História Realize - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk, Super Junior
Tags Super Junior Jong Suk
Visualizações 37
Palavras 1.802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo em menos de 24 horas!!! MANSAE!

Capítulo 3 - Capítulo Três.


Fanfic / Fanfiction Realize - Capítulo 3 - Capítulo Três.

Pronto! Terminei de arrumar meu quarto. Apesar de não ter muita coisa o mais importante está aqui, meus livros, laptop e uma fotografia da minha família ao lado da cama. Olhei no relógio e já eram duas horas! Precisamos correr para chegar a tempo no salão.

-YAH! Ji Soo! Você já tá banheiro há uma hora sai logo daí! Eu preciso cagar!! – disse Hyuk batendo com muita força na porta do banheiro. – Anda logo! Até que fim! Meu Deus alguém morreu aqui dentro.

-Boa sorte, my friend. Ele deve tá com muita pressa mesmo.

-Ji Soo, pode começar a se arrumar daqui a meia hora sairemos de casa. – eu disse já o empurrando para o quarto – E você, Hyuk, não demore aí!  Senão eu ponho essa porta abaixo!

-Sim, vovô!

-Vovô? Mas...

-Você parece o meu avô dando ordens e com essas roupas largas! – Ji Soo começou a rir muito alto.

-Essas roupas são confortáveis! E vai se arrumar! – Agora a parte mais difícil.

-Jong Suk-ssi... – bati na porta duas vezes – Jong Suk-ssi! Preciso que você se arrume o mais rápido possível. – A porta de abriu de repente e ele saiu de pijama. – Por que você ainda está com essa roupa?

- Porque eu quero? Olha você não vai me dar ordens, vovô. – e assim ele saiu em direção a sala.

- Ele só está fazendo isso pra te irritar. - Hyun Woo disse muito perto do meu ouvido.

- Jesus! Meu coração quase saiu pela boca agora.  – esse menino não faz barulho nenhum quando anda...  – Ah! Que bom! Você já está pronto!

-Sim, eu vou sair. – Ele disse indo em direção à porta.

-Claro que sim. Pro salão- Hey! Hyun Woo! – quando ela já estava alcançando a maçaneta eu segurei seu braço e o virei de frente pra mim – Você não pode sair agora! Temos compromisso às três horas há exatamente daqui a... –chequei meu relógio e – 20 minutos!

-Por isso eu vou agora. Não vou esperar por esses três. E você poderia soltar meu braço? – Assim que ele disse isso o soltei. Não percebi que ainda estava segurando o braço dele...

-Sorry sorry. Tudo bem, me dê 5 minutos e saímos juntos de casa, okay? – Não esperei ele responder e saí em direção do quarto do Ji Soo e do Hyuk.

- Vocês estão prontos? – Eu tenho que me lembrar de bater na porta antes – Coloquem logo uma roupa! Vocês iriam trocar de roupa no salão de qualquer forma! Andem logo!!

-Ué, cadê o Hyun Woo? – Perguntei pro senhor Zangado quando entrei na sala.

-Já foi. Você precisa aprender que o Woo faz tudo sozinho. – Olhei pra o senhor mau humor e notei que ele ainda estava de pijama.

- Jong Suk-ssi, eu acho que pedi que você trocasse de roupa.

- Menina-ssi, eu acho que ouvi você dizer que vamos trocar de roupa no salão de qualquer forma. – Ele sorriu de lado e fez meu coração acelerar, de novo. Se ele não fosse tão rabugento eu me apaixonaria por ele... Balancei minha cabeça para afastar qualquer pensamento amoroso. E Disse:

-Que seja, contanto que a gente saia daqui em cinco minutos não tem problema... – Escutei um barulho no quarto dos “eu amo usar cueca o tempo todo” e saí correndo – Mas, o que aconteceu?

-Hyuk  quebrou o perfume e cortou o dedo. – toda aquela situação já estava me deixando louca eu parecia uma mãe e não uma assistente!

