História Razão e Sensibilidade - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Homem de Ferro (Iron Man), O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), X-Men
Personagens Anthony "Tony" Stark, Dr. Bruce Banner (Hulk), Dr. Henry "Hank" McCoy (Fera), Edwin Jarvis, James "Logan" Howlett (Wolverine), Nick Fury, Pepper Potts, Personagens Originais, Professor Charles Xavier, Steve Rogers
Tags Scienceboyfriends, Sciencefromthehearth, Stanner, Tonyxbruce
Visualizações 13
Palavras 2.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"A flor que desabrocha na adversidade é a mais bela e rara de todas" foram as palavras ditas pelo sexto imperador da dinastia Wei a seu general a repeito dos grandes feitos da heroina Hua Mulan na China do século VI, o mesmo pode se dizer de uma pessoa que sobreviveu a mais terrível de todas as provações que vida lhe impõe. Nesse capítulo graças a dedicação e o amor Banner, Tony recupera a sua razão de viver e muda completa sua postura perante os desafios da vida. Tenham uma boa leitura!

Capítulo 6 - Seu Amor me trouxe de volta à vida


Fanfic / Fanfiction Razão e Sensibilidade - Capítulo 6 - Seu Amor me trouxe de volta à vida

As primeiras brisas de outono sopram as árvores que tinham suas folhas verdes e radiantes começam a ganhar tonalidades douradas e escarlates um cenário perfeito para quem busca recuperação espiritual e emocional, motivado a fazer alguma coisa para salvar seu amado do estado inerte em que se encontra Banner decide levar Tony para esparecer levando a um parque isolado por enquanto para evitar tumuto.

- Isso vai ser ótimo, você vai respirar ar puro, ver e ouvir um pouco de natureza, se você quiser podemos até andar um pouco de bicicleta, o que acha?, hum!.- sugeriu o cientista entusiasmado enquanto penteia os cabelos do moreno e o beija na bochecha.

Aaaah não Brucito eu tô com ânimo para isso eu... quero ficar deitado na cama.- reclama Tony gemendo, mas o doutor insiste.

- Não senhor!, assim como você me ajudou a sair da fossa eu também não vou desistir de você, coragem meu amor.- responde Banner levando o engenheiro da cama e o beijando na boca. Stark esboça um leve sorriso e acompanha o cientista, que leva-o para um carro conversível rumo a um parque florestal sossegado, Banner ativa o GPS e pesquisa um mais próximo da residência de Tony e chegando ao destino o cientista percebe que parque estava deserto e  pega alguns acessórios  no carro e o seu namorado que estava incomodado com a situação, mas derrepente o engenheiro olha levemente para o lado e fixa sua visão em Banner da forma como a luz do sol o iluminava, a forma que o vento afagava seus cabelos, a meiguice de como ele segurava a sua mão e na forma carinhosa como ele o observava, tudo isso fez com que Tony  abrisse um sorriso e segura forte na mão do doutor. 

- Ótimo esse é o espírito, agora vem comigo.- conduz o cientista para o meio de uma clareira entre as árvores de folhagens douradas e lá ele estende uma lona xadrez no gramado e se deita junto com seu namorado e fica olhando as nuvens que pairava acima deles, o vento fresco trazia um perfume de orvalho e flores fazendo Bruce ficar animado com o que estava a frente e diz: 

- Tony você sente esse cheiro é orvalho proveniente de terra úmida deve haver um rio ou lago aqui por perto o que você acha da gente ir lá se refrescar?eu trouxe uns calções de banho.- sugere Bruce.

- Nadar? é... não sei... eu... - hesita o milionário, mas o doutor o convence do contrário e caminhando alguns passos eles se deparam com um grande rio de águas cristalinas.

- Noossa! Ha ha agora é que eu estou entusiasmadao.- excama  Banner com alegria. Voltando ao lugar onde estavam o cientista tira as roupas ficando só com a cueca e põe um calção de banho que embora fosse largo acentua de leve suas nádegas acendendo uma fagulha de paixão no engenheiro que ainda estava com o pensamento distante, Tony também põe uma das bermudas e segue Banner para o rio. O doutor se aproxima e entra na água e mergulha para testar a temperatura do rio o homem vem a tona estendendo o braço e chamando o seu namorado.

