História Redes sociais ( Cristiano Ronaldo ) - Capítulo 11


Escrita por: e MJ_Ronaldo_

Postado
Categorias Adelaide Kane, Alex Oxlade-Chamberlain, Alisson Becker, Álvaro Morata, Antoine Griezmann, Ariana Grande, Avril Lavigne, Becky G, Beyoncé, Cristiano Ronaldo, Francisco "Isco" Suárez, Karim Benzema, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Nina Dobrev, Sergio Ramos
Personagens Alex Oxlade-Chamberlain, Alisson Becker, Álvaro Morata, Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo, Francisco Román Alarcón Suárez, Karim Benzema, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Personagens Originais, Sergio Ramos
Tags Amor, Cr7, Cristiano, Cristiano Ronaldo, Instagram, Madrid, Real Madrid, Redes Sociais, Ronaldo, Traição
Visualizações 95
Palavras 1.113
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - 1.1


POV. Maria João Dias 

Eu e as meninas já chegamos à algum tempo à boate. Cada uma a fazer o que quer. 

Esta festa de comemoração do titulo do Real Madrid estava ao rubro. Era numa balada que o clube reservou. Vi algumas pessoas conhecidas e cumprimentei-as. 

Senti o meu telemóvel vibrar e vi que o Alisson.

Bufei e fui para um canto mais afastado de todos e mais silencioso. Atendi. 

- O que queres Alisson? 

- Como vão as coisas na festa? Onde está a minha irmã? - perguntou 

Procurei Mily com os olhos e vi-a com as meninas a falar com alguns jogadores do Real. 

- A tua irmã está com as outras garotas. - respondi ocultando a parte dos jogadores também estarem lá -Ela já é bem grandinha. Deixa-a aproveitar, gato. 

- Eu sei. Só que contigo ao lado dela... Vocês ficam loucas... 

- Sinceramente tu eras mais fixe à alguns anos atrás. - disse lembrando-me de alguns momentos e sorrindo

- Sim, mas há alguns anos atrás eu não era casado nem tinha uma filha, Maria. - confrontou 

Suspirei. 

- Sabes uma coisa que eu percebi, Alisson? Sempre que tens oportunidade tu dizes que és casado e que tens uma família agora. Não entendo essa tua necessidade.

Agora foi a vez de ele suspirar. 

-  É necessário eu dizer, Maria. É importante lembrar a algumas pessoas que eu sou comprometido e que tenho uma família minha agora. 

Senti como se aquilo fosse uma indireta. 

- Sê direto, Becker. 

- Não é nada. Agora cuida-te. 

- OK, eu digo à Mily que tu disseste para ela se cuidar. - disse 

- Eu estava a falar contigo. Não estaca a falar da minha irmã. Apesar de eu me preocupar e pedir para cuidares dela, eu sei que ela é responsável o suficiente para saber o que fazer. Tu não. Consegues ser muito imprudente. 

- Obrigada pela parte que me toca, Alisson. - respondi respirando fundo, para controlar

- Não me entendas mal, Maria. Apenas, maior parte das pessoas sabe que tu gostas de garotos diferentes na tua cama todo dia. 

- Tu sabes perfeitamente nem sempre foi assim, Al. - atirei logo

- Sim, eu sei. Mas agora... Cuida-te e tenta controlar-te. Apesar de Rudo o que se passou, eu ainda me preocupo, Mar. 

- Eu nunca te irei conseguir entender, Alisson Becker.- disse por fim e desliguei a Chamada.

Fiquei a olhar para o meu telemóvel. 

Ouvi uma voz masculina atrás de mim. 

- Problemas com o namorado? 

- Ele não é meu namorado. - respondi sem saber quem era. 

Virei-me para ver quem era e foi aí que o vi... O camisola 7 dos merengues e da Seleção Portuguesa. 

- Ronaldo. 

- Olá Maria. - cumprimentou galanteador - A conversa que nós marcamos por mensagem ainda está de pé? 

- Claro. Eu ia adorar falar contigo, camisa 7. 

Ele riu e caminhamos até ao seu camarote privado na área VIP. 

