História Realize - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ji Soo Kim, Lee Hyun Woo, Lee Jong Suk, Nam Joo-hyuk, Super Junior
Tags Super Junior Jong Suk
Visualizações 21
Palavras 2.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido aqui está o capítulo quatro!

Capítulo 4 - Capítulo Quatro


Fanfic / Fanfiction Realize - Capítulo 4 - Capítulo Quatro

Sorry Sorry Sorry Sorry Naega naega naega meonjeo Nege nege nege ppajyeo Ppajyeo ppajyeo beoryeo Baby Shawty Shawty Shawty Shawty

Estiquei minha mão e desliguei o despertador. Ainda são cinco horas da manhã ... Porque eu preciso levantar esse horário mesmo?... Lembrei! Eu atualmente tomo conta de quatro crianças que não sabem fazer nada sozinhas. Então preciso levantar uma hora antes deles para deixar tudo organizado para o dia de hoje. Peguei no meu armário a roupa que eu iria usar uma blusa bem confortável, legging preta e tênis. Sim, eu sei que são roupas de vovô, mas pensem vocês como eu vou ficar o dia todo em pé com saltos?! Com passos bem leves fui andando do meu quarto até o banheiro. Após ter terminado de me arrumar fui para a cozinha fazer o café da manhã.  A cozinha é meu segundo lugar favorito. Eu aprendi a gostar de fazer comida com a minha avó, sempre que eu vou passar férias na casa dela em Osaka no Japão a ajudo na cozinha. Depois de passar meia hora cozinhando um tradicional café da manhã coreano é a hora de acordar as crianças. O despertador dos quatro já tocou umas duzentas vezes e nenhum deles levantou! Respirei bem fundo e fui para o meu primeiro destino.

- Ji Soo! Hyuk! Levantem!- Nada. Barulho nenhum. Eu sabia que isso ia acontecer!

-Se vocês não levantarem em cinco segundos eu vou entrar neste quarto eu irei entrar! CINCO, QUATRO, TRÊS, DOIS, UM!- Abri a porta do quarto e quase cai para trás com a cena que eu vi. Os dois dormindo na mesma cama. Bem juntos. Enquanto Ji Soo estava dormindo de barriga para cima Hyuk estava com a cabeça no peito do Ji Soo e com o braço em cima da barriga dele. Meus olhos foram descendo e sim, eles estavam de cueca o que era uma vista e tanto.

- Ji Soo! Hyuk! Já disse para se levantarem!- Ainda nada. Será que se eu...

-Meu DEUS! Roubaram a casa e levaram o vídeo game!

-O QUE? QUEM ROUBOU O MEU VIDEO GAME? – Ji Soo levantou tão depressa que nem percebeu que eu estava parada perto da porta e saiu correndo para a sala.

-Temos que ir a delegacia e rápido, vovô! – O Hyuk pelo menos me notou antes de correr para a sala também. Pronto agora próximo destino... Quando eu fui abrir a porta do quarto do senhor mau humor a porta abriu sozinha.

-Vocês não conseguem ser normais pelo menos um dia? -  Jong Suk disse com muita raiva na voz. Ele já estava arrumado, mas seu cabelo ainda estava bagunçado o que dava um ar de “acabei de acordar mais ainda sou mais bonito que qualquer um”. Eu não conseguia tirar os olhos dele.

-Bom dia, Jong Suk-ssi. Que bom que já levantou o café está pronto. – Dei o meu melhor sorriso para disfarçar meu nervosismo.

-Hum. – É isso mesmo só um hum? – Boa sorte quando for acordar o Hyun Woo. – E saiu em direção a cozinha sem nem ao menos me olhar nos olhos. Aish! Abri a porta e vi que Hyun Woo ainda dormia como um bebê. Andei em sua direção e muito devagar balancei o ombro dele.

- Hyun Woo...- Ele só suspirou e continuou dormindo.

- Hyun Woo. Hyun Woo! – Dessa vez balancei seu ombro com mais força e senti uma puxada muito forte no meu braço que me desequilibrou me fazendo cair em cima dele. Nossos rostos estavam muito perto e sua mão ainda segurava meu braço. Eu conseguia sentir sua respiração no meu rosto o que fez ficar muito vermelha de vergonha. Senti que ele começou a se mexer e abriu os olhos.

-O que você está fazendo sobre mim? – Sua voz ainda estava rouca de sono e seus olhos me encaravam com desgosto.

