História Rebeldes X Populares - Capítulo 52


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jimin, Parkjimin
Visualizações 64
Palavras 3.182
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores🍦
Hoje tem hot... descubram de quem🌃
Ps: sou péssima em hot😁

Capítulo 52 - Casa comigo?


Fanfic / Fanfiction Rebeldes X Populares - Capítulo 52 - Casa comigo?

Alice on_

Segunda feira, voltando ao inferno, já tem aula direto, mas a tarde hoje vai ser livre, graças a deus...

AL: vamos ficar no jardim hoje? - cruza os braços nos meus 

AC: pode ser - a olho estranha - mas por que? A gente sempre fica na academia de luta ou no salão de jogos 

AL: sei lá - da de ombros - quero ficar no ar livre hoje 

AC: então tá...

Fomos cada uma para sua sala de aula. As aulas correram bem, nada de novo, só algumas atividades e como sempre o Taeshin grudado na Ella, na verdade ele tá tentando sair de perto e ela tá insistindo... mas em fim 

AC: Tae - ele me olha e sorri - vem fazer dupla comigo hoje? - a vaca revira os olhos e faz careta 

TS: se o professor deixar - da um sorriso e olha para o professor que assente sorrindo - isso - comemora e vem para o meu lado 

AC: você bem que podia mudar de dupla e ficar comigo né? - encaro a folha da tarefa como quem não quer nada e ele me encara surpreso 

TS: é - da uma risada - posso sim, hoje mesmo falo com o coordenador - da um sorriso e passa os braços pelo meu ombro 

AC: legal - dou um sorriso e concentro na tarefa 

As aulas com o Taeshin ao me lado passam correndo e logo já está de tarde e vou ao encontro da Ayla no jardim

AL: vamos ficar lá na cerejeira? - aponta e sai correndo na frente 

AC: da pra esperar? - vou correndo e rindo atrás 

Ficamos em baixo da cerejeira conversando sobre qualquer assunto e quando olhamos para o celular já eram três da tarde, Ayla deu um sorriso e continuou tendo minha atenção em quanto falava coisas banais 

Xx: Alice - olho para o lado e o Tae está com um buquê de flores na mão e os meninos atrás dele filmando 

AC: o que? - olho sem entender 

AL: levanta aí, vai - se levanta e me puxa junto 

TS: eu sei que não demonstro muito e que sou um imbecil por não dar um fora na Ella - se ajoelha - mas eu gosto de você, de verdade - abre uma caixinha com duas pulseiras - então, mesmo eu sendo um idiota completo, quer namorar comigo? - eu abro a boca e fico paralisada - você pode responder? É que eu tô nervoso 

Me ajoelhou em sua frente e o abraço chorando, ele fica parado mas logo retribui, olho para ele e o beijo 

AC: isso responde? - dou um sorriso 

TS: acho que preciso de outro para ter certeza - fala com uma cara falsa de pensativo e logo da uma risada me beijando 

DG: e você Ayla? - ela o encara com cara de deboche  

AL: eu o que meu filho? - arquea a sobrancelha 

DG: quando vai aceitar ser minha amiga de novo? - revira os olhos - ou até mais que isso - fala baixo mas da para ouvir 

AL: no dia de seu nunca - revira os olhos e sai 

DG: a não - fala com raiva - de hoje isso não passa - vai atrás dela 

TS: AI - grita para Dong que o olha - SE MINHA IRMÃ CHORAR SE PREPARA - avisa e Dong faz uma cara indignada e se vira para continuar o que iria fazer - tá afim de curtir, namorada? - da um sorriso 

AC: claro que sim - dou uma gargalhada - namorado 

S/n on_

São exatamente oito e vinte e cinco da noite, os garotos estão se arrumando para ir a algum lugar lá em cima, hoje eles não escapam, vou descobrir junto com as meninas o que está acontecendo

Jin: tá pensando em seguir os meninos hoje s/n? - me olha sorrindo - se sim, eu vou junto 

S/n: ótimo, quanto mais melhor - dou um sorriso mas na verdade quero chorar 

Sook: vamos nos arrumar - se levanta junto com Jin - precisamos sair na mesma hora que eles 

Mi: ela tem razão - se levanta também - não sabemos para onde eles vão, então...

