História Red Rose (NamSoo) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags Bangpink, Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Jirose, Jisoo, Lizkook, Namjoon, Namsoo, Romance, Taennie
Visualizações 33
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ontem foi aniversário do nosso Joonie e terminou hoje 12:00, já agradeceram pela existência do melhor líder que existe hoje?💜

Capítulo 21 - Eu vou te ajudar.


Fanfic / Fanfiction Red Rose (NamSoo) - Capítulo 21 - Eu vou te ajudar.

- Me desculpe... - Pedi perdão por estar dando tanto trabalho a ele, sinto-me envergonhada. Acho que não deveria nem que estar aqui ao lado dele.



~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    POINT OF VISION: NAMJOON 

Levei Jisoo até o hospital e ela insistiu para que eu não ficasse lá e não me preocupasse, eu neguei inúmeras vezes e disse que ficaria ali. A mesma assim que viu Jennie correu até ela e eu fiquei para trás, mas sinto que ela precisa de espaço. Jennie a abraçou e eu fiquei em silêncio apenas observando e me perguntava o que tinha acontecido com o pai dela. 

Jennie a soltou do abraço e acenou fraco pra mim, que logo retribuí.

- Como você está? - Ela voltou a olhar para a Jisoo.

- Bem, Jennie, agora diga logo o que houve? - A morena insistiu. 

- Calma, ele ainda está entre nós. - Ela arrumou o cabelo de Jisoo, seguido de um carinho e eu arregalei os olhos com a frase insensível de Jennie, enquanto a Jisoo pareceu não se importar. - Ele está agora em uma situação delicada e creio que difícil. Sua mãe me ligou dizendo que você não a atendia e então comecei a te ligar, falei com Jimin, Lisa, Yoongi e Taehyung e você também não os atendeu. 

- Tá mas o que houve? - Jisoo indagou parecendo ansiosa.

- Bom.. - Ela abaixou a cabeça.

- Senhorita Jennie? - Um doutor apareceu segurando uma prancheta e nós desviamos nossa atenção a ele. - Ah, esta é a Kim Jisoo? - Ele olhou para Jennie que assentiu ainda de cabeça baixa.

- Doutor, como está meu pai? Posso vê-lo?

- Não pode vê-lo agora, ele está em descanso. E bom... ele tem pouco tempo, Jisoo. Muito pouco tempo... 

- O quê?! - Ela começou a chorar e Jennie a abraçou como consolo. - Não há nenhuma forma de salvá-lo? Por favor, doutor...

- Há outra alternativa, que é a cirurgia mas tem um valor muito alto.

- Quanto?! - Perguntou euforicamente e o doutor apenas a entregou um papel. - O quê... - Jisoo caiu de joelhos e apoiou seu rosto no chão. - O que eu vou fazer agora, doutor... - Sua voz saía chorosa e abafada já que ela estava com o rosto abaixado. - O que vou fazer... 

Eu queria socorrê-la, mas sei que ela não gosta dessa proximidade toda que nós andamos tendo.

- Fica calma, vamos resolver isso. Venha, levante. - Jennie foi a levantando aos poucos e e pude ver seu rosto magoado. Logo ela levou Jisoo para a sala de espera e se sentou nas cadeiras enquanto Jisoo chorava muito. Ela estava vermelha, com o rosto inteiramente molhado e uma feição de tristeza excessiva. 

Aquilo doeu em mim.

Não é como se eu estivesse apaixonado, pois eu sei que não estou, até porque não tem como me apaixonar por alguém que eu mal convivo. Mas eu sinto uma necessidade intensa de protegê-la, é como se ela fosse alguém muito precioso.

 Ela me lembra minha amada vó: tão teimosa, tão determinada e muito corajosa. Eu sempre admirei minha vó e foi por causa dela que consegui ser o que sou hoje. 

Podia parecer que eu estava apaixonado a partir do momento em que começamos a nos encontrar com mais frequência. Eu realmente ia na lojinha todos os dias por causa das refeições diárias, mas confesso que fiquei interessado mais naquela loja especificamente, porque Jisoo havia me deixado curioso. Ela foi a primeira mulher que não se jogou aos meus pés, enquanto abrias as pernas pra mim ou então abaixou a cabeça pedindo perdão, e sim me afrontou. Isso fez ela ser a garota mais interessante que já conheci. E isso me fez querer conhecer mais dela e de sua história, isso fez dela uma pessoa na qual eu estive sempre irritado mas no fundo, admirado com a sua sutileza e coragem. Jisoo é uma garota legal, sua teimosia me dá nos nervos, mas ela merece muita coisa.

 Assim como minha vózinha merecia.

Sinto que devo protegê-la e ajudá-la com seus problemas mesmo que ela insista que não. Ela não merece passar por tudo que está passando, mas isso são coisas que o destino quem decide.

 O mínimo que posso fazer é tentar intervir.

- Doutor. - O chamo assim que ele ia virar para ir embora. - Posso ver quanto custa isto? 

- Você é o quê do paciente? - Ele questionou e eu não soube o que responder, j eu não podia falar que era apenas um amigo da filha do paciente, já que nem isso eu era, e mesmo se fosse ele não iria permitir que eu vesse o custo da cirurgia.

- Eu sou... é... - Tentei pensar em algo que não precisasse de documentos e a única coisa que pensei foi... - E-Eu sou genro do paciente. 

- Você é o namorado de Kim Jisoo? - Ele questionou e eu tremi dos pés a cabeça ao escutar isto.

- S-Sim, isso... - Sorri fraco e ele apenas me deu a folha do custo.

Sim, era um valor muito alto, e com certeza Jisoo não conseguiria juntar tudo isso em pouco tempo. 

É minha hora de agir.

- Eu irei pagar, iremos fazer esta cirurgia. - Eu disse determinado e decidido. 

- Você tem certeza? Irá pagar agora? - Ele questionou e fiquei um com um pouco de anseio, olhei para Jisoo que estava chorando no ombro de Jennie que estava dando carinho em sua cabeça. 

- Sim, eu irei. - Respondi mais uma vez. 

Eu vou te tirar desse fim do túnel, Jisoo. Nem que eu tenho que ficar pobre fazendo isso. Eu vou te ajudar. 

 

       











Notas Finais


Ep curtinho, desculpaaa. É que meus episódios estavam muito grandes e isso pode ser meio entediante.

Enfim, espero que tenham gostado, até o próximo capítulo💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...