-Não tem problema. Vamos todos pra van e lá eu faço um curativo nele. Vamos!

Já na van abri minha mochila e peguei o kit de primeiros socorros. Virei na direção do Hyuk para passar o remédio no dedo dele. Nem era tão profundo assim, mas ele fez um escândalo igual ao Mark.

-Pare de mexer! Parece criança.

-Você diz isso porque não é o seu dedo. – E fez um bico muito manhoso com os lábios. Eu até acharia fofo se não fosse por todo aquele estresse.

Quando chegamos ao salão, Hyun Woo já estava secando o cabelo. Que bom pelo menos um já está quase pronto. Deixei todos lá e fui na empresa pegar as roupas que eles usariam hoje. Não fazia ideia que as marcas mandavamm roupa de graça para que eles usassem.  Antes de voltar para o salão passei em uma fast food e comprei hambúrguer e batata frita já que ninguém ainda tinha almoçado. Entreguei o lanche a cada um deles e ninguém disso um obrigado ou valeu! Devorei meu lanche em dez segundos de tanta fome que eu estava. Enquanto eles se arrumavam tirei um livro da mochila e comecei a ler...

-Hey! Menina! – Escutei uma voz e quando levantei os olhos tive a maior surpresa da minha vida. Todos os quatros estavam muito lindos da cabeça aos pés. Pareciam outras pessoas, príncipes desde o cabelo impecável até a roupa. Sim, eles eram como -

-Vovô, você vai com essa roupa? – E todo aquele encanto se quebrou. Eles ainda eram os mesmos.

-Não, vou deixar vocês na inauguração e de lá vou pra casa me arrumar. Não ia correr o risco de deixar vocês aqui sozinhos. Venham, vamos para a van.

Quando chegamos na inauguração meu tio já estava lá. Ele de longe me mandou um “okay” e entrou com os meninos no shopping. Fui para o apartamento e quando me olhei no espelho percebi que ji Soo tinha razão eu parecia um avô. Tomei banho e depois de tanta luta resolvi soltar o cabelo, coloquei um pouco de maquiagem, vestido e saltos.

-Haru!

-Olá, chefe. Como foi a tarde do senhor?

-Pare com isso Haru. Ainda sou seu tio não precisa ser tão formal. – Acho que ele não percebeu meu tom de deboche ou fingiu não perceber. – Então, como foi com eles?

- Tio, onde a sua cabeça estava quando achou que eu fosse dar conta deles! Eles precisam de uma babá não de uma assistente.

-Princesa, tente entender eles estão morando juntos obrigados. Antes do mês passado eles nunca sequer trocaram uma palavra. E ainda do mais são todos homens. Sabe como é não é? Tente ser compreensível, eu sei que você consegue.

-Tudo bem, mas não vou tolerar tudo que eles disserem ou fizerem.

- Que bom que não, querida. Venha vou lhe apresentar umas pessoas.  

Após conhecer muitos outros assistentes e ficar bastante tempo em pé resolvi sentar pra descansar os pés. Eu amo usar saltos, mas eles me cansam muito. O restante da festa rolou de forma tranquila. Enquanto estava sentada fiquei observando os quatros. Eles estavam realmente muito diferentes o jeito de andar, falar e até sorrir! Sim, eles eram lindos e chamavam a atenção de todas as mulheres na festa inclusive a minha. Não nego que sinto me sinto atraída por eles. Ah qual é! Qualquer uma sentiria! Não percebi quando alguém sentou do meu lado.

-Quem diria que o vovô viesse de vestido e saltos. – Hyun woo disse ao meu lado direito.  Um dia desses ainda terei um ataque do coração por causa dele!

-E soubesse usar maquiagem. – Jong Suk disse com um sorriso de deboche do meu lado esquerdo.  Que maravilha meu silêncio foi embora e levou a calma com ele.

