1. Spirit Fanfics >
  2. Recomeçando a minha vida >
  3. O treinamento - Timeskip

História Recomeçando a minha vida - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Agora meus caros amigos, nossa dupla de heróis irão dar seus passos para se tornarem grandes Aura Guardians!

A
P
R
O
V
E
I
T
E
M
!!!!!!!!

Capítulo 17 - O treinamento - Timeskip


ANTERIORMENTE:


Ash: Lucario... Como se sente. Fala tocando em seu ombro.

Lucario: Sinceramente, sinto como se um peso enorme tivesse sido tirado das minhas costas. Fala ainda chorando.

Gary: Aaron era uma pessoa incrível.

Lucario: Sim... Ele era... Fala sorrindo, olhando para o cristal ao seu lado.


AGORA:


Estava tendo tanta calma e paz. Os pokémons da Árvore de Gênesis estavam brincando, voando, nadando, ou até dormindo.

Nem parecia que estava tudo sendo destruído há algumas horas.

Os cristais que estavam na árvore e no reino tinham se regenerados estavam azuis e brilhantes de novo. Algumas pessoas que estavam na cidade ficaram um pouco assustadas com a fumaça negra se formando perto do castelo, mas a rainha Eileen conseguiu acalmar todos e esconder a verdade sobre o que tinha acontecido na Árvore de Gênesis, junto com o segredo de Mew.

Falando nele, o pequeno lendário estava passeando pelo castelo, enquanto os heróis estavam juntos em uma sala. Eles estavam falando sobre algumas coisas que aconteceram, como a J. A caçadora de recompensas tinha sido encontrada por eles e tinha sido entregue as autoridades e claro que ela não tinha facilitado. Ela teve que ser nocauteada (Ash que fez isso) para poderem a algemar e colocá-la na viatura. Claro que seus pokémons também foram entregues e iriam ser mandados para uma reserva natural, mas antes iriam passar por alguns exames pois quando foram encontrados eles estavam raivosos e não pareciam ter alguma consciência, como se estivessem sobre o efeito de alguma droga.

Apesar de ficarem um pouco surpresos, os policiais disseram que não havia com o que se preocupar, dando aos heróis um pouco de alívio. Porém, eles estavam preocupados com outra coisa: as auras deles.

Desde que Gary tinha sido absorvido pelo cristal e voltado, sua aura estava diferente, pelo menos era o que Lucario dizia. Ela estava emanado uma estranha energia branca, que parecia estar se desenvolvendo no interior do castanho. A de Kidd estava normal, sem oscilações, sem nenhum sinal de instabilidade, enfim sem diferença nenhuma.


Agora a de Ash... Lucario ainda estava em dúvida.


Ele tinha várias dúvidas e perguntas sobre o moreno que precisavam de respostas. O garoto tinha demonstrado que é uma boa pessoa, mas... A Dark Aura que estava nele tinha alguma origem. Não havia motivo para ele ter um poder assim sem ter feito nada que o corromper-se. Um silêncio permaneceu na sala onde eles estavam até Kidd se pronunciar.

Kidd: Então... Como agora a nossa aventura acabou, eu preciso ir e seguir o meu caminho.

Gary: O que? Mas já?

Kidd: Sinto muito, mas eu preciso ir pra outro lugar para conseguir algumas informações e imagens de Jirachi.

Ash: Entendo, sem folga né?

Kidd: Nah, eu apenas quero poder viajar logo. Foi bem divertido o que fizemos, mas eu tenho meu próprio caminho e objetivos.

Lucario: Falando nisso, tem algo que eu ainda não entendo. Por que vocês vieram pra cá? Diz olhando para os dois.

Gary: Devemos contar?

Ash: Bom, depois de tudo isso não podemos mais esconder. Olha para Lucario. Bem, você já deve ter percebido que eu tenho algum tipo de poder sombrio né?

Lucario: Sim, na verdade eu já imaginava que tinha algo a ver com isso.

Ash: Bom o que acontece é que eu queria saber por quê eu tenho isso em mim. Nós fizemos algumas pesquisas e descobrimos que esse castelo era protegido pelo Sir Aaron, então pensamos que podia ter algo relacionado a minha... “Característica especiail”.

Lucario (surpreso): Vo-você não sabe por quê tem uma Dark Aura?

Ash: Nenhuma ideia heheheh. Fala coçando a cabeça um pouco constrangido.

