História Red Gloves - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 33
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Uma manhã tranquila


Taehyung batia a caneta no bloco de papel à sua frente.

Tinha marcado uma reunião com Jungkook às 9h da manhã. Já eram 10h e ele ainda não havia dado sinal de vida. Nem mesmo uma mensagem dizendo que iria se atrasar. Nada.

- Vai ser toda vez essa palhaçada? - Taehyung se manifestava.

Jin sorria.

Continuava a digitar em seu computador.

Jin era filho de Dongjae, o terceiro sócio daquela empresa.

- Sabe que ele está fazendo isso pra te irritar.

- E ele está conseguindo… - Taehyung esfregava o rosto.

Jin riu.

- Sabe que a negociação com Hoseok tem que ir bem, né?

Taehyung olhava para o mais velho. Lógico que sabia que era importante mas não era ele quem estava atrasado para a reunião.

- Agora eu estou achando que é você quem quer me irritar.

Finalmente Jin olhava para Taehyung.

- Olha, vocês vão precisar dar um jeito de se entender pelo menos na frente dos outros. E acho que vai ter que ser você o primeiro a ceder.

Taehyung se irritava.

Não achava que tinha que ser o primeiro a dar o braço à torcer. Achava que já tinha sido paciente demais com Jungkook.

- Nem pensar. - Taehyung dizia se levantando - Você tem a chave do apartamento dele, não tem?

- Tenho… mas o que você…

- Vem, vamos.

- Não! De jeito nenhum! Ele vai ficar me enchendo o saco depois!

- Está com medo de Jungkook, é isso?

- Não! Só não quero ele buzinando no meu ouvido depois e…

- Vamos logo, hyung! Ou me dá a chave.

Jin revirou os olhos.

Tinha sido orientado pelo seu pai para acompanhar Jungkook e Taehyung e mediar a situação se fosse necessário. Participaria da negociação também, mas precisava ficar de olho nos dois.

Ao contrário dos pais de Jungkook e Taehyung, Dongjae pensava que os dois juntos não funcionariam muito bem.

- Está bem. Vamos, vai…

 

——-

 

Taehyung dirigiu sem dizer uma palavra.

Chegou no prédio onde Jungkook morava e subiu para o apartamento do mais novo e entrou sem nem ao menos tocar a companhia.

Tentava se localizar no lugar que não conhecia.

- Onde é o quarto dele?

- No fim do corredor. - Jin dizia se sentando no sofá da sala - Mas eu vou esperar aqui.

Taehyung seguia passos determinados até o quarto e abria a porta sem cerimônia.

Encontrava Jungkook dormindo sem roupa com uma garota também sem roupa em cima dele.

Pegou o travesseiro do chão e jogou na cara de Jungkook.

- Mas que mer…

- Ótimo, você está acordado. - Taehyung dizia se sentando na cadeira vendo a garota acordar assustada - Minha querida, será que você pode ir embora daqui?

A garota tentava se cobrir, sem entender o que acontecia.

- Taehyung!!

- O seu namoradinho aqui tem uma reunião.

A garota pegava as roupas no chão de forma atrapalhada e saia do quarto.

- Qual é o seu nome? - Taehyung perguntava antes que ela pudesse sair.

- Maya…

- Maya! Que lindo nome! Jungkook provavelmente não sabia disso mas eu vou anotar seu nome aqui pra garantir que ele vai te mandar flores.

A garota ficava confusa e saia correndo.

- Taehyung!! Está louco?! O que pensa que…!!

- Tínhamos uma reunião às 9h, já são 10h30. Você não apareceu então eu trouxe a reunião pra cá.

Jungkook pegava a grande camisa caída ao lado da cama e a vestia indo furioso em direção à Taehyung.

- E você acha que pode aparecer aqui assim?! Mandando a garota embora?!

Taehyung se levantou.

- Olha, Jungkook… eu não estou aqui pra brincar. Você não está levando o trabalho à sério. Você me odeia? Está bem, mas isso é problema seu e não tem nada a ver com o nosso trabalho. Se veste e vamos fazer logo essa porra de reunião.

Taehyung dizia se virando e saindo do quarto.

- Da próxima vez, não será um travesseiro que vou jogar. - Taehyung dizia.

- Da próxima vez, você não entra. - Jungkook dizia nervoso.

 

——

 

Depois de uma reunião quase caótica, Jungkook, Taehyung, Jin e Yoongi iam conhecer Hoseok.

Yoongi era meio-irmão de Taehyung. O pai de Taehyung havia se apaixonado por sua mãe que já tinha tido Yoongi.

Os dois sempre se deram bem e para Taehyung, estar próximo do irmão, era uma das melhores coisas de estar de volta.

Jin dirigia o carro em que estavam os quatro.

O primeiro encontro entre eles e Hoseok tinha sido marcada pelo próprio empresário. Porém, ao chegar no endereço, viram que se tratava de um galpão que parecia abandonado.

