História Recomeço - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Daenerys Targaryen, Jon Snow, Khal Drogo, Ygritte
Tags Daenerys Targaryen, Jon Snow, Jonereys
Visualizações 286
Palavras 4.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estou de volta mas rápido dessa vez...eu ouvi um aleluia? Hehe vejo vcs no final

Capítulo 24 - Gravidez


Fanfic / Fanfiction Recomeço - Capítulo 24 - Gravidez

PVO Daenerys

 

Abri os olhos lentamente dando de cara com Dr. Sam me olhando, eu notei que estava deitada numa maca, estava me sentindo um pouco zonza.

 

— Daenerys, pode me ouvir? O que você está sentindo? – Perguntou seriamente.

 

— Estou um pouco zonza, minha cabeça dói – Respondi. Ele pegou um aparelho para medir a minha pressão.

 

— Sua pressão está um pouco baixa, tome isso, deve melhorar. – Disse me entregando um comprimido. Sua assistente meu deu um copo de água. Enquanto tomava o remédio, lembrei-me da conversa que tive com Sam antes de desmaiar.

 

— Sam, eu não posso engravidar, eu tenho uma lesão no útero ocasionada pela perda de um bebê, o meu ex-marido me agrediu no final do segundo trimestre. Os médicos falaram que engravidar novamente seria quase impossível. Talvez os meus exames tenham sido trocados com de outra paciente.

 

– Expliquei a ele, que me olhava chocado com a revelação, mas eu precisei contar a ele, havia acontecido um engano.

 

— Entendo. Você tem o nome do médico responsável pelo seu diagnóstico em Porto Real? Eu gostaria de pedir seu histórico médico para ele, enquanto isso gostaria de fazer alguns exames mais específicos em você. Daenerys, eu preciso que você tente permanecer calma, eu imagino como foi difícil perder o seu filho dentro dessas circunstâncias, mas eu mesmo levei as suas amostras para o laboratório, não houve nenhum engano, você está grávida, mas devido ao quadro médico que você me apresentou acho importante tomarmos as medidas necessárias para a confirmação do diagnóstico e analisar tudo para entender como isso foi possível, e o mais importante é saber os cuidados necessários que devem ser tomados mediante a essa situação, tudo bem pra você? – Dr. Sam perguntou com cautela, minhas mãos escorregaram automaticamente para a minha barriga, seria realmente possível que eu estivesse grávida? Meu coração se apertou com medo de que isso fosse apenas mais um engano cruel da vida, eu precisava manter a calma como Sam pediu, eu não podia perder o controle ou criar falsas esperanças, eu me controlaria até termos certeza sobre essa situação, como eu disse a ele, isso tudo poderia ser um grande engano.

 

— Tudo bem. – Respondi enquanto anotava no papel que ele me ofereceu a clínica e o nome do meu antigo médico.

 

— Eu vou entrar em contanto com ele agora, eu gostaria que você ficasse um tempo na observação e depois de me informar sobre o seu quadro médico em Porto Real, eu gostaria de fazer uma ultrassonografia intravaginal, para termos certeza se você está grávida ou não. – Ele disse me ajudando a levantar, pediu para que sua assistente Doreah, uma mulher alta, morena e com aparência de uns trinta anos me levasse para a sala de observação, ela me levou para o quarto de hospital.

 

Resolvi olhar meu celular, estava quase na hora de buscar Lyanna na creche, eu tinha imaginado que minha consulta seria jogo rápido, eu nunca imaginei as reviravoltas que a minha manhã teria, então pensei em ligar para Jon para que ele pudesse busca-la no meu lugar, no entanto pensei melhor, se eu ligasse provavelmente ele me faria perguntas que eu não estava pronta para responder ainda, eu precisava ter certeza de qualquer coisa antes de avisar Jon, então enviei um texto explicando que eu teria que ficar mais um tempo no hospital, para ele não se preocupar por que Sam disse que não era nada grave, apenas uns exames de rotina para ter certeza que eu estava bem, não me senti confortável mentindo pra ele, mas era necessário, senão provavelmente ele correria para o hospital, eu não queria o colocar nessa situação sem ter certeza de nada, depois que vi que ele visualizou a mensagem, desliguei o celular, só me restava esperar agora, talvez essa fosse uma das piores esperas da minha vida, fechei os olhos tentando acalmar o turbilhão de emoções que invadiam o meu corpo.

