História Realization Of My Dream - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Tags Advancedshipping, Ashxmay, Batalhas Pokémon, Drama, Ficshipping, Gekkõga, Grande Laços, Harmonia
Visualizações 232
Palavras 3.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal, eu tinha prometido que teria capítulos com frequência, entretanto, demorou muito por um simples motivo, a apresentação de personagem, e como eu sou perfectionista em quesito de enredo, demorou mais do que deveria, agora esta ai, um capitulo fresquinho para vocês.

Capítulo 21 - A Verdadeira Força Do Sentimento


Fanfic / Fanfiction Realization Of My Dream - Capítulo 21 - A Verdadeira Força Do Sentimento

Ash montado em Arcanine enquanto Pikachu montava mais próximo do pescoço do cachorro, indo em alta velocidade para a cidade de Lumiose, no caminho de volta Ash fica pensativo.

O que foi que eu fiz? Eu deveria ter sido mais delicado? Talvez, mas, acho que não teria maneira de a deixar magoada, eu só não queria que isso acontecesse de novo. O pior que pelo que aconteceu naquela noite no penhasco, talvez May também esteja apaixonada por mim, isso deveria ser bom, mas eu não sei porque eu estou tão preocupado.

Esses pensamentos o deixavam Ash preocupado, por não querer magoar ninguém, seus sentimentos por Viola era algo que ele realmente tinha certeza que não sentia nada pela loira, mas com a May era algo diferente.

Algo em seu peito deixava a entender que talvez May fosse a garota certa, Ash nunca tinha passado por uma experiência amorosa antes, a não ser com Serena na última vez que há viu, mas um beijo é só um beijo, a saudade que ele sentia de May pelo fato de não se verem a muitos anos, e também pelo fato dos vários meses que passou com ela durante a jornada por Hoenn, algo diferente brotava em teu coração, nunca se sentira assim antes por nenhuma pessoa, ele poderia encarar a realidade e possivelmente se declara para May, mas uma coisa fala muito mais alto em sua cabeça agora, e nada que May fizesse poderia deixa essa voz ser amenizada dentro da cabeça dele, que era de treinar seus Pokémons e ser tornar um Mestre.

Depois de poucos minutos, Ash acaba chegando no Centro Pokémon, ele após retornar Arcanine para a pokébola, o mesmo entra no estabelecimento agora com Pikachu em seu ombro, na recepção ele pede para a Enfermeira Joy conferir a saúde dos seus Pokémons.

Depois de poucos minutos, ele pega suas pokébola novamente e vai ao encontro de May que estava sua espera no refeitório do estabelecimento, ao olhar para onde concentrava à atenção da jovem, Ash nota que ela está vendo uma batalha Pokémon, com uma antiga companheira por sinal.

— Nossa! Olha Pikachu é a Iris.

May olha para Ash surpresa e assim pergunta.

— Você a conhece?

— Sim, viajei com ela por toda a Unova, eu li que ela lutou muito e conseguiu se tornar a campeã da Região.  — O cabelo do jovem acabou escurecendo a visão dos seus olhos, e o mesmo pensou. — Meus parabéns Iris, conseguiu realizar algo que eu nunca consegui, melhor você se preparar quando nos reencontrarmos.

— Eu realmente estou impressionada, fora a Misty e a Dawn, com quem mais você viajou?

— Com uma galerinha

aí, o Líder de Ginásio dessa cidade por exemplo, e sua irmãzinha, que hoje, deve ter a idade do Max.

— Sei... — May recua um pouco com uma certa timidez, mas ela resolver perguntar. — E com alguma outra garota? Já viajou fora as que conheço. — May olha para o lado inverso de Ash demostrando timidez, o rapaz pensa o quanto ela é fofa, mas ele responde.

— Com uma moça também de Kalos, o nome dela é Serena, acho que você conhece.

May se espanta, e logo vira seu rosto em direção ao de Ash, pois Serena foi uma competidora crucial para que ela manteasse o título de Rainha de Hoenn, ela foi sua maior rival, e com o que Ash havia lhe dito, parece que ambos tinham um contato próximo assim como a própria May tinha com ele, ela então pensa.