S/n: ok... ok vamos - me levanto 

Subo as escadas e paro na porta do meu quarto, Jimin ainda está no banho, vantagem para mim, tomei banho antes de escurecer, para não ter esse atraso de vida, entro no quarto na mesma hora que o chuveiro desliga, deito na cama para disfarçar

Jimin: oi meu amor - falso - vou sair hoje, não me espere acordada, tá? - me dá um selinho e vai para o closet 

S/n: e para onde exatamente você vai, amor? - tento soar como se não fosse seguir ele 

Jimin: Vou para um jantar de trabalho - coloca uma calsa jeans e uma blusa preta - muito importante, não posso faltar - passa perfume e vira para mim - como estou? 

S/n: lindo - sou uma ótima atriz, muito boa mesmo - ainda não acredito que consegui te segurar, mudei o pegador da escola - dou uma risada e me aproximo dele que passa suas mãos pela minha cintura nos deixando colados - eu te amo - tá, admito, isso aí é a pura verdade - muito - dou um beijo nele 

Jimin: eu também te amo - me dá um selinho - muito - da um sorriso e me abraça - prometo voltar o mais cedo que conseguir - já? É só eu falar que amo ele, deve ter dado um peso na consciência

S/n: certo - me solto do abraço e me afasto - te espero então - dou um selinho e vou para o closet 

Jimin: já estou saindo - grita do outro lado - até daqui a pouco, te amo 

S/n: Tchau - grito de volta - também te amo - escuto a porta bater e coloco um vestido colado preto saindo logo do quarto e indo para a sala 

Chego lá e todas as meninas e o Jin estão prontos me esperando, dou um sorriso e saímos de casa logo atrás dos meninos.

Seguindo os garotos, estamos a poucos passos atrás deles, mas esse é o caminho do Blue, o que só confirma minha teoria 

Yas: vai entrar ou não? - me abraça pelos ombros 

S/n: vamos - puxo as meninas e o Jin 

Entramos na boate e estava vazia, só os garotos e todos eles estavam com um buquê de rosas nas mãos, menos o Jimin, que está com as mãos para trás e no centro de todos. Olho para as meninas que dão um sorriso e vão para perto de seus maridos, puxando do bolso de cada um, um perfume feminino, Lua puxou um batom vermelho também, volto meu olhar para Jimin e ele se aproxima tirando de seu bolso um perfume feminino e dando um sorriso, eu encaro a situação totalmente confusa

Jimin: sei que deve estar querendo me matar - da uma risada - sei que hoje mais cedo no quarto você estava querendo chorar, que desconfiou que eu te amo - fica cara a cara... bom quase já que ele é mais alto, comigo - eu sei o quanto você sofreu - eu já estava chorando - sei o quanto chorou - limpa minhas lágrimas - quando você chorava baixinho na cama e eu te abraçava fingindo estar dormindo - me dá um beijo na testa - eu fiz tudo isso, para provar mais ainda o quanto eu te amo - segura meu rosto em suas mãos - o quanto me apaixono por você todos os dias, e como eu te quero para sempre na minha vida, até que a morte nos separe - chorei mais quando me toquei o que estava acontecendo - então... - se ajoelha e puxa as alianças - quer casar comigo? - da um sorriso nervoso 

S/n: não...

Jimin: O QUE? - se levanta desgovernado 

S/n: calma - dou uma risada entre as lágrimas - deixa eu terminar - enxugo uma das lágrimas com a mão - não seria louca de recusar - ele da um sorriso de orelha a orelha - claro que eu quero me casar com você - ele me levanta e me beija 

Jimin: você me deu um susto - me coloca no chão e põe a mão no coração - puta merda, meu coração quase para - dou uma risada e olho ao redor 

Tae: MEU DEUS DO CÉU, MEU CASAL - fala chorando e gritando - Deus, eu esperei tanto esse momento - fala enxugando as lágrimas em quanto os outros paravam de chorar para rir - venha aqui seus viados  - corre em nossa direção e nos abraça - eu amo vocês dois - da um sorriso - apesar de já estarem felizes - limpa a garganta - eu desejo toda a felicidade do mundo aos noivos - eu dou um sorriso e uma lágrima cai 

S/n: eu te amo Taetae - ele da um sorriso e se afasta de nos 

Jimin: tá na hora de curtimos não é? - olha para mim 

Iris: é, nos vamos para a casa dos nossos... - é interrompida pela porta da boate abrindo 

Xx: é, claro que não vão  descobrir - tá de costas e as crianças param mandando minha filha se virar - o que? Eles devem estar em casa, nunca vão descobrir que...