-A culpa não é minha se você me puxou enquanto dormia.– Me defendi na mesma hora. – Se você soltar o meu braço, eu levanto. – Ele me olhou com cara de desentendido e percebeu que me segurava pelo braço e me soltou muito rápido.

-Bem agora que eu já a soltei, você poderia sair de cima de mim?

-É pra já! – Me levantei e disse – Vá se arrumar e tomar café. Nós temos meia hora para sair de casa. - Assim que terminei de falar sai do quarto e fui em direção à cozinha. O que foi que acabou de acontecer? Preciso me lembrar de acordar o Hyun Woo de bem longe.

-Muito bonito, vovô, me enganando! Ninguém assaltou a casa. Você deveria ter vergonha de mentir! – Foi a primeira coisa que ouvi quando cheguei na cozinha.

-E você de precisar que alguém te acorde, Ji Soo.

-Eu só vou te perdoar porque isso aqui está muito bom!

-Sim, eu nunca iria imaginar que você sabia cozinhar. – Hyuk disse sorrindo. - Pelo visto acordou o Hyun Woo. Você é primeira pessoa que conseguiu acordar ele.

 - Meu sono pesado me proporciona muita felicidade. – disse Hyun Woo quando entrou na cozinha. – Como, por exemplo, vendo a cara do Jong Suk hyung vocês devem ter levantado gritando.

-Agradeça a assistente. Ela quem inventou que tinham roubado o vídeo game do Ji Soo. - Jong Suk disse me encarando como se fosse me fuzilar.

-Bem, o que importa e que todos estão acordados! – 1X0 para mim! Comemorei internamente.

Depois de termos tomado café, descemos para a garagem onde um carro da empresa já estava a nossa espera. Os meninos entraram na pela porta do passageiro van e eu entrei pela porta do outro lado do motorista.

-Parabéns, Haru! É a primeira vez que estamos pontuais. – disse o senhor Minsang, nosso motorista.

-Obrigada, Minsang ahjussi. – Uhu! 2X0! Olhei para trás e vi que Ji Soo e Hyuk estavam assistindo alguma coisa pelo celular rindo muito, Hyun Woo estava de fone olhando a rua e Jong Suk estava seriamente lendo o texto da peça. Peguei meu celular e confirmei a agenda de hoje. Pelo visto a sessão de fotos vai ser bem longe do centro. Quando chegamos ao estúdio de fotos me surpreendi, o local era lindo e bem atrás do estúdio dava para ver que tinha campo com muitas flores e uma ponte por cima de um laguinho.

-Parece que ficamos horas na van. Minhas costas estão doendo. – disse Hyuk se espreguiçando.

-E ainda por cima tá muito calor hoje. Olhem esse sol! Vamos derreter aqui.

-Ji Soo e Hyuk parem de reclamar. Temos trabalho a fazer e eu espero que os dois sejam profissionais. – dessa vez quem falou foi o Jong Suk.

-Sim, hyung. – Os dois disseram juntos.

O estúdio era com certeza mais lindo por dentro. Eu daria o mundo para tirar pelo menos uma foto aqui. Fomos recebidos pelo fotógrafo e as assistentes dele. Eram três meninas e vi que todas elas estavam loucas para tocar nos meninos. Enquanto eles se arrumavam elas não tiravam os olhos deles por um momento sequer. Eu até que faria a mesma coisa se não os conhecesse...

-Todos prontos? Então vamos começar!

 A partir no momento em que a câmera foi ligada todos eles mudaram de expressões. Eram como pessoas diferentes. Modelos seria a palavra certa para dizer sobre eles. Todas as poses e expressões faciais eram perfeitas, sem erro algum. E nesse momento até eu não consegui tirar os olhos deles, principalmente do Jong Suk. Não importava o que eu fizesse meus olhos seguiam cada movimento dele. Eu não me cansava de olhar... Como eram muitos conceitos a serem fotografados, ficamos a manhã inteira praticamente lá.

-Ok! Terminamos. Bom trabalho pessoal! – o fotógrafo virou para mim e disse – As fotos vão ficar prontas até amanhã de noite. Enviarei as fotos para o seu e-mail e preciso que você me mande de volta para a edição final, certo? – Concordei com a cabeça e segui em direção a saída.

- Graças à Deus terminamos! Não aguentava mais sorrir. – disse Ji Soo.

-Com toda certeza! Acho que meu rosto ficou paralisado não consigo desfazer meu sorriso. – reclamou Hyuk quando entrou na van.