— “Você é um osso duro de roer, não vou perder para você”. — Ela sai de seus pensamentos e pergunta outra coisa. — Vocês eram próximos?

— Não me pergunte esse tipo coisa, chaga de falar sobre esses assuntos por favor, pois eu não sei lhe dar muito bem com isso. — A timidez do jovem rapaz foi explicita aos olhos de May, mesmo querendo saber a resposta, ela ignora essa curiosidade ao momento, visto que Ash estava desconfortável com o assunto. — Bom com que a Iris está batalhando?

— Um moço chamado Erick, ele é de Kanto, olha só coincidência.

Cabulado com a informação cedida por May, Ash começa a encarar a televisão mais de perto, ele ficou parado em frente a ela, e a garota estranha a atitude de seu amado, ela vai até ele e pergunta colocando a mão em seu ombro.

— Ash, tá tudo bem?

Os olhos de Ash estavam brilhando querendo chorar, com um sorriso que ia de orelha a orelha. May pergunta novamente.

— Ash? Você conhece esse moço Erick?

— Se conheço? Eu o conheço muito bem, ele é simplesmente a minha inspiração, o homem que me fez querer ser um treinador, o homem que me fez ser quem eu sou hoje.

— Nossa, é ao vivo vamos assistir?

— Com certeza.

 

P.O.V. ????? ON

 

— É muito bom saber que você me deu um bom desafio senhorita Iris, mas eu tenho um orgulho a fortalecer, e uma pessoa pra inspirar. Isso não está longe de acabar, só temos mais um Pokémon cada.

— Então está na hora de acabar com isso, agora! Haxorus, Use a Dança do Dragão.

— Nem pensar, Tyranitar Irrite o Haxorus, vai.

Tyranitar chama Haxorus para a luta o deixando irritado, esse movimento faz com que o Pokémon não usei ataque de status, isso obriga a ele a mandar um golpe.

— Mas que droga, então Terremoto, acaba com a raça de Tyranitar, você é minha única esperança de vitória.

— Agora corresponda ao meu coração Pedra Chave, Além da Evolução, Mega Evolução!

Uma gigantesca carga de energia correspondia a badana que Tyranitar usava, a pulseira que o Moço utilizava, e com isso, uma gigante cadeia de pedras se formava no troco de Tyranitar como se suas rochas tivessem aumentado sua densidade, sua calda ficava mais pontiaguda com diversas outras pedras dessas que o rodeava, seu abdômen mudará de cor, para o vermelho e com isso, uma Mega Evolução estava concluída, e com isso a torcida vai a loucura.

Ash e May ficam maravilhados com a cena e logo prestam atenção de novo na televisão.

— Tyranitar, Proteção!

Uma cadeia protetora percorria ao redor de Mega Tyranitar, isso fez com que o ataque de Haxorus não o atingisse.

— Mais uma vez Haxorus terremoto.

— Tyranitar usar o Obelisco, e escale para se proteger.

O ataque de Haxorus não foi atingido em Tyranitar, ao usar o Obelisco, o Pokémon do Moço quebrou a cadeia de rochas para ficar no ar por um curto período de tempo.

Garra do Dragão!

— Haxorus Você também.

Tyranitar com o peso de seu corpo, mais o fato de estar no ar acabou intensificando mais seu ataque, Haxorus consegui atingir o dorso do Pokémon adversário, isso lhe causou muito dano por ser seu ponto fraco, os dois ataques se chocam, um fica de costas para o outro, a tensão fica no ar até que a Mega Evolução foi desfeita, Tyranitar respira fundo e Haxorus cai no chão.

— Haxorus Não!

— Haxorus está fora de combate, Tyranitar Vence, isso significa que a vitória vai para Erick da região de Kanto

Toda a torcida vai a loucura, mais de setenta mil pessoas gritando, KANTO, KANTO, KANTO.... Ambos retornam seus Pokémons, um pequeno altar é formado por pessoas da produção do evento, Erick sobe nesse altar e Iris pega o microfone. Ela fala para todos.

— Senhoras e Senhores, eu lhes apresento, o mais novo campeão da região de Unova.

Todas as pessoas continuaram a gritar o nome da região do vencedor.

— KANTO, KANTO, KANTO, KANTO, KANTO....

