1. Spirit Fanfics >
  2. Recomeço >
  3. O casamento

História Recomeço - Capítulo 7


Escrita por: Luthor00

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês! Espero que gostem. Boa Leitura!

Capítulo 7 - O casamento


       Era uma manhã ensolarada e faltava poucas horas para que Alex e Kelly se tornassem esposas, depois de pouco mais de um ano de noivado. Alex estava vivendo um grande momento, mas, a julgar pela empolgação e pelo nervosismo, era Kara quem parecia ser a noiva prestes a casar. Talvez o fato de estar se preparando para se apresentar cantando, da mesma forma que havia feito no casamento de seu amigo Barry, estivesse contribuindo um pouco para isso.

       Seria um casamento simples, ao ar livre, e apenas os familiares e amigos mais próximos estariam presentes. As noivas tinham concordado que preferiam algo mais discreto. Elas eram da opinião de que uma cerimônia mais íntima teria um significado maior para ambas.

       Kara e Lena foram uma das primeiras pessoas a chegar no local da cerimônia. Kara queria ensaiar mais uma última vez a música que tinha escolhido para cantar, e Lena a acompanhou. Já havia quase dois anos que estavam juntas, mas continuavam com a mesma paixão do início do relacionamento. Moravam juntas há quase um ano e tinham um gatinho de estimação que fora adotado no dia em que Kara se mudou para o apartamento de Lena.

       – Está tudo tão lindo! – Admirou-se Kara olhando as flores que decoravam todo o local. Seus olhos brilhavam como os de uma criança que entra em uma loja de brinquedos. – Acho que elas vão amar!

       Lena concordou. Também estava admirada com a decoração. Sentou-se em uma das cadeiras, pegou uma pequena flor que estava no enfeite da mesa e a prendeu no cabelo de Kara.

       – Para dar sorte na apresentação. Não que você precise de sorte, porque eu sei que você vai arrasar.

       Kara se dirigiu até um pequeno palco de madeira, próximo a mesa da juíza que faria o casamento, e se preparou para cantar. Ajeitou o microfone na sua altura e, antes de começar as primeiras notas, olhou na direção de Lena deixando que seus olhos se encontrassem por um instante. Em seguida, Kara ajeitou o violão ao seu corpo e deu início a sua apresentação acústica:

When the sun shines, we'll shine together

Quando o sol brilhar, nós brilharemos juntos

Told you I'll be here forever

Jurei que estaria aqui para sempre

Said I'll always be your love

Disse que sempre serei seu amor

Took an oath I'mma stick it out 'till the end

Fiz uma promessa vou manter isso até o fim

Now that it's raining more than ever

Agora que está chovendo mais do que nunca

Know that we'll still have each other

Sei que temos uma a outra

You can stand under my umbrela

Você pode ficar em baixo do meu guarda-chuva.

You can stand under my umbrela

Você pode ficar em baixo do meu guarda-chuva.

Ella ella eh eh eh

Under my umbrella

       Quando Kara terminou sua apresentação, estava olhando diretamente para Lena, como se estivesse cantando apenas para ela. Havia escolhido a música para homenagear o casamento de sua irmã, mas, no fundo, também havia pensando em Lena ao se decidir por cantar aquele trecho. Desde que começara a sair com Lena, sempre ouvia essa música pensando nela, em como aquelas palavras faziam sentido para o relacionamento delas e isso, certamente, influenciou na sua escolha.

       Kara desceu do palco e caminhou de volta até sua mesa.

      – E então, como me saí? Você gostou? – Perguntou Kara. – Acha que a Alex e a Kelly vão gostar?

      – Sério que você está perguntando se eu gostei? – Respondeu Lena sem tentar disfarçar sua emoção.

       Kara sorriu vendo a reação da namorada. Sabia que Lena tinha entendido que aquela apresentação tinha sido especialmente para ela

.........................................................................................................................................................................................................................

       Aos poucos os convidados foram chegando e preenchendo as cadeiras vazias. Kelly e Alex haviam decidido que seria mais bonito se entrassem fazendo um formato de T. Alex entrou pelo lado onde estavam sentados seus amigos e familiares, enquanto Kelly entrou pelo lado oposto. As duas se encontraram no meio, entre os dois grupos de cadeiras, se deram as mãos, e caminharam juntas, em linha reta, até a mesa onde a juíza a aguardava para prosseguir com a cerimônia. Tudo isso enquanto Kara cantava a sua versão de Umbrella.

       Enquanto Kelly e Alex falavam seus votos uma para outra, Kara e Lena estavam de mãos dadas. Mantiveram seus dedos entrelaçados enquanto pensavam que em um futuro próximo poderiam ser elas na mesma ocasião.

        Todos os amigos estiveram presentes e aproveitaram para matar a saudade de James, que esteve presente para prestigiar o casamento da irmã, mas que retornou para a sua cidade logo no dia seguinte. Á noite todos comemoraram indo para uma festa, com bastante comida, bebida e pista de dança. No dia seguinte, as novas esposas partiram para lua de mel.

