1. Spirit Fanfics >
  2. Realidade ou apenas um sonho ( Imagine Dabi; Hawks ) >
  3. Capítulo 2: Asas escarlates

História Realidade ou apenas um sonho ( Imagine Dabi; Hawks ) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2: Asas escarlates


Fanfic / Fanfiction Realidade ou apenas um sonho ( Imagine Dabi; Hawks ) - Capítulo 2 - Capítulo 2: Asas escarlates

– Boom diaaaa maninho. Me sento na cadeira é boto meu café. – Cadê a mamãe é o papai ?

S/I: Eles tiveram que sair mais cedo por que esse ânimo ?. Ele pega uma torrada é come.

– Ué você não sabe ? Hoje tem estréia de um anime que eu tô esperando a décadas é vai ser hoje a noite.

S/I: Sério Hehehe então não vamos perde isso se nossos pais tiverem dormindo podendo aqui na sala.

– Mais se eles escutarem ?.

S/I: Eu tenho um plano não se preocupar. Olhei pra ele que deu um daqueles típicos sorriso diabólico que só ele tem terminamos nossa café é fomos pro carro é entramos nele é ele deu partida. – Hey maninha por que seu braço tá enfaixando ?

– Ah é que eu me queimei mais não foi nada demais.

S/I:Vai me dizer que se queimou de novo no fogão.

– Aquilo foi só uma vez.

S/I: Uma vez por mês você que dizer toda vez que inventa de fazer uma receita nova você se queima.

– Olha só quem fala se queimou fritando ovo. Ele me olhou com raiva eu apenas rir de sua cara chegamos na escola me despido dele é entro na escola no caminho encontro Usagiyama acenei pra ela é ela me retribuía com um aceno é um sorriso eu percebi que ela tava acompanhando por um garoto de estatura média Ele tem cabelos loiros cinzentos e bagunçados, com alguns dos tufos da frente, cílios notavelmente grossos e uma leve barba no queixo.Seus olhos são castanhos dourados, com dois pequenos triângulos pretos logo abaixo dos dutos lacrimais, fazendo com que seus olhos se assemelham aos de um pássaro. As marcas ao redor de seus olhos são naturalmente inatas.Ele tem um conjunto de grandes asas vermelhas brilhantes com penas que gradualmente se alongam à medida que avançam. Ele tem um lóbulo quadrado em cada orelha envolta de seu pescoço está um Headphone amarelo, Usagiyama que vem correndo até mim é me abraça.

Usagiyama: Boom dia S/N-chan como você tá ? já tá melhor ? tá menos nervosa ?.

– B-boom d-ia U-usagiyama-chan tô bem sim eu só tava nervosa ontem por que era meu primeiro dia.

Usagiyama: Ainda bem, bem eu queria te apresentar uma pessoa. Ela puxa o loiro pra minha frente ele apenas sorrir.

???: Oi eu sou o Keigo Takami é um prazer conhece-la. Ele estendeu sua mão eu sorrir envergonhada é a apertei.

- É u-um p-prazer c-conhecê-lo Takami senpai sou S/N S/S. eu sorrir envergonhada é a apertei sua.

Usagiyama: S/N-chan eu acabei me esquecendo mas vou te mostrar a escola, bem algumas partes dela já que essa escola é enorme então não dá pra mostrar tudo Keigo-kun pode nos acom-. Ela é interrompida por uma garota baixa cabelos ruivos curto com as pontas num tôm rosa  pele clara olhos verdes dentes pontudos com orelhas de elfo é asas tão lindas de borboleta ela pega o braço de Usagiyama é a saí a puxando pelos corredores.

Usagiyama: DESCULPA S/N-CHAN KEIGO-KUN APRESENTE A ESCOLA PRA ELA. Ela acenou é sumiu no corredor.

Keigo: Bem então vamos. Ele olha pra mim é sorrir

- Ah c-claro v-vamos. Começamos a andar pela escola calmante não tava prestando muito atenção no que ele estava falando pois eu apenas olhava suas asas era tão lindas é esse vermelho as deixa ainda mais lindas será que ele deixar eu tocar não pera claro que não seria incoveniente pergunta não é.

