História Rebeldes - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Rebeldes, Sasusaku, Tia-satan
Visualizações 15
Palavras 1.928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Rebeldes - Capítulo 1 - Prólogo


Sasuke on:  

Me sentei ao meu lugar,como sempre ela estava ali,sentada ao meu lado,sempre me pego observando ela,ela era tão delicada,seus traços eram lindos,seus cabelos antes loiros agora róseo,sua pele branquinha,sem falar não seu tamanho,era muito baixa,seu corpo era perfeito,agora seus olhos realça tudo,grandes e verdes esmeraldinos,não me cansava de olhar ela.

Mais de uns tempos pra cá,ela havia mudado,antes a gente conversava bastante,hoje em dia é só um bom dia,eu não aguentava mais isso,precisava ouvir sua voz doce,seus conselhos,seu carinhos e abraços confortantes de manhã,eu precisava saber o que estava acontecendo,isso estava me torturando.

As aulas passaram voando,nem percebi,quando dei por mim o último sinal havia tocado,juntei minhas coisas,dei uma ajeitada em meu óculos,por fim sai da sala jogando minha mochila nas costas.

Esperei uns 15 minutos nos portões da escola até a madame que esperava passar por eles,ela me olhou e abaixou a cabeça e saiu andando,dessa vez ela n iria fugir,puxei seu braço,a se debateu contra,arrastei ela até meu carro,prendi a mesma no banco,dei volta entrando no mesmo.

- Sasuke o que você quer? - perguntou ela fechado a cara.

- Quero saber o que está acontecendo com você porra!o que custa falar?porque se afastou sem ao menos me dar alguma explicação?porra sakura,eu fiquei achando que eu te fiz algo ou fiz,preciso que você me diga pra mim poder pelo menos ter um pouco de paz!

- Vamos pra sua casa,eu explico lá,mas,por favor,não diga a ninguém isso! - disse de cabeça baixa, pelo visto era coisa séria,acelerei meu carro,não demorou muito a gente chegou,descemos do carro,guei ela até meu quarto,ela pediu pra trancar a porta,eu o fiz,me sentei na cama encarando ela em pé na minha frente.

- Diga,agora!

- Tá.. - ouvi ela suspirando fundo. - olha lembra na época que meus pais começaram a levar pessoas pra casa?- eu só acenei..- então.. Tinha um amigo do meu pai que se encantou comigo,ele sempre cuidava de mim quando meus pais saiam,mais depois dos meus 12 anos tudo mudou,ele começou a ficar esquisito comigo,as vezes a noite,ele ia até meu quarto e ficava me acariciando,bom, nessa época ele não passava disso,sasuke..depois dos meus 15 anos,ele sabe,começou a me pedir coisas..

Eu não aguentei ficar calado.

- Porque não pediu ajuda?contou para seus pais?porque deixou isso?oque ele te pediu?

- Não sabia como contar para meus pais isso,e bom,ele me ameaçou a matar eles,ele pediu pra mim me afastar de todos ou mataria,eu não queria,juru... - algumas lágrimas escorreram no seu rosto. - No começo era pra..fazer ele se sentir excitado,depois ele começou a me tocar com intimidade,ele..ele falou que não iria me força a fazer nada..- ela parou por um momento,caminhou até mim e se sentou do meu lado. - mas,como eu me neguei me afastar do meu único amigo,ele acabou fazendo aquilo que eu não queria,isso foi o fiasco pra mim,me destituiu, não queria que fosse assim,não queria que fosse com ele,não queria algo tão rude como foi!bom só foi piorando,porque eu me negava a fazer isso,ou ele me batia durando sua transa ou me amarrava,eu..eu só não quero que você fique com raiva de mim,me perdoa! - dessa vez ela me encarou,por minha vez,eu não sabia o que falar, como reagir a isso,nunca imaginei que sakura estaria sendo violentada.

- Sakura.. - a olhei,agora explica essas roupas compridas.

- Não precisa dizer nada,pra mim está sendo ótimo também, você saber disso,é bom tira um pouco desse peso de mim,obrigado sasuke..por insistir em nossa amizade! - o que ela não sabia é que eu não a via como amiga e sim como minha mulher.

