História Realize - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk, Super Junior
Personagens Choi Siwon, Heechul, Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk
Tags Drama, Lee Jong Suk, Romance, Super Junior
Visualizações 21
Palavras 2.169
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ENJOY !!!!!!!!!!

Capítulo 10 - Capítulo dez


Fanfic / Fanfiction Realize - Capítulo 10 - Capítulo dez

-SEXY, FREE AND SINGLE.  I AM READY TO GO! Park Haru, acorde e cante comigo! – Em meus pensamentos eu já sabia quem era aquela pessoa escandalosa.

- SEXY, FREE AND SINGLE. I AM READY TOO, BINGO! – abri levemente os olhos e vi meu tio, Heechul, cantando ou seria melhor dizer gritando? Quando ele viu que eu havia acordado deu sua piscada de olho tão famosa e me puxou fazendo com isso eu ficar de pé. Eu o encarei com cara de poucos amigos.

- Tio, fala sério, são sete horas. E o que o senhor está fazendo aqui?

- Só respondo quando você cantar junto. – revirei os olhos. Eu não tinha alternativa então peguei minha escova de cabelo e fingi que era um microfone e no verso seguinte cantei com todas as minhas forças.

- Mu geop da go, mu seop da go po gi ha ji neun ma i je bu teo ga jin jja na na na na na na. Nu gu na han beon jjeum da ggyeo ggeo bo neun geot bbun We fail, We lose, To win du ryeo wo ha ji ma ra.* – Passei a escova para meu tio que continou.

- Nae sa ra ma, sa ra ma nan deo gang hae jyeo sseo. Yeah! Deu di eo u ri Time for romance.
Deo meot jin ggu meul hyang hae ddo na ra ga ge sseo. Da shi Upgrade ji kyeo bwa, mat gyeo bwa.* Juntos agora, Haru.

-Nan jeom jeom dae dam hae ji neun geol. Sexy, Sexy, Sexy I geo chin se sang eul ma ju han chae Too hot- Jun bi dwaen ja man a neun geol. Sexy, Sexy, Sexy Yeo gin ggeut do eom neun byeon su man keum Have fun 3. 2. 1 Go!* - Cantamos até o final da música dançando como dois loucos. Essa era a melhor parte da minha família. Nós sempre estávamos lá um para o outro. Eu já me sentia bem mais animada depois de cantar. Eu estava sem fôlego quando perguntei.

-Por que o senhor veio? Para cantar Super Junior? – perguntei brincando.

- Hyun Woo me ligou ontem de noite contando da situação com o diretor Park Won-sang. Parece que ele disse umas coisas que não foram legais. Haru, quando pedi que você assumisse esse cargo esqueci-me de te dizer umas coisas. – ele me olhava bem sério – Primeiro esta indústria é cruel, as pessoas querem se dar bem e não se preocupam umas com as outras o sucesso é tudo para elas. Segundo quando mais alto for essa pessoa mais orgulhosa ela será e o último que eu preciso dizer é não deixe nada te atingir continue com a sua cabeça bem firme. – enquanto ele falava senti meus olhos se encherem de água. Um filme do dia de ontem passou pela minha mente e eu comecei a me sentir depressiva. Vendo a minha expressão meu tio deu um passo pra frente e segurou minha mão.

-Minha amada sobrinha, agora eu vou te ensinar tudo o que você precisa saber para ser a melhor. Esteja preparada! – Concordei com a minha cabeça. Eu nunca mais vou me permitir passar por aquela situação de novo ou não me chamo Park Haru!

- Ótimo! – seus olhos brilhavam com uma mistura de felicidade com determinação quando viu que eu estava determinada a aprender. Passamos grande parte da manhã no quarto eu atenciosamente ouvia e às vezes anotada algum conselho. O primeiro passo foi saber sobre o roteiro da peça que seria “ A lua que abraça o sol”. Essa peça foi inspirada em um drama histórico da era Joseon. Era bem dramático e triste, mas muito comovente.

-Bem acho que você já sabe os principais passos. Preciso ir embora agora tenho uma reunião logo mais. – caminhamos juntos até a porta do quarto. Depois de nos despedimos ele me deu um abraço bem forte e disse. – Haru, saranghae. Eu disse “eu também te amo” e somente quando ele pegou o elevador eu entrei para o quarto. Respirei fundo e passei mentalmente o que deveria fazer hoje.

 

-Haru-sii, vejo que dormiu mais do que o necessário hoje. – Yuri disse assim que me viu entrar na sala de ensaios. – Não é muito responsável deixar seus atores sozinhos. – ela disse venenosamente.

