História Recomerçar (SEMI) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Selena Gomez
Personagens Demi Lovato, Selena Gomez
Tags Demilovato, Romance, Selenagomez, Semi
Visualizações 7
Palavras 1.402
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, LGBT, Policial, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo: 5


--Pode sim, eu não gosto muito de dirigir mesmo e o trânsito de Recife está cada vez pior.

Demi concordou e saíram em direção ao endereço que a Selena tinha indicado, chegando lá Demi pode notar o quanto o prédio era sofisticado, logo na entrada a Selena encontrou o corretor, ao adentrar na portaria a delegada parou e começou a analisar o local, Demi percebeu ela olhando para as câmeras para logo depois falar com o porteiro.

--Boa noite, o senhor trabalha a muito tempo aqui?

--Sim trabalho, e é um ótimo local para se morar, temos tudo que a senhora e sua família precisa para se sentir bem.

--E essas câmeras são apenas para sua visualização ou ela grava e arquiva todas as gravações?

Ela perguntou debruçando-se sobre o balcão para visualizar a pequena TV que passa as imagens da câmera.

--Ela arquiva imagens durante 45 dias senhoras.

--E outras coisas eu costumo receber visitinhas surpresas, o senhor ou o outro porteiro deixariam entrar?

--Apenas se a pessoa for previamente autorizada pela senhora, infelizmente as ordens desse prédio são apenas para subirem pessoas previamente autorizadas.

--Muito obrigada pelas informações, vamos subir?

Ela perguntou ao corretor, o apartamento ficava no décimo segundo andar, ao entrar virão o quão espaçoso era.

"Deveria custar uma fortuna aquele lugar"  pensou Demi.

Olharam tudo e elas pararam na varanda que tem em um dos quartos, a praia vista daquele ângulo tornava a linda.

--Nossa que vista linda. - Demi falou 

--Realmente, e ai o que você acha devo ficar com ele?

-- Essa pergunta eu que tenho que fazer para você, afinal é você que vai compra-lo.

--Sim mas gostaria de saber a sua opinião, se fosse para você morar aqui? -Ela falou olhando nos olhos dela.

--Só em acordar todos os dias e ter essa vista eu já compraria de cara. -Ela respondeu sem desviar os olhos.

--Eu concordo plenamente.

Selena falou aproximando o seu rosto do de Demi, esta que estava completamente envolvida com aquele momento, elas estavam tão próximas que já sentiam a respiração uma da outra. E quando seus lábios já sentiam o calor da outra boca...o corretor entrou no quarto chamando a atenção delas que ficaram totalmente desconcertadas.

A delegada saiu com ele e a Demi ficou sem saber o que fazer, naquele momento a única coisa que importava era respirar fundo e tentar acalmar o ritmo do seu coração.

-- Demi vamos? Eu já acabei.- Ela falou entrando no quarto.

-- Claro, vamos.

Elas desceram para o carro caladas e assim permaneceram por todo caminho, elas não se olhavam, mas era palpável o quanto elas estavam incomodadas com o que estava acontecendo, pouco antes de chegar na delegacia, o telefone de Demi tocou, ela encostou o carro e atendeu o celular 

-- Demi falando.... está bem já estou chegando, já ligaram para o Shawn? ...Ok cinco minutos estou ai.

--Aconteceu alguma coisa?

--Outro assassinato, o corpo está na mesma rua que o de hoje de manhã.

--Já somam três apenas essa semana, quem será que está fazendo isso?

--Não sei ainda, mas logo vamos descobrir.

--Vamos sim, eu vou com vocês para cena do crime só preciso pegar umas coisas na minha sala e tirar esse salto.

Como já estavam próximo a delegacia rapidamente chegaram e a Demi foi pegar tudo que precisava para fazer uma varredura da cena do crime e a delegada foi para sua sala. Aproveitou e colocou uma roupa mais confortável uma calça jeans, camisa preta da polícia civil e um tênis, a ruiva parecia outra pessoa naquelas roupas.

--Vamos a viatura já está a nossa espera. -Ela disse na porta da grande sala onde ficavam algumas mesas dos investigadores.

--So estávamos esperando a senhora delegada.- Disse Shawn olhando para Demi que ficou com o olhar fixo no corpo da morena.

--Estou aguardando na viatura.

Ela falou e deu as costas, e a Demi ainda compenetrada no belo corpo de Selena.

-- Demi deixa eu pegar um babador para não melar sua roupa.

