História Recently Divorced - Capítulo 76


Escrita por:

Visualizações 137
Palavras 1.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, como estão?

Peço desculpas por ter demorado muito tempo para atualizar, minha vida anda muito corrida, mas não vou desisti das minhas fanfics.. Espero que aproveitem o capítulo..

Links nas notas finais..

Boa Noite


Boa Leitura..

Capítulo 76 - Finally Be Happy


Fanfic / Fanfiction Recently Divorced - Capítulo 76 - Finally Be Happy

Point Of View Pattie Mallette

Vê a Lucy estirada no fim daquela escada me deu uma satisfação tão grande, que eu me sentei no topo da escada para vê o sangue que saia de alguma parte de seu corpo. É algo surreal matar alguém, a sensação que se sente é única, dando mais vontade de fazer vezes repetidas, mas como tudo que é bom dura pouco, eu tive que me fazer de vitima assim que Justin e algumas pessoas entrar na casa, indo direto para onde o corpo da vadia estava.

Continuei sentada ali rindo, até que Chaz notou minha presença e veio até mim, consegui me levantar e correr para um dos quartos, porém por ele ser homem e correr mais rápido que uma pessoa de idade feito eu, ele conseguiu segurar um de meus braços e me prendeu com toda sua força.

POR QUE VOCÊ FEZ AQUILO COM A MINHA IRMÃ? Ele perguntou gritando.

— Ela precisa pagar pela morte do Jeremy, será que ninguém consegue ver que ela é a única culpada?

— A única culpada que temos aqui no momento é você, como teve coragem de tentar matar minha filha? Julie perguntou assim que terminou de subir as escadas.

— Tentei? A vadia não morreu?

— Graças a Deus minha filha está apenas desacordada e já está indo para o hospital, mas você, você vai para um lugar bem pior. Preston falou ao lado da mulher.

Droga, eu deveria ter arrumado uma arma, poderia ter sido útil.

COMO TEVE CORAGEM DE TENTAR MATAR A MINHA MULHER? O QUE PASSA PELA SUA CABEÇA PATTIE?

— Fala baixo comigo, eu ainda sou a sua mãe garoto.

— Minha mãe? Minha mãe já não existe mais, você se tornou um mostro, assim como o Jeremy, o seu amor por ele te deixou assim, louca. Justin falava com magoa na voz. – Eu pensei que uma das pessoas mais importantes da minha vida queria minha felicidade e advinha só? Ela queria mesmo destruir tudo aquilo que me faz bem.

— Eu estou tentando te proteger, assim como o seu pai queria.

— Não, você assim como ele quer apenas saber do dinheiro Pattie, não se importam com a minha felicidade ou com qualquer outra coisa, você tem ganancia e ama mais o dinheiro do que seu único filho. Ele fez uma pausa me olhando com lágrimas nos olhos. – Eu juro Pattie, se acontecer algo com a Lucy, eu mesmo mato você e não estou falando isso da boca pra fora. Ele falou tudo isso olhando em meus olhos e logo disse umas palavras ao Chris e desceu, me deixando a mercê dos Smith’s.

— O que vão fazer comigo?

— Aguardar o pessoal da clinica psiquiátrica chegar. Chris falou sério. – Julie, Preston, podem ir para o hospital, Chaz e eu demos conta dela.

— Clinica? Vocês só podem está ficando loucos.

— A única louca aqui é você Pattie. Julie falou e saiu sendo acompanhada de seu marido.

Justin não pode fazer isso comigo, eu não estou louca, fiz apenas o melhor para ele, para a nossa felicidade.

Droga..

Point Of View Chaz Somers

Meia hora depois os enfermeiros da clinica chegaram, fizeram algumas perguntas e logo colocaram Pattie naquelas camisas brancas, ela se debatia até que um deles aplicou algum tipo de calmante que fez efeito rapidamente. Eles pediram apenas para Bieber entrar em contato assim que pudesse, queriam ter certeza da escolha dele antes de começarem algum tratamento com ela.

Chris e eu concordamos avisando que falaríamos com ele, no quintal onde acontecia a festa, já estava tudo praticamente limpo e voltando ao normal, algumas pessoas nos desejavam melhoras para a minha irmã e outras apenas sorriam de lado. Chris logo buzinou do carro e eu entrei, iriamos para o hospital, quero saber noticias da minha irmã.

Quando chegamos ao hospital, encontramos nossos amigos e família ali na sala de espera, Justin andava de um lado ao outro, meus pais estavam da mesma forma e os outros sentados aflitos com todo aquele silencio. Ao notar nossa presença, Mia veio até nós, com dificuldade por conta da barriga, mas explicou o que estava acontecendo e disse também que a Malu levou meus sobrinhos para sua casa, era bom eles ficarem fora do hospital, eles passaram um ano vindo aqui visitar o pai e agora a mãe está em uma dessas salas passando por uma cirurgia, pode ser traumático para os três.

— E então, Pattie está na clinica? Justin perguntou respirando fundo.

— Sim, os enfermeiros vieram busca-la e a levaram, pediram apenas para você entrar em contato para que eles possam iniciar um tratamento com ela. Chris explicou calmo.