-Eles se virão muito bem sozinhos, não são crianças e eu sabia que eles estariam aqui ensaiando. Mas, eu não lhe devo explicação, certo? – Sorri um sorriso que nunca chegou aos meus olhos vi que a cara dela foi ao chão com a minha resposta e sai andando. Ontem eu estava cansada e muito estressada, mas hoje a Park Haru de sempre estava de volta. “Você não deve explicação para ninguém só para mim, o presidente” esse foi um dos conselhos que meu tio me havia dado. Quando vi os meninos foi até eles.

-Vocês já almoçaram? – perguntei.

- Ainda não. Estou com tanta fome que comeria quatro vezes!

-Ji Soo-ah, você sempre está com fome. – brincou Hyuk.

- Vão servir o almoço em poucos minutos. – disse me sentando entre Jong Suk e o Hyun Woo.

- O presidente já foi? – perguntou Hyun colocando a mão dele sobre a minha. Concordei com a cabeça.

-Parece que alguém ligou para ele, quem será que foi? – Eu o olhei esperando a resposta.

- Eu liguei porque estava preocupado. Você não está zangada, está? – senti sua mão apertar levemente a minha.

- Não, foi legal da sua parte. – disse sorrindo. Nessa hora Jong Suk sentou entre mim e o Hyun Woo.

- Com licença. Hyun Woo chega pra lá.  – Assim que ele sentou me olhou como se estivesse me culpando. Woo deu espaço forçadamente e perguntou zangado.

- Mas, por quê?

-Por que eu quero. – disse simplesmente ainda me olhando.  Hyun Woo revirou os olhos.

- Está tudo bem? – perguntei para ele.

- Sim, por que não estaria?

- Ele só está de mau humor por que o diretor brigou com ele. – disse Hyuk.

- Por quê? – perguntei surpresa.

- Parece que a cabeça de alguém estava em outro lugar... – disse Ji Soo olhando para o Jong Suk que olhava para outro lugar.

- Park Haru-sii. – todos nós olhamos para cima quando o diretor disse o meu nome. Lá vem. – Fiquei sabendo que você faz faculdade de letras e preciso que você corrija e edite alguns papeis da peça. A nossa editora principal não veio e alguém tem que fazer. – ele disse como se estivesse me testando.

- Essa não é o trabalho dela. Encontre outra pessoa. – disse Jong Suk agora de pé o encarando seriamente.

-Então, Haru. – disse o diretor ignorando o Jong Suk. – estou esperando sua resposta. Vai editar ou não?  – ele com certeza está me testando.

-Irei. – disse confiante. Por essa resposta ele não esperava. O que ele não sabe é que eu sou a melhor da turma na escrita e correção de textos na sala da faculdade. Eu venho estudado roteiros de peças e novelas desde cedo. Se esse fosse um teste dele eu passaria com excelência.

- Aqui está. Eu quero para hoje de tarde. – e saiu.

- Por que você aceitou? – perguntou Jong Suk furioso. – Não vê o que ele está tentando fazer?

- Eu sei exatamente o que ele quer. Por isso aceitei. – disse calmamente.

-Mas são três cópias!

- Eu consigo! Eu já tive que revisar mais que isso em uma tarde. – disse confiante.

- Você é realmente uma cabeça dura. Se você deixar passar um erro sequer já era.

- Não haverá erro. – disse firmemente e ele respirou fundo.

- Faz o que você quiser. – suas palavras foram gélidas.  Assim que ele disse isso se levantou do meu lado e saiu da sala de ensaios.

-Haru, fighting! Você consegue. – disse Hyun já do meu lado. Hyuk e Ji Soo se entre olharam como se estivessem conversando com os olhos.

            Peguei tudo que precisava para revisar as cópias e me sentei na mesma mesa que eu e o Jong Suk comemos miojo na madrugada da sexta passada. Porque ele era assim, uma hora carinhoso e de repente grosso? Eu achei que alguma coisa mudaria entre a gente depois de ontem, mas eu nunca sei o que se passa na cabeça dele. Haru concentre-se! Afastei ele de meus pensamentos e comecei a revisar. Me assustei quando de repente colocaram um prato com pedaço de bolo e café na minha mesa.

- Já são quatro horas coma alguma coisa. -  olhei para cima e vi o Jong Suk – Como eu sei que você é teimosa não tenho outra opção a não ser te apoiar. Come logo. Vou voltar para a sala de ensaios. – Ele passou a mão pela minha cabeça bagunçando meu cabelo e foi embora. Fiz o que ele disse e quando era dez para as seis foi ao encontro do diretor.