Kidd: Vem cá, do que vocês estão falando?

Gary: Acho melhor você não saber. Isso é meio que um lance secreto.

Kidd: Oh certo. Então eu vou me dispensar da rainha e lreparar o meu jeep. A gente se vê por aí. Sai acenando.

Lucario: Indo ao ponto, você não sabe o por quê de ter esse tipo de poder, então decidiram vir aqui procurando alguma explicação. Isso não faz sentido.

Gary: EI! Só por que não sabemos de quase nada que aconteceu aqui, não quer dizer que nós-.

Lucario: (o interrompe) Não, isso não. Eu quero dizer que não faz sentido o Ash ter esse tipo de poder. Eu consigo sentir que vocês são boas pessoas, mas não faz sentido você ter uma Dark Aura. Fala olhando pra Ash.

Ash: Eu sei. É estranho essa sensação, mas eu às vezes... Eu acho que eu tenho isso há muito tempo.

Lucario: Uma coisa importante: você já manifestou esse poder de alguma forma?

Ash: Duas vezes. A primeira foi quando eu quase morri tentando parar duas pessoas. E a segunda foi em uma briga que eu tive com uma pessoa, mas eu mantive o controle.

Gary: Mas então... Você tem alguma ideia?

Lucario (pensativo): Hmm... Talvez... Tenha uma explicação. Se o Ash tem uma Dark Aura sem nenhum conhecimento sobre a aura e nem sendo uma pessoa ruim, a única explicação possível seja que ele já nasceu com ela.

Gary: EHHHHH!? NASCEU COM ELA?

Lucario: Explicando de uma maneira melhor, eu poderia dizer que esse poder pertencia a outra pessoa, e então reencarnou em você.

Ash: Eu tinha essa possibilidade em mente.

Lucario: Isso é ruim. Não posso deixar que você fique assim.

Ash: Como assim?

Lucario: Ash, a Dark Aura consome a pessoa que a usa até ela perder a sanidade. Se continuar com esse poder em você tudo a sua volta pode ser destruído.

Ash: Eu sei... Eu tenho medo de isso acontecer. Mas eu não vou deixar isso acontecer.

Lucario: o que quer dizer?

Ash: Escute Lucario, nós viemos aqui para outra coisa, para podermos aprender a usar a aura. De acordo com minha mãe e o avô de Gary, um antigo conhecido deles se tornou do mal e fez experiências para poder dar poderes de pokémons a seres humanos. Provavelmente foi ele que mandou a J para capturar Mew.

Lucario: Espere! Espere! Fala colocando a pata na cabeça.

Ele estava tentando processar tudo o que o moreno disse. Humanos com poderes de pokémons? Isso era sério? Tudo bem que ele era um pokémon que ficou preso em um centro por centenas de anos, mas isso? Não era nem comparável, era literalmente absurdo.

Ash: Olha, se tiver alguma dúvida você pode ver as minhas memórias.

Gary: Calma, ele pode fazer isso?

Ash: Eu acho que sim.

Lucario: (suspiro) Tudo bem... Vou ver suas memórias. Mas eu vou ver desde o momento em que decidiram vir aqui.

Ash: Fique a vontade. Ele fala e Lucario põe a pata na cabeça de Ash e fecha os olhos.

O pokémon do passado passa alguns segundos de olhos fechados, então uma aura azul começa a aparecer em volta de seu corpo. Pouco tempo depois ele abre os olhos e tira a mão da cabeça de Ash, enquanto olha para ele nos olhos.

Ash: Então, o que viu?

Lucario: É um pouco difícil de acreditar nisso. Mas se realmente for verdade, o mundo vai cair em um caos gigantesco. Não só pela destruição que esses... Poké-humanos poderão causar, mas também pela ordem natural.

Gary: Ordem natural?

Ash: Acho que ele quer dizer que seres assim não deveriam existir, ou que não deveriam ser criados artificialmente.

Lucario: Também tem mais. Eu vi também as memórias de seus sonhos. Aquilo não... Não pareciam simples sonhos. Pareciam... Premonições.

Gary: Viu só? Eu não disse que você tinha virado vidente. Fala dando risada.

Lucario: Não é que o Ash tenha o poder de ver o futuro. Fala deixando ambos confusos. O que acontece é que como ele tem potencial para ser um Aura Guardian, ele está recebendo visões sobre uma crise que irá acontecer.