-Estou com fome. Vamos logo ir almoçar antes do nosso próximo compromisso. – ordenou Jong Suk

-Não vejo a hora de tomar um banho. Nunca suei tanto na minha vida. – dessa vez foi Hyun Woo quem reclamou. Sim, o encanto deles só funciona quando estão calados.

Quando chegamos na empresa, liguei para um restaurante e pedi a comida. Quando ela chegou almoçamos na sala que foi designada para eles. Ela era bem normal com as paredes brancas, uma bancada com quadro cadeiras de frente para um espelho, um sofá e dois armários que ficam as roupas.

-Agora que almoçamos. Preciso dizer que essa entrevista que vocês farão é super importante pois será postada no site da empresa e é a primeira vez que as pessoas ficarão sabendo que vocês são os próximos a atuar na peça de final de ano. E-

-E se nos sairmos bem conseguiremos mais patrocinadores. – me interrompeu Jong Suk com um brilho de expectativa nos olhos.  

-Sim, e com isso você quer dizer dinheiro! – Jong Suk e Hyun Woo derão um high five.

As estilistas chegaram junto com as maquiadoras e mais uma vez a mágia aconteceu. Enquanto eles se arrumavam peguei meu laptop e comecei a estudar, mesmo com a faculdade de recesso eu tinha muito artigo para ler e resenhas para fazer.

-Haru-ssi. Está na hora. – me avisou a responsável pela entrevista.

-Já estamos indo. Eles já estão prontos?

-Sim, estão.

-Então, vamos lá. – dessa vez eles só me olharam e seguiram em direção ao local da entrevista. Todos pareciam estar bem determinados e sérios.

-Sobrinha LINDA! – meu tio me chamou do outro lado da sala com aquele sorriso brincalhão dele de sempre.

-Senhor presidente, boa tarde.

-Haru! Mesmo aqui ainda sou seu tio. Meu coração está se quebrando com a sua frieza. – não consegui ficar séria depois dessa fala dele e sorri para ele.

-Você sorriu! Que bela! Então, como estamos indo?

- Por enquanto tudo bem. Mas, ainda estou esperando o momento que eles me farão ficar de cabelo em pé.

-Haru, isso não vai acontecer.

-Como o senhor sabe?

-Por que eu os contratei. Você sabe que eu não contrato ninguém que não seja capaz de fazer um bom trabalho. E sei que esses quatro serão os melhores. Quando fizeram fazer a entrevista percebi que tinham que ser eles. Esse trabalho é a chance deles de realizarem seus sonhos. Veja por si mesma estão dando tudo de si para a entrevista ficar perfeita.

-Bem que eu notei que eles ficavam diferentes quando estavam tirando as fotos ou agora na entrevista. - Eu voltei a olhar para eles respondendo as perguntas e percebi o mesmo sorriso de quando estavam na inauguração do shopping.

-Estou orgulhoso de você, Haru. Hoje tudo está dando certo. Eles não se atrasaram uma vez! – 3x0! High five!

Quando a entrevista acabou eles foram trocar de roupa para começarem o ensaio da peça. Nesse meio tempo chegou uma mensagem da minha mãe me dizendo para passar em casa correndo por que o Mark insistia em me ver e estava chorando muito. Chequei as horas e vi que tinham bastante tempo para ir em casa e voltar na empresa para buscar os meninos e levá-los para casa. Decidi que não teria problema ir pra casa e peguei minha bolsa.

-Hyuk, preciso ir até minha casa, mas volto a tempo de busca-los! Não saiam daqui sem mim, entendeu?

-Sim, senhora! Bye

Quando cheguei em casa Mark ainda chorava muito e precisei ficar durante muito tempo com ele para que parasse de chorar. Como meus pais trabalhavam, eu quem tive que tomar conta do Mark com isso ficamos muitos ligados um com outro e essa separação repentina fez ele estranhar. Assim que percebi já tinha se passado muito tempo. Me despedi correndo dos meus pais e pedi um táxi. Quando estava quase chegando na empresa meu celular tocou.

-HARU! Onde você está?! – Minsang-ssi falava com desespero na voz.

-Estou a caminho da empresa. O que houve? – perguntei assustada e lá no fundo uma voz me dizia “deu merda!”.

-Eles pegaram o carro particular do Huyk para voltar para casa e o carro dele bateu! Você precisa urgente chegar ao pronto socorro! – Placar final 3x100.000.000.000!!!!!!!!!!!


Notas Finais


A música do despertador da Haru é Sorry Sorry do Super Junior, mas se você é uma kpopeira das antigas, assim com eu, já sabe de cor até a dança! Até! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...