1. Spirit Fanfics >
  2. Red Lips >
  3. Miss you

História Red Lips - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Olá.

Capítulo 17 - Miss you


- Você tem mesmo que ir? – A Luthor perguntou com o pequeno bico, deitada na cama da namorada, enquanto Kara terminava de arrumar sua mala.

Havia sido designada para realizar uma entrevista com o CEO das empresas Queen, sobre um novo produto que estavam prestes a lançar no mercado nos primeiros dias do ano de 2020. A princípio até achou que fosse implicância de James para mantê-la longe, mas logo soube que havia sido Oliver Queen que havia pedido que a repórter fosse ela, afinal a Danvers era conhecida por sua seriedade e sobriedade nos artigos que escrevia.

- Sim, querida. – A loira respondeu, colocando a última peça de roupa da na mala e a fechando. – Serão três dias, na segunda estarei aqui para virarmos o ano juntas.

Kara retirou a mala de sobre a cama, colocando próxima a porta do quarto, antes de voltar e se deitar ao lado da namorada, que tinha o rosto apoiado na mão. A loira sorriu para a visão da mulher relaxada e não resistiu a selar rapidamente seus lábios aos dela.

- Vou sentir sua falta. – Lena assumiu, relaxando o braço e se deitando sobre ele, enquanto seus olhos permaneciam sobre a namorada.

- Vai? – A loira perguntou, virando-se de lado e passando as mãos nos cabelos lisos e negros da outra, que assentiu. – Eu também vou sentir a sua.

A Luthor encurvou-se para frente, beijando lentamente a namorada, como que quisesse guardar o gosto do beijo e Kara aproveitou para puxá-la pela cintura, unindo seus corpos.

Quando o beijo terminou, Lena deitou a cabeça no ombro da namorada, aproveitando o momento de tranquilidade. Aquela seria a primeira vez desde que começaram a se envolver que passariam tanto tempo longe, que nem seria um período tão longo, mas a morena já se sentia saudosa da presença da namorada.

 

Pela manhã, Lena deixou Kara no aeroporto, e foi depois de muito beijos e abraços que a morena deixou que a loira embarcasse, seguindo para a L-Corp, onde teria uma reunião com investidores.

Foi quando saiu da sala de reunião, que viu o homem alto e forte sentado na recepção. A Luthor parou e franziu o cenho desconfiada para a presença de James ali. Não tinha nenhuma reunião marcada com ele naquele dia, e ainda que tivesse, sempre era ela que ia a CatCo. e não ele até ela.

- Há quanto tempo ele está aí? – Lena questionou a secretária, enquanto mantinha os olhos fixos no homem, que estava parcialmente de costas e com a atenção em seu aparelho celular.

- Há quase uma hora. – Jess respondeu, olhando na mesma direção que a chefe.

A morena fechou os olhos e respirou profundamente, desejando paciência para lidar com o homem, antes de caminhar em direção ao visitante. Lena parou diante de Olsen, que ao perceber a presença da mulher, ergueu o rosto e se levantou, guardando o celular no bolso.

- Lena. – Ele cumprimentou comedido, mas ainda sorridente.

- Sr. Olsen. O que faz aqui? – A CEO questionou altivamente.

O homem se remexeu desconfortável.

- Eu gostaria de conversar com você. Prometo não ocupar muito seu tempo.

Lena o encarou por alguns segundos, decidindo se havia mais em suas intenções do que uma simples conversa, mas por fim apontou em direção a sua sala, antes de caminhar em direção a ela, seguida por Olsen.

James fechou a porta ao passar, enquanto a mulher se acomodava em sua cadeira, antes de apontar para a cadeira a sua frente. O homem sentou-se, abrindo os botões do terno.

- E então, o que você quer conversar?

- Primeiramente, eu gostaria de me desculpar com você. – Revelou, mas a outra se manteve impassível, Kara havia contado a Lena que Olsen havia feito o mesmo com ela. – Pelas minhas atitudes. Sei que minhas desculpas não apagam meus erros, mas saiba que estou arrependido pela forma que eu agi. – A morena limitou-se a assentir. - Segundo, eu vim apresentar meu pedido de demissão da CatCo.

A última revelação surpreendeu a morena. Não esperava que James fosse realmente pedir seu desligamento da CatCo., não quando sua arrogância havia inflado o suficiente com a conquista do cargo.

- Se essa é a sua escolha, eu aceito seu pedido. – Lena respondeu profissionalmente, mas uma pergunta soava em sua mente. – Sua decisão está relacionada ao que acontecer essa semana?

O homem negou com a cabeça, antes de soltar um suspiro.

