História Red Roses - Finn Wolfhard - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Finn Wolfhard
Visualizações 21
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oii pessoas, espero que gostem dessa merda:)


Boa leituraa



(a imagem da capa é o Jimmy)

Capítulo 2 - Fugir?


Fanfic / Fanfiction Red Roses - Finn Wolfhard - Capítulo 2 - Fugir?

Finn ON

 

Estavamos conversando no intervalo, até que Caleb fala que duas amigas nossas vão vir também, e lembrei que não são só elas que vão vir, e sim Tiffany também, minha namorada, meus amigos não gostam dela, eu também não, mas tenho medo de terminar com ela e deixá-la muito magoada. 

Namoro com Tiffany a um ano, nos conhecemos na nossa escola antiga, no começo eu gostava muito dela, mas depois esse sentimento foi passando. Cada mais dias que passavam ela ficava mais irritante e metida, quero muito terminar com ela, mas tenho medo.

Conheci Wendy hoje, mas sei lá, parece que eu tô gostando dela, que estranho mano, acho que ela não faz meu tipo, mas okay.

 

Saio dos meus pensamentos com Tiffany chegando e me dando um selinho, fiquei meio em choque por ela ter vindo hoje, era pra ela chegar amanhã junto com as meninas, meu Deus. 

 

- Oii Finnie - Ela chega me dando um selinho e se sentando ao meu lado.

 

- Ah oi. - Falo me afastando um pouco dela.

 

- Tá tudo bem com você docinho? Parece meio triste - Ela fala me olhando com pena.

Vejo Jack fingindo que vai vomitar, ele é o que mais odeia ela, e não é só ele que odeia ela, ela também odeia ela.

 

Percebo que Wendy está meio desconfortável, será que é por causa de mim e da Tiffany? 

 

Barb ON 

 

Veyyy como assim o Finn namora mano. 

 

- Finn você namora? - Pergunto fazendo uma cara estranha.

 

- É... É... - Antes de ele terminar de falar a garota respondeu por ele.

 

- Sim! Namoramos. Prazer Tiffany. - Ela fala fazendo uma cara de nojo, JÁ TÔ COM RANÇO DELA.

 

- Prazer me chamo Barb. - Falo sem animação nenhuma.

 

- O...Olha gente, eu vou no banheiro, já volto - Fala Wendy saindo de lá, ela estava estranha.

 

- Barb, vem cá rapidão. - Fala Jaeden me puxando pra um canto.

 

- Fala. - Falo olhando pra ele.

 

- Você acha que Wendy está com ciúmes? - Ele fala levantando uma sobrancelha.

 

- Não sei... Eles se conheceram hoje, mas depois vou conversar com ela sobre isso. - Fala e ele concorda.

Quando vou saindo ele puxa meu braço.

 

- Ninguém gosta da Tiffany, ela é um nojo, Finn também não gosta dela, ela nem faz o tipo dele. - Ele fala e volta para a mesa.

 

Como assim? Eles estão juntos mas o Finn não gosta dela? Ainda vou saber o que está por trás dessa história. Volto para a mesa e fico esperando Wendy enquanto converso com o Noah, ele é bem legal.

 

Wendy ON

 

Saio da mesa e vou até o banheiro. 

Mano... o Finn namora mesmo? Vey não tô acreditando nisso, ele parece não gostar dela, pela cara que ele fez quando ela chegou é bem provável que ele esta junto com ela por alguma coisa. Ainda vou descobrir. 

 

 

Quando resolvo voltar para o refeitório o sinal bate. Já vou até meu armário e pego meus materiais. Todas as aulas que eu tive foi com a Barb, mas não trocamos uma palavra todas as terceiras aulas. Bateu o sinal de ir embora e como sempre, vou embora com a Barb, mas dessa vez Caleb, Noah e Jaeden foram com a gente, e pelo visto, eles se mudaram para o mesmo condomínio que o meu. Barb mora em uma casa ao lado do condomínio. 

 

O caminho todo fiquei calada, não estava entendendo mais nada.

 

No caminho me despedi de todos e fui para a minha casa. Chegando lá vejo minha mãe na cozinha fazendo o almoço, ela só olhou pra mim e não falou nada. Ela não gosta muito de mim, vive falando que sou a pior filha do mundo, o pior erro que ela já cometeu foi ter me tido e outras coisa assim. Tenho um irmão mais velho, ele é um drogado, vive mexendo com drogas e bebendo, nunca para em casa, e tem 19 anos. Minha mãe está grávida, e fica falando que esse vai ser o filho perfeito, e nada mais vai importar sem ser ele. Meu pai é dono de uma empresa, nunca fica em casa, e é como se eu não tivesse um pai, ele também espera esse novo filho perfeito, e não liga pra mim nem para o meu irmão.

 

Vou para o meu quarto, tomo outro banho, só que dessa vez lavo o cabelo. Minha roupa é: Uma blusa preta com as mangas brancas e na frente escrito “bad vibes”, coloco uma calça branca com uns rasgados no joelho, e calço um tênis preto da New Balence (acho que é assim que escreve). Desço para comer mas não como muito. Depois pego meu celular e meu foninho e vou para o parquinho do condomínio.

 

Fico sentada no balanço escutando Creeping do Lil Skies com o Rich The Kid, é a minha música favorita no momento. 

Vejo o meu IRMÃO? Chegando lá e se sentando no balanço ao meu lado, ele mal fala comigo, han?

 

- Então... - Ele fala olhando para o chão.

 

- O que você quer? - Ele só fala comigo quando quer alguma coisa, affs.

 

- Eu tava pensando em fugir... Pra Chicago, sei lá, qualquer lugar longe daqui. - Ele fala olhando para mim, que ideia é essa gsuis.

 

- O que? Tá ficando louco? Você é o único da família que não tem nada contra a mim e vai me deixar assim? - Falo olhando para ele com uma cara de desentendida.

 

- Você vai comigo. - Ele fala olhando para o lado.

 

- O QUE? DE JEITO NENHUM, VEY SE BEBEU SÓ PODE, minha vida pode estar uma merda aqui, mas não vou fugir, nem temos dinheiro para isso. - Falo e ele me encara.

 

- Achei que seria uma boa ideia - Ele fala chatiado e já ascende um cigarro de maconha.

 

Ele não consegue parar de fumar um segundo.

 

...

 

- Ei, como é a sensação? - Eu pergunto para ele e ele me olha sem entender. - Como é fumar isso Jimmy, sei lá...

 

- Ah bro... você fica relaxado, não sei como explicar. - Ele terminar de falar e eu pego da mão dela, sei que isso é errado, mas não sei o que deu em mim, trago o cigarro, e como foi minha primeira vez, sinto uma sensação estranha, mas boa.

 

AI MEU DEUS AGORA QUE EU ME TOQUEI, O QUE EU FIZ. Jimmy me olha sorrindo por ter visto eu fazer aquele... MANO. Volto para a casa correndo, não quero acabar como meu irmão, mas esbarro em alguém.

 

- Finn? 

 

 

........ continuo?


Notas Finais


espero que tenham gostado :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...