História Realize - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk, Super Junior
Personagens Choi Siwon, Heechul, Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk
Tags Drama, Lee Jong Suk, Romance, Super Junior
Visualizações 21
Palavras 1.203
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um! Mais um!

Capítulo 11 - Capítulo onze


Fanfic / Fanfiction Realize - Capítulo 11 - Capítulo onze

 - Até que fim casa! – disse Ji Soo assim que voltamos para casa na segunda de manhã. – Julieta baby!! Que saudades. – ele correu para abraçar o vídeo game. – Vem, Hyuk, vamos jogar.

-Claro! – Hyuk se sentou ao seu lado e começaram uma partida. Vi quando Jong Suk e Hyun Woo entraram no quarto. Eu já os tinha avisado que hoje nós teríamos o dia livre. Então, eles podiam fazer o que queriam. Eu já sabia como Ji Soo e Hyuk passariam o dia jogando é claro, assim com o Hyun Woo que iria dormir, provavelmente. Fui em direção ao banheiro e tomei um susto quando me vi no espelho. Meu cabelo estava sem brilho e minha pele estava horrível. Comecei a preparar o creme de cabelo e uma máscara de argila para passar no rosto. Após o banho coloquei o creme de cabelo e pus a toca metalizada em seguida apliquei a máscara no rosto e saí do banheiro.

-Quem é você? – escutei a voz do Jong Suk. Olhei para frente e vi que ele tinha colocado a mão no coração como se tivesse tomado um susto – O que você fez?!

- Não fiz nada demais. – respondi tentando não mexer muito a boca. Não pode falar quando se coloca argila no rosto.

-AH! JESUS! Vô! No sexy! – disse Ji Soo espantado. Qual é o problema deles?

- Haru, não acho legal você sair assim.

- Hyun Woo, eu não vou a lugar nenhum.

-Por que você está falando assim? Abre a boca pra falar. Parece que está com paralisia. – implicou Jong Suk

- Até quando vocês pretendem me perturbar? – perguntei.

- Para todo o sempre. – disse Ji Soo. Hyuk concordou com a cabeça.

 

Fui em direção ao meu quarto. Liguei o notebook e atualizei meu e-mail. Vi que tinha uma mensagem do meu amigo, Haruma. Ele morava no Japão e sempre que eu passava as férias na minha vó nós nos encontrávamos. Ele dizia que viria passar um tempo na Córeia Do Sul estagiando numa empresa de entretenimento e perguntava se podia ficar na minha casa enquanto isso. Respondi a mensagem dizendo que não teria problema nenhum e que seria ótimo tê-lo conosco. Depois de vinte minutos voltei para o banheiro tirei a argila e o creme do cabelo. Aproveitei e passei o secador e finalizei com a prancha. Agora sim! Sorri com o resultado e voltei para o quarto. Já era noite quando resolvi fazer a janta.

- Vocês já ficaram muito tempo jogando! – da cozinha eu ouvia Jong Suk e Hyun Woo brigando com Hyuk e o Ji Soo. – Nós queremos assistir filme. – melhor eu ver o que está acontecendo.

- Pelo que eu sei não tem horário marcado para vocês. – disse Ji Soo ainda olhando para a televisão.

-A partir de agora tem. – Jong Suk deu um passo à frente arrancando o controle da mão do Hyuk.  Ji Soo na mesma hora levantou ficando de frente para Jong Suk. Eu nunca tinha visto o Ji Soo com aquele olhar.

-Hey man! Qual o seu problema? – disse Ji Soo empurrando Jong Suk com as duas mãos.

- Ji Soo, calma. – disse Hyuk segurando no braço dele.

- Ele acha que manda aqui, Hyuk-ah.

- Acho? – e sorriu de lado com olhar de deboche. – Eu tenho certeza.

-Seu filho da put- Hyuk segurou o Ji Soo por trás para evitar que esse desse um soco em Jong Suk.