TS: AYLA PELO AMOR DE DEUS - a assusta - eles estão atrás de tu mulher - ela se vira com os olhos arregalados e da uma risada sem graça 

AC: se a gente correr agora - fala baixinho - eles não vão nem notar que somos nós - fala em quanto vão em passos lentos para a porta 

Kook: PODE PARANDO AÍ - todos se viram com caretas

Lua: o que fazem aqui? - cruza os braços e arquea a sobrancelha 

Dong: então mãe - da um sorrisinho - é o seguinte... eu tô namorando com a Ayla - encaro minha filha e depois meu noivo que solta fumaça pelos ouvidos - e o Taeshin tá namorando a Alice - olho para Kook e ele tá sem reação - então nos viemos comemorar os novos casais - da um sorriso e leva tapa na cabeça de cada uma das crianças - aí, o que? Esqueci de algo? 

HN: não seu idiota - revira os olhos - olha o estado do tio Jimin e do tio Kook - aponta para os dois - recomendo você e o Tae correrem... em quanto ainda tem pernas - da uma risada e eles olham assustados para os tios 

AN: e vocês? - as crianças olham para nós - o que fazem aqui? 

Jimin: pedi a S/n em casamento - da um sorriso 

AL/TS: SÉRIO? - sorrisão duplo na área, eles se olham e pulam em cima de nós 

Jimin: é - gargalha - agora vão para a escola - olha sério para todos - se não forem eu vou saber 

LM: sim senhor sargento - tira onda e sai com as crianças atrás de si 

Kim: saudades de pular o muro do pátio principal - rimos e nos olhamos 

RM: estamos velhos - abaixa a cabeça 

JH: mas não acabados - da um pulo e sai puxando Mi para fora da boate 

Suga: fale por você - revira os olhos 

Yas: dramático - da um selinho nele que sorri - vamos? 

Jimin: não sei para onde vocês vão - me segura pela cintura - mas eu vou ir tranzar com minha noiva - todos fazem careta e eu dou um tapinha em seu ombro - adeus para vocês - me guia para fora da boate

S/n: não quero ter outro filho - ele da um sorriso e arquea a sobrancelha 

Jimin: duvido que depois de hoje a noite você não tenha - me puxa pela mão até em casa 

Chegamos em casa e ele tranca a porta, se vira para mim e me beija com luxúria e desejo, passando a mão por todo meu corpo e forçando nossos sexos um contra o outro 

Jimin: aproveite hoje meu amor, vamos tranzar pela casa inteira - da uma risada e eu o beijo 

S/n: fale menos - dou um selinho - faça mais 

Jimin me beija e me faz entrelaçar as pernas em sua cintura roçando nossos sexos, vai andando comigo até o sofá e me deita ficando por cima de mim.

Ele começa a descer o zíper do meu vestido e eu vou puxando sua camisa para cima. Tiro sua camisa por completo e passo as unhas em seu abdômen o fazendo gemer baixo em meu ouvido, ele tira meu vestido me deixando somente de calcinha e sutiã, ele olha para mim e da um sorriso 

Jimin: nunca vou me cansar do seu corpo - beija meu pescoço e vai descendo os beijos até minha barriga - é muito lindo para me cansar

Aperta minha cintura e sobe as mãos até o feche do sutiã, mas desiste e pega pela frente o rasgando, me dando a certeza de que ele não vai ser nem um pouco carinhoso, ele da um sorriso safado e abocanha um dos meus seios em quanto aperta o outro com fervor. 

Quando cansa de meus seios vai me beijando pelo corpo até chegar na barra da calcinha, ele segura a lateral da calcinha e puxa com força a rasgando...

S/n: você não acha que está com muita roupa? - nos giro e acabamos caindo no chão, rimos e voltamos a nos beijar 

Desço a mão pelo abdômen dele e chego a calsa, desabotoo o botão e deslizo por suas pernas, ele mesmo tira no final, ele nos gira de novo e acabamos batendo na mesinha de centro, ele desce os beijos para minha intimidade e começa a dar leves beijinhos nela, me fazendo gemer e arquear as costas pedindo por mais ele dá uma risada soprada e começa o trabalho com a língua me fazendo gemer muito alto.

