que ficou dependurado no muro entre o pátio nosso e o pátio da velha, o cachorro estava mordendo a pena dele, ele gritava e pedia por socorro.

O Baek então pegou um tijolo e jogou na direção do animal tentando assusta-lo por sorte conseguiu o fazer largar da perna de Chany, que consegue se livrar do cão e pula para o outro lado. Nós entramos correndo dentro de casa e nos trancamos, fechando todas as portas e janelas, sentamos no sofá todos ofegantes tentando recuperar o folego.

Sehun:_ eu falei pra vocês, eu avisei que isso ia dar merda! – diz ainda cansado.

Chany:_ aii! Minha perna, eu acho que a perdi, como dói...  – fala em prantos segurando a perna.

Jungkook:_ nossa Chany, é bom tu nem olhar o estrago que aquele demônio fez aí! – olha apavorado.

S/N:_ estrago, foi o que você fez em min, estou até agora com dor nos braços por você ter me puxado. – fica choramingando.

Jungkook:_ também ninguém manda você ser baixinha perna curta!

Baek:_ gente calma, e se essa velha resolve vir atrás da gente? Sei lá, vai que aquelas bonecas e brinquedos sejam pessoas que ela transformou, tipo tirou a alma delas, ela pode ser uma caçadora de almas. – fala colocando a mão no queixo.

Sehun:_ não viaja Baek! Isso já foi demais por hoje, não sei, mas eu sempre tive medo dela, você sabe né, quando ela faz aquelas fogueiras no fundo do pátio, isso é estranho... – Diz pegando um algodão e umedecendo no álcool pra passar na perna do Chany.

Chany:_ Ahaaa! Meu Deus se quer me matar Sehun!? – Grita desesperado.

Sehun:_ não né, mas se nós não desinfetarmos isso aí, vai acabar infeccionando, e também o cachorro da macumbeira lá pode está com a raiva. Olha! Eu vou limpar aqui e fazer um curativo, mas depois tu vais ao hospital tomar uma vacina antitetânica, ok? – fala olhando nos olhos de Chany.

S/N:_ gente?! Vocês escutaram isso? – fala se agarrando no braço do Jungkook.

_ O que? – Todos perguntam juntos.

S/N:_ uma batida na porta!

Baek:_ calma eu vou ver quem éh! – vai em direção à porta, pra ver quem estava batendo, todos ficam com os olhos arregalados e em silencio, esperando uma reposta de Baek.

Chany:_ é ela! É ela, eu tenho certeza!

Baek:_ pqp véi! É ela! É ela!

Jungkook:_ ela veio atrás de nós, S/N vamos fugir vem! Eu não vou deixar ela nos pegar nem que eu tenha que matar ela!

O Jungkook pegou na mão da S/N e subiu correndo as escadas, nós sem pensar fomos atrás deles, mas Chany ele estava com a perna machucada e mesmo assim ele levanta as presas para seguir a gente, mas ele tropeça na quina do sofá, e caí, e eu quando percebi que ele estava no chão e voltei para ajudar, eu não podia deixar ele ali pra macumbeira pegar ele, nós subimos as escadas e entramos no quarto da Omma e ficamos juntos com os outros, estávamos com muito medo. Nós sentados no cantinho atrás do roupeiro todos juntinhos, até que o Baek me faz uma pergunta onde acabou com meu coração, naquele momento eu apertei, quase desmaiei.

Baek:_ Sehun? Você trancou a porta da cozinha né? – pergunta aflito.

Sehun:_ não, eu não tranquei por quê?

Baek:_ há meu Deus Sehun, é agora que ela pega a gente! – põe a mão na cabeça entre os joelhos fica encolhidinho.

Começamos a escutar rangidos dos degraus da escada, barulhos tipo passos no assoalho e latidos do cachorro que tinha atacado Chany, os barulhos ficam cada vez mais perto, minhas mãos suavam agarradas nos meus joelhos, a S/N começa a chorar, a maçaneta da porta se meche, os latidos ficam mais altos e intensos, a porta é aberta, e os passos se intensificam, uma sombra se aproxima e eu fecho os olhos e começo a gritar junto com os outros.

_ Ahhhhhh!!! – todos gritam juntos.

Suho:_ Minha nossa senhora Sehunna o que é isso? Querem me matar do coração! – diz colocando as duas mãos no peito.

Baek:_ ai graças Deus é você Omma... – levanta e abraça Suho, logo em seguida todos levantam e abraçam o mesmo.

Suho:_ mas por quê? O que vocês estão fazendo no meu quarto?

Baek:_ vish! Omma é um historia muito longa...

Suho:_ hm... O que vocês aprontaram em? Sehun Baek eu conheço essas caras... Olha que a chinela ti acha menino, menino... Agora saem do meu quarto que eu quero tomar um banho e me trocar.

Nós saímos aliviados e fomos para a sala, em seguida a Omma desce.

Suho:_ ain que calor! Porque a casa está toda fechada em meninos? – fala abrindo as janelas.

Baek:_ Ha! É que a gente tinha saído Omma! – diz olhando para os meninos.

Suho:_ hm sei... Estão com fome crianças, vocês comeram algumas coisas em?

Sehun:_ pior Omma a gente nem almoçou; bem que você poderia fazer alguma coisa pra nós!

Suho:_ mas vocês em?! Sehun se não é eu nessa casa eu não sei! –  fala indo em direção à cozinha para fazer algo pra eles comerem.

A Omma logo chamou todos para lanchar, que por sinal estava muito bom, eu amo quando minha Omma faz as coisas pra nós, depois do lanche eu convidei a S/N para dar uma volta, nós dois fomos à praça do bairro, onde tinha um gramado e varias arvores, nós ficamos ali conversando sobre varias coisas, e aos poucos fui percebendo que tínhamos varias coisa em comum.

Nós ficamos um tempo nos olhando, quando do nada aparece Jungkook, Chany e Baek, os três sentam do lado da S/N, e começam a zoar Chany, pelo acontecido mais cedo, do cachorro ter mordido ele, Chany fica bravo e começa a dar socos no Jungkook, eles acabam se rolando na grama igual umas crianças e a tarde foi bem agradável pra nós.

Nós ficamos deitados na grama olhando para o céu imaginando desenhos nas nuvens, quando o celular do Chany toca e ele atende, era a mãe dele avisando pra ele não se atrasar, pois eles iriam a um jantar na casa dos seus avós, Chany convida S/N e Jungkook para irem embora com ele, e já estava tarde então os dois concordaram e se despediram de min e do meu irmão, e seguiram para o metro, hoje foi um dia muito louco.


Notas Finais


⊰᯽⊱┈☆○o。........:*🖤⚜🖤 *:........。o○o☆┈⊰᯽⊱
𝕰𝖓𝖙𝖆𝖔 𝖊 𝖎𝖘𝖘𝖔 𝖒𝖊𝖚𝖘 𝖆𝖒𝖔𝖗𝖊𝖘! 𝕸𝖊 𝖉𝖊𝖘𝖈𝖚𝖑𝖕𝖊𝖒 𝖔𝖘 𝖊𝖗𝖗𝖔𝖘 𝖊 𝖆𝖙𝖊 𝖔 𝖕𝖗𝖔𝖝𝖎𝖒𝖔 𝖈𝖆𝖕𝖎𝖙𝖚𝖑𝖔!

┊┊┊┊

┊┊┊❁

┊┊🖤  ೋ๑┋🖤⚜🖤┋๑ೋ

┊┊               .   

┊❁  °

⚜.      🖤       *    ·

         ⚜τнänκ чöü🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...