História Reencontro no momento certo. (Pagossi) - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Pigossi, Paolla Oliveira
Personagens Marco Pigossi, Paolla Oliveira
Tags A Força Do Querer, Amizade, Ator, Atriz, Drama, Família, Gravidez, Isis Valverde, Juliana Paes, Marco Pigossi, Paolla Oliveira, Rede Globo, Revelaçoes, Romance, Viagem
Visualizações 274
Palavras 1.637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amorzinhos, boa leitura pra vocês! ❤

Capítulo 75 - Dia da viagem.


Fanfic / Fanfiction Reencontro no momento certo. (Pagossi) - Capítulo 75 - Dia da viagem.


1 semana depois, dia da Viagem. - Paolla pov's on:


Acordei animada, hoje é o dia da nossa viagem! O primeiro destino é México, apesar de querer fugir do calor brasileiro estamos indo para um lugar que tem um clima idêntico, louco isso não? Olhei para o lado e vi Marco dormindo calmamente, vi no relógio que era quase 10h, não iria acordá-lo, nosso voo só é as 15hrs da tarde, temos um tempinho aqui.
Adoro viajar mas é tão cansativo a locomoção para o destino, fico cansada só de lembrar que vamos ter mais de 10h de viagem e olha que nem ficou tanto tempo porque conseguimos um voo que só vai ter uma parada, imagina se tivesse mais de uma? Quero nem pensar na verdade! Depois de ficar pensando coisas aleatórias resolvi levantar e fui direto ver as malas que estavam em um canto do quarto e comecei a colocar umas coisas que lembrei. 
Única coisa "chata" dessa viagem de três destinos é que vamos levar duas malas grandes com roupas diferentes para cada lugar, a gente só inventa né? Verifiquei tudo nas minhas malas e tava tudo certo, fui olhar a do Marco e aparentemente estava tudo certo mas quando ele levantar vou mandar ele olhar as malas para ter certeza que não tá esquecendo nada. Fui no banheiro e fiz minha higiene matinal e tomei um banho. Sai do banheiro e vi Marco se mexer na cama e fiquei parada esperando para ver se ele acordaria mas sem sucesso, ele pegou no sono novamente.
Antes de ir para a cozinha depositei uns beijos nele e vi ele se mexer, segurou minha mão e eu ri me soltando e indo para a cozinha. 
- Bom, de uma coisa eu preciso lembrar quando voltar de viagem: Preciso fazer compras no supermercado. - Falei sozinha ao ver que certas coisas que eu como todos os dias acabaram. Fiz um misto quente e um suco de maracujá e antes de sentar para comer resolvi ir acordar o meu boy, né? Não quero tomar café da manhã sozinha. Quando estava quase perto do quarto eu tive a ideia de levar o café da manhã na cama, se ele faz isso por mim sempre, eu posso fazer por ele também. Voltei rapidamente e coloquei tudo bonitinho na bandeja.
- Amor... - Dei um beijo no rosto dele e ele se mexeu. - Bom dia. - Marco abriu os olhos e nossos olhares se encontraram, nós dois sorrimos ao mesmo tempo. - Lindo. - Dei um selinho nele e permaneci com meu rosto bem próximo do dele, senti sua mão em meu rosto fazendo um carinho bom e sorri. 
- Tão bom acordar assim. - Ele disse baixinho e o vi sorrir, aquele sorriso que me contagia, acabei sorrindo junto. - Bom dia amor. - Dessa vez foi ele quem me deu um selinho. 
- Trouxe o café da manhã na cama. - Eu disse e sai de perto dele e peguei a bandeja colocando-a na cama, ele sentou e sorriu. 
- Café na cama? Quero isso mais vezes, eu adorei. - Eu ri e ele também.
- Não acostuma! - Eu disse e mandei língua. Sentei do lado dele e tomamos café da manhã juntos e conversamos muito e advinha o assunto? A viagem. Nós dois estamos muito ansiosos para viajar juntos. 
- Tô ansioso! - Marco disse.
- Eu também e olha que geralmente eu nem fico ansiosa para viagens. - Eu disse e ele deu de ombros e se preparou para "debochar", já segurei o riso sabendo o que ele falaria.
- Claro, a viagem é comigo meu amor, é ÓBVIO que você tá ansiosa por causa disso. - Eu gargalhei fazendo ele rir junto e me beijar. 
- Você se acha MUITO, sabia? - Eu disse depois que finalizamos o beijo, nossos rostos estavam próximos.
- Não me acho, só falo verdades! - Gargalhei e dei uns tapinhas leves nele que acabou se contagiando com minha risada e riu junto. 
- Eu te amo! - Marco disse e eu sorri boba (uma boba bem apaixonada).
- Eu sei.... - Eu disse baixinho, fazendo-o rir. 
Ficamos um tempo conversando na cama até que eu cansei de ficar parada e fui lavar os pratos sujos.
- Ei, vou lavar os pratos. Aproveita e verifica suas malas, não quero chegar no aeroporto e você lembrar que deixou algo, eu te mato. - Marco riu e se levantou rapidamente indo ao banheiro.
- Vou tomar banho e vejo isso madame. - Mandei língua. Fui para a cozinha e arrumei tudo, logo depois fui colocar comida para os meus bichinhos, limpar a sujeira deles. 
- Amor, a gente almoça fora né? Porque saímos do restaurante e vamos direto para o aeroporto. - Marco chegou no jardim onde eu estava. 
- Claro, aqui tá sem nada para fazer almoço, na volta precisamos fazer compras. - Eu disse.
- Certo, na volta a primeira coisa que iremos fazer é isso. - Marco disse. - Já ligou para a sua Mãe ou seu Pai? É os dois que vão ficar aqui para cuidar de tudo, né? 
- São eles, vou ligar agora. Pega meu celular? Tá no quarto. - Marco foi buscar e eu fui para varanda e sentei na rede.
- Toma amor. - Ele me entregou o celular e me deu um selinho. - Vou arrumar o quarto. - Respondi um "Ok" e liguei para minha mãe.
Ligação pov's on:
- Alô? Mãe? 
- Oi meu amor! - Minha mãe atendeu animada. - Tudo bem?
- Tudo sim, e você? Todos bem? 
- Estou bem e sim, todos estão bem. 
- Vocês já estão no Rio? - Perguntei.
- Estamos, mas paramos na casa da minha amiga, é aniversário dela hoje e eu vim vê-la. 
- Tudo bem, não tem problema. Quando eu e Marco estivermos prestes a ir para o aeroporto eu te ligo para vocês nos encontrarem e pegarem a chave do carro, preferimos não levar para não ter possibilidade da gente perder. 
- Melhor opção,  não duvido que vocês percam essa chave. Pode deixar filha, estaremos em alerta para quando vocês ligarem a gente já ir encontrar vocês. Vamos almoçar por aqui na casa da Leila. 
- Ok mãe. Não preciso recomendar nada da casa porque você e meu pai já sabem de tudo, só queria saber se vocês já estavam no Rio.
- Tá bom meu amor, vá se arrumar porque já é 12H.
- Sério? Meu Deus, vou me arrumar. - Levantei da rede correndo e fui me arrumar.