- Fala sério! Qual é o problema de vocês?! Ji Soo, vocês já estavam tempo demais jogando. É mais que justo nós assistirmos um filme agora. – disse Hyun Woo que tinha a voz alterada. – Vocês parecem crianças agindo assim.

-Tudo bem. Fiquem o tempo que quiserem, madames. – Ji Soo disse puxando Hyuk em direção ao quarto. Nenhum deles percebeu que eu estava parada o tempo todo olhando a briga.

HYUK POV

- O que deu em você?! Não precisava de tudo aquilo. – disse fechando a porta atrás de mim.

- Me dá sua mão. – Ji Soo disse já puxando minha mão esquerda. – Você não percebeu, mas ele te arranhou quando arrancou o controle da sua mão. – Ele falou fazendo carinho por cima da minha mão. Só agora que eu fui perceber o pequeno arranhado.

- Ji Soo-ah, nem dá para perceber. Eu não sou uma menina frágil.

-Não, você não é. Mas você é a pessoa mais importante do meu mundo e qualquer dano que te aconteça doí em mim. – ele levou a minha mão até sua mão dando pequenos beijos. Eu tirei minha mão de sua boca e levei minhas mãos até seu rosto.

- Você também é meu mundo. – levantei meus pés para alcançar sua boca com a minha. Seus braços me envolveram com força conforme íamos aumentando a intensidade do beijo. Esse tinha sabor de saudade e amor. Depois de tantos dias sem contato físico nós dois estávamos precisando disso. Nossos corpos já estavam colados o suficiente para que eu sentisse seu volume ir de encontro com o meu.

-Ji Soo-ah... Ainda está cedo mais tarde a gente termina... – minha voz estava ofegante. Sua mão já passeava por dentro da minha camisa.

- Eu te quero agora. – Ele disse já arrancando a minha camisa e suas mãos desabotoavam minha calça quando ouvimos um bater na porta.

- Ji Soo, Hyuk, a janta está pronta! – Haru gritou de fora do quarto. Nos separamos e percebi que ele estava com o lábios inchados e com o cabelo bagunçado.

- Mais tarde, baby. – selei mais uma vez nosso lábios e saímos do quarto.

            Quando sentamos para jantar ouvi Hyun Woo conversar com a Haru.

- Bateu na porta antes de entrar? – Hyun perguntou a ela.

-Sim, mas não vejo a necessidade já que eu tive que gritar mais de uma vez até que me escutassem. – Mais de uma vez? Achei que ela tivesse chamado só uma vez.

- Vai por mim. Melhor bater do que se surpreender. – ele disse dessa vez olhando para o Ji Soo com um sorriso.

- O que foi? Nós estávamos conversando sobre o ensaio desse final de semana. – eu disse.

- Faz muito tempo que eu não converso com alguém assim. – ele me respondeu com um sorriso maior que o anterior.  

- Por que eu sinto que vocês às vezes falam por códigos? – perguntou Haru.

- Porque você é lerda. – disse Jong Suk.

- Então se eu sou lerda porque você não me explica, senhor “eu-sei-tudo”.

- Ji Soo-ah, acho que você explicaria melhor que eu. – ele disse e virando para Ji Soo.

-Vô. É mais divertido que você descubra sozinha. – e fez um “high-five” com Jong Suk. Que bom parece que já fizeram as pazes. Nessa hora a campainha tocou.

- Quem será a essa hora? – Haru disse se levantando para abrir a porta. Ouvimos quando ela gritou:  

-HARUMA!

-HARU!

            Todos nos levantamos rapidamente da mesa e fomos em direção à sala. Quando chegamos lá vimos uma cena e tanto. Haru estava com as pernas entrelaçadas na cintura de um cara alto e os dois se abraçavam com força. Olhei para o lado e vi que Hyun Woo tinha as mãos fechadas e Jong Suk que estava com um olhar de puro ciúme. A noite vai ser longa. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...