História Red And Blue - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha
Personagens Anthony "Tony" Stark, Peter Parker (Homem-Aranha), Steve Rogers, Wade Willson (Deadpool)
Tags Spideypool, Stony
Visualizações 167
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drabble, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim eu sei, eu sumi! ;-; será que tem alguém que ainda lembra de mim?

Capítulo 6 - Sem máscara


—como assim meu bebê namorando? Não pode ser! Não pode!- Tony praticamente berrou desesperado com a notícia; seu filho namorando?! era de mais pra ele acreditar.  

—você tá mesmo namorando?- Steve perguntou um pouco mais calmo porém bastante surpreso. 

—sim pai, mas ele é legal eu juro... 

—qual é amor, o garoto não pode ser tão ruim - o loiro argumentou —afinal ele é do clube de álgebra né?

—b-bem.... Na verdade ele não é do clube de álgebra, eu só falei aquilo pra vocês me deixarem sair com ele pro cinema- Peter admitiu um pouco corado vendo seus pais o encararem seriamente pelo retrovisor —será que podemos falar disso em casa?

—certo, mas acho bom explicar direitinho essa história- Tony disse num tom sério e o pequeno assentiu suspirando fundo; sua casa não ficava assim tão distante da escola porém essa ida pra casa pareceu a mais longa de todas, ninguém falava nada, não havia nem o rock clássico que seu pai Tony tanto gosta tocando... Era apenas um silêncio horrível. 

Assim que Stark estacionou o carro na garagem Peter pegou sua mochila e entrou indo esperar seus pais na sala de jantar, era lá que sempre conversavam e discutiam coisas importantes. 

Logo Steve e Tony chegaram e sentaram-se ao seu lado, o loiro acariciava seu ombro o passando conforto enquanto o moreno o encarava esperando ele começar a falar. 

—descupem eu ter mentido... Mas vocês não iam me deixar sair com ele se soubessem a verdade 

—Peter eu não entendo, você sabe que pode nos contar tudo- Tony disse o olhando fixamente —qual o problema de ter dito a verdade desde o início?

—é, filho, conta pra gente; vamos tentar te entender 

—eu não contei a verdade porque ele é o garoto que vocês me mandaram ficar longe 

—VOCÊ TA NAMORANDO COM AQUELE CARA!?- Stark acabou gritando e Peter se encolheu na cadeira. 

—v-vocês disseram que iam tentar entender.... 

—Tony se acalma... Deixa ele explicar 

—okay, Peter conta pra gente como isso aconteceu 

—bom... O Wade se mudou pra minha escola e caiu na mesma sala que eu... Sei lá, por algum motivo ele sentou do meu lado e foi todo fofo e legal comigo sabe?- suspirou —ai sei lá ele me defendeu do Flash e depois vocês pediram pra eu me afastar dele.... Eu até tentei mas, ele é tão legal, eu não achei justo; sei lá a gente senta junto todo dia, e então ele me convidou pra sair e foi incrível... Eu gosto dele de verdade 

—quero conhece-lo- Tony disse agora um pouco mais calmo, ele conhecia bem o sentimento que o filho estava descrevendo, Peter estava inegavelmente apaixonado. 

—c-conhecer?

—sim, diga pra ele vir jantar aqui hoje a noite 

—otima ideia amor!- Steve disse animado —eu posso fazer meu bolo de carne

—ta bem... Eu vou ver com ele; mas sejam legais tá bom?

—vou tentar - Stark disse num tom humorado indo ligar a tv no canal de filmes e Steve sentou ao lado do marido se aninhando em seu peito. Peter sorriu e foi para a cozinha ligar para Wade, afinal não queria seus pais escutando sua conversa com o namorado. 

Pegou o celular do bolso e desbloqueou indo ate a seção de contatos favoritos, onde havia o número de seus pais e o do namorado. 