-É claro que eu uso vestido, salto e maquiagem! Sou uma mulher. – disse levantando meu rosto na altura do dele o encarando.

-Por um momento eu achei que você fosse uma idosa. – Ele não recuou e continuou me olhando bem de perto – Não tinha percebido que seus olhos são claros... Eles são lindos... – Meu rosto esquentou e meu coração falhou uma batida. Se eu não estivesse bem perto não teria ouvido a última frase. Essa foi a primeira vez que ele me disse algo legal lá no fundo fiquei contente. Quando eu ia sorrir ele se afastou bem rápido como se tivesse levado um choque.

- Vovô! O senhor está lindo! – Ji Soo disse quando chegou junto do Hyuk amenizando o clima de constrangimento.

-Está mesmo achei que você fosse vim de calça e tênis. – Hyuk brincou. Sim, está confirmado quando eles abrem a boca o encanto acaba.

-Vamos embora? A festa já vai acabar daqui a pouco mesmo e amanhã bem cedo todos vocês tem compromisso. – todos concordaram com a cabeça e nos levantamos em direção à saída.

Quando cheguei em casa a primeira coisa que fiz foi trocar de roupa e logo depois comecei checar a agenda de amanhã.  Sessão de fotos de manhã, entrevista de tarde e de noite ensaio da peça. Todo final de ano a empresa do meu tio faz uma superprodução para lançar atores novos do meio artístico e esse ano esses quatros foram os escolhidos. Essa vai ser a primeira apresentação deles... eles devem estar bem nervosos...Talvez eu devesse mesmo ser mais compreensiva...

-YAH! JI SOO! VOCÊ ESTÁ ROUBANDO! – Esse meu pensamento desapareceu no instante que ouvi Hyuk gritar na sala. Levantei-me e comecei andar bem rápido. São uma da manhã todos já deveriam estar dormindo!

-NÃO ESTOU NÃO! Se você não sabe jogar não ponha a culpa em mim! – Ji Soo rebateu. Quando cheguei na sala as duas crianças estavam  brigando e Jong Suk estava assistindo alguma coisa no laptop dele.

-Calem a boca! Estou tentando ouvir o musical! - Jong Suk gritou do outro lado da sala.

-Qual é o problema de vocês?! São uma da manhã todos vocês já tinham que estar dormindo! Cadê o Hyun Woo?

-Woo está dormindo. Nem um furacão o acordaria. O sono dele é super pesado não acorda por nada. – Hyuk disse já levantando do chão. – Vamos, Ji Soo amanhã eu te venço!

-Nem em seus sonhos! – Agora só falta um.

-Vô – Hyuk me chamou já na porta do quarto levantando seu dedo cortado- Valeu pelo curativo. – dei um sorriso em troca do agradecimento. Até que ele não é tão ruim assim...

- Você sabe sorrir também. Achei que essa sua cara fechada era única que você fizesse. – Jong Suk disse. Quando me virei para rebater a fala dele percebi que estávamos muito perto, de novo... Se tivesse dez centímetros nos separando seria muito.

-Eu só sorrio para aqueles que eu gosto. – disse com a cara fechada.

-Então, você gosta do Hyuk? Se eu fosse você desistiria. Hyuk está fora da sua liga.

-Não, eu não gosto dele, mas ele foi gentil ao agradecer. Nem todo gostar significa atração física, Jong Suk-ssi. – Ainda estávamos bem perto e eu não queria me afastar. Tinha alguma coisa nele que me fazia querer estar sempre junto.

-Não me importo de qualquer forma. Boa noite. – E ele se afastou. Foi aí que eu percebi que a sala estava gelada. Aish! Por que ele tem que ser sempre tão grosso?!

Voltei pro quarto e deitei na minha cama. Esse primeiro dia pareceu durar uma eternidade. Só espero que amanhã eu não tenha tanto trabalho com eles.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...