 

PVO Jon

 

Tentei ligar para Daenerys depois de receber sua mensagem, mas só dava caixa de mensagem, eu deveria ter ido com ela, embora ela tenha assegurado que estava tudo bem, eu não conseguia ficar calmo, eu conhecia Sam o suficiente para saber que, se ele pediu mais exames é porque algo estava errado, meu coração se apertou com a possibilidade de Dany estar doente, logo agora que estávamos tão felizes, seu ex-marido longe de nós, o planejamento do nosso casamento, tínhamos começado a pensar em alguns detalhes.

 

— Jon tem algo errado? Tem uma veia saltando da sua testa nesse exato momento. – Meu pai perguntou surgindo do meu lado, nós tínhamos acabado de testar alguns novos equipamentos que alguns fornecedores trouxeram.

 

— Dany não estava se sentindo muito bem durante essa semana, foi no hospital hoje se consultar com Sam, acabou de me mandar uma mensagem pedindo para que eu fosse pegar Lys na creche, porque ela tem que fazer exames mais específicos, estou ligando para ela e só cai na caixa de mensagem, estou quase enlouquecendo aqui de preocupação que possa ser algo mais grave. – Expliquei. Ele colocou a mão no meu ombro tentando me acalmar.

 

— Filho relaxe, talvez Sam só tenha se aproveitado da presença dela para fazer alguns exames gerais, faz assim, vai lá para o hospital que eu peço para sua mãe buscar a Lys quando for pegar os meninos na escola, você sabe como sua mãe gosta de passar um tempo com a neta, se você precisar de alguma coisa é só me avisar, só tente manter a calma quando estiver dirigindo. – Meu pai propôs. Eu agradeci aliviado.

 

— Pode deixar, obrigado pela força pai, eu vou lá agora, ela pode estar precisando de mim. – Falei me despedindo apressadamente, eu só queria ter certeza de que não tinha nada de errado com Dany.

 

— Tudo bem, cuidado. – Ele gritou antes de eu sair, virei fazendo sinal positivo pra ele, depois segui para o estacionamento, antes de sair com o carro implorei mentalmente aos deuses que estivesse tudo bem.

 

PVO Daenerys

          

 Minhas palmas estavam suando frio, já tinha perdido a noção de quanto tempo estava esperando Sam, então à porta se abriu e ele entrou com alguns papeis e acompanhado de uma mulher vestida de branco.

 

— Daenerys essa é Shae, ela é a psicóloga do hospital, achei que seria melhor termos a presença dela durante a nossa conversa. – Sam explicou e a mulher me ofereceu a mão.

           

           — É um prazer conhecê-la Daenerys. – A psicóloga disse pegando minha mão, devolvi o cumprimento, eu não estava grávida, era isso por isso     que Sam havia trazido à psicóloga, senti meu coração apertar, um nó imenso se formou na minha garganta.

 

— Seu médico me enviou seus dados médicos, a lesão que se formou no seu útero é resultante da perda do bebê, mas principalmente se formou pela forte agressão que você sofreu, é um problema muito grave, 96% das mulheres com esse mesmo problema não conseguem engravidar já que a lesão impede que óvulo fecundado consiga colar na parede do útero. – Sam explicou, eu desviei o olhar do seu, embora o meu cérebro soubesse que tudo deveria se tratar de um engano, uma pequena chama de esperança queimou no meu peito, enquanto eu estava esperando o resultado, senti meus olhos ficando úmidos.

 

— No entanto, algumas mulheres conseguem reverter esse quadro de forma natural, nós médicos não entendemos ainda como isso é possível, embora o útero não volte ao seu estado perfeito, a lesão reduz de forma significativa com o passar do tempo, então 4% dessas mulheres voltam a engravidar, todos os exames que fizemos essa manhã indicam que você faz parte desse número Daenerys, mas desses 4%, apenas 3% chegam ao fim da gestação com sucesso, o primeiro semestre é extremamente decisivo nesses casos, por isso há uma série de recomendações que se deve seguir piamente durante esse período. – Sam explicou com cautela, não consegui controlar as lágrimas que romperam através do meu rosto, eu estava grávida de Jon, um filho meu e dele, eu estava esperando uma criança, algo que eu nunca sonhei que fosse possível acontecer, meu coração saltou de felicidade, ao mesmo tempo em que encheu de temores pelo que Sam disse, tinha grandes chances de eu perder esse bebê, eu não suportaria passar por essa experiência de novo.

