1. Spirit Fanfics >
  2. Reencarnei em... Naruto? >
  3. Irmãos Sabaku

História Reencarnei em... Naruto? - Capítulo 37


Escrita por: e _Desire_


Notas do Autor


Eu nem ia postar capitulo hoje, mas eu acabei de perceber que fiquei umas quatro semanas sem postar hehe. Acontece né?
Não fiquem bravos comigo, sou só uma escritora sem noção de tempo TwT

Capa maravilhosa feita por @Anaharae

Boa leitura <3

Capítulo 37 - Irmãos Sabaku


 

Já fazem alguns dias desde aquele episodio na floresta, e estamos treinando como loucos desde então. Yuri-sensei pega mais pesado conosco que Kakashi-sensei, talvez seja porque ele seja meio machista... mas isso a gente deixa em off, até porque passar pano para os machos daqui é minha especialidade. E depois de uma semana intensa e cansativa, finalmente tivemos uma folga merecida. Lucy e Laito iam dar um passeio juntos para esclarecer algumas pontas soltas, pelo que entendi. Então decidi tirar um tempo pra mim, pensar na vida e como ela é uma bosta, as coisas básicas de sempre. Andar pela vila não é meu hobbie preferido, afinal o pessoal daqui não é exatamente amável comigo. Longe disso.

Já faz algum tempo que esto andando e ignorando os olhares julgadores sobre mim, quando o silêncio é quebrado com uma gritaria que me é muito familiar.

—Naruto... —Me vem um sentimento de conforto e apreensão ao mesmo tempo. Porque eu já assisti Naruto milhares de vezes, e sei o que acontece de cabo a rabo. Quando a minha memória presta, claro. E adivinha? Daqui a pouco é a aparição dos irmãos Sabaku. É melhor estar lá pra dar um apoio. Não só pra ver o gostoso do Gaara, okay? Ele ainda tem muito ódio dentro dele, ou seja, eu tenho medo dele, não me julguem. Eu caminho até eles e lá estão eles, brigando.

—Oi pessoal! —Todos se viraram em minha direção, e Sakura e Konohamaru vieram correndo em minha direção. 

—Oi Yume-chan! Quase não temos nos visto...

—Oi Saky, eu tenho treinado muito ultimamente, desculpa hehe.

—Yume-necchan! A Lucy-necchan também veio? —O terceiro Hokage, ao contrario do que fez com Naruto, cuidou de Lucy como uma neta. Depois eles dizem que não tem preferido... enfim, Konohamaru e Lucy são quase como irmãos, até Asuma-sensei vê ela como uma sobrinha. Eu estou mais pra prima descolada do role. Os Sarutobi praticamente adotaram a Lucy-san, ela sempre diz que os ama muito.

—Oi pra você também pirralho, mas não, Lucy-san não veio comigo hoje, ela tinha um compromisso.

—Ah... —Ele suspirou não conseguindo disfarçar a decepição. Por causa do treinamento da ultima semana a ruiva nem tinha passado na residência dos Sarutobi visita-los como costuma fazer.

—Maaas ela me disse que ia passar por lá hoje, no final do dia.

—Ebaaa! —Ele desfez o abraço e foi correndo na nossa frente, Sakura que ainda estava agarrada no meu pescoço não entendia nada. 

Mas nem tão, de repente Naruto grita por Konoramaru. Sakura desfaz o abraço e corremos para ver o que tinha acontecido. Assim, não que eu não soubesse, mas roteiro né?

—É melhor você largar ele agora mes-

Antes que Naruto falasse merda, passei o braço por trás e tapei a boca do loiro.

—Olá, tudo bem? Peço que perdoe o garotinho, ela ainda é uma criança, é todo desajeitado ainda. Sabe como é. —Kankuro me olhou como se eu fosse um inseto que não valesse sua atenção. 

—Ainda temos um tempo antes dele chegar, que tal nos divertimos um pouco enquanto isso? —Eles sempre foram tão insuportáveis assim?