Keigo: Você quer​ toca nelas ?. Sou surpreendida pela pergunta dele o que me fez corar esse garoto ler mentes por acaso ?.

- E-eu... d-desculpa p-por f-fica e-encarando e-elas. Ele riu é se aproxima.

Keigo: Tudo bem, você gostou delas ?.

- S-sim e-elas s-são m-muito l-lindas.

Keigo: Vai em frente pode toca-las.

- P-posso m-mesmo ? N-não quero se i-incoveniente?

Keigo: Claro que pode não tem problema. Sorrir é passo minha mão direita em suas asas que fazem cócegas em minha mão.

- E-elas s-são tão macias Takami senpai. Me aproximo e esfrego meu rosto em suas asas são ainda mais macias eu poderia ficar aqui pra sempre Hawks rir é eu percebo o que estou fazendo é me afasto com vergonha cobro meu rosto com minhas mãos. - D-desculpa M-me e-empolguei.

Keigo: Haha Tudo bem S/S-san vem vamos continuar. Concordei é continuamos a caminha pela escola ele me mostrou a piscina a quadra a área de treinamento. - S/S-san você gosta de desenhar ?

- Ah sim eu gosto bastante desenhar sempre me acalma é não precisa me chamar de S/S me chama apenas de S/N.

Keigo: Sério ? Então vem vou te mostrar a sala de arte S/N-chan. Ele pegou minha mão e saiu me puxando até uma sala não era muito grande mais era o necessário pra alguns alunos por dentro nas paredes tinha desenhos de uma floresta no teto era um desenho do céu é no chão era o mar olhei pra todo lado animada eram um lugar muito bonito. - Então gostou ?

- Não. Ele me olhou confuso é eu sorrir. Eu amei esse lugar é incrível pode ter certeza que virei aqui sempre.

Keigo: Então seremos parceiro de artes. Olhó pra ele surpresa.

- Então você desenha também espero que me mostre um desenho.

Keigo: Digo o mesmo a aula de arte é quinta então eu posso mostra pra você talvez podemos ensina um ao outro.

- Claro eu vou gosta bastante mais não vai se convencendo eu não desenho tão bem assim.

Keigo: Só vou acreditar vendo agora vamos essa foi a última sala vamos volta.

– Vamos. Saímos dá sala de arte é é caminhamos para sala.

Keigo: Hey S/N-san qual sua individualidade ?.

– Eu posso absorver as individualidades dos outro é telas por um dia.

Keigo: Sério então pode ter minhas asas ? Você precisa fazer o que pra absorver-las ?.

– Posso, eu só preciso tocar na pessoa assim absorvo seu poder.

Keigo: Pode absorver qualquer quirk.

– Sim.

Keigo: Então absorva a minha S/S-san.

– O que ? melhor não.

Keigo: Por que ?

–  É que se eu absorver eu não vou poder cancelar ela até o tempo acaba e os outros vão estranha eu tá com suas asas.

Keigo: Vai S/S-san eu queria ver como ficaria em você.

– Outro dia tá bom.

Keigo: Tudo bem eu vou cobrar ouviu bem.

– Hahaha ouvir sim. Continuamos a conversa até chegar na sala entramos é o sinal bateu todos entraram é depois a professora ela ia passar um teste mas como eu cheguei faz pouco dias ela cancelou, ela me explicou o que os outros estavam estudando é começo a aula deu algumas explicações é passou uma atividade pra entregar agora era de 20 questões comecei a fazer mais estava tendo um pouco de dificuldade, me aproximei de toga assim que a professora se distraiu.

– Hey Usagiyama-chan qual a resposta dá questão 15 ?

Usagiyama: A gente tá na mesma situação​ S/N-chan, Hey Toya-kun qual a resposta dá questão 15?. Olhei pra ele é ele parecia está mas perdido que a gente.

Toya: Não enche Coelhinha eu tô tentando fazer a questão aqui.

Usagiyama: Haha Sei tá mas perdido que nos duas.

Professora: O que tá falando aí Usagiyama ?

