1. Spirit Fanfics >
  2. Reciprocidade >
  3. Capítulo Único

História Reciprocidade - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


da saga boiolagem vem aí mais boiolagem

Capítulo 1 - Capítulo Único


Zoro era muito observador. Por mais que não parecesse, ele estava sempre prestando atenção ao seu redor, mesmo quando estava dormindo. Então ele conseguia sentir a tensão nos ombros de um certo cozinheiro a quilômetros.

O que era engraçado pois o mesmo achava que era discreto em tudo que fazia. Pobre coitado, a verdade era que ele era tão transparente como água. Zoro sabia que ele encarava seu corpo sempre que o via, que ele queria chegar mais perto, mas não para brigar.

O espadachim poderia simplesmente atender aos pedidos silenciosos do loiro, abandonando seu treino ou cochilo para lhe dar atenção, mas ele sabia que se demorasse demais o loiro viria. Era como uma competição. Ambos testando o auto controle de seus corpos, de seus corações e sentimentos.

Não queriam ficar perto apenas para encaixarem os corpos, da forma gostosa que sempre faziam, mas também porque precisavam sentir a textura dos seus sentimentos, os beijinhos tímidos e as palavras vergonhosas, assim como as pegadas fortes e necessitadas. Eles precisavam um do outro, mas era tão mais estimulante quando o loiro pervertido não aguentava mais se segurar e vinha totalmente entregue.

Não que Zoro também não faça isso. Muito pelo contrário, se sentia um completo cachorrinho sendo arrastado para onde fosse o cozinheiro, era de fato muito fácil. Mas só para Sanji. O idiota tarado que lhe tirava a sanidade apenas acendendo um cigarro e o levando aos lábios ou se abaixando para verificar o forno. Como um cozinheiro poderia ser tão obsceno?

Ele amava ignorar um pouco o loiro, apesar de ser torturante para si, era mais que satisfatório vê-lo babando enquanto olhava para seu corpo em qualquer oportunidade. Aquele homem não tinha jeito e o único que poderia disciplina-lo era Zoro. Mas não era como se o cozinheiro aceitasse totalmente essa ideia.

Tinha o espadachim nas palmas das mãos, as habilidosas mãos que o enlouquecia com mínimos movimentos. 

Então Zoro sempre desistia de esperar Sanji e saía afobado em direção a cozinha. Em sua visão era um cachorrinho possessivo e carente mas o loiro preferia pensar que ele era um gatinho, manhoso e fofo, que sempre ia se enroscar nele em busca de contato e do calor de seus sentimentos.


Notas Finais


Obrigada por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...