1. Spirit Fanfics >
  2. Real Life; Famous. >
  3. Sofi

História Real Life; Famous. - Capítulo 105


Escrita por:


Capítulo 105 - Sofi


Fanfic / Fanfiction Real Life; Famous. - Capítulo 105 - Sofi


/3 dias depois;

Camila: Ultimamente ando tendo pesadelos... - falo para a psicóloga.

Psicóloga: Que tipos de pesadelos?

Camila: que alguém morre, que eu morro, o que tentam me matar... em geral muito estranhos.

Psicóloga: Isso pode ser o reflexo do seu subconsciente. Você tem passado por momentos difíceis?

Camila: Não tão difíceis, apenas com um término de relacionamento.

Psicóloga: Entendi... Que tipo de coisas que você costuma ler, assitir, enfim.

Camila: Romance no geral... gosto de chorar assistindo enquanto como chocolate.

Psicóloga: Isso pode influenciar nos seus sonhos... Mas creio que não seja isso o motivo dos pesadelos. Talvez, possa ser por você ter perdido recentemente uma pessoa importante pra você.

Camila: Entendo... como superar?

Psicóloga: Primeiro de tudo, não pensar muito nisso. Superar é difícil, mas com o tempo você passa aceitar o que aconteceu... Distrair a mente, conhecer pessoas novas e principalmente pensar que ele está num lugar melhor agora.

Camila: Sim, ele está! - Rio internamente - Muito obrigada. Você é uma ótima psicóloga, o que seria de mim sem você...

Psicóloga: Imagina, querida. - Ela me abraça. - É gratificante sabe que consigo te ajudar.

Camila: Você é um anjo.

/A noite, Mansão;

Normani: Uno!

Ally: Aff denovo, Normani!

Dinah: Não acredito. Só venceu porque jogou o 4 pra mim naquela hora!

Camila: Poxa... Tinha esperanças, sururu.

Lauren: Ninguém ganha dessa mulher.

Normani: Sou uma rainha, entendam!

Ally: - Reviro os olhos na brincadeira. - Mila, seu celular não para de tocar.

Camila: Vou ver quem é. - pego o celular, era minha mama. Atendo.

Ligação on ~

- Alô, mama!

Sinu: C-camila... - Falo com muita dificuldade. - A Sofi... Ela foi vítima de um tiroteio. - Falo em prantos.

Camila: Mas o que? Como, Mama? - falo tudo em espanhol - Vou pegar um voo para aí agora!!! - saio correndo para o meu quarto deixando as meninas confusas.

Dinah: O que será que houve? - Todas nós levantamos preocupadas. - Vai falar com ela Lauren!

Lauren: Por que Eu? - Elas me olharam. - Tá! - Vou até o quarto dá Camila e vejo ela chorando e arrumando as malas desesperada. - Heeey, Calma, o que houve??

Camila: Sofi, levou um tiro! - continuo a falar em espanhol. Falo assim quando fico muito nervosa.

Lauren: Dios mío! - Meu coração acelerou. E ela continuou correndo com as roupas. - Camila, primeiramente calma, você precisa me ouvir! Vai dar tudo certo, mantenha a calma se não você vai surtar!

Camila: Eu tenho que ir ve-la!!! Eu a amo, você sabe disso! Eu preciso ve-la. - falo enquanto choro horrores.

Lauren: Eu sei, mas não adianta se desespeserar agora. - Eu estava tentando ficar tranquila para acalma-la, mas a Sofi também era importante pra mim e ver a Camila daquele jeito me destruía. - Olha pra mim, olha pra mim! Ela vai ficar bem... - A abraço. - Eu vou com você, ok?

Camila: - meu corpo gela com aquele toque. E eu só conseguia chorar, assenti pra ela. E a mesma me abraça mais forte - Obrigada. - falo baixinho.

Lauren on: Ajudei ela a arrumar a sua mala e a minha. Ela estava trêmula e não conseguia fazer nada. Chamei um jato particular para que fôssemos o mais rápido possível. Mandei uma mensagem para as meninas explicando o que havia acontecido. O estado de Sofi estava complicado, só nos restava agora rezar e pensar positivo.

Camila: estávamos já no Hospital. Mama não parava de chorar, Papa estava muito preocupada. Lauren segurava a minha mão a todo momento, demonstrando apoio. Como as coisas acontecem do nada ne? Uma hora estou jogando uno e na outra recebo essa notícia. O que nos resta agora é esperar...

Doutora: Familiares de Sofia Cabello? - Eles se levantaram... Essa sempre é a parte mais difícil. - Sinto muito, mas... A Sofia não resistiu.

Camila: NÃO! - abraço a Lauren e desato a chorar.

Sinu: Abraço Alessandro e nós dois começamos a chorar. Não podia acreditar que a minha filha caçula morreu por causa de um delinquente. A justiça será feita!

Lauren: Era impossível descrever a dor que estávamos sentindo... Ela era apenas uma criança. Tinha tudo pra viver ainda.

Sua família estava desolada e eu não sabia como agir, ou que falar... Aquele era um dia terrível.

No dia seguinte aconteceria enterro. O clima naquele lugar era terrível. - Você estará para sempre em meu coração, Sofi... - Em lágrimas, deixo uma rosa ali.

Camila: decidimos não fazer uma cerimônia, pois seria muito doloroso. Então iríamos apenas fazer o enterro. Lauren volta para o seu lugar e me abraça pela cintura.

Sinu: Minha filha querida... vai deixar saudades de seus risos e brincadeiras. - deixou um girassol ali, era a flor preferida dela.

Ale: Minha doce garotinha. Papai te amará para sempre. - deixo outro girassol ali.

Camila: Minha irmãzinha caçula, vou sentir sua falta. Brinque muito no céu. - deixo o seu urso preferido ali. E retorno ao meu lugar chorando em demasiado.

Narradora: Após enterro, seguiram até a casa da família Cabello, onde haviam só parentes e amigos próximos que estavam ali para dar apoio a família.

Sinu: Eu não me conformo que ainda não encontraram o infeliz que fez isso com a minha filha. - Falo completamente indignada e tomo um pouco do chá.

Ale: Calma, amor. Eles vai achar. Se mais acharem eu contrato um detetive particular.

Camila: Uma pessoa muito sem coração fez isso... - falo depois de tanto tempo em silêncio. Estava na varanda com a Lauren.

Lauren: O mundo é muito cruel... Mas vai passar. - Abraço ela de lado. - Vou está aqui pra tudo que precisar.

Camila: Obrigada, bo... Lauren por tudo. Seu apoio esta sendo suma importância... Sofi gostava muito de você.

Lauren: Não tem o que agradecer, estou fazendo de coração. Sofi era muito importante pra mim..

Camila: Para mim tambem. Espero que ela esteja bem, mesmo não sabendo aonde ela esteja, se ela reencarnou ou não, ou se ela está no céu...

Lauren: Tenho certeza de que ela está muito bem. Era uma criança boa e inocente.

Camila: Sim, ela era tudo pra mim. Eu amo ela demais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...