Fica me chupando até eu gozar, olho para ele e giro nossos corpos me deixando por cima e seguro o membro dele fazendo ele soltar um murmúrio de satisfação e prazer 

Jimin: s/n - fala num fio de voz - por favor - implora eu sorrio

Lambo seu membro desde a glande e ele me olha incrédulo, abocanho de vez e o que não cabe em minha boca eu masturbo, fazendo carinho em suas bolas também, o fazendo gemer alto e suas veias pularem, dando sinal de que vai gozar, dito e feito ele gozou e eu engoli tudo e ainda lambi a cabecinha, ele me olhou com os olhos em uma linha e girou nossos corpos ficando por cima 

Jimin: eu não vou ser carinhoso hoje - avisa e eu dou um sorriso sapeca 

Ele me penetra com força e eu gritei de prazer, ele entra e sai rápido e forte acertando no meu ponto G em todas as estocadas. Ele para de me penetrar e me deixa por cima, encaixo minha intimidade com a sua é começo a cavalgar, mas diferente dele eu vou provocar, subo e desço bem devagar, p fazendo jogar a cabeça para trás e segurar minha cintura controlando as cavalgadas.

Ele percebe que eu iria gozar e me tira de cima dele, me pega no colo me fazendo entrelaçar as penas em sua cintura, vai andando comigo até a bancada americana da cozinha e me senta nela abrindo ao máximo minhas pernas e esticando fundo e forte.

Ele para de me estocar e me levanta me virando de costas para ele e abraçando minha cintura, ele controla o meu corpo e eu só me apoio para não cair, acabo gozando e minhas pernas fraquejam. 

Ele me pega no colo e vai para o nosso quarto, me joga na cama e vem por cima, me penetra com força até gozar.

Caímos cansados um ao lado do outro e ele me puxa para ficar em cima de seu peito, fazendo carinho em meu cabelo, em quanto eu faço desenhos imaginários em sua pele 

Jimin: eu te amo - olho para ele 

S/n: eu também te amo - dou um selinho 

Jimin: aguenta um segundo round no banheiro? - me olha com expectativa

S/n: acho que não consigo andar - mordo o lábio - mas se você me levar até lá eu topo - ele dá uma risada e se levanta me pegando no colo 

Transamos a noite toda, acho que acordam os metade do bairro com os gemidos altos... essa foi a melhor tranzar da minha vida 

Ayla on_ 

É, minha mãe e meu pai vão se casar, eu e o Dong assumimos um namoro, assim como a Alice e o Taeshin, só falta a Hana e o Chin deixarem de cu doce e se assumirem também. Bom, vou explicar como eu e o Dong começamos a namorar, foi mais ou menos assim 

Flashback on_

DG: Ayla - segura meu braço e me impede de continuar andando - já chega de cu doce, cansei, você vai me ouvir agora 

AL: ouvir o que? - olho para ele segurando o choro - não tenho nada para ouvir  

DG: tem sim - me encosta na parede e fica cara a cara comigo - Ayla me desculpe - fala desesperado e eu choro - me desculpe por ser tão idiota - seca minhas lágrimas - eu nem deveria ter começado a namorar com aquela garota - segura meu rosto entre as mãos - lembra quem eu te falei que estava afim de uma garota? Antes de namorar com ela - me olha com expectativa 

AL: lembro - fungo - me lembro bem - ele olha para cima como se estivesse tomando coragem 

DG: era de você... é de você - arregalo os olhos 

AL: não Dong - tento me afastar mas ele impede - não sou eu, você pare de mentir - dou uma risada incrédula - se fosse eu... por que estava com outra?

DG: porque eu não sou o suficiente para você - abaixa a cabeça - nunca fui, você merece alguém melhor, e namorar com outra me fez pensar que eu esqueceria de você - segura o choro - humilhar você me fazia pensar quem uma hora eu iria deixar de gostar - deixa as lágrimas caírem - me desculpe, por favor - gruda sua testa na minha - toda vez que eu vejo você chorar meu mundo cai - fala ainda chorando - por favor, me desculpe, não chore 

AL: como pode pedir isso? - já estou chorando sem parar - Dong eu te amo - ele desgruda nossas testas e me olha com os olhos arregalados 

DG: o que? - está desacreditado 

AL: eu te amo - falo simplista e ele sorri 

DG: eu também te amo - me beija - te amo muito 

AL: deveria ter tentado - dou um selinho - babaca 

DG: fresca - me dá outro selinho 

AL: o que somos agora? - olho com expectativa 

DG: você agora é minha namorada - me abraça - minha 

AL: ótimo - dou um sorriso - meu namorado 

Flashback off_

É, foi assim que começamos a namorar, nada muito incomum


Notas Finais


Foi isso...☀️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...