—Olha aqui babaca, esse garoto é Neto do terceiro Hokage. Se você fizer um arranhão nele, eu acho que a paz entre nossas aldeias vai se abalar. Não acha? Sem contar, que eu aposto que Konoha irá prende-los antes mesmo de prestarem o exame Chunin. —Aquilo provavelmente abalou deu uma leve abalada no Sabaku. Mesmo ele não tendo feito menção de soltar Konohamaru.

—Eu não gosto de debiloides e imbecis da folha. Então quando alguém assim começa me irritar, tenho vontade de parti-lo em dois —Isso definitivamente fez os outros tremerem na base. Eu apenas o olhei feio ainda segurando Naruto, que não fez nenhum movimento que ia se soltar. 

—Tanto faz. Olha, eu não vou me envolver nisso, tá? —Temari é a mais sensata dos três, tenho certeza. 

—Primeiro eu acabo com esse aqui, depois com a morena e o loiro —Ei! Por que eu esto envolvida nisso aí também? 

Bem, quando Kakuro ia socar o pobre do Konohamaru, Sasuke se anuncia jogando uma pedra na mão do ninja da Areia, fazendo com que ele soltasse o neto do Terceiro. Que correu na direção minha e do Naruto.

—O que você pensa que está fazendo? É melhor dar o fora. —Isso aí priminho, tá com a bola todo.

—Tcs. Você é tipo de pirralho que eu mais odeio —Kankuro se irrita e pega a Marionete em suas costas.

—Mas que merda, você usar o Corvo só por isso? —Viu? Total sensata.

Okay. Em 3, 2. 1....

—Kakuro... recue. — Finalmente Gaara dá as caras. Geral fica abalado, principalmente Sasuke, por não ter notado a presença dele. Ego ferido é tudo.

Bem, daí em diante foi tudo foi tudo igual ao roteiro, eles mantiveram um dialogo bem breve até que o pessoal da Areia partiu. 

Passamos o restante da tarde com Sakura e Naruto antes de irmos pra casa. 

—Certeza que eles não te machucaram?

—Absoluta Sasuke, eu estou sem um arranhão

—Então vamos pra casa.

—Sabia que você é super protetor?

—Tcs, vamos logo. —Eu tenho certeza que o vi corando, mas achei melhor não comentar nada.

 

*

 

Nossa breve folga já acabou e Yuri-sensei mandou ir no lugar de sempre. Acho que vai nos entregar os formulários do exame Chunin.

—Eai ruivinhos do meu coração! Curtiram a folga? —Eu já tinha intimidade o suficiente com Laito pra falar isso.

—Yume! Menina você não vai acreditar o que aconteceu ontem! —Lucy gritou animada para contar o que tinha acontecido no dia anterior.

—O que aconteceu? —Respondi dando corda a Uzumaki.

—NADA... não.

Arqueei a sobrancelha direita. Laito corou, mas não acho que seja por ele ter se exaltado. Como Lucy riu de um jeito meio escandaloso, só confirma mais ainda minha teoria. 

—Escuta só. Eu e o Laito fomos comer dangos, e encontramos a equipe dez. E não sei como chegamos no assunto, mas começamos a falar sobre casamento. Ino falou que queria ficar com você e não era pra ele nem chegar perto de ti, foi quando ele disse "Hana faz muito mais meu tipo", mas quando ele pecebeu o que tinha falado, ele ficou mais vermelho que os nossos cabelos juntos. Hahahahaha... —Lucy estava quase chorando de tanto rir. Enquanto o outro ficava cada vez mais vermelho decepcionado consigo mesmo por ter cometido tal deslize.

Não achei tão engraçado, parecia algo mais entre eles ali. Mas fiquei contente em saber que eles tinham reatado por completo. No fim das contas, ri com Lucy.

—Oi criançada. —Yuri-sensei chega andando em nossa direção.

—Bom dia. —O cumprimentamos juntos, claro que cada um num tom.

—Parece que perdi alguma coisa... —Ele constata meio curioso.

—Nada demais sensei. —Respondi antes que se prolongasse o assunto.

—Tudo bem então. Enfim, como já lhes disse, o exame Chunin está se aproximando, e como os indiquei, aqui estão os formulários para preencherem. Levem-nos daqui uma semana para o local de prova.

—Certo. —Ele não falou mais nada.