Peter discou o número do maior e esperou o mesmo atender

—baby boy! Já sei! Ta com saudade do gostosão aqui e veio atrás de uma sex call, acertei?- Wade disse e o pequeno revirou os olhos 

—não seu doido. Eu te liguei porquê meus pais querem que você venha jantar aqui hoje a noite 

—hum.... Homem de lata e o bandeirinha estrelada querem me conhecer? 

—huhum... Tudo bem pra você?

—claro! Mas eu tenho uma condição 

—se for sexo a resposta é não 

—ai Petey assim você me magoa - fingiu indignação fazendo o menor rir —fique sabendo que o Wade júnior só se excita porque essa sua bunda é muito linda... Tão redondilha, deve ser macia também... E o seu cuzinho deve ser... 

—WADE!- Peter gritou envergonhado com o rumo que a conversa tomou —diz logo a condição 

—quero sair com você! Vem até a, sorveteria que tem perto da sua casa, te espero lá! tchau - desligou sem esperar resposta; Parker sorriu guardando novamente o celular no bolso 

—pai, papai eu vou sair já volto - falou rapidamente tentando sair antes que eles pudessem assimilar a situação, porém Tony foi mais rápido 

—como assim sair? Onde?

—sorveteria... Com Wade,  eu posso?

—vai... Mas toma cuidado - o moreno falou 

—e lembre de voltar um pouco antes da hora do jantar - o loiro complementou enquanto acariciava o marido —e traga seu namorado pro jantar! Não vai esquecer 

—não vou esquecer! Vocês são de mais; obrigado

           ******************

Wade estava na sorveteria com a mesma roupa costumeira de sempre, máscara, moletom vermelho e uma calça jens normal. Viu Peter se aproximar e sorriu malicioso, ele estava uma delicinha. 

(puta merda o gracinha é muito gostoso... Acho que estamos excitados)

{com certeza estamos excitados}

—oi Wade - o menor sorriu corando um pouco pelo namorado estar o comendo com os olhos. 

—nossa... Você tá muito gostoso, sexy.. Tudo

—m-mas é a mesma roupa que eu usei de manhã na escola... Eu só tirei a blusa 

—ficou tao sexy que eu poderia te comer em cima dessa mesa

—n-não fale essas coisas 

—desculpe baby boy - o deu um selinho

(caralho beijar o gracinha é muito bom)

{ainda acho ele meio nerd pro meu gosto}

Ambos se separaram e Peter se sentou ao lado de Wade sorrindo para o mesmo. 

—sabe Petey; eu andei pensando 

(iala ele ainda pensa)

{bizarro}

—pensando o que Wade?

—em me mostrar pra você

—não precisa fazer isso se não quiser 

—tudo bem baby boy, mas é, melhor, até porque eu não quero ir de máscara pra um jantar com o Capitão América e o Homem De Ferro 

—ta bem -riu baixinho olhando atentamente para Wade que aos poucos tirava sua máscara. 

Peter pode ver logo de cara várias cicatrizes que pareciam ser de queimadura, elas cobriam todo o rosto do maior, e ele nem cabelo tinha por conta da cabeça também estar cheia das mesmas cicatrizes. 

O menor ficou em silêncio por um tempo sem saber o que dizer. 

—o que aconteceu?... S-se não quiser falar tudo bem - disse com medo de ter sido muito invasivo. 

—quando eu era era pequeno minha casa pegou fogo, ai eu fiquei com 90% do corpo queimado 

—nossa... Eu nem sei o que dizer... Mas é bom finalmente te conhecer 

—você ainda que namorar comigo?

—claro!- o deu um selinho demorado acariciando o rosto do maior, sentindo cada relevo que a  pele tinha —eu te amo

—também te amo baby boy... Amo sua bunda também, claro 

—Wade!- o deu um tapinha fraco e o maior sorriu. Naquele momento decidiu que a partir de agora passaria o resto da vida sem máscara, apenas porque Peter ainda desejava estar com ele independente de sua aparência. 


Notas Finais


Ficou bom saporra? Espero mesmo que sim!!! 💞
Beijos e beijokas nas piras e nas pirokas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...