— Por mim eles podem fazer o que quiser com aquela mulher, ela perdeu a importância quando começou a agir como o Jeremy. Ele falou nervoso. – Eu tentei alertar a Lucy que minha mãe estava diferente, mas sua irmã tem um bom coração e se deixou levar por uma Pattie arrependida.

— Ninguém tem culpa disso Justin, apenas sua mãe que foi fraca e se deixou levar pelos sentimentos que tinha por seu pai. Erin falou colocando as mãos no ombro dele.

— Eu tenho culpa, eu deveria ter afastado minha mãe quando ainda era tempo, porém decidir dar uma chance, pela Lucy, por sua felicidade.

Erin ia dizer alguma coisa, quando Simon e Marcel apareceram na sala de espera com um sorriso leve de lado.

Senhor, que seja algo bom.

Point Of View Justin Bieber

Ver como minha mãe agiu, me lembra todo o sofrimento que passamos por causa do Jeremy, ela era tão boa ficando do nosso lado, nos ajudando a nos esconder dele, dizendo palavras positivas e apoiando sempre o meu relacionamento com a Lucy, mas depois de hoje, eu não sei se tudo que ela disse e em tudo que ela nos ajudou foi sincero.

Sempre fui sozinho, nunca tive uma família que me amasse pelo visto.

Erin ia dizer algo, mas Simon e Marcel apareceram sorrindo e uma chama de esperança se acendeu em meu coração, me confortando de certa forma.

— E então, como está minha filha? Julie perguntou aflita.

— Lucy está bem, apesar da fratura que teve no ombro e por ter batido a cabeça com força no chão, fizemos uma rápida cirurgia para correção da fratura e muitos exames em sua cabeça, tudo está na perfeita ordem, falta apenas ela acordar da anestesia. Simon explicou com toda a calma de sempre.

— Você tem mesmo certeza? Por que para nós dois nada é muito calmo assim, sempre tem uma sequela ou algo assim. Falei com um olhar triste.

— Pode acreditar Bieber, sua esposa está muito bem apesar do gesso que vai usar por alguns meses. Marcel falou sorrindo. – Ah, ela não vai poder curtir a lua de mel por esses meses, se é que você me entende.

— Acredite, só em ter minha mulher viva e com saúde, não vou me importar em ficar sem sexo. Falei e todos a minha volta sorriram animados. – Quando vamos poder vê-la?

— Assim que ela acordar eu os deixo entrar, sei que não vai adiantar muito proibir a entrada de vocês por vez, por isso a deixei no mesmo quarto que você ficou é grande e da para todos entrarem, peço apenas que façam silencio, ainda estamos em um hospital.

Agradeci aos dois por terem cuidado dela, todos na verdade agradeceram a eles por isso, sem o socorro rápido deles poderia ter acontecido algo pior com a minha garota.

Horas depois.

Lucy havia acordado, Simon fez questão de nos contar, ele apenas pediu uns minutos para que ela estivesse totalmente acordada e não a delirar por conta dos medicamentos que ela tomou. Nesse meio tempo eu pedi para Marcel buscar meus filhos, mas assim que soube que a Lucy estava bem, Malu fez questão de trazê-los até aqui. Os três estavam de banho tomado e arrumados com uma roupa confortável, agradeci a ela por tudo e ela apenas disse que faria isso por todos ali, com certeza ela já faz parte da nossa grande família.

— Vocês podem vê-la agora, mas em silencio e não a façam fazer esforços, ela passou por uma cirurgia delicada e precisa se manter imóvel por hora. Simon falou e nos concordamos.

As crianças iam a nossa frente, enquanto nós ficamos atrás deles, minha sogra e meu sogro estavam ansiosos para ver a filha, assim como eu e tenho certeza que todos ali. Ao chegar no quarto, ela estava sentada e com o braço imobilizado, mas ao nos vê deu um sorriso tão lindo, que mesmo com o rosto um pouco inchado ela ficou linda, na verdade minha mulher é linda.

— Meus amores. Ela falou ao ver nossos filhos. – A mamãe estava preocupada com vocês. Completou beijando o rosto dos três que já estavam em cima da cama.

— Crianças, cuidado para não machucar a mamãe. Julie falou sorrindo.

Lucy fez questão de receber um beijo na testa de cada um ali e eu sorri com tal ato, mesmo “quebrada” ela consegue ser perfeita.

— Não vai ser dessa vez que o senhor vai ficar sozinho Bieber. Ela disse sorrindo.

— De jeito algum eu vou deixar você me abandonar, nem que pra isso eu tenha que te prender querida. falei e depositei um selinho em seus lábios.

— Vai com calma brother, lembra que o Marcel disse sem lua de mel? Ryan falou e todo mundo riu.

— Como é? Eu não vou poder ter minha lua de mel?

— É sério que você está preocupada com sexo depois de quase ter morrido? Giu perguntou incrédula.

— Claro, estou viva e quero aproveitar para fazer aquilo que mais tenho vontade no momento.

— Lucy Smith Bieber, tem crianças no local e você não está em condições de fazer nada, então aquiete esse fogo. Meu sogro falou sério e todos nos rimos.

Era bom ter todos reunidos ali, nossa família pode finalmente ser feliz.

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...