 

— Daenerys, por favor, tente manter a calma, perder um filho deve ter sido um processo muito difícil para você, e agora você descobriu que está grávida quando tudo se mostrava impossível para que isso voltasse a acontecer com você, e os dados são assustadores, mas você deve tentar se manter forte pela vida que você carrega dentro de você, o estado emocional da mãe influencia muito em situações como essa, você consegue me entender? – A psicóloga perguntou. Depois de sua explicação eu assenti, sem condições de responder com palavras no momento, Sam me entregou um copo de água, minhas mãos estavam trêmulas quando peguei o copo de sua mão, bebi tentando relaxar, mas era tão difícil, minha mente estava a mil.

 

— Você está muito nervosa, vamos tentar um exercício de respiração antes de Sam continuar com você. – A morena disse. Ela pediu para que eu respirasse fundo e fechasse os olhos, inspira e expira, ficamos nesse exercício por alguns minutos, quando ela sentiu que eu estava mais relaxada, pois fim ao exercício.

 

— Muito bem Daenerys, está bem melhor assim, Sam vai cuidar de você e do seu bebê agora, tente não pensar muito nos riscos e se concentre nas chances que você tem de levar essa gravidez até o fim, está bem? – Pediu segurando minha mão, assenti concordando com ela, tentando ser racional pelo bem do meu bebê.

 

— Eu tenho que ir agora, foi um prazer te conhecer Daenerys, se precisar conversar é só me procurar aqui pelo hospital. – Shae sugeriu, antes de sair eu agradeci a gentileza, logo quando ela saiu a assistente de Sam entrou.

 

— Vamos fazer um ultrassom intravaginal em você agora pra ver quanto tempo exato você tem de gravidez, como está o feto, se está tudo normal, nós vamos deixar você se trocar agora, voltamos daqui a pouco, tudo bem? – Sam perguntou enquanto sua assistente me entregava uma roupa hospitalar.

 

— Sim, tudo bem Sam. – Respondi segurando a roupa, ele me deu um último olhar antes de sair com ela, comecei a mudar a roupa, minhas mãos estavam tremendo levemente, estava difícil controlar as emoções, eu estava fazendo muito esforço devido aos alertas da psicóloga, mas é impossível não imaginar o que Jon pensaria disso tudo.

 

PVO Jon

 

Quando entrei no hospital, fui imediatamente à recepção procurar Sam, a recepcionista entrou em contanto com ele e pediu para eu ir direto à sala dele. Quando eu estava chegando lá, encontrei Sam no corredor.

 

— Não aguentou esperar, não foi? Veio ver como ela está? – Me perguntou e eu assenti sem jeito, Sam deu um pequeno sorriso antes de seu semblante ficar serio.

 

— O que ela tem Sam? Eu queria trazer Dany no primeiro dia que ela passou mal, mas ela teimou dizendo que era só uma virose, onde ela está? Por favor, não me esconda nada amigo. – Pedi a Sam que respirou fundo antes de voltar a falar.

 

— Vem, é melhor conversarmos isso na minha sala. – Me chamou apontando para a porta branca na nossa frente, meu coração disparou, sabendo que se fosse algo simples, Sam não teria me chamado em sua sala.

 

— Pelos Deuses amigo, o que ela tem? Eu estou tendo quase um troço aqui de preocupação. – Afirmei nervosamente.

 

— Relaxa Jon, Daenerys não tem nada grave, ela não está doente, está grávida. - Fechei os olhos balançando a cabeça, Sam tinha dito que Dany estava grávida?

 

— Isso não é possível Sam, ela perdeu um filho e não pode mais engravidar. – Expliquei. Mesmo sabendo da competência de Sam talvez ele tivesse cometido um engano no diagnóstico de Dany.

 

— Eu sei, ela me falou do problema dela, a verdade é que 96 % de mulheres com o problema de Daenerys não voltam a engravidar, no entanto, os outros 4% quase que milagrosamente acabam por conseguir engravidar mais uma vez, e Dany faz parte desses quatro por cento meu amigo, então parabéns, porque você vai ser pai novamente. - Sam declarou fazendo meu peito explodir de felicidade, eu sempre desejei dar irmãos a Lyanna, eu venho de uma família tão grande. No entanto, antes de Daenerys surgir na minha vida eu não me imaginava amando outra mulher, construindo uma vida com ela e quando Daenerys e eu nos conhecemos e Robb descobriu seu problema, eu estava mais do que satisfeito de que seríamos só nós três, mas agora que Sam me disse que ela estava grávida eu descobri como eu queria isso, como eu queria uma criança minha e dela, eu queria sair e gritar e agradecer a todos os deuses por esse milagre.

