História Royal Family - (Camren) (1 e 2 temporada) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes
Tags Amor, Camren, Fanfic, Laustin, Norminah, Reino, Semi, Shawmila, Shawstin, Shipper, Vercy
Visualizações 799
Palavras 1.392
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I'm back little suiceds.

Capítulo 20 - Capítulo 15


Camila Cabello Poin't of Views


– Teremos ótimas visitas, crianças. - Mamãe falou, enquanto comia mais um pedaço da sua fatia do bolo de chocolate, e eu tendo que me contentar com uma torrada e geleia de morango. Que vida injusta!

— Da última vez, a senhora disse a mesma coisa.- falei jogando no ar, pegasse quem quisesse.

– Karla Camila! - minha mãe falou fazendo meu sangue fervilhar, eu odiava quando ela me repreendia usando o "Karla". - Essa não foi a educação que eu e se pai, lhe damos. 

— Tá, tá. Qual é a visita? - eu estava no meu período "estressada", quer dizer...eu sempre estava estressada, só que agora eu ficaria mais estressada que o normal, por mais 7 dias. Argh!

– Demetria e Selena, estão à caminho do castelo. - e assim eu pude me acalmar um pouco. Finalmente, duas pessoas que me entendiam plenamente, eu amava aquelas duas! Demi é minha prima e Selena sua melhor amiga, que também acabou virando uma grande amiga para mim, ambas são princesas, Demi é princesa da Rússia e Selena da França, elas vivem mais juntas que tudo, já que Demi está a pouquíssimos passos da realeza e Lena não está muito diferente, elas aproveitam o máximo, nenhuma das duas ama realmente seus pretendentes, mas aceitaram pois queriam agradar tia Dianna e a mama de Lena, que por acaso eu esqueci o nome no momento.

— Graças aos céus! E quando chegarão?- falei não podendo esconder a empolgação em minha voz, eu estava ansiosa e precisava de doces.

– Hum...agora está mais calminha é? - Papai falou com um sorrisinho nos lábios.

— Papa, por favor, quando elas chegarão? - falei tentando não perder a paciência com ele.

– Amanhã a noite. Faremos uma pequena festa de boas vindas, e quero que você e Lauren decorem  a mesma. - dito isso ouvi algumas tosses vindo do meu lado direito, olhei para o mesmo e vi Lauren Camarão, ela estava morrendo de novo. Dei leves batidas em suas costas e ajudei, a entalada, a se acalmar. Depois de já calma, ela tomou uma taça cheia d'agua.

– Olha, eu espero que os senhores não se assustem muito, com as engasgadas de Lauren, isso é normal, ela sempre se engasga quando recebe uma notícia muito boa ou...- ele fez uma pequena pausa e eu pude ver a troca de olhares entre Lauren e Shawn. - ruim. - falou Shawn com um sorriso de lado e Lauren fitou o gêmeo Jauregui como se pudesse mata-lo com um simples olhar.

– Não precisa se preocupar querida, sempre estaremos aqui para lhe ajudar. - mamãe falou fazendo um pequeno carinho nas costas das mãos de Lauren, que estavam sobre a mesa, e a mesma que estava fitando ainda o irmão com raiva, fechou os olhos por breves segundos e quando abriu seus olhos estavam direcionados a minha mãe, Lauren então sorriu e disse:

– Obrigada, Sinuhe. - ela falou curvando os lábios em um simples sorriso.

– Somente Sinu, por favor. - mama falou com seu jeito maternal de ser, ela sempre foi uma pessoa tão boa, e eu realmente acho que essa doce e adorável rainha não merecia Shawn Mendes como genro, na verdade nenhuma mãe merecia ele como genro, ele é deplorável!

– OK, então Sinu. - Lauren falou e seu sorriso foi se desmanchando, as duas voltaram a sua posição ereta e então Austin disse:

– Bom, com licença, vou para meu quarto me arrumar para cavalgar um pouco. - ele disse levantando e arrumaou sua cadeira na mesa, e antes de sair por completo, ele me lançou um olhar indecifrável. Ué? O que eu fiz desta vez?

– O almoço estava uma delícia, Vossa Majestade poderia me informar quem que cozinhara  algo tão bom? - A Jauregui mais nova se levantou também e perguntou ao meu pai que sorriu paternalmente e lhe respondeu de bom grado que havia sido Anne que cozinhou, e Lauren disse que queria lhe dar os parabéns, na mesma hora me convidei para acompanha-la até a vac...quero dizer, Anne.