--Babando por que? Enlouqueceu foi? Vamos logo quanto mais demoramos mais perdemos pistas.

--Sim senhora madame.

Ele disse rindo da cara vermelha da amiga entraram na viatura, a Demi foi atrás e o Shawn e a Selena na frente.

--E ai delegada gostou do apartamento?

--Sim já fecharei negócio amanhã, tinha mais dois para ver mas eu sempre que olho para uma coisa e gosto a tenho para mim, nunca corro atrás de várias opções.

--Isso realmente é difícil em mulheres.

--Sou muito direita nas coisas que me agradam, se gostei pronto se não é um dia será meu.

Ela falou olhando pelo espelho do carro vendo o olhar fixo de Demi nela, ficaram conversando sobre o caso e rapidamente chegaram ao local do crime.

--Mesmo modos operante, os órgãos sexuais decepados, e desta vez foi um travesti. - Disse Demi analisando o corpo e tirando as fotos.

--Não foi morto aqui quase não tem sangue, não tem perfuração por arma de fogo. -Disse o Shawn.

--Ele foi morto por asfixia, olha a marca no pescoço e pelo aspecto do corpo a morte foi hoje de manhã. -Disse a delegada olhando ao redor.

-- Quem fez isso está com muita raiva de gays. - Demi falou 

--O mandato para solicitar as imagens das câmeras da região quando for liberado, venham diretamente para aquele e aquele prédio eles têm câmeras que estão voltada diretamente para a cena do crime, e...droga o que a imprensa está fazendo aqui? Eu odeio repórteres. - Selena falou afastando-se das câmeras.

--Eles não vão sossegar se a senhora não falar com eles- disse Shawn.

Selena concordou e foi em direção aos repórteres que pareciam formiga quando acham o pote de açúcar, ela voltou e disse.

-- Mendes quero uma relação de todas as boates, bares, casas de shows e afins da redondeza, e Demi trace um perfil das vítimas, quero o máximo que você conseguir.

--Sim senhora.

Os dois responderam juntos os legistas chegaram e levaram a vítima e eles também partiram de volta para delegacia.

--Ate amanhã a vocês, eu estou cansada demais para pensar por hoje. -Disse a delegada ao sair do carro.

--Eu também ate amanhã. -Eles tomaram cada um seu rumo.

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

--E ai Selena, ralando muito na capital? -Perguntou Cláudia vendo a irmã chegar quase que se arrastando.

--Ai maninha eu estou acabada, ate adequar a delegacia a meu jeito de trabalhar vai ser barra pesada. -Ela respondeu deitando no colo da irmã.

--Mas e esse coraçãozinho como anda? Antes de você vim com o papo que a psicóloga está entrando em ação eu só estou falando por que a Melissa ligou disse que tentou o dia todo no teu celular e não conseguiu falar com você.

--Eu vi as ligações dela, mas estava ocupada de mais para atender. O que ela queria?

--Perguntou como você estava, se arrumou apartamento, se estava tendo cuidado com a alimentação, se estava medindo a glicose todos os dias, as mesmas preocupações de sempre.

--A Melissa é muito engraçada me coloca um belo par de chifre na minha testa, me culpa por isso, destrói três anos de casamento e ainda fica preocupada comigo? Faça-me o favor, acho que essa preocupação toda é para ver se eu não morro antes de assinar o divórcio e ela fica com tudo que é meu.

--Ela só está preocupada contigo Selena e outra ela não precisa do seu dinheiro, ela é uma boa médica.

--Eu sei, mas é mais fácil fazer a caveira dela para não correr o risco de voltar a sentir algo por ela, passei seis meses enterrada sofrendo por nossa separação e agora que meu coração começa a respirar aliviado a Demi inventa de aparecer na minha vida.

--Demi é a detetive que te trouxe ontem?

--Isso mesmo aquela deusa de mulher.

--E por que seria ruim gostar dela?

--Um...ela é casada e com um homem, dois...ela trabalha comigo e três... não estou pronta para quebrar essa carinha novamente.

--Nossa Selena você só entra em enrascada.

--E o pior de tudo que Demi mesmo tentando fugir de mim ela demostra interesse e quando estou perto dela sei lá fico diferente, ela me atrai de uma forma, hoje quase nos beijamos no apartamento, chamei ela para ir comigo e por muito pouco não sinto do gosto daquela boquinha tão linda.

-- Selena isso não seria falta de sexo não? Afinal oito meses é muito tempo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...