— O que me diz Erick, quer guardar o seu posto de campeão da região de Unova?

— Bom, não...

Todo mundo fica abismado com a resposta do treinador, mas logo ele termina sua resposta.

— Eu lamento, mas eu tenho um outro objetivo a cumprir, e tal objetivo está muito além de Unova.

— Mas o seu objetivo não era ser o melhor da região.

— Não! Meu objetivo é ser o melhor do mundo, apesar de ter tido vários combates em 5 ligas regionais, tem só uma pessoa que eu quero derrotar.

— E quem é?

— Segredo....

Erick desce do altar e vai em direção a saída, andando normalmente, enquanto a torcida fica completamente confusa.

— Sinceramente é uma criancinha....

 

P.O.V ERICK OFF

 

Andando como se nada estivesse acontecendo, Erick sai do estádio, e a cena é mudada para um repórter que dizia.

— Pois é, infelizmente não foi nessa liga Pokémon que o jovem Erick aceitou o título.

Outro repórter estava se questionando a respeito disso.

— Eu não entendo o que se passa na cabeça desse treinador.

— Pois é Billy, é 5ª liga que ele participa, e é também 5ª vez que ele ganha do campeão da região.

— O que tem a dizer sobre isso Carlos.

— Uma completa falta de profissionalismo em quesito das jornas que ele percorreu......

Ash fica revoltado com o que o repórter disse.

— Seu careca, fedelho de meia tigela, seu gordo sem vergonha, cachorra, diacho o cabra vem ver uma batalha é um moi de cachorro infeliz, CACHORROO!

May e Pikachu começa a gargalhar com os xingamentos de Ash, então ela resolve falar.

— Hahahaha, calma Ash é só uma crítica.

— Qual é, falta de profissionalismo você sabe quem ele é?

— Sim sei.

— Então me diga quem ele por favor.

— Bom, o nome dele é Erick, ganhou os campeonatos de Kanto, Jotho, Hoenn, Sinnoh e agora Unova, um atrás do outro, tem Pokémons com muita garra, e é conhecido por ser um excelente “Swepper”, e acho que é tudo, é realmente o grande treinador.

— Você sabe alguma coisa do passado dele?

— Eu sei que ele é da região de Kanto, mas ele nunca revelou se ele tem uma família ou algo do tipo, nunca falou sobre a sua cidade natal nem nada.

— Pois é, ele tem uma família.

— Como você sabe disso? Ele nunca revelou em nenhuma entrevista.

— Simplesmente porque ele é o meu Pai.

— O QUEEEEEE?

— Olha a cara dele, nunca notou nenhuma semelhança.

May rapidamente sacou seu telefone e foi no Google Imagens para ver o rosto de Erick, ela olha pro celular, depois olhava para o Ash, celular, depois Ash.

— Eu nem estou acreditando...

Ash fica cabisbaixo e com uma relutância em seu olhar ele diz.

— Acho que ele deve ter vergonha de mim talvez.

May fica olhando para o Ash com uma interrogação na cabeça.

— Ash por que ele teria vergonha de você, você é tão gentil, legal, bonito, atencioso, carinhoso, estrategista, você é maravilhoso......

Ash encara May um pouco envergonhado, e ela começa a ficar um pouco nervosa, e com isso ela nega com as mãos.

— Claro, isso são motivos pra que ele não sinta vergonha de você, você é ótimo, e ele não teria motivo pra isso.

— É fácil falar, participei a mesma quantidade de ligas que ele, e mesmo assim não consegui ganhar em nenhuma que seja regional.

— Mas você tem títulos que só você tem, isso é algo para se destacar.

— Eu até dou uma importância pra Batalha da Fronteira, fora isso nada de especial, a liga Laranja tinha sido só uma desculpa esfarrapada pra entrega aquela pokébola para professora Ivy.

— Você não tem orgulho disso Ash?

— Sim eu tenho, mas.... — Ash olha para a televisão que mostrava uma foto de seu Pai. — O que eu realmente queria era que ele sentisse orgulho de mim. — Ele volta a ficar cabisbaixo.

May vai até ele e o abraça por trás, atravessando seu braço por de baixo dos dele, assim colocando sua mão ao peito do amado.

