História Recomeço!! (Taehyung) - Capítulo 49


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts
Visualizações 38
Palavras 889
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Cross-dresser, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


DESCULPEM A DEMORA.....eu fiquei se internet ate ontem...por isso estou postando hj...enfim desculpe

Capítulo 49 - 49


Fanfic / Fanfiction Recomeço!! (Taehyung) - Capítulo 49 - 49

-Nós não batemos, _______. Nós matamos. E seu namorado é o maior encarregado de todos esses assassinatos – Meu coração acelerou e minhas mãos suavam mais e mais. Encarei V com medo e terror nos olhos e ele simplesmente desviou o olhar, seus lábios contraídos em uma linha fina por causa da culpa. – Você ama um assassino, _______.

Por um momento, pensei em me afastar de V e sair correndo – ou tentar – mas não fiz nada disso, pois as palavras do meu namorado ecoaram na minha cabeça. Eu vou ser um homem melhor. Eu acreditava naquilo com todas as forças e iria continuar acreditando. Nunca desistira de V, meu amor por ele era maior do que qualquer outra coisa.

-Suga, já começou sem mim? – Jimin apareceu do nada, um sorriso no rosto e os cabelos um pouco despenteados.

-Estava apenas fazendo a introdução – Os dois sorriram um para o outro. Jimin parecia nervoso, suava e tremia bastante. – Pode começar, Jiminnie.

-Eu posso mesmo fazer tudo o que quiser? – Suga assentiu e o menino sorriu.

-Preciso saber se consegue fazer tudo que um bom líder consegue.

-Um bom líder ou um bom Psicopata? – Taehyung perguntou. Jimin nos lançou um olhar assustador e aquilo me fez encolher o corpo, respirando profundamente. Park andou lentamente até estar quase tocando no rosto de Tae com o seu.

-Não fale desse jeito comigo, Kim Taehyung. Quem pensa que é? – V revirou os olhos e isso foi o suficiente para Park dar um soco em seu estômago. Tae caiu de joelhos, tossindo com força. Tentei intervir para ajudar, mas minhas duas mãos foram seguradas atrás das minhas costas por dedos gelados e longos.

-Quieta… Você vai observar comigo o que vai acontecer com o seu namorado. – Suga sussurrou no meu ouvido, segurando meus pulsos com força. Tentei me soltar, mas ele não permitia. Desisti e apenas fiquei encarando a cena toda. V agora estava amarrado na cadeira e Jimin se encontrava de pé em sua frente. O clima estava tão pesado que qualquer coisa poderia acontecer ali dentro.

 Meu coração estava quase pulando para fora da boca e minhas mãos suavam muito. Jimin primeiro deu tapas fortes no rosto de Kim, a raiva transbordava de seus olhos. Mas não apenas isso. Mais alguma coisa estava presente no olhar de Park e era diferente… Seria Tristeza? Ou talvez… Arrependimento?

V estava com o nariz sangrando, mas seu olhar continuava o mesmo. Agora não eram tapas que seu rosto recebia… Eram socos. Fortes e rápidos. Os braços de Jimin não paravam de se mover. Eu temia que meu namorado desmaiasse e talvez isso pioraria a situação para ambos de nós. Park tirou da calça uma faca longa e muito bem afiada, encostando-a de leve na testa de V.

-Por que trocou o grupo por ela? – A voz de Jimin era baixa e assustadora, o que nunca pensei que fosse ser possível, já que sua voz normal é um tanto quanto adorável.  

-Eu não troquei ninguém por ninguém. Pare com as suas bobagens. Isso é ridículo, Jimin. Eu te conheço melhor do que qualquer um e sei que não faria uma coisa dessas por causa mim. – Aquilo pareceu ter irritado muito Park. Jimin bateu mais uma vez, forte, na cabeça de Tae, fazendo o menino cuspir sangue.

-Isso é mentira! É tudo por sua culpa! – Jimin continuou acertando-o, dessa vez com o cabo da faca. Tae já estava perdendo a consciência e eu não parava nem um segundo de tentar fugir de Suga para ajudá-lo. Yoongi ria de vez em quando e aquilo arrepiava-me.

-Então me diga o que eu fiz?! O que fiz para você me tratar desse jeito?!

-FICA QUIETO! – Jimin bateu tão forte da cabeça de Tae que ele apagou.

Eu estava sozinha em uma sala com dois psicopatas.

-Você! É tudo culpa sua! O que fez com ele?! – Jimin olhava para mim e para Suga, mas eu não sabia ao certo quem ele estava acusando. Parecia tão perturbado, sua respiração estava pesada e o menino parecia próximo de chorar.

-Jimin… – Tentei falar, mas as palavras prenderam na minha garganta. – Está tudo bem… – Ele pareceu surpreso pelas minhas palavras, mas ao mesmo tempo, pareceu relaxar um pouco. – Pode nos contar qual o problema…

-Quem você pensa que é para falar comigo desse jeito? Não somos amigos, sequer somos próximos. Você só era o meu brinquedo para que eu pudesse esquecer os problemas da minha vida pessoal!

-Eu te perdoo, Jimin… – Na verdade, eu nunca perdoaria aquele maluco, mas sentia que ele precisava ouvir algo desse tipo. Precisava de palavras que não fossem agressivas. E isso era tudo o que eu podia fazer em uma situação como aquela.

-Para! – Sua voz havia começado a ficar chorosa. O menino se agachou no chão, agarrado à sua própria cabeça. E então, Jimin começou a chorar compulsivamente.

-FAÇA DIREITO! – Suga gritou na minha orelha. Encolhi o corpo e senti as lágrimas de desespero aparecendo mais uma vez, mas as engoli e tentei manter o controle. Jimin tremia bastante, chorando muito.

-CALA A BOCA, SEU MONSTRO! – O menino se levantou, apontando a faca na direção do rosto de Suga. As lágrimas não paravam de descer pelo seu rosto. A raiva não estava mais presente no seu olhar, apenas dor e mais dor.

-PARE DE SER FRACO, UM LÍDER NUNCA É FRACO!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...