Ash: Uma... Crise?

Lucario: Sim. Os Aura Guardians tem visões quando grandes catástrofes estão para acontecer.

Ash: Hmm... É possível que eu veja pessoas ou pokémons que teriam algum papel importante nessa crise?

Lucario: Apenas se tiver aparecido em seus sonhos. Podem ser tanto alguém que atrapalhe quanto alguém que pode ajudar.

Ash: Se for verdade, então quer dizer que enquanto eu estava em coma, todos aqueles que apareceram em meus sonhos podem ter algum papel importante. Pensa ele com a mão no queixo. Lucario, você poderia nos ensinar?

Lucario: Como?

Ash: Eu queria saber se você poderia nos ensinar a como usar a aura. Se realmente vai acontecer uma crise no futuro, pode ser que tenhamos algum papel importante nela.

Gary: Vai pedir assim? Indo direto ao ponto.

Lucario: Eu? Ensinar vocês? Está falando como se fosse algo fácil.

Ash: Acredite, eu sei que não é. Mas mesmo assim eu quero, quando eu vim pra cá já tinha em que não seria nada fácil. Tenho certeza que teríamos que treinar até os ossos quebrarem, ou que poderíamos falhar. Viemos com isso em mente e não vamos mudar de ideia.

Gary: Queremos aprender isso para podermos lutar e defender aqueles que são importantes para nós. Não iremos desistir tão fácil, depois de todo esse caminho que percorremos.

O pokémon do passado olha os dois admirado, suas palavras eram sinceras e cheias de determinação. Aqueles dois realmente eram cabeças duras, mas ele tinha gostado disso. Ele abre um sorriso e olha nos olhos deles.

Lucario (sorrindo): Só um aviso, eu não vou pegar leve com vocês. Se precisar, vou bater em vocês até perderem a consciência. Ainda querem continuar?

Ash: Claro que sim!

Gary: Pode mandar que a gente encara!

Lucario: Que bom, mas antes vamos para um lugar melhor e longe do castelo. Não quero que acabemos destruindo algo por acidente.

Ash/Gary: Entendido!


Quebra de tempo:


Lucario: Muito bem, aqui está ótimo. Diz ele olhando em volta.

Eles estavam em um lugar bem aberto da floresta não muito próxima a cidade. O local era cercado por árvores e tinha um lago que ocupava a sua maior parte. 


(Dark Diego: Eu não tô brincando viu, é grande mesmo.)


Lucario: Ok, antes de começarmos eu quero que me respondam uma coisa. Fala vendo os dois atentos. O que vocês sentiram ao darem suas auras a Mew?

Gary: O que nós... Sentimos?

Ash: Eu senti como se tivesse saindo energia das minhas mãos. Diz apertando as mesmas.

Lucario: Ótimo, nos poupará um pouco de tempo. Primeiro eu tenho que explicar o que é a aura para vocês terem uma noção maior do que ela é.

Gary: A aura não é simplesmente uma energia que está em cada ser vivente?

Lucario: Essa é a explicação mais básica da aura. Ela é uma energia vital produzida e utilizada por todos os seres vivos. Ela tende a fluir em conjunto pelo corpo todo, produzindo uma grande massa de energia imperceptível para a maioria dos seres. Isso resulta em uma lenta e constante perda de energia vital pelos poros do corpo conhecida como aura.

Os dois estavam muito surpresos com a explicação do Lucario, parecendo um professor. Não é pra tanto já que ele foi treinado por um dos maiores Aura Guardians existentes.

Lucario: Para poder despertar a aura, é necessário a concentração extrema do usuário, depois é preciso imaginar sua aura saindo de suas mãos e se reunindo entre elas. Fala fazendo uma pequena esfera azul aparecer entre suas patas.

Gary: Incrível...

Ash: Mas por que nós conseguimos fazer aquilo na Árvore de Gênesis?

Lucario: Simples, vocês estavam sobre pressão e isso junto com as suas condições emocionais serviram como um tipo de gatilho.

Gary: Então só salvamos o Mew e todos os pokémons que vivem na Árvore de Gênesis por pura sorte.

Lucario: Basicamente, sim. Mas não se preocupem, eu irei ajudar vocês com isso. Diz fazendo os dois sorrirem. Será melhor se deixarem seus pokémons soltos para eles poderem treinar sozinhos.