- Vem meu bem!, a água está ótima.- chama Banner pelo engenheiro com um belo sorriso em sua face, igual a um gorotinho amedrontado, mas confiando na única pessoa que ama, Tony entra na correnteza do rio até onde seu amado estava, mas dando alguns passos ele escorrega em em pedra lisa e cai de boca no ombro do cientista: 

- Oopa! Ha ha ha você está bem?.- pergunta Bruce o segurando nos braços, mas aproveitando a pose o milionário empurra o seu companheiro e juntos megulham dando um belo e demorado beijo subaquático. Ambos emergem e Banner fica feliz ao ver que o moreno  consegue voltar a sorrir:

- Você é louco?, quase afogamos, quer me matar é?. - pergunta o doutor rindo.

- Quero!, mas de muito amor, quero te sufocar nos meus beijos, você é a única pessoa que me traz paz Brucito, te amo!.- Responde Tony abraçando a cintura e olhando nos olhos do seu companheiro. - E pelo visto você me devolveu a alegria de viver também.- completa o engenheiro fazendo seu namorado corar. Depois de um bom tempo nadando de mãos dadas e brincar de jogar água um no outro, juntos retornam a clareira onde estavam e se deitam lado a lado sobre a lona e começam tentar adivinhar como exergavam o formato das nuvens do céu, seus corpos gelados e úmidos eram suavemente aquecidos pela luz do sol assim como seus sentimentos foram se fortalecendo graças a esse contato íntimo que aos poucos um foi demonstrando ao outro atevés de confissões e segredos expostos alguns tristes, outros agradáveis, engraçados inconciêntemente Stark segura,acaricia e beija a mão de Bruce com fervor que fica por cima dele e olha com ternura para o engenheiro e beija demoradamente a sua boca o milionário desliza suas mãos pelo dorso de Banner e as repusa no cós de seu calção. O doutor apoia a nuca do moreno em sua mão e a livre acaricia o rosto do mesmo. Quando as coisas começaram a tomar um rumo mais erótico Banner interrompe os estimulos e fala: 

- Não, não, aqui neste lugar não, pode aparecer outras pessoas, tenha calma.- aconselha o doutor olhando para os lados.

- Certo, mas essa noite quero te ter amor.- pede Tony a seu namorado beijando seu externo.

- Amor é... agora que vejo que você se recuperou mais, hã eu queria saber quando é que você vai assumir nosso namoro... eu percebi que Pepper olha para você de uma maneira bem desejosa se é que você me entende.- explica o doutor, Tony olha para ele , sorri e o testa: 

- Ha! ha!, será que existe a possibilidade de  nós sermos um trisal?

- NEM PENSAR!!.- responde Banner sem pestanejar cortando a brincadeira de Stark. 

- Ha!, ha! ha!, tá com ciúmes meu mozinho?. - pergunta o engenheiro beijando a testa do doutor. 

- Eu não te divido com ninguém, cê tá me ouvindo?, com ninguém!.- disse Bruce segurando o rosto de seu namorado entre as mãos e beijando sua boca.

- Amo isso em você, tudo é por que...- constata o engenheiro quando é interrompido por seu amado.  

- Sim é quem ama cuida e com muito zelo.

- AI!, como eu adoro quando você diz que me ama.- diz com entusiasmo o milionário.

- Mas eu nunca ouvi você dizer que ama também, vai se declara pra mim. Fala!. - pede Banner a seu namorado enquanto apoia as duas mãos na nuca e deita na lona, Tony se deita entre as pernas do doutor e diz no pé do ouvido do mesmo.

- Eu te amo doutor Bruce Banner e muito, tá sentindo ele crescer.- falava Stark roçando sua ereção na entrada do cientista que o repreende.

- Eeeei, danadinho já falei que aqui não, a gente corre o risco de sermos vistos, tá afim de ver a nossa intimidade nas capas das revistas, jornais e na internete?

-  Mas eu te amo Brucito!, não tô me aguentando mais, tô morrendo de vontade de transar com você. - revela o engenheiro.

- Ai tá bom!, bora pra casa então e lá a gente resolve esse dilema então.- sugere o doutor tirando o calção molhado e pondo roupas secas, o mesmo fez o milionário e os dois abraçados caminham pelo parque e entram no carro de volta a mansão Stark. 

