1. Spirit Fanfics >
  2. Reencontro De Seis Almas >
  3. Capítulo 13

História Reencontro De Seis Almas - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Capítulo 13


-Vai falando, Christian!. -Pediu Mai. -Você sabia que estávamos indo para Aspen desde quando?. -A morena questinou.

-Desde quando?. -Chris enrolava para tentar buscar uma resposta que não fosse enlouquecê-los.

-Fala logo, Christian. -Pediu Dul sem paciência.

-Bom, eu sabia desde.. desde quando me ligaram da primeira vez. -Confessou ele estendendo as mãos em frente ao rosto, para defender-se dos tapas que veio logo à seguir.

-Você está maluco? Onde estava com a cabeça?. -Perguntava Dul aos berros enquanto desferia tapas no rapaz.

-Dulce, pelo amor de Deus se controla!. -Pediu Ucker a afastando gentilmente de Chris. -Calma, da uma segurada deixa ele se explicar. -Pediu o rapaz parado enfrente a moça, que respirava ofegante devido a intensidade dos golpes.

-É Dul, se acalma. -Pediu Annie. -Agora, Chris, pode explicar direitinho o motivo, se é que tem um, por ter omitido o pequeno detalhe de que o comercial será gravado em Aspen. -Pediu a loira.

-Calma, eu vou explicar. Mas segurem ela. -Pediu se referindo a Dul, o que só serviu para a ex ruiva tentar avançar nele mais uma vez e ser detida pelos braços de Ucker.

-Cara não provoca, explica logo o porquê de não ter nos contato. -Pediu Poncho.

-Está bem. -Disse Chris se arrumando na poltrona. -Eu não quis contar antes por que eu sabia que vocês não topariam. -Começou. 

-Isso é mais do que óbvio. -Disse Poncho.

-Claro. Sim. -Os outros concordaram.

-Viram só? Eu não contei por isso. Eu sei que mandei mal más é que o reencontro foi muito especial para mim e imagino que para vocês também, poxa. Fazia muito tempo que não nos reunimos assim e me fez lembrar da época que não nos desgrudávamos, eu só quis prolongar isso um pouco. -Ele suspirou no fim da frase.

E o silêncio pairou, alguns se entreolharam sem graça e outros fitavam o chão.

-Isso não justifica. -Dul se atreveu a cortar o silêncio.

-Eu sei e me desculpo por isso. Se quiserem a gente desiste, pousamos em algum lugar próximo e voltamos para casa. -Disse Chris.

-Bom, a gente já está aqui, por mim a gente grava esse comercial. E vocês?. -Perguntou Mai.

-Por mim, vocês que sabem. -Ucker deu de ombros. -Topo o que for. -Disse ele.

-Claro. -Dul revirou os olhos, já imaginava a resposta de Ucker.

-Contanto que voltemos o quanto antes, eu topo também. -Disse Poncho fazendo Chris sorrir grato.

-Será no máximo uma noite. -Respondera Chris.

-Eu trouxe meus cartões, posso comprar umas roupas lá. -Disse Annie fazendo alguns rirem.

-Então, Dul. Você decide. -Ucker jogou nas mãos dela.

Então os olhares se voltaram para a ex ruiva, cinco pares de olhos curiosos a encaravam em expectativa.

-Está bem, vamos para Aspen. -Disse Dul por fim. E os outros comemoraram. -Mas não esconda mais nada da gente, Chris, por favor. -Pediu.

-Não vou. -Ele prometera.

As horas seguintes foram tranquilas e regadas a conversa fiada, o clima já estava bom outra vez e vez ou outra alguém soltava um comentário ou piada que fazia os outros rirem. 

Annie e Mai caminhavam pelo jatinho alegando que estavam cansadas de ficarem sentadas, quando novamente a voz de Annalicia soou, ela pedia para todos se manter sentados que logo pousaria a aeronave.