Os dois assentem e liberam todos os seus pokémons e os mandam ir para outro lugar. Eles tinham que treinar sozinhos por um tempo enquanto Lucario os ensinava.

Agora os três estavam sozinhos e os garotos estavam sentados no chão, olhando para suas mãos que estavam um pouco juntas. Eles estavam tentando reunir a aura entre suas mãos como o pokémon da aura tinha falado. Era realmente difícil para eles fazerem algo que fizeram naquela ocasião. Eles pararem de novo, fazendo o seu sensei dar um suspiro.

Lucario: Andem logo! Não é tão difícil quanto parece. Assim que vocês conseguirem uma vez se tornará mais fácil nas próximas.

Gary: Estamos tentando ao máximo.

Ash: Devemos estar fazendo algo errado. Fala olhando a palma das mãos.

Lucario: (suspiro) Escutem, vocês precisam estar totalmente focados, sem nenhum outro tipo de pensamento. Precisam sentir o poder fluindo dentro de vocês e então fazer um pouco de força para que ele possa sair, mas para isso acontecer é necessário o foco absoluto!

Ash (pensativo): Hmm... Foco absoluto né? Ele posiciona suas mãos e fecha os olhos, se concentrando. Ele ficou assim por alguns minutos, até que pequenas faíscas começaram a aparecer entre suas mãos. Elas se reuniram e tomaram a forma de uma pequena bola, do tamanho de uma de tênis.

Depois que ele abriu os olhos e fez a pequena esfera desaparecer, ele deu um suspiro pesado e quase caiu de lado. Lucario ficou muito surpreso com aquilo e deu um leve sorriso pelo garoto, já Gary estava entre estar surpreso ou estar com inveja.

Ash: Nossa... Isso cansa.

Lucario: Meus parabéns Ash. Demora dias para poder fazer uma esfera, mesmo sendo pequena.

Gary: Pera aí, me fala! Me fala o que você fez de diferente! Diz ele muito estético.

Ash: Bem, eu percebi que só foco não era tudo. Então eu pensei em algo que me motivasse e usei essa força para realizar o que eu queria.

Lucario: Bom, já percebeu outro ponto sem eu ter dito. Os dois o olham confusos. Quero dizer que ele usou algo que o motivava a continuar para poder conseguir cumprir o objetivo dele, ou seja conseguir reunir seu poder. A aura não é só uma fonte de poder, ela é igual a suas emoções e sentimentos. E para poder entendê-los, é preciso senti-los, o mesmo vale para a aura.

Ash: Bem, foi praticamente isso.

Gary: Sentir a aura e compreendê-la? Fecha os punhos. OK! Vamos tentar! Ele fecha os olhos e fica se concentrando em algo que o motivasse. Depois de alguns segundos, uma bola com quase o mesmo tamanho da de Ash apareceu nas mãos de Gary. Claro que ele quase caiu de lado pelo cansaço, mas se manteve firme.

Lucario: Esses dois são bem habilidosos, talvez eles possam se tornar muito poderosos que Aaron no futuro. Mas, eles ainda tem um longo caminho pela frente. Espero que dê onde você está agora, esteja vendo isso meu velho amigo. Pensa ele com um sorriso no rosto.

Depois de se levantarem, o pokémon do passado pediu para eles tentarem reunir a energia deles de novo. Como tinha conseguido a pouco tempo foi até mais fácil, mas as esferas ainda eram pequenas, cabendo nas mãos deles. Lucario ficou pensando por alguns segundos e decidiu focar o resto do dia para poderem melhorar o controle deles sobre a aura. Eles tinham que ficar meditando em posição de lótus enquanto que Lucario pensava em um plano de treinamento para eles fazerem.


Dia seguinte:


Agora eles estavam ajeitando os sacos de dormir onde eles passaram a noite. Quando amanheceu, Lucario tinha falado que eles iriam começar outra etapa de seu treinamento, o que deixou ambos surpresos pois eles tinham melhorado um pouco no seu controle e já estavam avançando no treino. Talvez ele achasse que precisem de algo mais pesado para poderem se fortalecer. Depois que terminaram de guardar seus sacos, eles se prepararam para o que quer que os estava esperando, sendo Ash o primeiro a se pronunciar.

Ash: Então Lucario, de que tipo de etapa você estava falando?

