1. Spirit Fanfics >
  2. Redamar - Imagine Sanemi Shinazugawa >
  3. Capítulo 1

História Redamar - Imagine Sanemi Shinazugawa - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Vocês pediram e aqui estou eu, uma história com nosso Sanemi perfeitinho!

Os capítulos não vão estar diretamente ligados uns aos outros, então imaginem que é um compilado de one-shots!
Um beijo e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1


O sol já estava brilhando em toda a sua força, a garota foi obrigada a acordar por causa da claridade que entrava no quarto. Já estava cansada disso, mas sempre esquecia de pedir ao marido para colocarem uma cortina ou quem sabe uma persiana, qualquer coisa servia.

Ao abrir os olhos se deparou com o rosto que tanto amava, Sanemi ainda dormia e não parecia nem um pouco incomodado com a claridade excessiva do quarto. Continuou deitada por alguns minutos e observava atentamente o rosto elegante do homem, como ele podia ficar mais bonito a cada dia que passava? Mesmo depois de dois anos de casados ela não conseguia se acostumar com esse fato.

Se levantou e espreguiçou seu corpo que ainda estava rígido pelo sono, mas ela precisava fazer alguma coisa para comer ou desmaiaria de fome ali mesmo. Vestiu a camiseta velha e o short de tecido mole, era seu conjunto de ficar em casa preferido.

Foi até a cozinha e não se preocupou com o barulho, Sanemi sempre parecia em coma enquanto dormia, absolutamente nada o acordava. Sempre invejara a habilidade dele em acordar no horário certo sem a ajuda de um despertador.

Despertador? Ele nem sabia o que era isso.

A geladeira estava parcialmente vazia, logo teriam que fazer compras ou ficariam sem ter o quê comer. Separou uma quantidade de ovos, não havia bacon então teria que fazer omeletes.

Ouviu os passos abafados pelas meias, logo um beijo fora depositado no topo da sua cabeça.

- Bom dia. – Disse com a voz rouca de sono, ele tinha a estranha mania de ser muito carinhoso durante a manhã, mas ela nunca iria reclamar disso.

- Bom dia. Está com fome? – A garota perguntou, colocou a omelete perfeitamente redonda no prato em frente ao homem.

- Tô fodido de fome. – Enfiou um pedaço enorme na boca. Pronto, agora que o primeiro palavrão fora dito, ele já não parava mais. – O imbecil do Gyomei resolveu tirar férias e ficou toda a merda dele pra mim.

- Pelo menos agora você não pode reclamar que não tem motivo para ficar preso no serviço sendo que não tem mais nada para fazer. – Falou divertida, ele sempre achava alguma coisa para reclamar.

- É diferente, se o trabalho originalmente fosse pra mim, eu não ficaria puto. – Terminou de comer e se levantou, pegou a louça da mulher e foi para a pia.

- Mas vai ser a mesma coisa quando você pegar as suas férias, não é justo? – Abraçou o homem por trás, ele estava sem camiseta então podia admirar a bela visão do seu tronco nu.

- Eles são todos inúteis que não trabalham o ano inteiro, é mais que bem-feito que eles façam meu trabalho. – Se virou para a esposa e a abraçou. – Hoje vou te levar para o serviço, e saímos para jantar, o que acha?

- Me soa bem, a que devo esse milagre de Sanemi Shinazugawa querer sair? – Ele depositou um beijo cálido em sua testa e puxou a mulher para o quarto, eles precisavam se trocar ou logo estariam atrasados.

- Acho justo sair para jantar com a minha esposa as vezes, não posso? – Tirou a calça de moletom cinza. Obviamente (S/N) que não era nada boba, aproveitou para admirar as coxas firmes e o glúteo muito bem acomodado pela boxer escura.

Ele jogou a camiseta que estava sobre a cama no rosto da mulher. Indicou o canto do lábio.

- Está começando a escorrer a saliva. – Deu risada, ele tinha total consciência do quanto seu corpo era admirado pela esposa.

- Engraçadinho você. – Jogou de volta a camiseta, mas diferente de você, ele conseguiu agarrar antes que acertasse o rosto.

Quando ambos já estavam vestidos e faltava apenas Sanemi dar nó em sua gravata, (S/N) correu em sua direção. A mão tocou apressada no tecido, e o homem parou tentando entender o que ela fazia.

- Eu vou arrumar para você! – Falou determinada. (S/N) era péssima nisso, mas assistira dezenas de vídeos para esse momento, e não seria agora que ela falharia.

Sanemi apenas abaixou os braços sem dizer nada, encarava o rosto delicado da mulher que agora estava com as sobrancelhas franzidas em concentração. Sorriu achando graça do jeito infantil que as vezes ela parecia ter.

Depois de alguns minutos tentando fazer o nó perfeito, que o homem teria levado menos da metade, (S/N) se afastou satisfeita. Estava um pouco torto, mas nada que alguém notaria.

- O que achou? – Falou animada, era sua primeira vez e estava orgulhosa de si mesma. O grisalho se curvou e depositou um beijo nos lábios que tinham o tom rosado do batom.

- Está perfeito, obrigado. – A puxou pela mão e ambos entraram no carro escuro.

Em pouco tempo a garota descia do carro para ir trabalhar, Sanemi passaria para buscar a esposa no horário de saída da mesma.

 

- Ei Shinazugawa. – Tengen começava a rir histericamente do companheiro de trabalho. – A lei da gravidade não funciona com a sua gravata?

Depois que (S/N) descera do carro, o nó da sua gravata começara a levantar, e não importava o que fizesse, aquilo não parava quieto.

- Você quer que eu mostre a gravidade no meio da sua cara?! – Levantou o punho para o outro homem.

- Ora, Uzui-san. Tenho certeza que a (S/N)-chan se esforçou para arrumar a gravata do Shinazugawa-kun. – Kochou sorriu tentando acalmar a situação, logo todos estavam se juntando para o trio que gritava.

- Sua gravata está perfeita Sanemi! (S/N)-chan com certeza fez um bom trabalho! – Rengoku levantou o polegar e piscou um dos olhos em incentivo ao amigo. Sanemi com certeza estava vermelho a esse ponto.

- Vão se foder todos vocês, porra! – Gritou e foi para a sua mesa, ainda podia ouvir as risadinhas atrás de si.

Tocou a gravata escura, e reconsiderou arrancar aquilo.

Lembrou da satisfação da mulher ao fazer seu primeiro nó na gravata, ele poderia aguentar um dia com as piadinhas no serviço.


Notas Finais


Eu ainda não faço ideia de quando vou atualizar ela, então sejam pacientes, por favor <3
Sintam-se livres para deixar um comentário, eu vou amar responder!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...