Usagiyama: Tô só calculando professora Hehe.

Professora: Sei preste atenção na sua atividade. Usagiyama concorda é voltamos​ nossa atenção pra atividade demorei mais terminei minha atividade a professora passou na mesa de todo mundo na hora que chegou na Usagiyama ela ficou a enrolando mas a professora pegou sua atividade ela pegou de todo mundo o sinal tocou ela arrumou suas coisas e saiu dá sala
Arrumei minha coisa é né levanto Usagiyama vem até mim é pega meu braço.

Usagiyama: Vamos pro refeitório eu tô morrendo de fome. Rir é fomos pro refeitório. – Então gostou da escola.

– Sim ela é bastante bonita eu não sabia que tinha uma sala de arte é música. Chegamos no refeitório pegando nossa comida é nós sentamos na área mais afastada.

Usagiyama: Então você gosta de desenhar. Ela me olha curiosa.

– Sim eu costumo desenhar pra me acalmar. Pego meu Onigiri é mordo um pedaço.

Usagiyama: Desenhar pra mim S/N-chan por favor. Ela me olha com um olhar tão fofo que seria impossível recusar aí assim meu coração não aguenta.

– Tá bom eu vou desenhar mais outro dia tá bom. Termino meu Onigiri é limpo minha boca.

Usagiyama: Ebaaa eu vou cobrar. Ela rir é me abraça, nos terminamos de comer é ficamos conversando até o sinal bater assim que bateu nós voltamos pra sala agora teríamos aula de Inglês eu pensei que ia se apenas uma aula normal mas eu estava enganada professor Present Mic chegou logo gritando é meu tímpanos estavam implorando por ajudar por que ele tem que gritar tanto acho que vou fica surda ele começou a da sua aula depois de um tempo olhó pro meu celular só se passaram 10 minutos é eu já to achando que meus tímpanos vão explodir parece que o tempo não passa depois de horas a aula acabou arrumei minhas coisas é sair dá sala fui até o portão é fiquei esperando meu irmão até que escuto a voz de Usagiyama.

Usagiyama: S/N-CHAN. Me viro pra ela que estava acompanhada de Toya ela veio correndo e praticamente pulou em mim. – S/N-chan o que faz aqui já não deveria ter ido pra casa ?

– Eu já teria indo se meu irmão tivesse chegado mais aquele imprestável não chegar deve ta bem dando em cima das garotas.

Usagiyama: Sua casa é muito longe daqui ?

Toya: Por que não vai andando tem pernas pra que ?. Olhei pra ele irritada é ele sorriu. - Por que pra chutar minha perna as suas prestam.

– Em primeiro lugar foi um acidente é em segundo minha casa é um pouco longe pra ir andando.

Usagiyama: Intendo a gente já vai indo tome cuidado não quero que aconteça nada com minha nova amiga ah é mesmo me dá seu número.

– Tá bom é xxxx-xxxx. Ela anotou é me abraçou de novo.

Usagiyama: Até amanhã minha linda amiga.

Toya: Até amanhã pirralha. Eles acenaram é foram embora me encostei na parede é suspirei sinto uma mão em meu ombro o que me fez pular de susto.

– AAAAA. Olhei pró lado é era Keigo. Aí Takami senpai você quase me matou do coração.

Keigo: Me desculpa não era minha intenção mais você já não deveria ter ido ?. Ele coça a nuca envergonhado

– Sim mas eu tenho que esperar uma pessoa.

Keigo: Seu namorado ?

– N-não eu tô esperando meu irmão mais até agora ele não veio.

Keigo: Se você vai ficar aqui vou te fazer companhia.

– Não precisa Takami senpai você devia ir pra sua casa eu não quero atrapalhar.

Keigo: Que nada não vou me importa de te fazer companhia até seu irmão chegar. Ele sorriu o que fez meu rosto todo esquentar é desviei o olhar.

– E-e o-obrigada.

Keigo: De Nada... Mas então gostou dá escola ?

– Ela é interessante mais ainda não achei interessante.

Keigo: Isso é por que é só faz alguns dia que em um mês você vai ver como é interessante a escola.