Lucario: É bem simples. Aponta para o lago. Vocês terão que correr ao redor desse lago e depois terão que nadar em torno dele. E terão que fazer isso 100 vezes, cada um dos dois. Diz fazendo os queixos dos dois caírem.

Gary: Espera, como isso vai nos ajudar a melhorar o controle dos nossos poderes?

Lucario: Como eu tinha previsto, vocês não poderiam aguentar usar a aura se seus corpos não forem fortes. Então terei que fortalecer os corpos de vocês com treinamento físico intenso. Fala dando um sorriso quando termina.

Gary: Isso só pode ser zoação.

Ash: Na verdade, se você pensar bem Gary, vai lembra que a gente ficou esgotados por termos feito esferas bem pequenas. Você não lembra que eu disse que não seria fácil?

Gary: Lembro...

Ash: Então pare de choramingar e comece a correr. Fala tirando a jaqueta e os sapatos , enquanto corria na direção do lago.

Gary: EI! QUEM VOCÊ CHAMOU DE CHORÃO?! Grita enquanto jogava os sapatos para o lado.

Eles começaram a correr, disputando quem ficava na frente. Lucario achou isso bom, para eles se tornarem mais fortes seria preciso ter algo ou alguém que eles quisessem superar. Era ótima essa ideia de os dois serem rivais e continuarem sendo amigos, sabendo que podiam confiar um no outro.

Ele decidiu treinar um pouco para poder recuperar a força que ele tinha no tempo antes de ele ter sido selado. O pokémon tinha percebido que ter ficado no cetro diminuiu um pouco seu poder por não poder estar treinando, o que prejudicou um pouco sua forma. Ele foi até às árvores e começou a golpeá-las.


De noite:


Ash e Gary estavam nadando no lago, faltando poucas voltas para poderem acabar. Mesmo estando acabados com as corridas que começaram de manhã, eles estavam se esforçando para poderem acabar e dar continuidade ao treino. Quando enfim tinham acabado, os dois saíram do lago rastejando e lutando para poderem se manter de pé. Ao ver isso, Lucario teve que segurar uma risada que não passou despercebida pelos dois garotos.

Ash (ofegante): Fi-finalmente...

Gary (ofegante): Is-isso ai! Tô pronto pra outra!

Lucario: Mesmo? Vai até ele e dá um leve soco, o fazendo cair de costas. Sei que querem ficar mais fortes rápido, mas respeitem os limites de seus corpos, se não o treinamento não irá dar frutos.

Gary (ofegante): Anotado...

Lucario: Muito bem, podem ir dormir. Amanhã continuaremos fazendo os mesmo exercícios até seus corpos ficarem em um nível mais apto. Diz e os dois assentem e vão para seus sacos de dormir.

Pouco tempo depois de eles terem se deitado, Ash se levanta e verifica se seu amigo e professor estavam dormindo. Tendo um pouco de certeza, ele se levanta e se afasta um pouco deles, depois ele se senta em posição de lótus e começa a meditar. Ele pretendia fazer uma visita ao seu “hospede”, para poder fazer algumas perguntas. Porém, antes de ele conseguir entrar em seu mundo interno, Lucario coloca a pata em seu ombro, o olhando nos olhos.

Lucario: Tem certeza do que quer fazer? Pergunta ao moreno com uma certa preocupação na voz.

Ash: Olha... Lucario... Eu sei que isso parece uma ideia estúpida. E também sei que você viu em minhas memórias o que eu fiz. Diz fazendo o pokémon do passado fechar os olhos e se lembrar do que viu. Mas... Esse poder vai ser útil no futuro, pois apareceu em um dos meus sonhos. Se isso está em mim desde que eu nasci, não posso ignora-lo ou então tentar retirar ele de mim.

Lucario: Ash entenda, se você for consumido completamente por essa Dark Aura, você poderá perder sua sanidade.

Ash: Não se preocupe, eu sei que posso conseguir.

Lucario: Como tem tanta certeza?

Ash (sorrindo): Porque eu já o aceitei como parte de mim. Fala fechando os olhos e deixando Lucario surpreso com sua resposta.

Agora ele tinha total certeza, aquele garoto era estranho e especial. Mesmo com a possibilidade de deixar de ser o que é agora, ele quer arriscar e tentar dominar o poder sombrio dentro dele. Não dava pra saber se isso era determinação idiota ou burrice, pois orgulho com certeza não era. Dando um suspiro, ele se sentou um pouco afastado de Ash, para poder observar do que o garoto era capaz.