— Aquilo que é mais importante, é o sentimento que está sempre aqui. — Ela coloca a mão na direção do coração do Ash. — É aqui o centro do ser-humano, é aqui que está todo o sentimento que seu pai sente por você, assim como você ama ele, ele também te ama.

— Você é um amor sabia May?

— Que isso Ash, eu tento.

Ash se vira de frente para May, e a abraça de frente.

— Você não tem ideia do quanto me ajudou com suas palavras.

— Bom amigo é pra essas coisas né? — May estava se segurando para não partir pra cima dele, sentir o perfume no seu pescoço estava deixando ela louca.

— Bom eu queria falar com você porque eu queria me despedir.

May de cara, logo não acredita no que Ash está dizendo.

— Co-como assim você vai embora? Pra onde você vai?

— Bom, é que a passagem que o Professor Carvalho me deu, era uma de ida e volta com direito a passar uma semana.

— é mais você não tem mais alguns dias aqui, não tem?

— Eu tenho sim May, mas eu lamento, eu tenho que começar a treinar, a Liga de Kanto começara em alguns meses, e eu tenho que me preparar.

Ash deu um beijo e sua testa, e estendeu o braço para Pikachu subir, assim que ele tentou se afastar, May segura seu braço com suas duas mãos, direcionando cabisbaixa para Ash, ela pergunta com a sombras tapando seus olhos

— Você não pode parar de pensar um pouco nesse tipo de coisa, eu não queria...

— O que você não queria?!

— Eu não queria que você fosse embora.

— Ah May, nós já nos despedimos antes, quando você foi pra Jotho lembra?

— Mas agora é diferente, não acha.

— Não, eu assim como você tenho objetivos a cumprir, não acredito que me impediria.

— É que eu não queria ficar sozinha aqui em Kalos.

— Bom, saiba que isso é só um Adeus, mas é passageiro.

— Promete que vamos nos ver de novo?

— Claro. — Ash faz um joinha.

— Então quero que me beije.

— Mas o que?

— Eu quero que me beije, tomei a atitude naquela noite, quero que você tome agora, faria isso por mim?

— Ma-may, é que eu não sou muito bom com essas coisas.

— Eu conversei com a viola hoje pela manhã, não foi isso que ela disse.

— É que com você é diferente.

— Como assim diferente, eu não sou boa para você como ela. — May levanta um pouco a voz

— Não é isso, você entendeu errado.

— Então pode me explicar por favor?

— O problema é que você tem um valor mais sentimental pra mim, quero que isso seja natural, e não quero forçar meus sentimentos entende, eu não funciono dessa maneira, por que você mulheres acham que nós somos todos iguais.

— É porque parece que era algo tão simples, eu achei que talvez você gostasse de mim.

— May o problema é justamente esse, eu gosto, mas não tenho certeza.

Ash fica frente a frente de May, ele segura suas mãos, e as beijas.

— Saiba que você é muito mais importante pra mim do que pensa, coragem pra fazer isso é algo que eu não tenho.

— Então você pode fechar os olhos, e vir na minha direção, você será correspondido se fizer isso.

Ash fecha os olhos, ele vai na esperança de sentir os lábios de May, e é o que acontece, seus lábios se tocam, e por um breve momento, Ash sentiu seu coração palpitar, mais tem uma coisa que está errada, ou ele pensa que está, durante o beijo, Ash vem trazendo May para mais perto dele, o mesmo também começava a descer um pouco mais a mão e quando se deu conta do que estava fazendo, ele imediatamente se afastou.

— Ash o que foi? — Pergunta May preocupada.

— Não, não foi nada, eu só.... — Ash recua muito envergonhado enquanto acenava para May. — Tenho que ir logo, o Avião já vai partir, tchau May, até a próxima.

— Até. — Ela fala bem baixinho a próxima frase. — Eu te amo.

Ash sai desesperado do Centro Pokémon, e com isso Pikachu fala com ele.

— Pika-pi!

— Eu sei, foi sem querer, não sei o que deu em mim.

— Pika-pika-pikachu-pi.

— Olha a culpa não foi minha, eu não sei o que deu em mim, foi sem querer.

