História Reciprocidade - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 25
Palavras 468
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🤡 Oi, tô de volta com uma drabble treinando minha narração em primeira pessoa e dessa vez é taekook, então temos aqui um Jungkook bem apaixonado kkkk.

Betado por: @xfxxk_it

Capítulo 1 - 00


Quando nos olhávamos tudo parecia ficar em silêncio e eu apenas conseguia me concentrar em suas íris da cor de mel, na sua boca que me lembrava um coração e na súplica que seus olhos faziam por um carinho, mesmo eu não podendo te tocar naquele momento.

Taehyung, você é como o meu espelho, pois tudo o que vejo em você há em mim. Nossa reciprocidade é tão tocável, que quando você me olha sinto como se me tirasse todo o ar, e quando me toca esqueço-me de quem sou.

Eu gostaria de te beijar, sentir o seu abraço e o sabor de teus lábios. Sentir seu cheiro e ouvir suas lamúrias ao nos separarmos, porque você sempre reclama dizendo que quer mais beijos e que não consegue ficar sem mim por tanto tempo.

Tentar controlar o impulso é difícil, aposto que você quer o mesmo que eu, porque seus olhos não param de me analisar e você também não para de torcer as mãos, como se quisesse me tocar e eu entendo. No entanto, nenhum de nós dois pode ter isso. Não aqui, na frente de todas essas câmeras, que estão prontas para capturar quaisquer simples toque que eu te dê ou qualquer coisa que eu fale para você.

Às vezes, é difícil agir como se eu não te conhecesse. Dizer coisas como se eu não convivesse contigo todos os dias e deixar de fazer algo tão simples para proteger nosso relacionamento.

Contudo, é um mau que vem para o bem, pois o nosso amor não é para as câmeras e mesmo que fosse, eu ainda teria a mesma atitude de autopreservação, porque o que temos só envolve nós dois.

Estou tão aéreo sobre você, que não percebo quando me fazem uma pergunta na entrevista. Apenas quando Namjoon me toca que eu me dou conta de que preciso permanecer atento, pois afinal este é o meu trabalho. Porém, como conseguir prestar atenção quando você está tão perto? Como quando suas mãos tocam nos meus ombros e seus dedos traçam as veias do meu pescoço? Não há como. Por isso, os meus pelos se arrepiam, meus olhos tentam resistir a vontade de se fechar e meu corpo quer relutante ir de encontro ao seu. Você tem um efeito irreparável sobre mim, Taehyung.

Estar com você é como ir a uma exposição. Me sinto em paz, como se olhasse todos os dias para a melhor obra de arte já feita. E mesmo com todas as nossas brigas por algo trivial, eu não consigo deixar de te achar a pessoa mais perfeita para estar ao meu lado e tudo o que eu mais quero é ser perfeito para estar ao seu lado também.

Talvez o amor me deixe cego, mas o que eu posso fazer? Você é lindo, V hyung!


Notas Finais


Bye 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...