"Eu andava morto, preso em minha cabeça

Eu não conseguia sair, apague as luzes

As vozes lá dentro eram tão altas

Preciso de um empurrão, insanidade, não conseguia me sentir

Desejaria poder desaparecer

As vozes lá dentro eram tão reais

Mas você permaneceu ao meu lado

Noite após noite, noite após noite

Seu amor me devolveu à vida, à vida

Do coma, a espera acabou

Seu amor me devolveu à vida, à vida

Do coma, somos amantes de novo essa noite

Me devolveu à vida, me devolveu à vida, me devolveu à vida, yeah

Me despertou, um toque, e me senti vivo

O amor me devolveu a vida, me devolveu a vida, achei que morreria

As vozes lá dentro ficaram tão tranquilas

Mas você permaneceu ao meu lado

Noite após noite, noite após noite

Seu amor me devolveu à vida, à vida

Do coma, a espera acabou

Seu amor me devolveu à vida, à vida

Do coma, somos amantes de novo essa noite

Mão forte, pele grossa, e um coração aberto

Você viu através da dor, viu através da máscara

Você nunca desistiu de mim

A vida, a vida

Do coma, a espera acabou

Seu amor me devolveu à vida, à vida

Do coma, somos amantes de novo essa noite

Me devolveu à vida, me devolveu à vida

Me devolveu à vida, me devolveu à vida, me devolveu à vida, yeah"


Chegando em casa mais animado e demonstrando que começou a lidar melhor com a situação, Tony entra na sala e dá de cara com sua assistente Pepper esperando na sala de estar, Bruce vai até a cozinha preparar algo para o jantar e deixa os dois à sós.

- Senhorita Potts precisamos conversar. - avisa o milionário. 

- Do que se trata Sr Stark?, algo sobre a empresa?.- questiona Pepper um pouco apreensiva.

- Não, se trata de algo que não existe e nem existirá, não na forma que você deseja.- argumenta o moreno, para sua assistente confusa.

- Não estou entendendo nada Tony, do que você está falando?. 

- De "nóis dois", eu sei que por anos você tem cuidado de mim, eu era e ainda sou uma pessoa complicada e você não faz ideia de quanto eu sou grato por tudo que fez por mim, mas nossa relação é puramente profissional eu te contratei para ser minha governanta e por muitas vezes eu te obriguei a execeder seu papel nessa casa e na empresa, mas o que verdadeiramente quero de você é a sua sincera amizade, nada a mais além disso. - explica Tony segurando a mão da loira que nesse exato momento vem a sua cabeça as lembranças das palavras de Juno:

- "Filha, eu sei dos sentimentos que você nutre em relação a Tony, mas eu prefiro que ele mesmo te revele isso quando o mesmo se sentir melhor, mas eu a previno de que esteja preparada para possíveis desilusões amorosas, eu a aconselho a se desfazer desses sentimentos antes que eles te machuquem severamente".  Pepper se levanta o pufe onde estava sentada solta a mão do moreno e vira-se de costas para ele e respira profundamente em sinal de decepção e fala: 

- É o Dr Banner não é? É a ele que você... verdadeiramente... gosta? 

- Na verdade eu... amo ele e quero construir algo sólido com ele. A estas palavras a mulher se retira as pressas em silêncio do recinto sem ao menos olhar para trás. O milionário ainda tenta chama-la mas é inútil, Happy corre atrás  dela para ao menos deixa-la em casa ou a qualquer outro lugar que queira ir. Stark baixa a cabeça e respira fundo e vai até a cozinha saber o que seu namorado está preparando para o jantar.

Longe dali em um jardim florido e iluminado por lampiões e luminárias um delicado vagalume vôa e pousa no dedo de Juno que veio visitar seus afiliados, quando repentinamente uma brisa golpea seu rosto fazendo levantar alguns fios de cabelo, o vagalume segue seu caminho e o ser celeste se senta em um sofá artesanal pondo uma almofada em seu colo como se estivesse se preparando para o que viria. Alguns minutos se passam ele ouve sons de passos apressados sobre a grama acompanhados de soluços, o anjo olha para o lado e vê uma moça completamente arrasada que procura afogar sua dor em seu colo luminoso já preparado com o apoio do travesseiro a moça é Pepper que entre soluços e suspiros conta o que aconteceu até encontra-lo nos jardins da Mansão Xavier. Exugando as suas lágrimas com um lenço de linho o Serafim a consola:

- Calma tudo vai bem! Não existe nesse mundo dores das quais os humanos não podem carregar, todas são proporcionais a força que cada um possui e eu sei que pode superar essa. Foi bem melhor assim acredite, Tony fez com que você despertasse para vida antes que você se machucasse sério por uma ilusão. Tudo isso foi causada pelas grandes expectativas que você investiu em uma relação que não existia, dando mais atenção a sinais fúteis do que a própria realidade. Eu sei que doi agora mas tudo isso vai passar a partir do momento em que você se der conta de que não perdeu nada, só foi uma mera ilusão em outras palavras você se apaixonou por uma miragem. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...