- Eu estive em minha cidade natal no último feriado e bem, eu sou mais necessário lá agora do que aqui. Às vezes, é bom dá um passo atrás para nos reencontrarmos. Eu acabei me perdendo nos últimos tempos.

A Luthor assentiu em compreensão, não iria questionar detalhes, até porque não a interessava. E aquela escolha de James era uma boa resolução para o conflito que haviam tido, ao menos assim escolheria alguém de sua confiança e competente para representá-la frente a CatCo..

- Devo admitir que precisarei de ao menos uma semana para você me passe todas as informações necessárias para assumir seu cargo. – Lena comentou, pensativa.

- Isso não será um problema. Ficarei pelo tempo que for necessário para a mudança. Apesar de tudo, a CatCo. é importante para mim e aprendi muito comandando a empresa. Só tenho a agradecer pela oportunidade que um, Lena.

A morena assentiu. Havia dado uma carta de confiança ao homem, o mantendo no comando quando comprou a empresa e apesar dos problemas surgidos nos últimos meses, James havia se empenhado e alcançado outros patamares com a revista, fazendo-a ser reconhecida por seu jornalismo sério.

- Você fez um bom trabalho, Olsen.

O homem deu um sorriso entre lábios e se levantou, e a morena fez o mesmo, mas não saiu de onde estava.

- Nos vemos amanhã, então. – Disse, antes de estender a mão, apertando a de Lena, saindo logo em seguida.

Assim que a porta se fechou, a Luthor sentou-se, alcançando o celular e discando para um número conhecido, sendo atendida em poucos toques, escutando a voz conhecida soar do outro lado.

- Espero ainda esteja disponível para assumir o cargo de CEO da CatCo., o atual CEO acabou de pedir demissão.

 

 Sam levou a comida a boca e mastigou lentamente, vendo que a melhor amiga sorria em direção ao celular, que havia brilhado com uma notificação, provavelmente alguma mensagem de Kara Danvers.

- E então. – Árias começou e a morena desviou os olhos verdes do aparelho para a mulher a sua frente. – Como você está com essa viagem de Kara?

A Luthor soltou um suspiro, enquanto mexia na comida em seu prato. Não havia nem doze horas que havia deixado a loira no aeroporto, mas já podia sentir a ausência dela. Parecia que a simples ideia de a namorada estar longe, já fazia seu peito aperta com saudade.

- Não achei que eu poderia sentir tanto a falta de uma pessoa. – Assumiu. – Quer dizer, eu a vi essa manhã e nós passamos a última noite juntas.

- E todas as outras noites do último mês. – Árias implicou e Lena revirou os olhos. – Sério, Kara mora mais no seu apartamento do que no dela.

A morena de olhos verdes não poderia negar as palavras da amiga. Desde que haviam voltado de Midvalle, poucas foram as vezes que dormiram separadas, mas a Luthor relacionava isso ao fato de estarem no começo de namoro, afinal, era normal querer estar o tempo todo com a outra pessoa quando se está apaixonada, não é?

- É apenas mais cômodo. – Retrucou, levando o garfo com comida a boca.

Sam riu e negou com a cabeça.

- Certo, se você diz, quem seria eu para dizer que vocês estão praticamente morando juntas, não é?

Lena se engasgou, alcançando rapidamente a taça de água e tomando um gole, enquanto a outra morena tentava evitar rir.

- O que? Não! – A Luthor negou, balançando a cabeça. - Só temos um mês de namoro. Isso seria rápido demais.

- Rápido? – Samantha retrucou rapidamente, rindo. - Lee, você e Kara dançaram uma em torno da outra durante anos, depois ficaram meses com aquela história de “só sexo”, esse pedido de namoro foi só para formalizar o que vocês têm há tempos!

 Lena trocou a taça de água pela de vinho, dando um longo gole, sem palavras para contradizer a amiga.

- Ficou sem palavras, né? – A castanha continuou implicando, enquanto ria.

A Luthor voltou a revirar os olhos.

- Apenas, cale-se, Samantha!

 

Kara abriu a porta do quarto de hotel e adentrou, colocando sua bolsa sobre o sofá que havia ali, antes de tirar os óculos e soltar os cabelos, enquanto caminhava para o quarto.

Aquele era seu segundo dia em Central City, e ainda teria todo o dia seguinte antes que pudesse voar na segunda para National City e encontrar sua namorada, da qual já sentia a falta e sabia que Lena não estava diferente. Haviam passado o dia trocando mensagens e a morena expressará muitas vezes a saudade que sentia da loira.

