1. Spirit Fanfics >
  2. Reencontro De Seis Almas >
  3. Capítulo 7

História Reencontro De Seis Almas - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 7


A primeira foto que tiraram juntos já tinha sido postada e causou um alcance maior que o esperado, receberam milhares de comentários nas seis fotos, já que todos a postaram. Eles definitivamente deixaram os fãs loucos e eufóricos em saber que mesmo por poucas horas, os seis estiveram juntos outra vez, que conversaram, se olharam e tiveram uma boa noite regada de nostalgia.

...

Era sexta-feira, dia vinte e sete de dezembro. Anahí e Manu se preparavam novamente para sair com Poncho e Dani. Era a segunda vez que saiam juntos desde a véspera de Natal.

Velasco mal parava em casa e sequer percebera as saídas de esposa, Anahí. Diana já havia chegado de viagem e sabia somente que o marido "ia dar um passeio" com o filho, já que era isso que ele disse na primeira vez e se preparava para dizer agora. 

-Deixe-me adivinhar. -Pediu Diana. -Vão dar um passeio?. -Perguntou Ela apoiada no batente da porta do quarto do filho. Poncho terminava de amarrar o cadarço do tênis do filho.

-Isso mesmo. -Poncho confirmara.

-Eu posso ir?. -Ela perguntou para testá-lo.

-Eu sei o quanto está ocupada com seu trabalho, não quero que se distraia com a gente. Se quiser, marcamos de sair os três outro dia. -Respondera ele. -Viu onde está a mochilinha dele? Não lembro onde a deixei da ultima vez. -Perguntou.

-Poncho, você está me traindo? -Perguntou ela na lata. Dani brincava absorto com seu dinossauro de brinquedo.

-Está aqui. -Ele dissera pegando a mochila pequena dentro do guarda roupa. -Não. Eu não estou te traindo, Diana. -Ele respondera indo para a cozinha, sendo seguido pela esposa.

-Não está? Por qual motivo está saindo sem mim com mais frequência que o normal, então? -Ela questinou.

-Está falando das minhas saídas com Dani? Acha mesmo que se eu fosse te trair eu levaria ele? -Ele perguntou achando graça, o que só servira para irritar Diana ainda mais.

-Primeiro você recebe aquela gente aqui sem me consultar, depois fica distante, resolve sair com Dani e me deixar sozinha.. qual é o próximo passo? -Ela perguntara.

-Não fale assim dos meus amigos, você não os conhece e não direito algum de falar assim deles. Eu os recebi aqui por que também é a minha casa!. -Ele respondera colocando bolinhos e sucos de caixinha na pequena mochila caso o filho ou Manu não gostassem da comida do restaurante.

-Aposto que um deles tem algo a ver com suas escapadas. -Ela disse.

-Olhe, Diana.. eu estou realmente tentando não brigar com você más está ficando difícil com tanta besteira que está falando. -Confessou ele.

-É a morena? Eu lembro que vocês eram bem próximos, como é o nome dela mesmo... Maite? -Ela questionou. Poncho não deu ouvidos e a ignorou, o que não a deteve. -A ruiva? Vocês tiveram um caso quando mais jovens, não é? -Ela perguntou enquanto o seguia de volta para o corredor que dava acesso aos quartos. -A loira? Annie, não é? -Ela perguntou.

-Ela é casada! -Gritou Poncho a assustando. -Para com suas paranóias sem sentido e respeite as pessoas, Diana!. -Seu tom de voz ainda era alto.

-Papai? -Chamou Dani assustado na porta de seu quarto.

-Perfeito, você assustou menino!. -Disse Diana indo em direção ao filho.

-Deixe-me falar com ele. -Pediu Poncho se aproximando.

-Não! Se quiser pode sair sozinho, ele ficará aqui comigo. -Disse ela firme.

-Não mesmo. Eu vou sair sim más com ele. -Afirmou Poncho.

-Então eu não vou mais ver meu novo amigo, Manu? Eu gosto de brincar com ele. -Contou o menino.

-Quem é Manu? -Questinou Diana.

-Ele é filho da tia Annie. -Respondeu o menino inocente.

-Ah, filho da tia Annie? -Questinou Diana irônica olhando para Poncho. -Eu mudei de ideia, vamos todos para esse passeio. -Ela disse.

-Eba. -Comemorou Dani que não entendia a gravidade da situação.

-Por que você é assim? -Poncho perguntou olhando para a mulher.

-Você jura de pé junto que não está me traindo, sendo assim, não há problema algum eu estar presente, certo? -Perguntou ela com um sorriso de satisfação nos lábios. -Vou me aprontar, não demoro. -Ela disse indo para o quarto do casal antes que Poncho pudesse retrucar.

-Papai, eu posso levar meu brinquedo novo pro Manu ver? -Perguntou o menino.

-Sim, vai pegá-lo. -Autorizou Poncho pegando seu celular no bolso.

Ele buscou nas conversas recentes o número de Annie e logo que o encontrou, tratou de deixar uma mensagem.

"Oi, já saiu de casa? Diana sismou q quer ir comigo, desculpe por isso más eu não pude contê-la. Se tiver algum problema a gnt pode deixar p outro dia e eu invento alguma desculpa p ela."

Não demorou para seu celular vibrar com uma resposta.

"Já saí de casa. Não tem problema algum em ela ir. Espero vcs lá, bj." 

-Não demore, Diana. Estarei esperando no carro. -Avisou Poncho após ler a mensagem. Depois de pegar  Dani ele fora com o garoto para a garagem.

...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...