1. Spirit Fanfics >
  2. Realidade de muitos >
  3. A festa

História Realidade de muitos - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - A festa


São exatamente 05:50 da manhã, o alarme acabou de tocar e acordei, nunca tive uma noite tão mau dormida em toda minha vida, como será o enterro do meu pai? Eu não irei no enterro dele, sai da cama e fui no banheiro do meu quarto, fiz minhas necessidades lavei o rosto, e desci para a cozinha, minha mãe estava sentada com a cabeça na mesa 

Maju: Bom dia mãe, tá tudo bem?

Marina: Bom dia maju, não está tudo bem, me ligaram pra falar sobre o Carlos e mandei enterrar como indigente, não vou gastar um tostão com enterro dele

Maju: eu nunca pensei que meu pai acabaria assim

Marina: esse não foi o homem que me casei, não foi o homem que escolhi passar o resto da minha vida ao lado

Maju: mudando de assunto, como está se sentindo sobre a gravidez?

Marina: Hoje vou no hospital, irei fazer um exame de sangue para confirmar, e já começar a fazer pré natal, agora vai se arrumar que você tem aula

Maju: Tá certo, vou tomar banho

Subi para meu quarto, peguei a toalha de banho,tirei minha roupa, e entrei no box do banheiro, coloquei a temperatura bem morninha, e fiz de tudo para não molhar meu cabelo, depois do banho, me enrolei na toalha e peguei uma blusa preta coladinha, e uma calça jeans rasgada, colada, e azul claro, passei uma base no rosto, um blush pra ficar com cara de saudável, passei um batom vermelho nós lábios, fiz a sombrancelha e passei um rímel, desci para a cozinha e comi um pão de queijo com suco, subi novamente para o quarto, peguei minha mochila e já estava na hora de ir para escola, me despedi da minha mãe, e fui ao encontro da Eduarda, toquei a campainha da sua casa, e rapidamente ela apareceu na janela, e saiu de casa

Eduarda: eu sinto muito

Maju: pelo meu pai?

Eduarda: sim, eu fiquei sabendo que ele foi lixado

Maju: não sinta muito por isso, sinta muito por mim e pela minha mãe, a gente sabe oque sofria nas mãos dele

Eduarda: desculpa, é verdade

Alguém:MAJUUUUUU

Eu me viro pra vê quem está gritando pelo meu nome, é o Jhone

Maju: Nossa Jhone corre, a gente vai se atrasar


Ele corre até a gente e vamos juntos para escola, no intervalo o Jhone me chama para conversar


Jhone: Eu soube tudo que rolou com você, eu sinto muito por tudo isso que está te acontecendo, você não merece isso

Maju: Obrigada Jhone

Jhone: hoje vai ter uma festinha, você não quer ir comigo? Pra esquecer os problemas e tals

Maju: tenho que vê com minha mãe, qual vai ser o horário?

Jhone: das 21:00 horas da noite, sem horário pra acabar


Caramba com toda certeza a minha mãe não vai deixar

Maju: Bom eu vou ver, se minha mãe deixa eu te aviso no ZAP

Jhone: Beleza gatinha, caso você for, a gente se encontra na pracinha que tem ali perto

Maju: Tá bom, depois a gente se fala, vou ali falar com a Eduarda


Eu fui até Duda, eu estava planejando como que ia fazer para ir nessa festa

Maju:Oi miga

Eduarda: Oi, tava lá com seu príncipe encantado?

Maju: Aí para, eu preciso da sua ajuda

Eduarda: oque? Ele pediu pra namorar você?

Maju: não né, ele me convidou para uma festa a noite que começa às 21:00 e não tem hora pra terminar

Eduarda: eu também fui convidada, eu ia dizer a minha mãe que ia dormi na sua casa

Maju: eu pensei no mesmo, mas pode dá merda, se um dia elas descobrirem que nunca dormi na sua casa nem você na minha


Fiquei por um tempo pensativa até que tive uma idéia

Maju: e se a gente disser que vai dormi na casa de outra garota?

Eduarda: é uma boa ideia, mas será que elas vão deixar, a gente vai dormi na casa de alguém que elas não conhecem

Maju: A gente se vira nessa parte, diz que é uma festinha do pijama sla

Eduarda: Beleza, não custa tentar


Trin trin trin

O sinal tocou hora de ir pra sala, temos um trabalho chato de matemática para apresentar...


