História Redenção - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Naruto Shippuden, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Sasusaku
Visualizações 207
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia leitores lindos, como vão?! Aqui vai mais um cap. feito com carinho!




Divirtam-se :*

Capítulo 6 - "Eles estão vindo."


Fanfic / Fanfiction Redenção - Capítulo 6 - "Eles estão vindo."

*Dia seguinte; 06hr45min – Casa de Sakura*

~despertador toca~

Preguiçosamente espalma o aparelho o desligando. Ergueu os braços, estalou os dedos e ficou de barriga pra cima encarando o teto branco. Nada que uma noite bem dormida não resolvesse. Ino não veio como havia prometido. Mas tudo bem, porque ainda tinha sobrado sorvete e preferiu devorar tudo sozinha.

Pôs os pés pra fora, andou até o banheiro e enfiou o rosto debaixo da água morna. O aroma era suave e a manhã se exibia linda.

Na cozinha preparou o café, voltou até o quarto para escolher as roupas, e com liberdade andou nua pela sala procurando seus sapatos; decidida de que hoje seria um bom dia. Até se dar conta de que não é a única no apartamento, temporariamente.

Evitar o grito não foi possível, quando deu por si já estava acordando a pessoa jogada sobre o sofá. Procurou por qualquer coisa que a cobrisse, neste caso um lençol que jazia no carpete.

Sasuke apagado numa ressaca violenta exibindo um olho roxo e alguns ferimentos já com curativos.

- Santo shinobi... De novo não.

- Calma, eu não... – Oscilou e abriu os olhos sofrendo de dor de cabeça.

- Tem um minuto pra me explicar que merda é essa antes que eu te tire a força daqui.

- Sakura? Calma. Eu também não sei.

Uchiha apresentava-se tão conturbado quanto a garota. Vasculhava em suas lembranças que briga fora essa.

- Não se lembra né?! Isso é o que acontece com quem bebe demais.

- É... Agora eu lembrei.

- Seu hálito está cheirando a bebida nojenta. – O tom de voz transbordava raiva.

- Sakura eu posso explic... Você tá pelada?! – Avermelhou-se por completo e desviou o olhar.

Sem saber como proceder ela voltou ao quarto pegando um roupão qualquer. O rapaz a ouvia resmungar e xingar.

- Quer saber, você não precisa ficar aqui. Sai da minha casa. – friamente apontou a saída.

- Espera, eu não queria isso – Suspirou prendendo um enjoo – Só me escuta.

- Escutar você? – Cruzou os braços com os nervos aflorados – Acha mesmo que eu tenho que escutar você?

- Não, não tem, mas...

- Então sai logo.

- Merda, você não tá entenden... – Fora interrompido por um quebrar de mesa.

Ela partira em dois a mesa de madeira que servia para apoiar refeições.

- VOCÊ que não está entendendo. Reaparecendo desse jeito, pedindo pra ficar na minha casa, gritando com os meus amigos e agora bêbado brigando na rua. O que tá pensando?! Que eu vou aplaudir tudo o que você fizer e achar graça?

- Minha intenção nunca foi essa.

- Mas está sendo essa. – Chutou partes da madeira quebrada e se aproximou do rapaz – Eu limpei sua bagunça uma vez naquela maldita guerra, por um bem maior, e acabou. Não tem mais Sakura que fica passando pano em tudo o que você faz.

- Não preciso que faça isso. – Endireitou-se ficando mais perto.

- Então vai embora.

- Acha que eu já não tentei?! Que é fácil assim?

- Você se mandou dois anos atrás sem nem hesitar. E ficou me mandando cartas com uma frase ou menos achando que eu ia ficar esperando.

- Esperar é uma coisa que você realmente não sabe fazer. – Escapou.

A mulher arfou indignada com a habilidade que ele tinha de jogar coisas na cara sem se sentir culpado. Mas não ficaria assim.

- Eu fui atrás de você, seu canalha, e vi sua “grande missão de perdão”!  - Espremia os olhos com amargura – Cheio de mulher em volta.

- Quando? Tá ficando maluca?! – Rebateu possesso.

- Quer saber, eu saí com Suigetsu mesmo. E foi ótimo!

Longe demais. Olhares de remorso para ambos. Agarrou-a pelo braço e a beijou.

- Seu babaca, idiota... – Murmurava entre lágrimas e selinhos.

O gosto não foi dos melhores. Para o primeiro beijo então... Fiasco. Mas havia algo ali que não podia ser repetido jamais: O consumar do maior sentimento que Sasuke e Sakura já sentiram na vida. Encontraram-se.

*Barco em meio ao mar aberto; 08hr51min – Próximo ao porto de Konohagakure*

Kakashi estava balançando. Certamente não está em casa, ok. Roupas pela metade: faltam as calças. Sem sapatos, ainda com a máscara e os cabelos bagunçados. Ao redor sua capa pendia numa pequena cômoda. O móvel enfeitava o compartimento inferior da pequena embarcação oficial usada pelo Hokage para assistir a queima de fogos num ângulo exclusivo.

Tateou e sentiu o colchão vibrar evidenciando outra pessoa ao lado. E essa inteiramente nua.

*Portão principal de saída de Konohagakure; 09hr12min*

- Recapitulando: Sasuke e Suigetsu caíram na porrada, Naruto e Kiba se meteram e só terminou quando eu segurei a todos e o idiota do Sasuke meteu o pé. Kakashi-senpai está desaparecido. E Ino e Sai foram pegos transando no Campo de Treinamento Dois. Esqueci alguma coisa?!

- Shikamaru eu não sei como as coisas chegaram nesse ponto.

- Isso, meu amigo, é o que eu chamo de bebida liberada misturado com falta de controle.

Choji o ouvia enquanto faziam sua ronda do dia. Ambos foram designados para estarem próximos aos portões, devido a massa de turistas que iam embora após o movimentado festival.

Um ninja surge correndo pela estrada principal com sangue trilhando o mesmo percurso. Eles posicionaram-se.

- SOCORRO! – Gritava à medida que se aproximava. – POR FAVOR, ALGUÉM ME AJUDA! SÃO ELES!

Choji espalmou o chão para ter certeza de que não há outra ameaça. Shikamaru rapidamente o segurou com sua sombra e se achegou.

- Eles quem? – Perguntou com seriedade.

- São eles... – O homem balbuciava aterrorizado – É a trindade da guerra... Eles estão vindo. 


Notas Finais


E então meus queridíssimos?! Não se esqueçam de deixar aquele coment maroto <3



Até a próxima =D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...