História Rebeldes pra sempre. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Rebelde, Rebelde (RBD)
Tags Diego, Giovani, Lupita, Mia, Miguel, Rbd, Roberta
Visualizações 51
Palavras 1.653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lírica, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Diego um playboy em apuros


Fanfic / Fanfiction Rebeldes pra sempre. - Capítulo 1 - Diego um playboy em apuros

O quinto ano acabou e junto com ele nossos seis heróis se viram obrigados a encarar a vida adulta. Já estavam no seu segundo CD e a RBD não parava de subir, em pouco tempo já eram a banda mais premiada do momento e entrado até para o livro dos recordes.

Mia e Miguel estavam juntos e cada vez mais apaixonados curtindo uns merecidos dias de férias nas ilhas Maldivas longe de tudo e todos.

Lupita aproveitava esse tempo para se dedicar a os estudos sobre quiromancia depois de uma ida ao cinema com Santos e uma boa sessão de filme de terror, Lupita acabou por descobrir interesse por horóscopos, áureas, energias e tudo demais bizarro que alguém pode imaginar que envolvesse esse plano com o plano exterior. (palavras de Roberta).  

Giovani continuava mais galinha do que nunca, depois da fama sua popularidade com as mulheres aumentou significativamente. 

Se os quatro estavam vivendo uma ótima fase isso não podia ser aplicado a Diego e Roberta, infelizmente o pai de Diego respondia a alguns processos  com a justiça entre eles a compra do Elite Way School que estava envolvido com esquema de lavagem de dinheiro e como o colégio estava no nome de Diego por conta de uns papéis que no passado o mesmo assinou sem ler, o garoto teria que responder a este processo e corria risco até de ir para a prisão.

— O problema é que o Diego está muito mal com tudo isso gatinha, não sei mais o que fazer pra ajudar- Roberta falava aflita para Josy que estava deitada em sua cama.

— Esse pai dele também é um monstro que espécie de pai coloca um filho em uma barca furada como essa e como se não bastasse ainda se presta a ser testemunha de acusação do próprio filho! - Josy dispara enojada

— Um pai como Leon Bustamante - Roberta soca o travesseiro - a minha vontade é de GRR socar a cabeça deste senhor!

— Roberta, Roberta é o Giovani no telefone acho que foi algo com o Diego não entendi direito - Lupita adentrou o quarto correndo só de toalha como uma maluca com um telefone na mão.

Roberta pegou o telefone falando rápido sem ao menos deixar Giovani falar, Josy cruzava os dedos torcendo para que não fosse nada demais e apenas exagero do Giovani, Lupita que estava só de toalha pegou um terço em cima do criado mudo e começou a rezar de olhos fechados.

— Como assim Giovani? Eu te deixo uma hora com o Diego e acontece uma coisa como essas.

De uns tempos pra cá era sempre assim Roberta enxergava Diego como um bebê indefeso, as palavras de Giovani estavam deixando-a  a ponto de chorar não podia acreditar que as coisas haviam chegado a aquele ponto.

Ah dias a ruiva não descansava, não dormia e não se conseguia se concentrar em nada que não fosse Diego, o garoto havia caído em uma depressao por conta das atitudes do pai e Roberta não sabia mais como ajudar para evitar o pior.

— Roberta a culpa não foi minha e do Tomas fomos esquentar uma pizza e quando voltamos o Diego já estava naquele estado.

— Porque não tentam tirar ele de lá caramba?! Que espécie de melhores amigos são vocês. - a ruiva se desesperou andando de um lado para o outro.

— Já tentamos, ele mandou nos afastar e ameaçou pular caso nos  aproximássemos, infelizmente acho que só você pode resolver esta situação! Giovani disse olhando para o telefone e pra pra Diego parado na varanda.

— Tá, tá eu to indo pra ai - Roberta desligou o celular com os olhos vidrados e deslizando o aparelho vagarosamente pelo seu rosto.

— Ai Roberta não nos mate de preocupação o que aconteceu com o Diego? - Josy a abordou juntamente com Lupita que não parava de roer as unhas

— O Diego está na varanda do prédio dando todos os indícios de que vai se jogar. 

— Ai minha virgenzinha de Guadalupe! Precisamos ir pra lá antes que ele cometa uma loucura Roberta.

O caminho até o apartamento de Giovani foi um inferno, trânsitos e mais trânsitos, sinais que pareciam estarem sempre fechados, eram tantos atrapalhos que por vezes Roberta cogitou a hipótese de ir correndo e de fato não o fez porque suas amigas a seguraram, quando chegou os amigos de Diego deram espaço para ela passar e quando a mesma tentou abrir a varanda constatou que a mesma estava trancada.

— Tá trancada e agora?!  - Roberta perguntou forçando mais um pouco a porta de vidro fazendo um barulho irritante que chamou a atenção de Diego que a encarou longamente com os olhos molhados, um olhar diferente como se fosse uma despedida.

—  Diego abre essa porta agora cara - Josy e os meninos tentaram arrombar.

— Não faz isso Diego por favor - Lupita choramingou

— Vão embora, tira a Roberta daqui. - Diego gritou sendo ouvido por todos.