– Tá bom me fale uma coisa que prenda minha atenção ?

Keigo: A aula de artes você disse que gosta de desenhar não é ?

– Sim mais isso não me chama muito atenção o que mas tem ?

Keigo: Teatro ?

– Ah não.

Keigo: Música?

– Música ?

Hawks: Sim tem uma, deixo adivinhar gosta de piano é guitarra.

– Como adivinhou ?

Keigo: É bem fácil você parece gostar bastante disso eu gosto de tocar guitarra.

– O que acha de tocamos juntos um dia desse ?

Keigo: Claro se você tocar bem claro

– Hey eu toco bem sim, quero ver você tocando se toca bem mesmo.

Keigo: Pra sua informação eu toco bem sim você vai ver quando a gente tocar juntos.

– Quero ver mesmo. Sorrir e ele também escuto uma buzina é olhó pró lado era meu irmão é ele parecia está sério. - Hawks senpai foi bom conversar com você agora tenho que ir vejo você amanhã até mais.

Keigo: Até amanhã S/S. Ele sorriu é aceno eu entrei no carro me sentei no banco de trás é fomos embora meu irmão olhou sério pra mim através do retrovisor.

– O que foi ?

S/I: Só tô lembrando do que você disse.

– É o que eu disse ?

S/I: "Você acha mesmo que alguém vai querer uma pessoa como eu ?". Falou imitando minhas voz. - Então por que aquele garoto tava com você ? já que ninguém ia querer uma pessoa como você é que aquela escola e cheia de mesquinhos.

– E-eu é c-como p-posso e-explicar.

S/I: Você ?

– Eu estava errada eu não conheci muita pessoas pra falar​a verdade só conversei com três pessoas.

S/I: Eram debochados é mesquinho ?

– Dois não.

S/I: Como assim ?

– Te conto quando chegamos em casa... Agora por que demorou tanto ?

S/I: Tava ocupado. Eu ergui uma sobrancelha é ele desviou o olhar. - Eu tava fazendo meu trabalho.

– De ficar dando em cima de todo mundo.

S/I: Todo mundo não o que você acha que eu sou ?

– Um sem vergonha que fica dando em cima de toda garota que aparece.

S/I: Você sabe muito bem que isso é mentira.

– Eu sei muito bem que é verdade admitir logo você pode mentir pró papai é a mamãe mas pra mim não.

S/I: Eu odeio que você me conheça tão bem.

– Fazer o que sou sua irmã mais nova.

S/I: Haha tem razão e como minha irmãzinha eu comprei um presente pra você.

– AAAAA UM PRESENTE O QUE É ?.

S/I: Não grita quer me deixa surdo é não vou falar é surpresa vai ter que esperar depois do jantar.

– Ah por que ?. Cruzei meus braços com raiva fazendo um pequeno biko.

S/I: Por que eu quero Hehe. Ele sorriu travesso.

– Você é um homem muito mau irmão.

S/I: Fazer o que eu sou assim Hehe. Mostrei a língua pra ele o que fez ele rir chegamos em casa é sair do carro fechando a porta do carro com força. - Se fizer isso de novo vai andando pra escola.

– Desculpa foi sem querer querendo Haha ai!!. Ele me deu um cascudo é saiu correndo pra dentro de casa é eu o seguir, fui direto pra meu quarto tomei meu banho vestir um vestido moletom preto decir Pra cozinhar pra preparar o jantar.

– S/I VEM ME AJUDAR A FAZER O JANTAR. Ele desci as escadas resmungando.

S/I: Mas Por que eu ?.

– Por acaso tem outra pessoa aqui além de nós dois ?

S/I : É por que não invoca um de seus bichinhos.

– Primeiro eles não são pra essas coisas é segundo se você não me ajudar eu vou invocar um de noite só pra ele puxar seu pé. Ele tremeu de medo é colocou o avental.

S/I: Então o que vamos fazer ?

– Não sei hmm. Fiquei pensando é me lembrei do nosso prato favorito.