 

— Eu mal posso acreditar nisso Sam, onde ela está? Eu preciso vê-la. – Afirmei sem esconder minha felicidade, Dany deveria estar tão feliz, eu sei como ela sofre por não poder ter filhos, mesmo depois de adotar minha filha como sua, eu sabia que ela se sentia triste porque nós não teríamos mais filhos, eu já estava pensando até em algumas opções para o futuro, mas agora tudo tinha mudado.

 

— Eu já vou levar você pra vê-la, quando você chegou, eu tinha acabado de deixa-la pra ela se preparar para o exame que quero fazer para ver com está a gravidez no momento, mas Jon, sei que você está muito feliz, os seus olhos estão brilhando feito dois diamantes, mas eu preciso que você tenha um pouco de calma, como eu disse para você, apenas 4 %  de mulheres com o mesmo problema que ela voltam a engravidar, desse numero 1% não consegue passar do primeiro trimestre, o que estou querendo dizer e que a gravidez dela é de risco e diversos cuidados devem ser tomados, principalmente durante esse primeiro trimestre, se ela conseguir completar os três meses tudo vai ficar mais fácil. – Sam explicou então ao lado de toda a minha felicidade, o medo me invadiu, medo de que nós perdêssemos o nosso filho, eu faria tudo que estivesse ao meu alcance pra evitar que isso acontecesse.

 

— Eu farei tudo que puder Sam para que tenhamos esse bebe. – Afirmei firmemente e meu amigo sorriu.

 

— Não esperava menos de você meu amigo, primeiro você precisa ficar ao lado dela nesse momento, ela já perdeu uma criança antes em uma circunstância nada natural, então é normal que ela tenha inseguranças, medos, principalmente nessa situação em que eu te expliquei agora a pouco, ela vai precisar de todo o seu apoio, há uma série de cuidados que eu vou passar para vocês dois depois, mas o principal é a questão emocional Jon, evite ao máximo aborrecimentos, brigas, que ela fique muito nervosa, isso tudo é muito determinante nesses casos, você entende? – Sam perguntou e eu assenti.

 

— Sim, como eu disse amigo eu farei de tudo para mim e Dany termos esse filho.

 

— Muito bem, agora vamos lá ver como estão o seu bebê e a sua noiva, ela já deve estar pronta para o exame. – Sam disse se levantando, tudo que eu queria agora era dar um beijo na minha mulher e compartilhar essa alegria com ela.

 

Pvo Daenerys

 

Sam estava demorando um pouco, isso estava começando a me deixar agoniada, eu  estava deitada na maca louca pra fazer logo esse exame e ter certeza que estava tudo bem com meu bebezinho, meu bebezinho, sorri com o pensamento enquanto tocava minha barriga com a mão, tudo parecia tão surreal ainda, fui tirada dos meus pensamento por alguém abrindo a porta, olhei e vi Sam entrando sorrindo pra mim.

 

— Tem alguém aqui louco pra te ver. – Falou entrando sendo seguido por Jon, meu noivo tinha um sorriso enorme no rosto, apesar de um olhar preocupado em minha direção, Sam tinha contado para ele, eu tinha certeza disso.

 

— Jon

 

— Dany, eu estou tão feliz, nosso pequeno milagre. – Ele disse me olhando com ternura tocando minha mão em cima do meu estômago, mordi o lábio inferior tentando conter a nova onda de emoção que tocou meu corpo.

 

— Eu nem consigo acreditar que isso está acontecendo amor. – Confessei entrelaçando os dedos no seu.

 

— Eu não quero interromper o momento, mas temos que fazer o exame agora. – Sam falou e Jon soltou minha mão assentindo, ficando de pé ao meu lado.

 

— Imagino que você já tenha feito esse exame antes, certo Daenerys? – Sam perguntou para mim, eu confirmei.

 

Sam pediu para que eu me posicionasse corretamente para o exame, pernas abertas. Quando ele introduziu o aparelho foi um pouco desconfortável, Jon segurou minha mão e nossos olhos foram para o monitor, Sam mexeu no aparelho estudando as imagens com cautela.

 

— Então? – Meu noivo perguntou ansioso.


 

— Tudo parece normal, você está com um mês de gestação Daenerys, olhe, bem aqui está o saco gestacional, ele está com vinte e cinco centímetros por enquanto e o embrião com quase dois centímetro, daqui algumas semanas vocês já vão poder ouvir o coraçãozinho dele, a lesão no seu útero está quase totalmente curada, o que aumenta muito as chances de que você consiga levar a gravidez até o fim. – Sam explicou enquanto apontava para o lugar onde o meu bebê estava crescendo tão pequeno ainda, mas pelo menos estava tudo bem com ele.

