História Recomeço-Mileven - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa, Stranger Things
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Edward "Eddie" Kaspbrak, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Michael "Mike" Hanlon, Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Richard "Richie" Tozier, Stanley "Stan" Uris, Steve Harrington, Will Byers, William "Bill" Denbrough
Tags Eleven, Mike, Mileven, Stranger Things
Visualizações 66
Palavras 1.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 22 - O que?


 

One week later.

 

Joguei o calendário que estava na minha mesinha no chão em um acesso de fúria. Não acredito que perdi o dia dos esquemas. Eu, Eleven, a peça chave, a cupido. Eu tinha que acordar com dor de cabeça justo hoje. Se meus pais deixassem eu me entupiria de remédios para não faltar na aula hoje, mas obvio que eles não deixaram, porque eu estava começando a ficar com febre.

Era hoje que eu, a peça chave, iria ajudar meus amigos a falar com as meninas que eles gostam. Eddie e Will, meu irmão e um dos meus melhores amigos, necessitavam de mim. Eu falhei. Mesmo Will dizendo que eu sou uma idiota por pedir desculpas por estar passando mal, eu ainda me sinto culpada. Espero que Eddie aceite meus pedidos de desculpa.

Peguei o calendário no chão e o coloquei na minha mesa. Mesmo estando com raiva era impossível não sorrir quando eu olhava para aquela mesa. Quando cheguei, só tinha a foto com a minha mãe. Mas agora tem fotos da minha nova vida.

Uma foto da nossa família. Mas não ela não é como aquelas fotos comuns com todos sérios. Era...descontraída, leve. Nela, meu pai estava dando um beijo na bochecha da minha mãe, que ria. Eu estava nas costas do Jonathan Will estava sentado em cima da mesa.

Uma das minhas favoritas era com o nosso grupo mais próximo. O nosso grupo estranho. Eu e Max estávamos ajoelhadas no chão apontando para os meninos. Lucas estava nas costas do Dustin e Will estava nas costas do Mike.

Uma foto com o nosso grupo e o Clube Dos Otários, em que todos estavam ajoelhados no chão.

Uma minha e da Max em que ela estava em seu skate e eu na minha bicicleta.

E uma minha e do Will em que nós dois estávamos sentados no chão, olhando um para o outro sorrindo.

Dois dias atrás Jonathan trouxe essas fotos reveladas para mim. Eu fiquei extremamente feliz.

Essas fotos conseguiam me acalmar. Meu anel também.

Mas as vezes esse anel me transmitia medo.

Eu ainda não contei para o Will.

Eu ia fazer isso hoje, com a ajuda do Eddie, do Stanley e da Max.

 

Sai do meu quarto e fechei todas as janelas da casa. Pelo vento e as nuvens, parece que uma tempestade estava chegando.

Sim, estava.

Olhei no relógio, a aula já tinha acabado. Will estava demorando um pouco. Rezei para que tudo estivesse bem.

Sentei no sofá e revisei mentalmente todos os conselhos que Max, Eddie e Stanley tinham me dado.

Depois de algum tempo, ouvi um barulho de alguém cantarolando e Will entrou pela porta com um sorriso gigante.

-Era mais fácil escrever “estou apaixonado” na sua testa. -Brinquei e ele revirou os olhos, ainda sorrindo.

-Vem, vou pegar uma água. -Will disse e eu levantei para acompanhá-lo.

-Deu certo? -Perguntei e ele se virou, ainda sorrindo.

-Eu falei oi para ela El! -Will falou empolgado e eu sorri.

 

Algumas pessoas falariam: “Nossa, ele só disse oi para uma menina, que iludido”. Acontece que ele gosta daquela menina desde que se entende por gente. A Sophia é a única menina que faz com que ele gagueje como o Bill.Will nunca conseguiu conversar com ela normalmente. Ele gosta dela e eu tenho certeza de que ela gosta dele. A Sophia é uma menina legal, já conversamos algumas vezes, mas ela anda com alguns meninos que são um pouco mais populares que nossos amigos (isso faz com que o Will morra de ciúmes) e também outras meninas, que são: Lara, Camile e Ana. E isso é bom porque mantém os esquemas unidos. A maioria daquelas meninas são as paixões “secretas” dos nossos amigos.

 

-E eu vou chamá-la para o Snowball -Ele completou empolgado.

-Que bom! -Falei sorrindo. -Mas e os outros?

-Ana e Eddie conversaram. Quase não deu certo, ele quis desistir na ultima hora, mas conseguimos convencê-lo -Will falou e eu suspirei.

-Eu devia estar lá para ajudá-lo.