Retirou o sobretudo e o jogou sobre a cadeira, antes de começar a se desfazer dos calçados e depois das roupas, caminhando para o banheiro, com a intenção de tomar um longo e quente banho, para amenizar o cansaço do dia.

Enquanto do outro lado do país, Lena estava sentada na varanda de seu apartamento, abraçando suas pernas e bebericando um pouco de vinho, para tentar amenizar a solidão que sentia pela ausência de Kara.

Era surpreendente para a Luthor, como a Danvers havia invadido e se feito presente em sua vida, preenchendo seus dias com sua presença, marcando seus dias com seus sorrisos e olhares, tornando impossível para a morena não a querer em sua vida.

Soltou um suspiro e apoiou o queixo no joelho. Quando havia se tornado tão dependente da presença de Kara em sua vida? Talvez quando começou a pedir para que a loira ficasse para dormir, , talvez quando começaram a passar mais do que apenas a noite juntas, ou talvez quando deu a chave de seu apartamento para a outra mulher, ou simplesmente não tivesse havido um momento específico, mas sim o conjunto de todos eles.

No entanto, isso não a incomodava. Não se importava de sentir falta da loira, não quando sabia que seus sentimentos eram retribuídos e que seu coração estava em boas mãos, e era por essa confiança em Kara que havia decidido se permitir amar. Sorriu com o pensamento. Kara Danvers havia mudado sua vida, da amizade ao amor, e Lena não poderia desejar ninguém melhor do que a loira de olhos azuis para isso.

 O som de vibração do seu celular despertou sua atenção, fazendo direcionar os olhos verdes para o aparelho ao seu lado, que tinha o nome da namorada brilhando no visor, indicando uma chamada.

- Ei, estranha! – Kara cumprimentou com o tom sorridente, enquanto se deitava na cama, apenas de roupão.

- Oi, linda. – A morena respondeu, soltando o abraço das pernas e as esticando. – Como você está?

- Cansada. – A loira assumiu. – Passar o dia de uma palestra para a outra, caminhando em stands pode ser bem cansativo.

- Oh querida, eu gostaria de estar aí para te fazer uma massagem.

- Eu adoraria isso. – A Danvers respondeu manhosa. – Minhas costas doem e estou sentindo sua falta.

A Luthor soltou um suspiro.

- Também estou sentindo a sua. Que horas você chega amanhã? – Lena quis saber, enquanto se levantava, recolhendo a taça e adentrando o apartamento.

- A noite.

- Você vem direto para cá, não é?

- Claro, preciso dormir ao seu lado. – Kara comentou, antes de bocejar. – Amor, eu preciso ir dormir.

A morena abriu a boca, atordoada pela forma que a namorada a havia a chamado, sabia que deveria ter sido automático, mas isso não impedia de fazer seu coração disparar.

- Tudo bem. Eu... eu também vou dormir. – Respondeu, se apoiando no balcão.

- Boa noite, linda!

- Boa noite, querida. – Lena se despediu, desligando o celular em seguida, mas permanecendo olhando o visor por um tempo, antes de balançar a cabeça e seguir para o próprio quarto.

 

Passava da uma da manhã quando Kara abriu a porta do apartamento, vendo a sala de estar do apartamento da namorada iluminada apenas pelas luzes da rua. Naquela tarde, quando saiu da última entrevista com a equipe dos Queen, decidiu que não esperaria até o dia seguinte para voltar a National City, e enquanto seguia para o hotel, ligou para a companhia aérea na tentativa de conseguir adiantar a sua passagem.

Para sua felicidade conseguiu uma vaga em um voo da noite e por isso só havia chegado de madrugada, mas eram bom saber que pelo menos naquele resto de noite dormiria com sua namorada.

Soltou um suspiro, adentrando o cômodo antes de fechar a porta e se virar para o corredor, no exato momento que viu a mulher de cabelos negros surgir no corredor. Os olhos azuis se fixaram na figura morena, que tinha os cabelos soltos e o robe levemente aberto, permitindo que a loira soubesse que ela não usava nada por baixo da seda cara.

Lena deu um sorriso surpresa pela presença da loira e Kara desviou os olhos do decote formado pela abertura para os olhos verdes e sedutores da namorada, que se aproximava com a sua típica arrogância de mulher bonita e poderosa.

A Danvers tirou a alça da mala do ombro, a soltando no chão, sem nunca deixar de olhar a bela mulher e caminhou em direção a namorada, a encontrando no meio do caminhou.

Lena parou diante da loira e sorriu, sentindo seu coração e corpo aquecido pela presença da outra mulher. Kara levou as mãos a cintura da mais baixa, que aproveitou a posição para passar os braços pelos ombros da namorada.

