História Redenção - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Arranjado, Casamento, Máfia, Romance
Visualizações 6
Palavras 1.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


NOTA DO AUTOR

Olá meus adoráveis leitores x. Muito obrigado por ler esta história. Estou tão feliz que todos vocês estão gostando até agora. Por favor, deixe comentários que eu adoro ler e ver o que você pensa sobre isso até agora. Eu sei que tem sido uma montanha-russa com eles e espero que você aguente até o fim. LEITURA FELIZ. xCortize Cooperx. P.S. De nada xx

---- //// ----

Capítulo 29 - Capítulo 29


KHAN

- ME DÊ UMA GARRAFA DE VINHO ASSHOLE. - ela grita de volta para mim enquanto sai do salão de baile. Eu tento não sorrir para sua bunda teimosa e sexy. A casa ficou quieta sem ela aqui. Sem ela zombando e zombando de mim. E devo admitir que senti falta dessas pequenas coisas. Ela é tão irritante e me deixa louca às vezes, mas é isso que a torna uma mulher forte.

- Uma garrafa de vinho tinto. - O barman imediatamente me entrega uma garrafa e saio atrás da minha esposa. Vamos acabar com essa merda. Para que eu possa me enterrar nela.

...

Entro na sala e Zendrea não está em lugar algum. É melhor ela não ter feito um corredor fodido. Vou perseguir a bunda dela.

- Zendrea? - sem resposta. Eu ando até a varanda e lá está ela de pé em seu lindo vestido. Eu sabia que ela ficaria incrível nele.

- Eu realmente tenho que continuar tocando todas as noites?

- Fine pelo menos duas vezes por semana Zen.

- Isso eu posso fazer. Vou mandar uma mensagem todas as noites para dizer boa noite e espero um texto de volta, não importa o que ou quem você esteja fazendo bem?

- Hahahahaha você entendeu eu te amo.

- Também te amo, boa noite.

- Dorme bem. - ela termina a ligação e se inclina sobre a varanda. Ela não percebeu que estou atrás dela. A luz da lua iluminando seus cabelos enquanto brilha sob seus raios. Ela parece uma deusa. Você pegou esse Khan, apenas pegue suas bolas. Eu vou até ela. Eu vejo o corpo dela tenso enquanto me inclino contra os trilhos. Entrego a ela um copo de vinho e ela gentilmente toma um gole e evita o contato visual.

- Assim?

- Assim.

- Apenas arranque o maldito bandaid Khan, diga o que você tem a dizer para que eu possa ir para a cama. - Ela vai ser difícil.

- Olhe para mim primeiro.

- Por quê?

- Porque eu quero ver aqueles olhos.

- E eu quero ouvir mais conversas. Então fale. - Pelo amor de Deus.

- Sinto muito por pirar.

- ...

- Eu te disse que não amo o Zen.

- ... - Seu rosto em branco não mostrando sinais de nada. Eu odeio esse lado fodido dela. O lado que está me afastando. Ela sempre faz contato visual comigo e eu posso ler facilmente sua expressão, mas esse lado é frio e distante.

- Eu deveria ter lhe dito isso antes. - Eu respiro fundo ... Apenas cuspa fora, buceta. - Eu me preocupo com você.

- ... - Ela me ignorando completamente começa a me dar nos últimos nervos.

- Jesus, porra, Cristo Zendrea, você me ouviu? - Ela apenas assente, tomando um gole de vinho. Eu rosno, pegando o copo dela da mão e jogando na escuridão. Ela zomba revirando os olhos. Ela está me testando. Ela está me afastando, tentando esconder que se apaixonou por mim e que apenas me empurra para o lado do caralho. Eu a prendo nos trilhos e pressiono meu corpo contra o dela. Tomando o queixo na minha mão, forçando-a a olhar para mim. Aqueles malditos olhos verdes mergulham nos meus e a tempestade que estava prestes a entrar em erupção ... - Isso é confuso pra mim, Zendrea. Eu nunca amei ninguém romanticamente. - Os olhos dela começam a se encher de lágrimas e puxam as cordas do meu coração.

- Tudo bem, pelo menos eu sei.

- Você não sabe merda Zen. - Ela me afasta de sua raiva. É com isso que estou acostumado.

- Você não me ama e tudo bem. Eu saio em 6 meses e até lá ficamos fora do caminho um do outro.

- Não.

- É assim que vai ser.

- Você não me ouviu antes. Eu me importo com você mais do que ZENDREA, então eu fodi.

- E eu me importo com você também, mas como eu disse que estou caindo por você. VOCÊ AO MENOS SABE O QUE ISSO SIGNIFICA? - suspiro passando as mãos pelos cabelos. Eu preciso manter a calma.