-Já falei que não foi sua culpa-Ele rebateu. -Mas deu tudo certo. Eles conversaram bastante e talvez algum dia nós iremos juntar nossos grupos.

-Mas e os amigos da Sophia? -Perguntei e ele bufou. -Você não vai impedi-la de falar com eles né? -Will negou com a cabeça.

-Óbvio que não! Não vou tratá-la mal!

-Eu sei Will, desculpa. Mas e o Dustin? -Perguntei desviando do assunto que o irritava.

-Dustin e Camile se gostam, isso é óbvio. Eles conversaram bastante e já pode se dizer que são amigos. -Will falou e eu olhei pela janela que estava atrás dele, estava começando a chover. -E Richie está apaixonado.

-O QUE? -Eu realmente não estava acreditando no que ouvi.

-Sabe a Lara Paradela?

-Amiga da Sophia? -Perguntei e ele abriu um sorriso bobo. Eu apoiava demais esse casal.

-Sim...-Will suspirou. -Voltando ao assunto, ela faz Richie Tozier gaguejar.

-Eu tinha que ter ido. Eu vivi para ver isso. -Nós gargalhamos.

-Ela gosta dele, deu para perceber. E ele não falou nenhum palavrão perto dela.

-Tozier vai mudar.

-Sim, ele vai

Algumas coisas vão mudar hoje.

 

-Will, preciso te falar uma coisa. -Um trovão. Sério? Universo, você quer me dizer algo?

-Pode falar. -Ele respondeu pegando um copo e enchendo de água. -A chuva lá fora estava ficando mais forte.

-Você confia em mim né? -Perguntei e Will assentiu, começando a beber água.

-Will, eu...-Não consegui continuar e ele gesticulou dizendo para que eu falasse. -Eu e o Mike...nós-Impressão minha ou a chuva está ficando muito mais forte? -Nós estamos namorando Will.

Sim, a tempestade estava piorando.

 

Will cuspiu a água que estava bebendo.

-O que? -Ele perguntou em voz baixa. Mas eu não consegui responder porque Will saiu andando da cozinha em passos largos, batendo o pé no chão.

Pelo barulho, ele tinha chegado no seu quarto e aberto a porta do armário com a maior força do mundo. Quando percebi o que Will estava tramando, corri em direção a porta, colando minhas costas nela.

Meu irmão ia fazer uma besteira.

A tempestade lá fora só piorava.

 

Will saiu do seu quarto colocando uma capa de chuva.

-Você é louco? -Perguntei, mas ele me ignorou.

-Licença, eu quero passar.

-WILL, VOCÊ NÃO VAI NESSA TEMPESTADE EM LUGAR ALGUM.VOCÊ PODE SE MACHUCAR. -Ouvi outro trovão.

-VOCÊ NÃO MANDA EM MIM JANE. -Ok, Will estava bravo. O segurei pelo braço.

-Nunca me chame assim.-Falei e ele olhou nos meus olhos. -EU NÃO VOU DEIXAR VOCÊ SAIR DESSA CASA PARA DAR UMA CRISE DE CIÚMES E ARRISCAR A SUA VIDA.

-DROGA ELEVEN, VOCÊ NÃO ME ENTENDE.

-NÃO WILL, EU NÃO ESTOU TE ENTENDENDO AGORA.E NEM QUERO, SÓ NÃO QUERO QUE VOCÊ SE MACHUQUE. -Coloquei minhas mãos em seu rosto. -Por que isso Will?

-Você não entende.

-Eu quero entender.

-É idiotice.

-Um sentimento nunca é idiotice.

-Eu te vejo como minha irmãzinha El. Eu não sei explicar, mas...

-Você acha que eu vou parar de falar com você como antes? -Ele assentiu. -Will, você é o meu irmão, o meu melhor amigo. Você não vai se livrar de mim tão fácil. Eu não te abandonaria nem se você quisesse. -Falei o abraçando.

 

-Eu sou um idiota. -Ele falou enterrando o rosto no meu ombro

-Não, você não é.

Lá fora, a chuva continuava sem piedade

-Mas,eu quero conversar sobre isso.-Will falou me soltando.-Eu ainda tenho ciúmes, afinal meu trabalho é te protejer.Que bom que o Mike é um dos meus melhores e te defendeu nessa viagem-Ele falou abrindo um sorriso fraco.-Todo mundo já sabe, menos eu né?-Will perguntou e eu dei de ombros sorrindo.-Eu tô falando sério, esse assunto não acabou aqui.

-Ele virá aqui amanhã.


Notas Finais


Ate!
Estamos chegando no fim. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...