História Reality turns into a dream - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Avril Lavigne, Hayes Grier, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Hayes Grier, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Adolescente, Cantores, Drama, Famosos, Megan Fox, Novela, Original, Romance, Shawn Mendes
Visualizações 3
Palavras 839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Chuva


Fanfic / Fanfiction Reality turns into a dream - Capítulo 8 - Chuva

POV’s Shawn

 

Acordei 5:30 para tomar banho e organizar o café antes que ela acorde. Quero fazer direito. Ela teve um babaca na vida dela e não merece outro! Estava tirando o shampoo da cabeça quando ela invadiu meu banheiro.

—Estava te procurando.

—Achou que eu sairia da minha própria casa na madrugada?

—Não sei.—ela ri—O que faz tomando banho tão cedo?

—Pretendia acordar antes de você para me arrumar e preparar seu café da manhã.

—Sabe que não precisa me levar para faculdade, nem fazer café da manhã, não é? Eu poderia me levar à faculdade e comprar algo no caminho pra comer.

—Eu quero fazer isso, então se não se importa—sai do chuveiro sem encerrar minha frase, enrolei minha toalha na cintura e continuei—vou me trocar e fazer sua comida!—dei um beijo em seu rosto e fui para o quarto—Vai tomar banho, não quero que se atrase!

—Parece meu pai assim!

—Sou um ficante responsável! Agora vai!—joguei uma toalha para ela e ela entrou no banheiro.

Desci as escadas após me trocar e comecei a cozinhar. Em pouco tempo ela desce linda, com seus cabelos molhados e uma toalha tirando o excesso de água deles.

—Que cheiro gostoso! Ovos, torrada e café! Me conhece na medida certa.—ela sorri lindamente.

—Achei que alguém que estuda tanto, poderia precisar de um café da manhã forte! E café sempre ajuda.

—Você realmente é perfeito!

—Sou apenas o que você merece que eu seja pra você!—ela me separa dos meus afazeres e me beija lentamente—Vamos, coma e escove os dentes pra podermos ir, temos um caminho um pouco longo, mas vamos de moto. E seca esse cabelo!

—Tem medo que eu fique doente?—ela ri.

—Não, mas você fica mais sexy e gostosa assim!

—Ok, vamos tomar nosso café da manhã!—ela sorri. Tomamos nosso café e terminamos de nos arrumar.

—Vai colocar uma blusa minha ok? Quando quiser você devolve.

—Por que?

—Vamos de moto e sua regata não combina com o frio que vamos passar, então coloca esse moletom e me abraça forte.—disse ao subir na moto e ligá-la. Ela se vestiu, arrumou sua mochila e me abraçou forte—Faça pressão nas pernas também.—ela fez tudo que pedi e então levei a até sua faculdade. Todos a olharam com uma cara estranha, talvez por que não estão acostumado com um cantor levando uma universitária até a faculdade em uma moto e sem segurança. Ou talvez pelo barulho. Ela se despediu com apenas um ‘tchau’ verbal e foi embora. Despolis disso eu liguei para os pais dela e consegui marcar o jantar e dizer que ela havia sido entregue na faculdade. O pai dela não gosta muito da ideia dela dormir comigo mas disse que gosta de mim, o que é um começo. Tive que organizar toda uma agenda mental, e no tempo que tive livre eu pedi ajuda a minha irmã.

—Você vai jantar com os pais da garota que dormiu duas vezes com você. E você já os conhece. Precisa mesmo de gravata?

—Eu não sei. Quero causar uma boa impressão.

—Pelo que me disse, eles já gostam de você. É só algo pra formalizar. Entendeu?

—Ta! Mas quero fazer certo!

—Sabe que já são 5 horas né?

—Como assim?

—5 horas e seu jantar é às sete! Vai tomar banho agora!

—Ta legal, valeu!—fui me arrumar rapidamente, me agasalhei e subi na moto.

Estava atrasado e precisava chegar rápido. Começou a chover então tive que desacelerar. Seria péssimo se eu não fosse a esse jantar por um acidente. Cheguei lá antes das sete e cheguei todo molhado. Não sabia se voltava pra casa ou se entrava todo molhado nessa cara de pau. O pai dela abre a porta e não sei como definir os sentimentos dele.

—Entre, vou providenciar algumas roupas secas e uma toalha.

—Obrigada senhor e boa noite!—damos um aperto de mão e ao me ver Alex se atrapalha toda—Cuidado, não queremos desperdiçar uma comida deliciosa assim.

—Me diz que não veio de moto.

—Mentir é feio.

—Andar de moto na chuva também, principalmente num dia importante.

—Até parece que você é quem vai jantar com a minha família.—rio.

—Vamos colocar algo seco em você.

—Aqui estão as roupas e uma toalha limpa! Não deveria andar de moto nessa chuva garoto.

—Obrigado senhor!

—Por nada. Filha acompanhe o cavalheiro até o banheiro do seu quarto e desça para ajudar sua mãe.

—Na verdade eu já estou com tudo pronto, só falta arrumar a mesa. Seu pai faz isso, podem ir.

—Parece que eles gostam de você, mas meu pai não gosta dessa aproximação estranha e ele acha que estamos tendo relações.

—Como eu falo que só te beijei sem ter aquela conversa estranha?

—Não fala!—chegamos ao quarto dela e ela me empurrou para dentro—Você me beija e depois vai tomar um banho!

—Você quem manda!—nós tivemos um longo e lento beijo. E depois fui tomar banho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...