- Fale comigo. - Ela bufa plantando aquela bunda fofa no sofá. Sento-me ao lado dela Lágrimas ainda em seus olhos enquanto seguro sua mão. - Diga-me Zen. O que isso significa? - Ela respira fundo.

- Significa Khan que tenho sentimentos por você. Sentimentos fortes e fodidos que não posso afastar, por mais que eu tente. Uma conexão com você através da dor e da perda. Isso significa que, apesar de sua cabeça quente e tão irritante que eu pareço tremer, sou incapaz de fazer o que meu coração quer e o que ele quer é você. Fazer você ver que a vida pode dar a alguém que o ama incondicionalmente. Isso através de todo o mal e dor. Raiva e desencadear momentos felizes que você ainda não conhece. Estarei aqui para ajudá-lo a se encontrar novamente ao longo do caminho. Significa ... - Ela respira fundo. Nunca me senti tão atraído por uma pessoa na minha vida. Para querer alguém tanto quanto eu a quero. Cuidar e protegê-la com cada centímetro da minha maldita vida. Eu mais do que cuido dessa mulher apaixonada. E agora só percebo isso porque ela está derramando seu coração. E meu coração grita comigo para ouvir. Deixá-la entrar e amá-la. Ela me quer mesmo depois de saber todas as coisas fodidas que eu já fiz. Ela me vê. Ela vê como eu estou mentalmente e emocionalmente e ainda me quer. Como eu não posso amá-la. Ela era tudo em que eu pensava quando ela se foi. Ela é tudo que eu tenho pensado por um mês fodido. Não há como negar.

- Zen. - Seus olhos me imploram para não partir seu coração. Guio o queixo dela e, pela primeira vez, beijo ternamente minha linda e dura mulher. - Eu também te amo. - Ali eu disse e não há como voltar atrás. Ela tem eu e controle total das minhas emoções. É melhor ela não me quebrar. Seus olhos se arregalam e um sorriso lento e satisfatório se espalha pelo rosto.

- e agora?

- Não toque surdo zen, você me ouviu alto e claro.

- Mas você disse que não ama.

- Você realmente vai empurrar isso, não é?

- Bem, eu preciso saber que você está falando sério.

- Eu sempre quis dizer o que digo Zendrea, você deveria saber muito bem agora.

- Diz. - eu xingo. Deus, ela vai me fazer dizer isso o tempo todo agora.

- Eu - beijo. - Ame. - Beijo. - Tu. - ela envolve seus braços pequenos em volta de mim e me beija com força. Ela me monta levantando o vestido até as coxas. Eu corro minhas mãos para sua bunda apertando e precisando delas com prazer. Eu ansiava por ela desde que ela saiu e ainda mais agora que ela está moendo sua buceta já molhada em mim. Ela se afasta sorrindo como uma mulher louca. Mas eu amo isto. Eu amo-a. - Tããão.

- Sim?

- Você não disse exatamente que eu te amo.

- Oh, não tenho? - ela me dá um sorriso atrevido me fazendo rosnar segurando sua cabeça em minhas mãos.

- Diz.

- Eu te amo, Khan Kaius. - Apenas ouvi-la dizer isso em voz alta fez meu coração se render completamente a essas mulheres fortes. Ela está nas minhas costas e eu nas dela. Ela é minha agora e eu sou sem dúvida dela.

----////----

SOPRO DO CARALHO DA MENTE. Ela é maravilhosa. Foda-se, estou chicoteado.

- Diz.

- Eu te amo.

- Eu também te amo, Khan. - Zendrea se aconchega em mim e beijou meu peito, ela rapidamente adormeceu com um sorriso gentil no rosto. Suspiro meu corpo esgotado e suado, mas minha mente está à vontade minha alma está feliz e meu coração está cheio.

.....

**3 meses depois**

Estou sentado no meu escritório, percorrendo as remessas. Nunca me senti tão calmo e satisfeito com a minha vida. Eu e Zendrea andamos fodendo como coelhos e cada vez que isso me surpreende. Que as mulheres estão ficando difíceis de negar. Eu sei que ela vê que me envolveu com o pequeno mindinho dela. Um olhar e eu sou fodida patty em suas malditas mãos.

- Khan Trent ouve vê-lo. - Eu me animei. Trent nunca vem à casa a menos que seja importante. 3 longos meses e ainda nenhuma palavra maldita de Hay'll ou Cindy. Trent estar aqui significa apenas boas notícias.

- Mande ele entrar. - Trent entra com um arquivo e o laptop dele.

- Olá senhor.

- Trent. Estou assumindo que você tem boas notícias para mim?

- Sim senhor, eu faço.

- Falar.

- Acho que o encontrei.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...