 

Quando terminou o exame eu me troquei. Jon e eu sentamos com ele no consultório para que ele passasse o restante das orientações, meu noivo não soltou a minha mão em nenhum momento, o que estava me ajudando a relaxar um pouco.

 

— O principal é evitar discussões, grandes preocupações e principalmente raiva durante esses dois meses que virão agora, também tente evitar grandes esforços físicos Dany, o repouso é muito importante nesse período, tome muito cuidado para evitar quedas principalmente de lugares muito altos, sua gravidez é muito delicada, algo assim pode ser extremamente perigoso. Eu vou receitar para você algumas vitaminas e um remédio para o enjoo, muitas mulheres sofrem com eles nos primeiros meses, mas no seu caso é muito importante evitar a perda de peso ao máximo, se você vier a sentir alguma dor forte ou ter algum sangramento venha direto para o hospital, Jon tem o meu número. – Quanto mais Sam falava, com mais medo eu ficava de perder meu filho. – Daenerys, eu sei que são muitas informações. Depois de perder uma criança é normal ter medo, mas eu preciso que você tenha fé, o exame mostrou que vocês estão ótimos, eu estou muito otimista que se você tomar todos esses cuidados daqui a oito meses Lyanna terá um irmãozinho ou irmãzinha para brincar. – Sam afirmou. Depois de sua explicação eu assenti, eu realmente estava com medo por essa criança, mas eu faria qualquer coisa para não perder esse filho.

 

— Pode deixar Sam, eu vou fazer tudo que você pediu. – Afirmei  e ele sorriu em minha direção.

 

— Eu vou ficar de olho nela a partir de agora. – Jon afirmou depositando um beijo na minha testa.

 

— Eu tenho só uma pergunta. – Jon afirmou se afastando de mim para encarar o amigo.

 

— Pode fazer Jon, qual a sua dúvida? – Sam questionou e notou que Jon estava ficando um pouco vermelho, o que era estranho.

 

— Você falou para ela evitar grandes esforços, então eu pensei, será que isso significa que temos que evitar, como eu vou dizer, ter relações sexuais? – Quando meu noivo terminou de perguntar eu corei até a raiz do cabelo, soltando sua mão da minha para esconder o meu rosto com a mesma.

 

— Não, só não façam nada muito louco ou fora dos padrões que vai ficar tudo bem. – Sam respondeu tímido.

 

— Eu acho que podemos ir então, certo?- Perguntei ainda envergonhada com o questionamento feito pelo meu noivo.

 

— Sim, terminamos por hoje, se tudo ocorrer bem só precisarei ver vocês daqui a duas semanas, talvez vocês já possam ouvir os batimentos cardíacos do bebê. – Sam afirmou me fazendo sorrir com a ideia de ouvir os batimentos cardíacos do meu filho.

 

— Ótimo. Obrigado por tudo Sam, a gente vê você semana que vem. – Jon disse enquanto nos levantávamos para sair.

 

— Se algo acontecer entre em contato comigo imediatamente. – Sam pediu segurando minha mão.

 

— Pode deixar, obrigada por tudo mesmo. – Agradeci por tudo que ele tinha feito por mim hoje.

 

— Imagina, só fiz o meu trabalho, eu tenho outra consulta agora vejo vocês daqui algumas semanas.

 

Quando Jon e eu chegamos à porta do seu carro no estacionamento ele me puxou esmagando meus lábios com os seus, me pegando de surpresa, sua língua pediu passagem, eu dei me entregando totalmente ao seu beijo, um beijo cheio de carinho.

 

— Amo você. – Ele sussurrou com meu rosto entres suas mãos, eu sorri.  

 

— Eu também te amo. – Falei enquanto depositava um selinho em seus lábios.

 

— Vem, eu vou te levar pra casa, o dia foi agitado para você, muitas notícias inesperadas. – Disse, concordei imediatamente.

 

Passei o caminho todo pensando na minha gravidez, nosso pequeno milagre como Jon disse, porém meu coração se apertou, e se eu perdesse essa criança? Eu não sei se suportaria perder um filho de novo, Jon estava radiante ao meu lado, ele estava tão feliz, me perguntei se ele me culparia se o pior acontecesse, se meu útero não conseguisse segurar o seu filho, o nosso filho.

