História REC - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Horror, Rec, Sangrento, Terror
Visualizações 3
Palavras 795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Cadeira De Balanço


Fanfic / Fanfiction REC - Capítulo 2 - Cadeira De Balanço

[Floresta Das Alamedas 00:20]

Notei que a floresta das alamedas se travava de uma enorme e longa cadeia de arvores

Mesmo com a dificuldade da noite e o temporal que caiu quando eu estava chegando deu para perceber este detalhe, o clima era frio claro estamos no meio de uma chuva quê so deus saberá quando irar parar e para completar estamos no meio de uma floresta a noite o quê mais eu iria esperar? Mais eu estou falando de algo a mais, uma sensação estranha ,um frio que passa pela minha espinha de encontro a minha nuca, todos os pelos do meu corpo se arrepiaram quando eu cheguei e quando eu vi as primeiras arvores secas da floresta, parei meu carro na frente de uma enorme grade de proteção que parece esta cercando a área porem a grade está com um buraco no meio...possivelmente alguém já esteve aqui, e para reforça ainda mais essa minha teoria eu notei pegadas de botas na aquela lama que levava para dentro da floresta, seja quem for eu não posso ficar aqui esperando o nada eu tenho um emprego para salvar e eu preciso daquela matéria. Fui de encontro ao porta malas do carro enquanto colocava o capuz de minha jaqueta e o abri, peguei uma lanterna que já se encontrava lá e minha câmera, notei que a lanterna estava com a carga fraca, mais fazer oque? Estou no meio do nada...apenas a liguei mesmo assim e entrei na aquela imensidão macabra de arvores. A lama dificultava minha caminhada dentro daquela floresta, mais quando percebi que já estava na hora de começar a grava não hesitei e liguei a câmera na visão noturna. Mais como fazer um jornal que não se interessa por notícias como essa se interessar? Simples eu irei postar essa gravação no youtube, com certeza chamara a atenção de algum dono de jornal, pelo menos eu espero...

[Daryl]-Olá! aqui é o repórter Daryl Raccer! Estou falando diretamente da floresta das alamedas, local onde tem acontecido um grande caso de desaparecimentos de crianças.

a câmera estava virada para mim e dava para ver todas aquelas arvores que se encontrava atrás de mim, inclusive uma sinueta ,parecia uma garotinha, eu sei que era uma garotinha! Ela estava ali me olhando atrás daquelas arvores podres! Mais do nada a sinueta desapareceu quando se movimentou para trás das arvores.

[Daryl]-Ei você! Garotinha!

Quando observei tal cena eu não pensei duas vezes e corri em direção onde se encontrava aquela garota, mais ao chegar lar não tinha mais nada e nem pegada... guardei a lanterna e me movimentei pelo local a qual eu acreditava que ela teria ido, apenas com a minha câmera e sua visão noturna.

[Daryl]-Eu não sei se vocês viram...mais...deus eu não estou acreditando! Era uma garota! Ela deve estar perdida, eu tenho quê encontrá-la!.

Os relâmpagos ajudavam a iluminar o local a cada vez que se apresentavam nos céus, quando eu comecei a subir um pequeno barranco, eu me desiquilibrei e me escorreguei naquela lama e acabei caindo de costas no chão! Procurei minha câmera no meio de toda aquela lama e so a encontrei graças a minha lanterna, quando a peguei continuei a gravação e foi assim que vi aquela maldita cena!

[Daryl]-Ahhg,lama degracada ,deixe-me ver como está a câmera... mais que porra e essa!

Quando apontei a câmera para a floresta vi uma cadeira de balanço e uma garotinha loira nele parada e olhando para mim a uns 14 metros

[Daryl]-Ei! Você eu quero ajudar!

Quando corri em direção aquela cena a garota desapareceu no exato momento que um raio rasgou os céus! Eu não estava esperando por aquilo e então imediatamente cai sentado e impressionado com o que tinha acabado de ver.

[Daryl]-Não.... Deve ter uma explicação..., mais que droga foi essa! Meu santo deus...

Quando percebi que estava mais calmo me alevantei e me aproximei lentamente daquele balanço! e notei que tinha sangue nele.

[Daryl]-Deus...em que merda fui me meter.

E junto com o sangue um sapatinho de bebê, eu sabia que precisava daquilo e por isso o peguei e coloquei no meu bolso e verifiquei a hora no meu relógio, foi então que percebi que ele estava quebrado pois estava marcado 00:20 nele e esse foi o exato horário a qual cheguei aqui! Deve ter sido agua que entrou nele, mais então lembrei que ele e a prova de agua...seja qual for o motivo de seu problema o importante e que eu tenho que continuar.

[Daryl]-Eu ainda não sei explicar o que acabei de ver mais! Sinto que isso apenas começou e eu não posso parar agora eu sei disso! Eu irei polpa a bateria da câmera agora então até daqui a pouco.

 

                                                                                                                                        Continua

 


Notas Finais


O próximo capitulo pode sair ainda hoje...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...