Assim que chegaram em terra firme, foram direto para o endereço do hotel que Christian tinha. Eram vários andares más não era nem um pouco convidativo, no outdoor, a letra "E" de "hotel" estava apagada e a tinta verde das paredes começava a descarcar. Sem falar nos diversos papeis com a foto de um "desaparecido" colado em vários pontos à volta.

-É esse o lugar?. -Questinou Annie parada em frente ao hotel o encarando com uma cara nada agradável, assim como os outros quatro. Chris checava o endereço no celular.

-É, é isso mesmo. -Confirmou ele.

-Não pode ser, a gente vai ficar nisso aqui?. -Perguntou Ucker fazendo careta.

-Isso é o fim do mundo. -Acrescentou Dul.

-Não pode ser tão ruim lá dentro, vamos entrar já estamos aqui mesmo. -Disse Mai.

-Isso, esse é o espírito, viram só?. -Disse Chris. -Vocês deviam aprender um pouco com a Mai, venham vamos entrar. -Disse ele indo na frente, e os outros o seguiram.

Por dentro o lugar era um pouco mais agradável, as paredes eram na cor pêssego e ao contrário do lado de fora a tinta não descascava. Havia um grande balcão de carvalho que parecia um pouco velho más ainda estava inteiro. Uma pequena fila de duas pessoas estava à espera para ser atendida e depois de alguns minutos, um homem apareceu para atendê-los para logo em seguida, antender Chris.

Depois de checada a hospedagem, dois quartos foram disponibilizados, um para as meninas e outro para os meninos. Ambos ficavam um ao lado do outro e, claro, no mesmo andar sendo ele o quinto.

Com as chaves já em mãos, Christian fora com os outros para o elevador que fizera um ruído estranho más os deixaram no andar escolhido. Então cada um fora para o seu quarto.

-Pelo menos as camas são de casal. -Disse Annie entrando para logo em seguida se sentar em uma delas. -Não é tao ruim. -Ela disse.

-É, não é. -Disse Dul se sentando na escolhida por ela.

-É, parece que só é ruim lá fora. O que não é muito inteligente, já que a primeira impressão do local tem que ser boa. -Disse a morena olhando pela janela.

-Chris mandou uma mensagem, ele disse que vamos gravar o comercial amanhã cedo. -Avisou Annie mexendo no celular.

-Está bem. -Disse Mai ainda na janela.

-Acham que peguei pesado com ele?-Perguntou Dul.

-Acho que todos nós ficamos meio assim por ele não ter contado más não precisava bater nele, Dul. -Annie opinou.

-Ele me trouxe para outro país sem me contar o que eu deveria fazer?. -A ex ruiva se defendeu.

-Más ele explicou o motivo. -Annie tentou justificar.

-Más ele explicou só depois, eu acho que as duas estão certas. -Disse Mai se aproximando. -Eu entendo você ter ficado furiosa, Dul. De primeira todos nós ficamos más temos que reconhecer que ele não fez por mal. -Disse a morena.

-Mai tem razão. -Disse Annie.

-Está bem, eu vou falar com ele depois. -Disse Dul.

-Vai agora assim quando você voltar, nós três saímos para fazer algumas compras. -Disse Annie empolgada.

-Está bem. -Dul riu e levemente revirou os olhos se levantando. -Eu já volto.

A ex ruiva então saiu, fora até a porta ao lado e bateu. Bateu uma vez, bateu duas e nada.

-Não é possível que já tenham saído. Estão surdos ou o quê? Chris eu posso... -Ela se calou no instante que abrira a porta se deparou com Ucker tirando a camisa.

-AAAA MEU DEUS, UCKER??. -Perguntou aos gritos eufóricos uma adolescente atrás de Dul.

-Dulce, fecha a porta!. -Pediu Ucker colocando a camisa de volta. -Eu atendo você depois. -Gritou.

Dul no susto então fez o que ele pediu más entrou no quarto, fechando a porta atrás de sí e ficando ali cara a cara com Ucker que a menos que os meninos estivessem juntos no banheiro, estava sozinho.

....

-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...