- Eu..eu..quero te ajudar,não quero isso pra você, conversa com seus pais sakura,se quiser eu faço isso por você! - ela me olhou surpresa. - já que estamos desabafando,vou falar também,não aguento mais manter isso em segredo,eu te amo sakura,não só como amiga,como essa mulher maravilhosa que você é,não sei se você sente isso por mim,mais eu sinto por você un sentimento especial,dês que eu a vi entrando toda desastrada pela porta da sala no 6 ano,óculos fundo de garrafa,você usava aparelho,era loira ainda,você estava com uma saia preta,blusa de uniforme,meias até o joelho e um all star surrado nos pés,mesmo passando tanta vergonha..você sorriu com a própria merda,eu nunca tinha visto sorriso tão belo até então,a gente virou amigos no primeiro dia,depois daí.. Não me desgrudo de você, mesmo se você implora se,esse mês que a gente ficou sem conversar,eu estava morto..então sakura,deixa me te ajudar mesmo se der merda,vou esta com você pelo menos.. - suspirei fundo depois de dizer,olhei para o chão,não queria encarar agora,eu devo está vermelho,senti suas mãos pequenas em meu rosto,ela o virou para sí,ela estava com um belo sorriso em seus lábios.

- Eu estou confusa sasuke,com tudo isso..mais eu posso dizer que te amo também,quero ficar com você,obrigado por me fazer sorrir nessa tempestade que eu estou!

Não pensei duas vezes,abracei ela,como se fosse perde a mesma,não queria ficar sem ela,meu munda seria incompleto,não seria o mesmo,faria de tudo por ela.

Sakura on:

Eu me sentia aliviá por dizer isso a ele,por ele me entender e compreender,ainda por cima não se afastar e querer me ajudar,coisas simples assim,que me encanta.

Ficamos abraçados um bom tempo,mas,também não queria sair desse conforto que ele me trazia,quando ele fez menção de me soltar, eu apertei ele.

- Fica comigo,não me solta. - senti seus suspiros em minha nunca.- O que vamos fazer agora?

- Bom,mudar de estado,pra isso você teria que falar tudo para seus pais,mostrar provas que ele realmente fez isso,e pedir eles pra fazer uma transferência de escola,só que para outro estado,tipo um intercâmbio, eu vou com você..- olhei meio insegura. - tem como provar isso?

Me levantei contra minha vontade,tirei peça por peça do meu corpo,ele olhava atentamente,acabei ficando só de peças íntimas na frente dele,ele analisou meu corpo,como se quisesse gravar os mínimos detalhes,ele me puxou pra perto.

- O que esse cara tem na cabeça pra fazer isso? - re olhou as marcas roxas em meu corpo,ele me virou,fiquei de costas,mas dava pra percebe que ele ficou mais nervoso,nas minhas costas e bunda tinham os ferimentos maiores,pelo fato do meu agressor gostar dessa posição,tomei um susto quando a porta abriu,jurei que ele havia trancado,eu subi correndo na cama correndo,me escondi atrás do sasuke.

- Mãe eu já não avisei pra parar de abrir meu quarto assim! - Sasuke pelo visto não gosto da atitude da patriarca da família.

- Olha como você fala comigo seu moleque, eu acabei ouvindo a conversa,quero ajudar também! - disse e veio se aproximando.

- Sasuke.. - sussurei e ele percebeu meu desconforto.

- Mãe,deixa ao menos ela vestir algo.

- Ok..espero vocês lá em baixo,aproveitando tomem um banho,não vou deixar você voltar pra aquela casa querida,fique a vontade! - ela saiu, dona mikoto sempre foi muito carinhosa comigo dês que pisei meus pés aqui,mas,nesse caso era diferente,não quero que me veja asssim,só o sasuke me vendo já basta,não quero pena de ninguém.

- Quer toma banho? - ele se levantou se virando pra mim.

- Não,depois eu tomo!

Vestir minhas roupas novamente,enquanto sasuke tomava banho,escutei meu celular tocar,abri minha mochila pegando o mesmo,vi quem era o ser que estava me ligando e atendi.

Ligação:

- Fala? - digo severa.

- Calminha princesa,só liguei pra dizer que hoje não vai dar pra mim passar na sua casa. - ouvi sia risada logo depois.

- Nem precisava ligar então!

- Ok ok..bye bye bela flor.

- Vai pro inferno coisa ruim!

- Só vou com você.

Desligue na sua cara,guardei meu celula novamente.

- Com quem estava conversando? - dei um pulo com o susto,me virei pra encara ele,que só tinha uma toalha enrolada em sua cintura,e uma menor secando seu cabelo,ah,que corpo perfeito,havia varias tatuagens em seu corpo definido,não sei como as meninas da escola não ficavam atrás dele,bom,ele era um tipo de garoto grosso,anti-social,e ele não se vestia bem pra ir pra escola,ainda coloca seus óculos fundo de garrafa,tudo isso pra não chamar atenção,fui tirada fos meus pensamentos com o mesmo me chamando. - Sakura ta viva ai?