S/N|S/I: RĀMEN. Rimos é começamos a fazer o Rāmen eu peguei os ingredientes e ele arrumou o balcão coloquei os ingredientes nele, Ele começou a limpar bem os filés de frango depois tempere-os com sal e pimenta a gosto.
Eu comecei a esquentar a frigideira com azeite em fogo alto.
Refoguei o alho com gengibre até ficar levemente dourado.
Abaixei o fogo é ele acrescentou o frango e deixou dourar dos dois lados, acrescentei aproximadamente 1/2 xícara (chá) de água e o shoyu.
Cozinhei o frango por 5 minutos de cada lado. Ele Reservou em uma panela separada é colocou o Rāmen instantâneo para cozinhar junto com o tempero que vem com ele.
Quando ficou pronto, retirei o macarrão é reserve o caldo.
No caldo de cozimento, cozinhei a cenoura descascada, o shimeji e o ovo.
Em uma tigela grande, ele colocou o Rāmen é acrescentou os legumes com o caldo, a folha de nori, o ovo cozido cortado ao meio e o shoyu separei quatro tigelas enquanto meu irmão arrumava a mesa coloquei o Rāmen nas tigelas é levei até a mesa, depois arrumamos a cozinhar é guardamos tudo ouvimos a porta aberta é vimos que era nossos pais meu pai ia se sentar mas minha mãe o impediu.

S/M: Querido vamos tomar banho primeiro.

S/P: Mas amor eu tô com fome.

S/M: Mas nada vamos logo. Ele concordou é subiram enquanto eu é meu irmão começamos a rir é nos sentamos nas cadeiras depois de 10 minutos eles desceram nos agradecemos é começamos a comer.

Terminamos de comer é eu tiro a mesa é meu irmão lava a louça depois que a gente terminou ele foi até a sala é se deitou no sofá é começou a ver TV quando eu pulo nele o que faz ele tomar um susto.

S/I: Você tá doida S/N.

– Eu to doida sim cadê meu presente ?

S/I: É preciso pular em mim só por causa de um presente ?

– Sim agora me mostrar meu presente anda logo. Ele suspira é me joga no chão é se levantar é vai até seu quarto eu me levanto é me sento no sofá depois de 1 minuto ele volta é me entregar uma caixa embalada com laços tirei a embalagem é abri a caixa é tinha um pijama em forma de Kurama olhei pra ele surpresa.

– Um pijama dá Kuruma ?

S/I: Você sempre quis te um pijama dá Kuruma então tá aí. Olhei pró macacão é depois pra ele, pulei do sofá é o abraçei forte.

– AAAAA EU TE AMO VOCÊ É O MELHOR IRMÃO DO MUNDO. Comecei a beijar seu rosto o que fez ele resmungar.

S/I: Aaaa para com isso é nojento.

– Hmm mas você merece esse é o melhor presente que você já me deu. Sorrir é me separei dele. –Hehe vou vestir agora mesmo.

S/I: Ué já ?

- Claro hoje vou dormir de Kurama Hehe boa noite irmãozinho lindo do meu coração.

S/I: Sério ? Tá bom vai dormir raposinha. Vou até ele é beijo sua testa é subo pró meu quarto visto o pijama dá Kuruma é me jogo na cama.

Até que não foi tão ruim ir pra U.A mais não posso afirmar nada afinal é só o primeiro dia, mas foi bem legal conhecer Keigo ele não é um mesquinho como eu pensava que todos fossem ele é bem simpático é fácil de puxar conversar além de ser lindo é fofo é aquelas asas eu poderia me afundar nelas é nunca mais sair, é tem o Toya aquele mesquinho grosso ele sim não passa de um debochado já nesse último dias ele já me estressou imagina o ano inteira acho que não vou aguentar mas devo confessar eu nunca vi olhos tão lindo como o dele não só olhos ele é muito lindo aquele cabelo ruivo rebelde o deixa mais lindo pera o que​ eu tô pensando ? Quer saber eu vou é dormir é o melhor que eu faço.

                 ♤ '''°•Continua•°''' ♤


Notas Finais


Bem aqui está o segundo capítulo espero que tenham gostado desculpem qualquer erro bye bye my amores ( ꈍᴗꈍ)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...