Ash Inner World On:


Ao abrir os olhos, o moreno se encontrava em um lugar totalmente escuro. Ao olhar pra frente, ele viu a poucos metros dele, o Shadowy, a sua parte que representava seu poder Dark. Mesmo não conseguindo ver, o outro garoto deu um sorriso.

Shadowy: Finalmente você aprendeu a entrar aqui. Meus parabéns. Fala se levantando.

Ash: Sinto muito, precisei ficar o dia todo em treinamento físico.

Shadowy: Relaxe parceiro, isso é ser bom pra você. Mas eu acho que não é sobre isso que você quer conversar, não é?

Ash: Exato. Eu quero saber como controlar esse poder.

Shadowy: Tenha calma senhor apressadinho. Nem seu corpo e nem sua mente estão prontos para receber uma grande quantidade desse poder, ainda menos todo.

Ash: Vamos, você precisa me ajudar. Eu sei que posso dominar esse poder, só tenho que saber como.

Shadowy: (suspiro) Minha nossa, como você é cabeça dura hein? Olha só cara, eu não posso deixar você usar muito poder, mas posso deixar usar uma quantidade que você consiga aguentar.

Ash: Ótimo! O quanto de poder eu posso usar?

Shadowy: No seu nível atual, 3% e apenas por 4 minutos.

Ash: Tão pouco? Fala desanimado.

Shadowy: Mano, na minha opinião, isso é melhor do que nada.

Ash: Tem razão, assim tô parecendo o Gary. Mas será que... Hmm...

Shadowy: No que está pensando?

Ash: Acho que eu tenho uma ideia de aumentar essa quantidade, tanto de tempo quando de poder.

Shadowy (curioso): O que você tem em mente?

Ash: Simples, vou ficar usando o meu poder Dark enquanto treino para tentar compreender como ele funciona. Eu acho que quanto mais eu me acostumar, mais poder vou usar e por mais tempo.

Shadowy: Interessante. Talvez dê certo, mas será melhor se você usar bem pouco para não se entregar a sua fúria.

Ash: É... Eu lembro como eu agi daquela vez. Diz lembrando de quando matou a Jéssica e o Butch. Mas não irei sujar minhas mãos de sangue de novo.

Shadowy: ...Mas e se tiver?

Ash: Se eu tiver... Será apenas como última opção. Quando realmente não tiver escolha.

Shadowy: Ok parceiro, fique a vontade. Fala sorrindo. Pra poder ter acesso a Dark Aura você precisa apenas se lembrar da sensação que você teve na primeira vez em que a usou, ou seja use sua raiva, ela é o gatilho. Apenas tenha cuidado para não exagerar.

Ash: Obrigado Shadowy. Fala sorrindo mas aí percebe algo. Ah é mesmo, tem uma coisa que eu ainda não entendi. Fala chamando a atenção de sua metade. Por que você está me ajudando? Quer dizer não que eu ache você do mal por ser a representação do meu poder Dark é que... É um pouco confuso.

Shadowy: (sorri) É bem simples meu amigo. Como você é alguém que além de ter esse poder, é o único que teve coragem para tentar domina-lo, eu apenas quero ver você lutando.

Ash (confuso): Apenas isso? Ver eu lutar?

Shadowy: Mas é claro. É muito chato ficar aqui no subconsciente de alguém sem nada interessante pra ver. E também nem precisa se preocupar comigo, além de ser a representação do seu poder, eu também sou um “botão do pânico”.

Ash: Ok... Acho que isso deu pra entender. Bom, eu já vou indo. Obrigado por hoje. Fala sumindo.

Shadowy: (suspiro pesado) Espero que dessa vez, só dessa vez, esse novo carcereiro consiga dominar esse poder. Já estou perdendo as esperanças, mas talvez ele consiga. Fala a última parte sorrindo.


Ash Inner World Off:


O moreno abre os olhos e dá um sorriso, depois olha pro lado e vê que Lucario ainda estava o observando.

Lucario: E então? Como foi?

Ash: Veja por si mesmo. Fala se levantando e fazendo uma leve aura de cor azul escuro e negra se formar em torno de si, seus cabelos ficarem mais espetados, seus caninos um pouco maiores e suas íris ficarem totalmente pretas. Mas depois ele volta ao normal segundos depois.


