1. Spirit Fanfics >
  2. Red String (Yoonseok) >
  3. Thursday.

História Red String (Yoonseok) - Capítulo 3


Escrita por: e Watermelon_Pie


Notas do Autor


IMPORTANTE

O aniversário do Yoongi é dia 9 de Março de 1993 e o do Hoseok é dia 18 de Fevereiro de 1994, mas nessa história vai ser um pouco diferente.

Yoongi → 9 de Março de 2003 (18 anos — sistema de idade coreano)
Hoseok → 18 de Fevereiro de 2004 (17 anos — sistema de idade coreano)

Capítulo 3 - Thursday.


Fanfic / Fanfiction Red String (Yoonseok) - Capítulo 3 - Thursday.

Yoongi carregava enormes olheiras debaixo dos olhos.

Por pouco tempo, realmente teve a capacidade de acreditar que depois de anos finalmente conseguiria ter uma boa noite de sono. Mas não conseguiu. Como de costume acordou no meio da madrugada depois de ter um pesadelo.

"Ao menos desta vez não foi outra experiência de paralisia do sono, essa porra me dá arrepios" pensou calado.

O relógio digital ao lado da cama marcava três horas da manhã. Não estava surpreso, geralmente era nesse horário que costumava despertar.

Se remexeu sobre o colchão e chutou a coberta para fora da cama, bufando. Se sentia desconfortável e agoniado por não conseguir voltar a dormir.

"Desista, Yoongi."

E desistiu. Se arrastou até a beirada da cama e correu com os dedos por entre seus fios platinados, suspirando enquanto fitava sua escrivaninha. Deveria tentar escrever alguma coisa?

Se levantou — mesmo que não quisesse realmente fazê-lo — e caminhou desvigoroso até a poltrona giratória aonde se aconchegou e respirou fundo antes de puxar uma das gavetas da escrivaninha para fora. Pegou uma pasta cinza de elástico e a colocou sobre a mesa. Separou também um pequeno estojo.

Abriu a pasta e ao bater com os olhos no título do primeiro texto, desistiu imediatamente da ideia de escrever um novo; a ideia de reler suas obras amadoras lhe parecia muito mais interessante.

Mas seus textos em si não eram realmente interessantes. Eram apenas mini desabafos sobre como ele se sentia deslocado com relação às outras pessoas e sobre como ele desejava não ter de interagir com elas. Segundo ele, basta passar um bom tempo na solidão e você se sentirá tão bem em ficar sozinho que eventualmente almejará estar sozinho para sempre.

Era trágico; alguém jovem como ele, com uma vida inteira pela frente, desejando se isolar de tudo e todos, por medo da interação social.

Yoongi não se considerava sociopata, apesar de que a definição de tal palavra lhe servia muito bem. Talvez fosse apenas um garoto traumatizado por experiências do passado que, com um pouco de sorte, voltaria a ser alguém sociável.

Na verdade, Yoongi nunca foi lá a criança mais sociável do mundo mas costumava ser muito mais aberto às interações sociais.

Em determinado momento, seus olhos bateram de frente com o título de seu texto mais recente. "Desejos — eles estão ficando fora de controle". E assim que leu aquilo, fechou a pasta com enorme violência, a jogando de qualquer jeito para dentro da gaveta a qual habitava anteriormente.

Respirou fundo. Seu coração palpitava tresloucado e seus olhos ferviam como consequência de um sentimento que Yoongi não seria capaz de identificar.

O pálido apoiou os cotovelos e a testa sobre a mesa agarrando seus fios de cabelo com força enquanto tentava normalizar sua respiração. Seus olhos ameaçavam marejar.

— Eu não sou uma pessoa má... Eu não... Eu não sou...

Grunhiu baixinho, fazendo o que podia para reter as lágrimas. E foi de tanto se esforçar para não chorar que o garoto acabou se cansando, e logo havia adormecido novamente.

{...}

— Yoongi-ssi! Aí está você!

