História Red Hood - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bruxa, Drama, Lobisomem
Visualizações 16
Palavras 869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu tô tentando postar um capítulo todo dia, vamos ver até quando eu consigo hehe

Capítulo 5 - A New Hunter In Town


Fanfic / Fanfiction Red Hood - Capítulo 5 - A New Hunter In Town

ROOBY


Eu estava sentada em uma cadeira ao lado da piscina na mansão de Adele, olhando fixamente para a lua enquanto fumava um cigarro, tentando me sentir melhor. O jantar tinha sido péssimo para mim. Eu e Adele ficamos o tempo todo apenas nos encarando, sem dizer uma palavra sequer. Já Brandon pareceu ter gostado, pois ficava todo animado quando Madison aparecia na cozinha para servir a sobremesa. 

O que estava acontecendo com a minha vida?. Em uma noite eu estou comemorando meu aniversário em um bar, e no outro dia eu estou na mansão de minha possível avó. Começei a ouvir alguns passos, e olhei para trás vendo Adele. Apaguei meu cigarro rapidamente, o enfiando em meu bolso. Ela riu baixinho.

-Não precisa esconder querida, eu também não resisto...- Ela disse tirando um cigarro de sua pequena bolsa, o acendendo e começando a fumar. Ela veio até meu lado. -Posso me sentar?- Dei de ombros. -A c-casa é sua, senhora..

Ela sorriu, se sentando em uma cadeira ao meu lado. -Não há necessidade de me chamar de senhora, somos família... Neta é avó...- Franzi as sombrancelhas, olhando para ela enquanto apertava meus punhos engolindo o choro.

-Eu não tenho certeza disso ainda...- Disse sincera, olhando nos olhos de Adele. Ela sorriu. -Você tem o mesmo problema de confiança que sua mãe tinha...

Arregalei os olhos por ela ter citado minha mãe. Começei a lacrimejar. Eu nunca em minha vida toda tinha ouvido algo sobre ela, e do nada recebia uma informação assim. Me levantei, olhando para ela com uma cara de brava.

-V-você acha isso engraçado?! F-ficar vendo o sofrimento das pessoas?!- Disse explodindo de vez. Ela arregalou os olhos, se levantando e olhando para baixo para alcançar meus olhos devido a seu salto alto.

-Rooby eu não estou brincando com você, isso é real...- Sem que pudesse perceber, eu já estava chorando, enquanto puxava meus próprios cabelos.

-P-POR QUE V-VOCÊS TEM TANTA CERTEZA DE QUE I-ISSO REAL!? S-SE FOSSE VOCÊ NÃO TERIA ESPERADO D-DEZOITO ANOS PARA IR ATRÁS DE MIM!- Eu gritava enquanto chorava, cruzando os braços com força. Adele estava me olhando com os olhos arregalados, lacrimejando bastante.

-E-eu... Tive meus motivos para demorar tanto para ir atrás de você... Motivos que eu não posso explicar.... Não agora...- Olhei para ela, enquanto lágrimas escorriam até meus lábios.

-v-você tem ideia do que é passar sua infância toda sem nunca t-ter visto o rosto de seus país nem em foto? V-você tem noção no vazio que eu senti minha vida t-toda?- Eu estava colocando para fora coisas que segurava desde minha infância. Ela se aproximou de mim, colocando as mãos em meus ombros.

-Não querida, eu não consigo nem imaginar as coisas que você passou.... M-mas eu te prometo Rooby, nós somos parentes, eu sou sua avó... P-por favor, me de pelo menos uma chance para compensar todos os seus anos sozinha....

Abracei ela com toda minha força, começando a chorar muito mais. Ela soltou algumas lágrimas, me abraçando de volta.



BRANDON


Eu e Madison estávamos nos portões da mansão. Eu estava indo embora. Achei melhor deixar Rooby passar a noite com Adele, as duas precisavam de um tempo juntas. 

-Boa noite, "Cinderella"...- Sorri para Madison, que deu um sorriso tímido, corando um pouco. -Tem certeza que quer ir embora? A dona Adele disse que você podia dormir aqui também....- Aproximei meu corpo do dela, me abaixando um pouco para alcançar seus olhos. -Então você quer que eu fique?...- Sorri mordendo o lábio.

Madison ficou com as bochechas vermelhas. -O-Oque?! N-não é nada disso que você tá pensando! Eu só tô com uma pressentimento ruim... Só isso....- Ela cruzou os braços emburrada. Sorri.

-Relaxa, eu sei me cuidar.... Mas já que você se preocupa tanto....- Olhei em seus olhos, e a beijei, colocando as mãos em seu rosto. Ela ficou mais vermelha do que os cabelos de Adele, mas retribuiu o beijo. Acabamos depois de um tempo, e ficamos nos olhando.

-Pronto, agora fui abençoado por um beijo da filha de um padre e uma bruxa...- Sorri, e nos despedimos. Enquanto andava pelas ruas de Los Angeles, comecei a ouvir um choro feminino enquanto passava enfrente a um beco. Levantei uma sobrancelha intrigado, e entrei no beco.

Havia uma garota chorando, de cabelos ruivos quase iguais aos de Rooby. Em sua frente havia um homem bem alto e peludo. Arregalei os olhos ao perceber que era um lobisomen. Rapidamente, tirei uma faca de cada bota que estava usando. Porém graças a sua audição, o lobisomem ouviu, e olhou para mim, rosnando bem auto. Arregalei os olhos, mas corri até ele, enfiando uma das facas em um de seus olhos. Ele gritou de dor, e me ergueu pelo pescoço enquanto me enforcava. Fiquei roxo, e estava prestes a morrer. O mal pressentimento de Madison estava fazendo sentido agora.

Foi quando a pequena ruiva tirou uma arma de sua cintura, e atirou na cabeça do lobisomen, que caiu morto no chão. Cai de quatro, respirando ofegante enquanto limpava o sangue dele de minha cara. Olhei para a garota com os olhos arregalados. Apenas balas de prata podiam matar um lobisomen. Eu estava cara a cara com uma caçadora. Ela se aproximou, estendendo a mão para mim.

-Você tinha mesmo que interromper? Eu estava prestes a conseguir informações com ele....


Notas Finais


Quem será a mistériosa caçadora que o Brandon achou?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...