- Estamos no lugar certo? - Yoongi perguntava olhando pela janela.

- Aparentemente sim. - Jin dizia checando o endereço.

- Não pode ser…

Jin ia ligar para Hoseok mas logo o próprio saia pela grande porta de metal.

- Que bom que chegaram! - Hoseok dizia - Chegaram na hora certa.

Hoseok tinha os cabelos um pouco mais longos do que deveriam ser o que fazia os fios vermelhos caírem sobre seus olhos.

- Venham. Vamos entrar.

Eles caminhavam seguindo Hoseok para dentro do galpão. Lá dentro, haviam inúmeras salas que pareciam ter diferentes finalidades apesar de eles não entenderem muito para que.

- A minha empresa mexe com inúmeros produtos da indústria do sexo. Brinquedos, fantasias, fotos e obviamente, vídeos e filmes. - Hoseok dizia andando pelos corredores - Tentamos vender o prazer, as fantasias e desejos proibidos das pessoas. Já devem saber que o sexo vende, e vende muito. E ao contrário do que vocês pensam, não são só homens pervertidos que consomem isso. Temos públicos de todos os tipos, de todas as idades e de todas as orientações sexuais.

- Sr. Jung, nós estamos muito interessados em fazer negócios com o senhor. - Jin dizia direto.

- “Sr. Jung”? Não, por favor, me chamem de Hoseok. E sei do interesse de vocês mas como devem saber, muitos já se interessaram mas não fechei acordo com nenhum.

- Porque não? - Yoongi perguntava.

Hoseok parou de andar.

Sorriu.

- Porque não achei ninguém que realmente entendesse o que eu queria. E, obviamente, muitos desistiram.

- Desistiram porque? - Yoongi insistia.

O sorriso de Hoseok ficava maior.

Venham comigo.

Eles continuavam a andar nos corredores que pareciam grandes e logo escutavam algo que não podia negar o que era.

Ao chegarem viram que uma cena de um filme pornô estava sendo gravada ali.

- Aquele de cabelos roxos é Namjoon e o de cabelos loiros é Jimin. - Hoseok explicava.

Os dois estavam num cenário que parecia vindo de um filme muito antigo.

Deitados num grande sofá de veludo vermelho Namjoon penetrava o garoto com força.

Porém, eles estavam dentro de uma sala e todos os viam por um vidro.

Era possível ver o lubrificante escorrendo de Jimin e o suor no rosto dos dois.

A cena sem censura alguma ocorria na frente das câmeras com o máximo de naturalidade. Os staffs acostumados com aquilo, não pareciam se abalar porém, para quem não estava acostumado, era completamente diferente.

Uma coisa era ver um vídeo pornô, outra coisa completamente diferente era ver duas pessoas transando na sua frente.

E não bastasse, eram dois garotos.

Eles escutavam Jimin gemer sem pudor e com um sorriso no rosto. Estava gostando.

Ele apertava e arranhava os braços do de cabelos roxos.

Hoseok olhava no rosto dos quatro analisando a reação de cada um.

Sorria.

Ninguém dizia nada. Parecia não haver nada apropriado a se dizer num momento daqueles. E mesmo que não fossem eles na cena, só de assistirem se sentiam expostos.

Jimin começava a se empurrar para baixo.

O garoto queria mais.

Parecia que o mundo tinha parado. Parado para assistir aquela cena de sexo.

Quando se é negociador, é necessário saber ter controle. Não parecer com medo, nervoso, com raiva.

E naquela hora, nenhum deveria parecer excitado.

Era claro que Namjoon estava prestes à gozar.

- Esse é um novo tipo de filme que estou tentando. - Hoseok dizia.

- Novo tipo? - Taehyung perguntava - Porque novo?

Apesar de diferente, a cena parecia comum em filmes pornôs.

- Porque os dois realmente estavam começando um relacionamento antes do filme começar a ser gravado. Jimin trabalha para mim há algum tempo quando começou a sair com Namjoon.

Todos viam eles trocarem beijos intensos no meio da transa.

- Essa é a primeira vez deles de verdade. E apesar de podermos vê-lo daqui de fora, eles não nos enxergam dali de dentro. Só veem seu próprio reflexo. - Hoseok continuava - Não há nada ensaiado e ninguém diz nada de como eles devem fazer.

Antes que chegassem no ápice Hoseok os fazia continuar a andar.

- Venham, vamos.

Não importava se você fosse gay ou hétero, não importava suas preferências sexuais ou vontades, se você ver uma cena dessas na sua frente, irá ficar mexido.

Não há como não se abalar.

Era a primeira vez para os quatro vendo uma cena dessas.

Iam para uma sala de reunião onde todos se sentavam.

- Então, acham que poderemos negociar? - Hoseok perguntava.




 


Notas Finais


E então, meus bolinhos?

Vai ter negócio ou não?

Beijo enorme!! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...