– Tem certeza que você quer ir com Lauren, Kaki? - papai falou e eu corei ao ouvir meu apelido, perto da Lauren não pai!

— Sim, papa. - falei e me virei para Lauren que segurava um risinho. - se você rir eu te levarei para o quarto dos ossos que temos aqui, acho que você não gostaria de ficar trancada lá, né? - falei com um sorriso maldoso nos lábios e vi que ela se estremeceu dos pés a cabeça, não acredito que ela caiu nessa! Manti a postura e entrelacei meu braço ao de Lauren sem rodeios. - agora vamos, até mais pai. - falei puxando Lauren até a cozinha.

– Kaki, é? - a Jauregui falou no meio do caminho, com um sorriso travesso nós lábios.

— Que tal, quarto dos ossos, lá é bem legal. Guardamos os ossos dos nossos soldados que morreram em ataques rebeldes, ou que morreram por alguma doença. - falei como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo.

– Karla, eu não vou cair nessa, esquece! - ela falou e então eu vi a porta do banheiro das empregadas e falei:

— OK, já que não acredita em mim, veja com seus próprios olhos. - falei pegando na maçaneta da porta e senti um puxão em meu braço. - o que foi? Está com medo?

– Não, depois i-iremos nesse quarto, v-você tende a me levar até A-anne, vamos! - ela falou e eu senti que sua mão estava tremula, então já sei que ela é medrosa, achei um de seus pontos fracos.

— Uhum, vou fingir que acredito. - falei rindo e então seguimos até a cozinha, eu não deixaria Lauren cair na de Anne, ela é uma surrateira, ela joga sujo, pena que para mim ela perdeu, aquela cozinheira era uma de minhas maiores desavenças, eu não ia nem um pouco com a cara dela. Adentramos a cozinha e pedi para chamarem a Anne, que não demorou muito apareceu com um sorriso maldoso nos lábios assim que pos seus olhos sobre Lauren, eu sabia que ela tentaria algo, e por isso não deixei que a Jauregui-Mendes visse sozinha.

– Então você que é a tal da Anne, a autora daquela comida divina! - Lauren disse assim que a cozinheira se aproximou de nós.

– Que isso Vossa Alteza, bobagem. - a fingida fez uma reverência sem tirar o sorriso doa lábios, que a lerda da Lauren parecia não ver. - apenas faço o que minha mãe me ensinou.

– E ensinou muito bem por sinal. - Lauren falou sorrindo, ah eu não iria ficar aguentando aquilo.

— Bom, agora vocês já se conhecem e você já a elogiou, agora vamos Lauren. E volte ao trabalho Sr.Dove. - falei séria e a cozinheira imediatamente fez outra reverência e voltou ao seu lugar. Puxei Lauren, que estava com uma cara de pombo (LUCY), e quando vi já estávamos no corredor de volta ao grande salão.

– Sua educação é maravilhosa e de dar inveja, sabia? - Lauren falou enquanto adentramos o grande salão, que por sinal estava vazio.

— Obrigada, e sua lerdeza é fascinante. - falei com um sorriso sarcástico na boca.

– Lerdeza? Do que você está falando? Eu nem falei com a criatura direito e você praticamente me arrastou de dentro daquela cozinha, o que você tem? - ela falou se sentando em uma das poltronas que havia lá.

— O que eu tenho? Você que é lerda e lesada e ainda pergunta o que eu tenho? Você não viu a cara daquela criatura que estava te comendo com os olhos? - falei tudo de uma vez sem pensar, droga!

– Qualquer um me come com os olhos Camila, e você não está de fora dessa. - ela falou aquilo e eu tenho certeza que estava semelhante a um tomate. Eu não falei nada, apenas sai dali o mais rápido e fui correndo para meu quarto, entrei no mesmo e me tranquei lá.

— O que está acontecendo com você Camila?! - perguntei ao meu reflexo no espelho, que estava muito bonito por sinal, já falei que amei essa fran...equece isso por um momento por favor! Foca aqui. "O que você tem?" " Qualquer um me come com os olhos Camila,e você não está de fora." aquelas frases ficaram rondando minha mente. 


O que está acontecendo?


"É um novo sentimento, e o ciúme é apenas um pequeno sintoma."



Notas Finais


Bye bye. Até algum dia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...