- Você está aqui. – A Luthor disse sorrindo, antes de se encurvar para frente, capturando os lábios da namorada, em um beijo lânguido, cheio de desejo.

A loira encurvou-se um pouco, deixando suas mãos chegarem as coxas da menor e a impulsionou para cima, fazendo a namorada enroscar as pernas em sua cintura, caminhando em seguida em direção ao quarto.

A morena desceu a boca pelo queixo da namorada, dando beijos e leves mordidas, ganhando suspiros em troca, mas foi no pescoço que a morena se demorou e sentiu as mãos da outra apertarem firmemente a carne de sua bunda, a puxando ainda mais para si.

Kara depositou a namorada sobre a cama e Lena se arrastou para o meio da cama, se desfazendo do nó da cordinha do seu robe, o abrindo é expondo o corpo de tom leitoso, enquanto a loira se despia diante dos seus olhos.

E quando a loira estava nua, a Luthor abriu suas pernas, permitindo que a namorada visse seu sexo exposto e molhado. A maior se ajoelhou na cama e engatinho até a outra, enroscando suas pernas e repousando seu corpo sobre o da morena.

- Eu senti sua falta. – Lena revelou, esfregando o calcanhar na panturrilha firme da maior e apertando a bunda da namorada. Nunca se cansaria de acariciar o corpo torneado da outra.

- Eu também, linda. – A Danvers assumiu, antes de beijar a mulher embaixo de si.

A morena começou a se mover contra a perna da namorada, sentindo sua excitação molhar a coxa da loira, enquanto a Kara segurava firme em um dos seus seios, estimulando o mamilo, antes de descer a boca até ela, começando a sugar e lamber, fazendo-a arquear o corpo, em busca de mais contato.

A Luthor apertava a bunda da namorada e puxando contra si, enquanto a loira alternava sua atenção aos seios de Lena. Mas, quando a Danvers se movimentou para descer a boca pelo corpo da namorada, a morena a empurrou e rapidamente se pôs sobre ela, dando um sorriso malicioso.

- Hoje não, Danvers! – Avisou, sentando-se no quadril da namorada e apertando os seios médios.

Lena beijou Kara, antes de escorregar pelo corpo da loira, beijando os seios, abdômen, cintura até as coxas, que afastou suavemente, antes de deixar um beijo sobre o sexo molhado da namorada.

- Lena...

– Apenas aproveite, baby! – A Luthor disse, dando um sorriso malicioso e fazendo um coque nos cabelos, antes de levar sua boca a buceta da namorada, fazendo-a fechar os olhos e soltar um suspiro, quando sua língua tocou o clitóris dela.

A morena devora a namorada lentamente, estimulando o prazer da loira, com a língua e dedos, estocando levemente dentro da Danvers, ganhando gemidos, suspiros e até algumas palavras sujas em troca.

Kara levou a mão a cabeça da namorada e começou a erguer o corpo contra a boca de Lena, em busca da libertação do prazer que se acumulava rapidamente no seu centro.

Mas, quando a Luthor a penetrou com um segundo dedo e sugou fortemente o clitóris já inchado, o orgasmo chegou forte para a loira, que soltou um gemido alto e enquanto, empurrava deu corpo para cima, buscando prolongar seu prazer ao máximo, e a morena continuou a estimulá-la, até sentir o corpo da namorada relaxar.

Lena afastou a boca do sexo da namorada, deixando um beijo, antes de engatinhar sobre o corpo da Danvers, beijando-lhe os lábios, e compartilhando o gosto na sua boca, de forma sensual.

Kara virou o corpo da namorada, voltando a se colocar sobre ela e dando um sorriso carinhoso para a morena.

- Eu sou tão apaixonada por você, Lena. – Declarou, acariciando os cabelos negros, agora soltos novamente. – Você não faz ideia do tamanho dos meus sentimentos por você, e tudo, tudo mesmo que eu planejo para nós.

A Luthor puxou a namorada para um beijo.

- Eu também sou apaixonada por você, Kara, e quero que realizemos todos os nossos planos.

A loira sorriu de forma maliciosa.

- Acho que podemos começar com o plano de fazê-la gozar bem gostoso para mim, o que acha? – Kara sussurrou, começando a beijar o pescoço da namorada.

- Sou super a favor desse plano, Srta. Danvers. – Lena respondeu, enquanto sentia as mãos da namorada começar a percorrer seu corpo, sabendo que a noite seria longa. 


Notas Finais


E ai,
o que acharam?

Um observação, vocês são muito desconfiadas!! Acho que a maioria achava que ia dá algum problema na viagem! Bem, não foi o caso...

Abraços.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...