 

— Chegamos. – Ele disse me tirando dos meus pensamentos.

 

— Tudo bem com você Dany? Está sentindo alguma coisa? – Jon perguntou preocupado, eu não queria assustá-lo com minhas inseguranças.

 

— Tudo bem. – Respondi forçando um pequeno sorriso.

 

— Tem certeza? – Perguntou tocando minha mão com a sua.

 

— Sim, só estava pensando em Lyanna, sua mãe foi buscá-la? – Perguntei tentando desviar sua atenção.

 

— Sim, ela e os meninos devem estar se divertindo agora, não precisa se preocupar. – Disse, então saímos do carro, quando entramos em casa uma ideia surgiu na minha cabeça.

 

— Jon, podemos manter a gravidez entre nós por enquanto, só pelos menos até o próximo exame com Sam, eu não sei se estou pronta para compartilhar isso ainda. – Pedi. Seus olhos castanhos escuros me encararam docemente.

 

— Tudo bem, como você quiser. Dany, eu sei que tem algo errado, eu posso ver no seu rosto, fala comigo, por favor. – Jon implorou.

 

— Eu estou com medo, na verdade, eu estou apavorada, e se eu perder essa criança, se eu a perder como perdi meu Rhaego? – Perguntei. Minha voz estava tremendo de emoção, seus braços me rodearam imediatamente.

 

— Nos não vamos perder o nosso filho. – Jon afirmou, sua voz cheia de certeza.

 

— Você não pode afirmar isso, são tantos riscos. – Afirmei me afastando de seus braços com novas lágrimas descendo pelo meu rosto.

 

— Certo, eu não posso ter certeza de que não vamos perder esse bebê, mas eu quero acreditar nisso e eu preciso que você acredite nisso também amor, ele precisa, se o pior acontecer você não vai passar por isso sozinha, eu estarei do seu lado, mas Dany, nós vamos ter esse bebê eu sei disso. – Ele disse acariciando o meu rosto, limpando as lágrimas com o seu polegar, seu olhar cheio de certeza.

 

— O que te faz acreditar tanto nisso? – Eu perguntei com a voz cortada.

 

— Por causa da mãe dele, essa mulher linda, guerreira e forte, eu sei que ele será tão forte quanto ela e vai lutar pra estar aqui com a gente, por isso temos que lutar por ele também. – Jon afirmou, ele sempre sabia exatamente o que dizer para me fazer me sentir melhor, ele tinha razão, eu tinha que acreditar, tinha que lutar por essa criança, isso significava deixar meus temores de lado e me concentrar nele.

 

— Sim, vamos fazer isso, vamos lutar por nosso bebê, eu espero que ele seja tão inteligente quanto o pai. – Jon sorriu amplamente com a minha resposta.

 

— E tão bonito e doce quanto à mãe. – Sussurrou tocando o meu estômago com as suas mãos.

 

— Agora, porque não tomamos um banho de banheira? Eu poderia fazer uma massagem para te fazer relaxar, o que acha? – Propôs

— Eu acho que é uma excelente ideia.


 

PVO narrador

 

Cersei estava olhando novamente o facebook de Jon Stark, ele havia publicado várias fotos com sua filha, ela havia ficado noiva dele, ela estava radiante, havia fotos dela com Rhaegar e a esposa dele, então ela imaginou que Daenerys havia perdoado o pai, perguntou-se se Daenerys seria capaz de perdoá-la também se soubesse a verdade, mas ela nunca poderia saber a verdade, o preço era alto demais, mas doía saber que sua filha estava tão perto e tão longe ao mesmo tempo, ela havia aprendido a lidar com a dor da perda de sua filha, mas isso foi antes, antes dela conhecê-la, antes dela viver na mesma cidade que a sua.

 

Seu coração desejava pelo menos a chance de conhecê-la um pouco melhor, mas isso era complicado. Seu pai e Rhaegar não a deixariam se aproximar de Daenerys, então ela teve uma ideia, um jeito para que sua aproximação não fosse evidente, estava na hora de Tommen ter aulas de piano.


Notas Finais


Bom é isso espero que vcs estejam curtindo essas últimas emoções..a partir de agora o capítulos vão ter pequenos saltos de tempo. Já já a fic acaba ..estou muito feliz por esse trabalho é como vcs o receberem essas semanas o número de favoritações continua crescendo e sou muito grata a isso... gostaria de saber de vcs leitores novos e antigos o que estão achando desse final de jornada e isso bjs até a próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...