Pikachu dá um pontapé na cabeça dele, e Ash fica massageando o local e achando engraçado o que seu parceiro fez.

 

P.O.V PIKACHU ON

 

Esse menino deveria ver o que estava fazendo, o que foi que a Viola fez com você parceiro, acho que talvez seja normal, mas ele tem que se controlar, ia dando ruim lá dentro, vou te supervisionar mocinho.

 

P.O.V PIKACHU OFF

 

Vendo que iria demorar muito pra chegar ao local do embarque, ele sacou a pokébola de Pidgeot e foi até o aeroporto bem rápido, com isso ao chegar na recepcionista, ela fala que o avião atrasou 2 horas, pelo menos deu tempo de Ash comer algo e ir no banheiro, ao embarcar Ash acaba vendo a relutância do céu, o olhar dele para as nuvens fazia o sentir que era um grande pássaro, mas logo o sono chegou e com isso o jovem dormiu.

 

QUEBRA DE TEMPO

 

Ao descer do avião, Ash vê que está na cidade de Vermilion, entretanto ele está meio que perdido, levando em conta que está de noite, se ele fosse para Pallet, inevitavelmente iria se perder, e o Centro Pokémon do aeroporto é muito longe, ele pensa na possibilidade de pegar um taxi, mas assim que ele foi correndo até o estacionamento aonde os taxistas estão, ele acaba tropeçando, e caindo por cima de alguém.

Com as mãos juntas e os olhos fechados Ash diz— Meu Deus, por favor me desculpe.

— Só desculpo se me der um abraço.

Ash reconhece a voz e ao olhar.

— FELICITY!

— ASH!

Ash se surpreende ao ver a treinadora, e com isso ela vai ao seu abraço (Foto do capítulo)

— O que você faz aqui? — Pergunta Felicity.

— Acabei de desembarcar, eu estava em um viajem, mas e você?

— Tô passando uns dias na casa dos meus primos.

— Que bom, a gente se vê.

Ash se vira para ir embora, mas Felicity logo chama a sua atenção.

— Pera ai aonde você vai?

— Vou pro centro Pokémon, talvez eu chegue a tempo.

— Ash são quase 23:00 da noite, é perigoso.

— Mas eu não tenho para onde ir.

— Agora tem, vem comigo.

Felicity puxa Ash para um lugar que é desconhecido para ele, com isso ela leva ele para casa dos seus primos, fica um pouco afastado da cidade, mais o motivo é porque era uma fazenda, Felicity bate na porta, e um voz um pouco grossa, mas feminina responde.

— Entre.

— Tia eu trouxe um amigo meu pra cá, ele não tem aonde ficar, tem problema em ele ficar aqui.

— Claro que não, mas só tem espaço no seu quarto, armar uma rede de dormir lá perto da janela.

— Você tem problema em dormir de rede?

— Nenhum, acho muito bom.

— Então vamos.

Ao chegar no quarto de Felicity, a mesma arma sua rede, e ao se sentar nela ele tira seu tênis. Ele nota Felicity tirando a roupa.

— Ma-mas Felicity, o que é isso?! — Pergunta muito vermelho.

— Calma seu bobo, eu uso camisola por de baixo, é minha roupa de dormir, Rrsrsrss.

— A está, por um momento pensei que....

— Eu estava tirando a roupa? Fica tranquilo, não sou pervertida. — Ela pensa. — Talvez só um pouco.

— Bom enfim agradeço por ter me deixado ficar aqui essa noite.

— Não há de que.

Ash se levanta e começa a tirar sua roupa também, ele tinha um short curto preto e uma camiseta branca por de baixo das roupas, Felicity fica quase babando, era quase 00:00, e Felicity diz.

— Bom eu estou cansada, boa noite bonitão.

— Hehehe, boa noite.

Ash ficou acordado pois estava sem sono, e com isso alisava seu Pikachu que dormia em cima de seu casaco em baixo da rede. Ele passou mais um tempinho lá, até que o tedio se transformasse em sono, e com isso o jovem adormeceu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua..........


Notas Finais


Deu trabalho então me da um força vai, se você tiver gostado do capítulo deixa seu Feed por favor ^-^ até o próximo capítulo, vlw é noix.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...