Finalmente as aulas acabaram, hora de ir para casa, esperei a Eduarda e a gente foi embora, passamos o caminho inteiro falando mau dos outros, até que chegamos na casa dela, e se despedimos

Maju: Até daqui a pouco se tudo der certo

Eduarda: até maju


Eu fui pra minha casa e já fui logo falando com minha mãe, mas antes tinha que me fingir de boazinha

Maju: Mãe, yae como foi no hospital?

Marina: Eu fiz logo uma ultrassom, estou grávida mesmo, mas a médica disse que era um pouco arriscada

Maju: nossa mãe, mas vai ficar tudo bem, quer ajuda para fazer o jantar?

Marina: não precisa, eu já pedi pizza

Maju: pizza? EBA, eu adoro pizza, então mãe, hoje uma amiga minha vai dá uma festa do pijama, eu posso ir?

Marina: nem pensar mocinha, quem é essa amiga?

Maju: a mãe por favor deixa, a Eduarda vai também, é uma amiga nossa a Lara

Marina: Se fosse na casa da Eduarda tudo bem, mas não é

Maju: vai mãe por favor, eu preciso sair um pouco de casa, eu só fico com a Eduarda o tempo todo, agora que essa garota me chamou, é minha chance de me enturmar mais

Marina:hum... Tá bom menina vai, mas ó, cuidado, e juízo nessa cabecinha oca

Maju: aí mãe, obrigada TE AMOOOOOO


A pizza chegou e nois comemos, subi para meu quarto deitei na cama e peguei meu celular para falar com o Jhone

Maju:Oiii

Jhone:Oii, yae sua mãe deixou?

Maju: Sim, a gente se encontra lá na praça

Jhone: você poderia vim mais cedo me encontrar, pra gente conversar, andar por aí

Maju: ok, então já vou começar a me arrumar

Jhone: Eiii

Maju: Oi?

Jhone: eu já te disse que te acho muito linda?

Maju: rs, assim eu fico sem jeito Jhone para

Jhone: eu tô falando sério, eu te acho muito gata

Maju: eu também te acho muito bonito

Jhone: para , você que é a gatona da história, não vejo a hora de te ver hoje

Maju: então deixa eu ir me arrumar pra gente se encontra

Jhone: beleza, vai lá, beijos

Maju: beijos

Eu não tô acreditando que vou sair com o Jhone, já são 19:20 vou tomar banho pra aproveitar bastante com ele, peguei minha toalha de banho, e alguns produtos de corpo e cabelo, e entrei no box do banheiro, liguei o chuveiro e coloquei no morno, fiz uma depilação para ir de short, lavei meu cabelo, e hidratei, depois que terminei o banho, penteie meu cabelo e passei o secador, depois fiz uma chapinha para ele ficar mais bonita ainda, coloquei um sutiã e uma calcinha de renda, um conjutinho vermelho, peguei um cropped cinza, que tinha um decote lindo em V e coloquei um shorts jeans com alguns rasgados, peguei uma sapatilha e calcei, preparei minha pela para maquiagem, hoje vou fazer um rebocam, passei um prime, e depois fui passando corretivo pra esconder umas marquinhas que tinha, passei a base, e depois mas corretivo nas olheiras, passei um pó para selar em baixo dos olhos, e fiz uma degradê lindo nos olhos, fiz um delineado preto, e coloquei um pontinho de luz nos olhos, passei o rímel nós cílios, fiz a sombrancelha, passei um batom vermelho nós meus lábios e um pouco de lip tint nas bochechas, já estava pronta, estava muito linda, passei desodorante, e bastante perfume peguei uma bolsinha e coloquei algumas makes dentro, peguei meu celular e mandei mensagem para o Jhone

Maju: já estou pronta

Jhone: Pode vim então, eu já estou indo na praça

Maju: beleza




Maju: Eduarda, a minha mãe caiu na minha mentira, eu já estou indo me encontrar com o Jhone

Eduarda: a minha também caiu

Maju: te vejo na festa tchau

Eduarda: tchau


Eu desci, me despedi da minha mãe e fui ao encontro do Jhone, chegando na praça eu avistei ele, estava tão lindo, ele estava sentado com as pernas abertas e braços cruzados, estava com uma camisa preta, e uma bermuda jeans rasgada, em seus pés estava um all Star ele olhou pra mim e acenou 

Jhone: Caralho como você está gata

Maju: Olha quem fala

Jhone: Vem cá me dá um abraço

Ele levantou e veio em minha direção, a gente se abraçou, e ele apertou a minha bunda

Maju: Eii, você acha que está certo, aqui não é propriedade pública não

Jhone: claro que não é, é só minha

Eu me virei e fui sentar, ele deu um sorrisinho e deu um tapinha na minha bunda, ele sentou e ficou me olhando com uma carinha de safado