— Eu não vou a lugar algum você tá me ouvindo Diego?! - Roberta também já chorava e batia na porta tentando chamar a atenção.

— Se vocês insistirem eu vou acabar logo com isso de uma vez e vou pular hein - ele ameaçou.

— Roberta é inútil precisamos pensar em uma outra coisa pra tirar o Diego dai - Tomás disse compadecido com o sofrimento da ruiva e preocupado com Diego.
 

— Eu tive uma ideia, a janela do seu quarto Giovani, se eu escalar eu posso chegar até a varanda e impedir o Diego! - ela falou meio louca.

— Você está completamente maluca Roberta, se você fizer isso você vai cair!!! - Lupita tentou detê-la segurando-a pelo braço.

— A Lupita tem razão Roberta - Josy apoiou Lupita olhando diretamente para Roberta.

— Infelizmente esse é o risco que eu vou ter que correr e ninguém vai me impedir - ordenou a ruiva soltando-se com brusquidão 

Roberta subiu na janela e andou no pequeno espaço de concreto se equilibrando pra não cair avistando a poucos metros seu namorado que já estava com o corpo totalmente para fora da varanda segurando-se apenas com os braços, olhando decididamente para chão.

— Sai daqui Roberta me deixa em paz - ele disse seco ao perceber a aproximação dela.

— Não. Se acontecer alguma coisa com você, se você tentar pular eu vou tentar te segurar e ai vamos cair nos dois juntos no chão. Você que sabe, você decidi o fim da nossa história.

Roberta disse com a voz embargada olhando diretamente nos olhos dele, derramando algumas lágrimas, abraçando-se a ele, que soltou um braço fazendo com que a ruiva intensifica-se a cara de choro, Diego acaricia o rosto de Roberta aproximando o seu rosto dela, encostando os lábios dos dois e pressionando-os.

— Eu to falando sério Diego, eu não vou desistir de você. - disse irredutível olhando fixamente nos olhos dele.

— Eu não consigo... - ele tenta conter as próprias lágrimas e acalmar a respiração fazendo uma breve pausa- dizer adeus pra você...

Roberta abre um sorriso enorme entendendo a decisão de Diego, o playboy volta a se segurar com os dois braços e sai da varanda com facilidade dando a mão direita e espaço para que Roberta fizesse o mesmo.

— Ai graças a Deus - Lupita e Josy dizem em coro e a morena se benze observando a cena

— Temos que admitir Giovani a Roberta é muito corajosa. - Tomas aplaude os dois quando assim que os ver entrar na sala.

— Ela é mais que isso a Roberta é a melhor coisa que aconteceu com o Diego, se não fosse por ela esses dias... não sei não! Talvez o nosso amigo não estivesse mais com a gente. 

Giovani disse com seriedade com os olhos marejados sem desviar a atenção dos dois, observando Roberta sorrir cúmplice para Diego e intercalando beijos entre o seu rosto e boca. O círculo então se fecha entre eles e os amigos dao nós dois uma espécie de abraço coletivo.

— Vem Giovani - Tomas o chamou antes de se juntar as meninas.

Giovani não se moveu apenas se deu conta de que talvez não fosse tão ruim assim ter alguém para amar, um amor bonito e destemido que levava alguém a arriscar a própria vida para ajudar o outro, nunca na vida Giovani viveu aquilo ou fora testemunha de um gesto tão bonito...

— Ai meu gatinho foi ótima essa sua ideia de virmos sozinhos para as Maldivas, esse lugar me lembra a nossa ilha deserta - Mia sorri encantada olhando para p lugar paradisíaco.

— Depois de tudo o que passamos já estava mais do que na hora de termos um pouquinho de paz e um momento assim só nosso - ele faz beicinho colocando os braços em volta do corpo da loira trazendo-a para si.

— É... mas tem outra coisinha que já está mais do que na hora - Mia diz com a maior cara de criança quando vai aprontar chamando-o com o dedo indicador.

— O que é que você tá aprontando hein Mia? - ele diz malicioso.

Mia roubou um selinho dele, transformando-o “ o simples beijo” em um beijo apaixonado,acalorado e bastante ousado. As mãos pequenas e delicadas de Mia percorriam de maneira ágil perspicaz as costas de Miguel deixando pequenos arranhões por onde passavam, era inegável que o encaixe daquelas bocas era perfeito Miguel podia se sentir nas alturas ao menor ato de Mia, involuntariamente a puxou mais para perto chocando de leve seus quadris fazendo- a sentir sua excitação brotando nas calças.

— Você vai ter que descobrir - ela finalmente respondeu a pergunta que ele já havia esquecido e saiu correndo pela praia sorridente olhando para trás para ver se ele a seguia.

— Ah Mia volta aqui - Miguel sorri  com a cena e se dispõe a correr atrás dela alcançando em poucos segundos.
Miguel e Mia trocaram mais beijos apaixonados a beira do mar e entre carícias e brincadeiras, Mia deixou-se deitar lentamente na areia por Miguel correspondendo perfeitamente as investidas dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...