.........................................................................................................................................................................................................................

       Nos dias que se seguiram Kara e Lena tiveram muito trabalho a fazer. Quando tinham um tempo livre aproveitavam para ficar juntas vendo TV e curtindo o tempo a sós. Às vezes, quando os problemas do dia a dia se intensificavam, bastava a companhia que uma fazia a outra para que elas recuperassem as energias e, nem que fosse por um momento, tudo ficava bem.

       Foi em uma noite como qualquer outra, enquanto assistiam a uma comédia romântica, que o assunto do casamento acabou surgindo.

       – Gostou do filme? – Perguntou Kara.

       – Até que foi legal. Às vezes é bom ver um filme assim. O casal se conhece, tem momentos românticos juntos, supera algumas brigas, e aí depois eles se casam. A vida real já é tão cheia de problemas, que as vezes tudo que eu preciso é ver um filme desses com você.

       Enquanto ouvia Lena falar, Kara olhava para ela como se estivesse se segurando para não rir.

       – O que foi? – Perguntou Lena.

       – Você é tão crítica com filmes de romance – respondeu Kara – eu só ia dizer que amei, mas confesso que não esperava que você tivesse gostado.

       – Bom, talvez eu goste um pouquinho mais desses filmes quando eu assisto com você, admito.

       – Ah quanto amor – disse Kara rindo enquanto puxava Lena para um beijo lento e demorado.

(...)

       Foram interrompidas por Listrado, o gatinho de estimação que havia pulado na mesa em busca das última pipocas que havia sobrado, mas acabou derrubando tudo no chão e quebrando alguns copos. Kara recolheu os cacos de vidro, enquanto Lena carregou para a cozinha o que ainda estava intacto.

       – Sem super velocidade hoje? – Perguntou Lena.

      – Sem super velocidade... sabe que eu adoro meus poderes, mas, às vezes, quando eu estou com você, eu gosto de ser apenas Kara Danvers e curtir cada momento da nossa rotina.

       Dito isso, as duas ficaram conversando sobre o que mais tinham gostado do filme enquanto lavavam as louças e começavam a preparar o jantar.  

       – Acho que minha parte favorita foi o casamento – disse Kara – não a cerimônia em si, mas, sabe, o significado que aquele pequeno gesto de unir simbolicamente suas vidas teve para eles... foi simples, mas ao mesmo tempo, tão bonito.

        – Acho que dessa vez vamos concordar, acho que essa foi a melhor parte mesmo... me lembrou a gente.

        Lena estava distraída enquanto falava e nem percebeu a forma como suas últimas palavras soaram.

       Kara parou o que estava fazendo e olhou para Lena. Sua expressão era uma mistura de dúvida e um meio sorriso. Lena notou a expressão no rosto da namorada e, só então, percebeu o que tinha acabado de falar. Demorou um pouco para que pudesse encontrar as palavras que precisava dizer.

        – Ah... eh... eu não quis dizer... quero dizer, não que eu não queira, se você quisesse, mas...

        Kara estava achando engraçado ver Lena se atrapalhando com as palavras, porém estava igualmente sem saber o que dizer.

       – Eu também não quis dizer nada... eh só que você falou e se você quisesse – Kara parou de falar por um momento para tentar formular melhor o que diria em seguida – o que eu quero dizer é que isso é algo que podemos pensar. Você já pensou sobre isso?

       – Bom, sim. – Respondeu Lena honestamente. – Nós já estamos juntas há pouco mais de um ano, então eu já pensei nisso algumas vezes, mas como algo para o futuro, sabe?

       Kara ficou muito feliz em ouvir essas palavras. No fundo, já esperava essa resposta, porém, ouvir isso diretamente de Lena tinha um sabor muito especial. Precisou de um instante para voltar a falar.

       – Eu também já imaginei várias vezes a gente casadas em algum momento do futuro... eu só não sei exatamente quando no futuro. Mas eu sempre penso nisso. – Kara colocou sua mão sobre a mão de Lena – Construir uma vida com você é tudo que eu mais quero.

       – E você tem alguma noção de quando será esse momento do futuro? – Perguntou Lena.

       – Bom, a gente já namora há mais de 1 anos, então... – Kara se interrompeu e Lena entendeu por que.

       – Acho que agora quem está me pedindo em casamento é você. – Alfinetou Lena.

    – Não...sim... quero dizer – Kara estava tentando pensar, mas a emoção do momento a estava atrapalhando. – Talvez... você aceitaria?

       Ao ouvir isso, Lena sentiu um sorriso iluminar seu rosto.

      ­– Isso é um sim? – Perguntou Kara.

      – O que você acha, Kara? É claro que sim! 


Notas Finais


E aí? O que acharam? Demorei muito pra escolher a música, mas espero ter escolhido bem.
Agora faltam só mais dois capítulos para acabar essa fanfic... tá quase no fim!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...