(Dark Diego: É só se lembrarem de quando o Ash foi possuído no episódio 33 da 9° temporada.)


Lucario: Incrível... Você conseguiu se manter no controle mesmo assim.

Ash: E isso não é nem um décimo. Ainda tenho muito mais a liberar, mas no momento só consigo isso e por muito pouco tempo. (boceja) Bem, vou tentar me acostumar com isso depois, não agora. Fala voltando para seu saco de dormir.


2 meses depois:


O regime de treinamento de Lucario não era nem um pouco fácil, pelo menos na visão dos dois, eles ainda estavam vivos. O pokémon realmente não estava para brincadeiras, eles faziam os mesmos exercícios no primeiro mês, nos dias da semana e deixando os finais de semana e alguns momentos das noites para melhorarem seu controle de aura, além de aprender outras habilidades como fazer Aura Spheres, barreiras, sentir a aura de outros seres e enxergar o que está em seus arredores, mesmo de olhos fechados.

Para realizar os dois últimos, Lucario precisou venda-los e os atacar com socos e chutes, ou arremessar pedras de diferentes tamanhos neles ou ainda pedia para os pokémons deles virem e os atacarem com seus movimentos. Ele tinha que admitir que estava se divertindo um pouco vendo a cara de raiva do garoto castanho, e também impressionado com o rápido crescimento deles. Nesse meio tempo eles conseguiram aprender a usar o Aura Sphere perfeitamente, além de fazê-lo ficar maior do que o normal, quase do tamanho deles. Suas barreiras não eram muito resistentes, mas eles ainda estavam se empenhando nisso.

Já no outro mês, eles ficaram treinado combate corpo a corpo. Lucario achou que já estava na hora deles aprenderem isso, caso realmente desejem lutar contra ameaças perigosas. No começo eles eram um pouco ruins, mas foram se acostumando com o tempo, fazendo os seus movimentos bem rápidos. Como se não bastasse, eles conseguiram usar a aura para fortalecer seus golpes ou para poderem se mover mais rápido ainda.

Além disso, o físico deles estava incrivelmente diferente de quando eles chegaram. Claro que eles estavam um pouco confusos por terem ficado mais musculosos em apenas dois meses, mas Lucario logo explicou que como eles agora sabiam usar a aura, ela podia elevar a massa muscular e a força física, além de aumentar um pouco a longevidade deles. Ainda explicando ele acrescentou que Aaron também sempre teve o corpo musculoso e que quando ele morreu na Árvore de Gênesis, o mesmo tinha por volta dos 65 anos, deixando os dois muito surpresos pois achavam que ele tinha menos de 30 anos.

Agora os garotos estavam de frente para o seu Sensei e amigo. Ele disse que tinha um teste para concluir o treinamento deles e poderem finalmente se tornarem Aura Guardians de verdade. Aquilo deixou ambos empolgados! O trabalho duro de ambos finalmente estava valendo a pena. Eles estavam ansiosos para saber que tipo de teste era, pois até mesmo Mew estava ali para ver.

Lucario: Antes de começarmos eu quero dizer... Que foi incrível ter sido o professor de vocês. Eu não os ensinei a lutar apenas porque vocês me ajudaram ou por ser uma tradição passar os ensinamentos para a próxima geração. Mas sim porque eu vejo grande potencial em vocês, nos dois. E porque eu acho que são dignos de serem chamados de heróis e guerreiros.

Gary: Tudo bem Lucario. Nós entendemos, apenas não chore. Fala com os olhos marejados.

Ash: Muito obrigado Lucario, mas você ainda não nos revelou que teste é esse que você falou mais cedo.

Lucario: Muito bem, não irei enrolar. Irei direto ao ponto: o teste de vocês... É lutarem um contra o outro. Fala deixando ambos surpresos e confusos.


CONTINUA...


Notas Finais


No próximo capítulo teremos o teste final!

Um comunicado importante:

Tempos atrás um usuário me deu a ideia de colocar os níveis de poder dos personagens que irão lutar, ou seja Aura Guardians pokémons e Poké-humanos.

Então eu decidi adotar essa ideia para vocês saberem a extensão do poder deles. Meus agradecimentos a __Kaito__ !

Aqui estão alguns:

Ash: 390

Gary: 387

Lucario: 780

Mew: 1.090

Comentem o que acharam e esperem pelo próximo o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...