Passamos pelas meninas e pelos outros jogadores. Notei alguns darem um sorriso malicioso para Ronaldo e fingi não ver. Já as meninas sorriram imenso. Até sei o que lhes vai na cabeça. 

Abanei a cabeça em negação e RI comigo mesma.

POV. Mily Becker 

Estava a falar com alguns jogadores merengues e cona as meninas menos a Maria. Falando nela, ela acabou de passar aqui juntamente com o Ronaldo e subiram para o camarote privado dele. Os meninos deram sorrisos maliciosos. 

- Porque é que deram esses sorrisos maliciosos? - Perguntou Nina aos rapazes

- Digamos que ali o português tem um interesse na portuguesa. - respondeu Asensio

- E pelos vistos parece que o Portuga se vai dar bem. - completou Marcelo. 

Chequei o meu telemóvel e vi que tinha duas mensagens no instagram. Uma era do meu irmão Alisson a dizer para me cuidar e para cuidar da Maria, sabendo como ela é e dizendo também que ele se preocupava ainda. Muito sinceramente, o meu irmão é bastante confuso. 

 Outra era de ninguém mais, ninguém menos do que o argentino Dybala. 

Dybala: Oi Mily. Como vai essa festa de comemoração do titulo do Real? 

Mily: Muito bem. Porquê a pergunta, Dybala? 

Dybala: Por nada. Apenas curiosidade... Eu vi a tua foto. Estás muito bonita. 

Mily: Muito obrigada 😊

Dybala: Aproveita a festa... Talvez numa próxima eu esteja ao teu lado. 

Mily: Talvez... 

Não respondi mais e fiquei a pensar... Paulo Dybala ainda me vai matar. 

POV. Maria João Dias

Eu e Ronaldo já estávamos à algum tempo no seu camarote. Estávamos a falar e ele dava algumas cantadas e indiretas que me faziam rir. 

- Então... Vais sair do Real? - perguntei

- Sim... Acho que o meu tempo aqui já acabou... Estou a finalizar as coisas para a minha ida para o Juventus... - respondeu - Quem sabe em Itália eu não encontre a minha cara metade, porque parece que pelos vistos ainda não a encontrei. 

Ele disse dando um sorriso e olhando-me.

Aproximei a minha cara da dele. 

- Sê direto com o que queres, Cristiano. Eu não gosto de enrolação. - disse olhando nos seus lindos olhos castanhos. 

- Tu queres mesmo que eu te diga o que quero? - sussurrou olhando os meus lábios.

Assenti e ele puxou me para me sentar no seu colo, mesmo em cima do seu membro, com uma perna de cada lado da sua cintura. 

- Eu quero-te a ti. Quero por-te a gemer o meu nome neste sofá. 

- Do que estás à espera, CR7? Vamos ver se és tão bom nisto como és nos campos. - disse sussurrando e roçando os nossos lábios.

Ele quebrou o espaço que havia e beijou-me ferozmente. Depois desceu os seus beijos para o meu pescoço enquanto eu arranhava de leve o seu pescoço. Ele começou a meter as suas mãos na parte de dentro do meu vestido, mas sem parar o que estava a fazer no meu pescoço. 

A porta do camarote foi aberta de repente. 

- Senho... - disse o segurança mas logo parando assim que viu as nossas circunstâncias. 

- Quantas vezes já disse para não entrarem sem a minha autorização? - reclamou Ronaldo Bravo e para piorar o meu telemóvel começou a tocar - Agora sai e fecha a porta. Não quero que ninguém me incomode. 

O segurança saiu e trancou a porta tal como o português. 

O meu telemóvel não parava de tocar. 

- Será que não vamos puder estar sossegados? - perguntou ele bufando

Levantei-me e vi quem me ligava. 5 chamadas perdidas de Alisson. Desliguei o meu telemóvel. Lamento Alisson, mas não vais estragar a minha noite. 

- Agora já podemos fazer o que quisermos sem interrupções. - disse sentando no seu colo novamente beijando-o e Tirando a sua camisa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo!!!!

Eitahhhhhhhh

Alisson, Alisson...

Mily e Dybala!

Maria e Ronaldo...


Até ao próximo capítulo! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...