Maju: Essa praça não tem ninguém

Jhone: as pessoas não ficam muito na rua aqui, senta aqui, no meu colinho 

Eu pensei se ia ou não, mas eu não resisti e fui, levantei e sentei no seu colo, como era um banquinho pequeno onde ele estava sentado, deu para sentar virada de frente para ele, ele colocou a mão no meu quadril e ficou massageando, chegou bem pertinho do meu ouvido e disse baixinho "me dá um beijinho?" Eu coloquei os braços apoiados em seus ombros e começamos a nós beijar, fui sentido seu pau ficando duro, então comecei a rebolar nele, nois paramos de se beijar e ele disse

Jhone: Você está me provocando

Maju: eu não, você que me chamou para sentar em seu colo, e você que pediu um beijo

Jhone: Você é safadinha

Ele sorriu e deu um tapinha em minha bunda


Quando deu 21:00 a gente foi para a festa, eu fiquei lá conversando com a Duda até que ela sumiu, então o Jhone apareceu.

Jhone: Majuzinha, bora ali no quarto comigo

Maju: fazer oque no quarto

Jhone: ué, ter mais privacidade, tem algumas pessoas lá, mais não tem problema

Maju: tá bom


Aí meus globs, será que é agora que vou perder a virgindade, bom eu já transei com a Duda, mais nada entrou, então eu ainda sou virgem, a gente chegou no quarto, e adivinha, quando abrimos a porta de um dos quartos, a Duda estava transando com dois garotos, então o Jhone fechou a porta me levou para um quarto onde só tinha nois dois, ele trancou a porta e me mandou deitar

Jhone: Pode deitar

Maju: Mas pra que?

Jhone: Eu sei que você quer maju

Maju: bom... Eu tenho um pouquinho de medo, eu nunca fiz isso antes

Jhone: relaxa, eu vou ser bonzinho


Ele tirou a camisa e a bermuda, ele ficou apenas de cueca, ele subiu em cima de mim, e começamos a nos beijar, ele foi beijando meu pescoço, e foi descendo, então ele desatacou meu short, e tirou meu short, então eu me sentei e tirei meu cropped, ele desatacou meu sutiã, eu fiquei só de calcinha

Maju:Aí perai

Eu peguei o lençol e me cobrir

Maju: eu tenho vergonha

Jhone: pra que vergonha? Um corpo tão lindo desse, vem cá vem

Ele tirou o lençol de mim, e começou a me beijar, ele foi beijando minha barriga, e fui ficando toda arrepiada

Maju: Jhone perai

Eu empurrei ele

Jhone: caralho maju, oque foi dessa vez?

Maju: eu acho que não vou conseguir, eu preciso de algo pra me ajudar a fazer isso

Jhone: tipo uma bebida?

Maju: talvez

O Jhone levantou, se enrolou na coberta e foi atrás de bebida, não demorou muito ele chegou no quarto com um Corote, então eu tomei três goles e já estava sentido uma quintura no corpo, eu já estava com vontade de da pra ele, a bebida só ajudou mais

Jhone: agora você consegue?

Maju: agora faz o seu trabalho


Ele voltou a ir beijando minha barriga, até que chegou na minha menina, ele tirou minha calcinha e começou a me chupar, eu já estava ficando louca, estava quase implorando para ele colocar em mim, então ele ficou em pé, e tirou a cueca, abriu minhas pernas e começou a passar a cabeça de seu pênis em minha vagina

Maju: Coloca logo isso, é um castigo

Jhone: isso, implora pra eu te comer


Ele começou a colocar e tirar só a cabecinha


Jhone: é sua primeira vez, tem que ser inesquecível


Quando eu menos esperava, ele enfiou o pau inteiro dentro de mim, eu não podia controlar, já estava gemendo, quando mais eu gemia, mais ele me fodia, parece que meu gemido serve de inspiração


Jhone: Além de gostosa, geme gostoso


Ele pegou o Corote e bebeu também, e começou a meter rápido e com força, eu já estava toda molhada, até que senti uma jatada muito forte, ele gozou gostoso dentro de mim, então ele começou a botar bem lento, depois tirou o pênis de dentro de mim, e se deitou de barriga pra cima, então eu subi em cima dele e comecei a sentar 

Jhone: Aaaa, pra quem não queria

Maju: cala a boquinha e me aguenta

Ele dava tapas em minha bunda, e o arranhava inteiro, depois que gozamos, fomos dormi de conchinha, essa noite foi incrível

Continua....









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...