Cumprimentou Hoseok, tão sorridente quanto na tarde anterior. Sentou-se ao lado do pálido e franziu o cenho proeucosdo ao avistar as olheiras sob os olhos puxados do mesmo.

— Woah, Yoongi-ssi. Você parece exausto! 

— Olá, Hoseok.

O Jung segurou o mascote sobre o próprio colo e continuou a encarar o outro, como se quisesse souber o que houve. Yoongi só fez revirar os olhos antes de coçar a nuca.

— Eu não dormi direito, isso é tudo.

— Oh sim. — balançou a cabeça compulsivamente para cima e para baixo demonstrando que entendeu. — Se estiver tendo problemas para dormir, pode tomar um chá ou ler algum livro até cair no sono. Isso ajuda bastante.

— Obrigado, Hoseok. — agradeceu mesmo que não tenha realmente prestado atenção à sugestão alheia.

— Yoongi-ssi, eu estava pensando...

Yoongi revirou os olhos novamente. Esse garoto realmente não consegue parar de falar por um minuto sequer?

— Em que ano você nasceu?

Novamente, porque diabos isso importaria?

— 2003. Porque?

— Oh! Eu deveria te chamar de hyung, então. — comentou com outro sorriso amigável. — É que eu nasci em 2004.  Está tudo bem se eu te chamar de hyung, certo?

— Claro, dongsaeng. — suspirou.

— A Amendoim parecia meio triste ontem quando fomos embora, hyung. Acho que ela gostou de você! — Hoseok comentou. Não parava de sorrir por um segundo sequer.

Eis a serotonina que Yoongi tanto almejava para si.

— Ela é fofa. — Yoongi respondeu, permitindo que o cão cheirasse sua mão esquerda antes mesmo de afagar o topo da cabeça do animalzinho, o fazendo abanar o rabo fininho e comprido.

— Hyung?

"Tomara que eu exploda de tanta impaciência hoje, para não ter que aguentar esse garoto amanhã."

— Se você nasceu em 2003, tem dezoito anos certo? Será que você estuda na mesma escola que eu vou estudar a partir de semana que vem? Você deve ser da terceira série do ensino médio né? Eu sou da segunda!

Yoongi abaixou a cabeça um tanto quanto constrangido. As pessoas dali já sabiam que ele havia aberto mão de seus estudos no ensino médio, então não lhe perguntavam nada relacionado a escola. Mas Hoseok acabara de fazer aquilo. Não era culpa dele, mas o Min se sentiu meio desconfortável.

— Eu larguei os estudos no começo do ano passado. — comentou de um jeito seco, tentando não demonstrar emoções.

Hoseok baixou a cabeça e começou a fazer carinho nos pêlos da Amendoim de um jeito meio tímido. Talvez não devesse ter perguntado aquilo?

— Oh, me desculpa, hyung. É que você me parece ser uma pessoa tão interessante, eu fico curioso, entende? Queria passar mais tempo com você, te conhecer. Se a gente fosse da mesma escola, seria uma chance a mais que eu teria para conversar com você, mas sendo assim...

Sendo assim, Yoongi felizmente não teria de conviver com aquele garoto esquisito.

— Eu posso vir aqui às tardes e ficar conversando com você, hyung! O que acha?

Yoongi fervia de raiva. Mordeu os próprios lábios e bufou em derrota. Talvez Hoseok fosse o seu karma.

— Não poderia estar mais... Contente.

— Yuppie!~ — o mais novo comemorou alegre, se levantando e colocando o animalzinho no chão novamente. — Hoje eu preciso voltar mais cedo para casa, mas amanhã é sexta-feira, então teremos bastante tempo para conversar! Até amanhã, Yoongi-hyung.

— Até, Hoseok.

Assistiu enquanto o menor se distanciava com o cachorro ao seu lado e logo voltou os olhos para a frente. A vida de Hoseok deveria ser realmente muito boa, ele era tão alegre, tão espontâneo... 

Parecia ser tão livre de problemas...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...