- Ah..to,ahm foi o orotimaro que ligou. - ele me olhou com uma cara sugestiva. - ah orotimaro é.. a pessoa que fez tudo isso comigo.- olhei para o chão quando ele deixou a toalha cair Sakura osuas pernas.

- Pronto,vamos descer? - perguntou passando seu rolon.

- Sim. - esperei ela passa na frente,somente o segui, quando chegamos na cozinha a mãe dele tinha feito um banquete,não sei pra que tudo isso,nos sentamos,sasuke me serviu refri,dei uma golada.

- Sakura,querida liguei pra sua mãe e expliquei tudo ela já.- o refri que estava bebendo saiu como um jato da minha boca,nossa senhora,ela quer me matar.

- Mãe, sakura não tava pronta pra falar isso ainda.

- O quanto antes melhor,ela vai falar umas coisas pra vocês,enquanto seu pai sasuke resolve suas transferências para Tokyo,e o pai da sakura vai arruma alguma casa pra vocês ficarem esses 3 meses lá, depois vocês dão seus jeitos, bom,como vocês já são gradinhos o sufiente pra saber disso,a vida não é fácil,se ta fácil, ta errado,quero que vocês vençam seus obstáculos da vida,se estamos mandado vocês pra lá é porque queremos seus bens,espero que vocês ficam bem sozinhos.- ela sorriu docemente,não disse nada,assim como Sasuke,mas guardei suas palavras,não muito tempo depois minha mãe chegou,ela não estava com a cara brava,mas sim,preocupada com um misto de tristeza.

- Desculpa mãe..- disse meio baixo.

- Eu que te devo isso minha filha,por não ter percebido isso,não se preocupe,não vou ficar com raiva por não tere contando,mas eu não iria adivinha isso,bom,mikoto muito obrigada,Sasuke cuide da minha filha como se ela fosse um teusoro,por favor,sei que a mikoto conversou com vocês,faço das palavras dela as minhas,juízo, tomem cuidado,eu trouxe algumas coisas suas minha filha,depósitei dinheiro na sua conta,não tenho mas nada a dizer,só me perdoe por ser essa mãe! - lágrimas escorrerem pelo seu rosto.

- Não, não chore..vou me sentir culpada,mais do que estou me sentido,por vocês todos fazem isso por mim,não vale a pena, mesmo assim estão fazendo, nunca viu poder retribuir isso que vocês estão fazendo por mim,obrigado de coração! - abracei ela secando suas lágrimas,ela abriu um lindo sorriso pra mim.

Depois de muita conversa e conselhos, minha mãe foi embora,eu e sasuke estavamos no seu quarto.

- Acho que nunca alguma roupa minha serviria em você! - ele remexeu novamente seu guarda roupas.

- Então,me dê só uma blusa,não estou afim de mexer nas minhas malas agora,ainda mais porque vamos embora amanhã.- me remexi sobre a cama.

- Procure algo aqui então! - me levantei e procurei sua maior blusa,eu mexi tanto que alguma coisa havia caindo,olhei para o chão,e não acretido no que eu vi. - que porra é essa aqui Sasuke? - peguei a caixinha onde continha vários cigarros.

- Não era pra você ter visto,eu já parei de usar.- falou tomando a caixinha de minhas mãos.

Não disse nada somente peguei qualquer blusa e fui tomar meu banho.

Já estava nua,me olhei no espelho,eu estava literalmente horrível,sem contar que sentia dor no meio das pernas ainda,ignorei isso,tomei um banho rápido e logo voltei para o quarto me deitado ao lado de sasuke.

- Me desculpa.. Fui grosso com você! - ele acariciou minha bochecha.

- Tudo bem! - me enfiei de baixo das cobertas,senti sua mão acariciando agora minha cintura.

- Quando foi a ultima vez que você fez? - eu sabia do que ele estava perguntado.

- Ontem..- sorrir amargamente.

- Sente alguma dor? - perguntou mais intimidamente.

- Ah,Sasuke.. Sim!

- Onde?

- Na onde ele me bateu e em minha intimidade.

- Muito ou pouco?

- Vamos mudar de assunto?

- Ok..vamos dormir então!

- Ta,boa noite Sasuke, obrigado.

- Boa noite,não a de quer, te amo.

Sendo assim ele apagou o abajur e se deito ao lado contrário de mim,eu me aconcheguei nele,aos poucos meus olhos se fecharam..


Notas Finais


Oin amorus🌞🌻
N vou desistir das fics q apaguei,só q eu quero acabar uma por uma para poder começar outra,enfim é isso!
Essa fic,se os capítulos continuarem assim,ela acabará no décimo capítulo:,)
Bom se divirtam e aproveitem!
Desculpa pelos erros!
Bjs amorus💛🌞🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...