O prateado mais velho nos olhou preocupado, mas não disse nada. Apenas soltou um "boa sorte" e foi embora logo depois. Lucy parecia a mais animada, enquanto Laito olhava o formulário com uma determinação assustadora. Já eu, estava apreensiva, tinha que dar um jeito de ficar perto de Sasuke, mas para isso iria ter de conversar com os ruivos sobre aquele assunto.

 

*

 

Desde que eu e Lucy nos conhecemos, concordamos em não tocar no assunto de nossas vidas passadas, apenas se fosse muito necessário. Mas cá estamos, um mês depois tendo que falar sobre isso. Estamos na minha casa, meu primo saiu por algumas horas, chance perfeita para conversar sobre isso.

—Yume, você tá começando a me assustar. —Tudo bem que eu estava tensa, coisa que raramente acontecia, mas eu já estava a cinco minutos sem falar nada, pensando na melhor forma de começar aquele assunto.

—Lucy, ele sabe sobre... errr, aquilo? —Antes que ela respondesse ele tomou a frente do assunto.

—Se é sobre lance da reencarnação eu sei.

—Ah! —Fiquei meio espantada, mas tentei disfarçar —Isso facilita as coisas. Laito, você sabe que onde estamos é um anime, certo?

—Sim, despertei minhas memórias a uns anos atrás, mas sei que estamos em Naruto.

—Sabe, me tira um grande peso das costas saber que não sou a única... —Comentei baixinho comigo mesma.

—O problema é: o Laito só assistiu o Clássico.

Porra, aí você me fode Laito. —Acabei soltando em português após a explicação da ruiva. 

Ele me olhou com se eu estivesse falando mandarim.

Ele não fala em Português fofa, ele era alemão. —Eu olho mais indignada para ela. 

Ah, quer me foder me come caralho. —Desde que vim para esse mundo, eu não tinha falado mais palavrões, a não ser em pensamento, claro. Mas falar em português aflora isso em mim, é quase automático.

Sabe Yu, você fala igualzinho uma amiga querida minha, da vida passada... —Ela fala com um olhar nostálgico e meio melancólico. O nome dela era A-

—Que tal sermos legal com o coleguinha que não fala a mesma língua que vocês e não está entendendo nada? —Lembramos da existência do Laito, que parecia meio frustrado por não nos entender.

—Certo, certo. Foi mal ruivinho. —Falo rindo dele junto da Uzumaki, sei o quão frustrante é. —Mas, como você viu o clássico dá pra desenvolver o assunto. Bem, pra quem não sabe, o Sasuke é meu primo. —Dei uma pausa só para confirmar que não era nenhuma novidade. —Dito isso, o exame Chunin está chegando e eu quero evitar isso.

—Certo, vamos te ajudar com isso. —Pra minha enorme surpresa quem disse isso foi Laito, mas Lucy acenou com a cabeça concordando. 

—Vocês estão falando sério? —Eu não os conhecia a muito tempo, e a única coisa que temos em em comum é que reencarnamos dentro deste anime, tecnicamente. —A fala sério... —

—Que você é sensível pra uma Uchiha eu sempre soube, mas que seria tão manteiga derretida...

—...Por essa não esperávamos. —Laito terminou a frase de Lucy. As lágrimas caiam dada vez mais.

—Idiotas...

—Mas você ama a gente, admite. —A ruiva disse me provocando.

—Eu nunca disse isso!

—Nem precisa dizer, tá escrito na sua testa. —Laito disse daquele jeitinho arrogante dele.

—Nunca mais me abro pra vocês. —Fingi estar magoada.

—Certo, certo. 

Foi uma tarde muito agradável. Mesmo que eu só os conheça a um mês, os amo intensamente, até esse mesmo o arrogante do Laito. Ai, ai, esses ruivos vão acabar com a minha sanidade rapidinho...

 

 


Notas Finais


Oie meus anjos, desculpa mesmo pelo sumiço, faz mais de um mês que eu não posto hehe...
Próximo capitulo vai ser o exame Chunin galerinha, mas não sei se vai ter luta ainda.
Me perdoem qualquer erro ortográfico.
Espero que tenham gostado.

Bjs pra vocês <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...