- Muito bem, Park Haru. – Minhas mãos estavam encharcadas de suor e meu coração batia forte dentro do meu peito. Já faziam mais ou menos meia hora que estávamos na sala do diretor. Esse tempo todo ele passou lendo as revisões. – Você fez um trabalho bem feito. Parabéns. Espero que continue assim. – Senti meus lábios formarem um sorriso. Balancei a cabeça afirmando que daria o meu melhor.

- Aproveite que só iremos embora amanhã de manhã e relaxe. A pousada tem uma piscina e área de lazer. Faça o que sentir vontade. Até a próxima. – Ele me acompanhou até a porta e nos despedimos com um aperto de mãos.

            Finalmente liberdade! Achei que não daria tempo, mas consegui terminar tudo e ainda ter umas horas para aproveitar a pousada. O ensaio ainda vai continuar até mais tarde então não tenho que me preocupar com os meninos. Um tempo livre era tudo que eu precisava. Resolvi usar esse tempo livre para nadar. Andei em direção ao quarto pensando no que usaria. Como arrumei as malas na pressa constatei que tinha pegado um maiô da época que eu fazia natação. Troquei minha roupa e fiz um rabo de cavalo. Quando cheguei a piscina vi que tinha muita gente ao redor de um grupo de meninos. Não me diga que... Conforme fui me aproximando vi que eram os quatro meliantes e todos estavam usando somente suga! MEU DEUS! Se existe uma palavra para expressar a imagem a minha frente eu desconheço. Todos os quatro tem o corpo muito bem desenvolvido. Por isso as meninas os rodeavam. Se eles me virem aqui já era o meu descanso. Com passos bem lentos dei meia volta e fui em direção a piscina interna. Chegando lá me lancei na água e com fui dando braçadas até chegar ao outro lado da piscina. Encostei a cabeça na borda e fechei os olhos aproveitando o silêncio.

- Olha, Ji Soo, quem resolveu nadar. – e o silêncio foi embora. Continuei com os olhos fechados

-Hey! Haru! Nem chama a gente. – disse Hyuk e todos eles entraram na água.

- A intenção era essa. – disse. – Voltem lá pra fora. – senti a água se mexer do meu lado esquerdo abri os olhos e vi que Jong Suk estava do meu lado.  Por causa da água a franja do Jong Suk caia na sua testa o que fazia ele ficar muito mais bonito. Ele estava muito perto e por isso nossos braços se encostavam.

- Como foi com o diretor? – perguntou Hyun Woo de frente para mim. A água com certeza fazia muito bem para eles.

-Foi tudo bem. – Agora que eu os observava de perto vi que eles não teriam problema nenhum se um dia gravassem um comercial na água. Devo ter ficado encarando eles durante um tempo porque Ji Soo disse:

- Vô, se você quiser eu deixo você encostar em mim. Do jeito que seus olhos estão estou com medo de você atacar um de nós. – Eles eram bonitos e sabiam disso.

- Obrigada, mas não. – Com as minhas mãos joguei um pouco de água na direção dele.  

- Ah não. Agora você vai ver. – Começamos uma guerra de quem jogava mais água. Ficamos muito tempo na piscina jogando e rindo. Pelo menos agora eu estava me divertindo. Quando resolvemos ir embora de lá por causa da hora Hyuk me deu a mão dele para me ajudar a sair da piscina.

- Ei, Haru, que maiô de vovó é esse? – ele perguntou quando pisei no chão.

-Um maiô de natação.

-No sexy, no sexy. – disse Ji Soo balançando a cabeça negativamente.

- Eu achei fofo. Parece uma criança da quinto ano. – disse Hyun Woo sorrindo de lado.

-Muito engraçado. – falei cruzando os braços e revirei os olhos. E sai andando na frente deles. Senti uma toalha sendo jogada nos meus ombros.

- Você precisa se secar. - Jong Suk estava do meu lado com outra toalha que ele usava para secar o cabelo.

            Naquela noite quando fomos dormir repassei esses dias que passamos juntos na pousada. Foi quase um teste de sobrevivência. Esta vida de manager não é fácil. Todos os dias são cansativos. O bom é quem eu tenho eles ao meu lado. 


Notas Finais


A música que a Haru canta o Heechul é Sexy, Single and Free. Sempre que me sinto para baixo coloco K-POP bem alto para esquecer de tudo que me deixa triste. E vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...