Ligação off.

- Tá fazendo o que deitado mané? - Peguei o travesseiro e joguei na cara dele e sai correndo para o banheiro.
- Caraca, já é meio-dia! As horas estão voando. Ei, me deixa tomar banho junto. - Marco disse batendo na porta do banheiro, eu ri e abri a porta. - Quando eu digo que eu tenho sorte, eu não estou mentindo. - Eu estava apenas de calcinha e Marco abriu um sorriso safado ao me ver assim.
- Nem vem, não temos tempo nem para uma rapidinha. - Ele gargalhou e ri junto.
- Ah que pena! - Marco disse. - Mas vamos ter muito tempo pra isso. - Ele mandou aquela piscadinha que acaba comigo e eu sorri safada e pensei "Sim, muito tempo!". Tomamos banho e realmente não aconteceu nada, no fundo eu tava quase me entregando aos olhares safados do Marco, mas não daria tempo, ou uma rapidinha, ou a viagem. Pensei: Viagem, porque nela podemos fazer mil vezes isso. Do nada ri sozinha quando percebi as coisas em que eu tava pensando e Marco me olhou com cara de "Tá louca?".
- Tô pensando bobagem. - Eu disse e ri, ele riu junto.
- Pensando que não dá tempo para uma rapidinha? E que na viagem a gente recompensa? - Eu gargalhei, ele leu meus pensamentos.
- Tenho medo de você. - Falei e ele riu. - Você leu meus pensamentos. - Ele sorriu convencido. Terminamos o banho e nos arrumamos. Coloquei uma roupa simples: Short jeans, camiseta branca e um all star preto cano alto, deixei meu cabelo solto mesmo. Passei corretivo, pó e rímel, coloquei o óculos escuro e sai do banheiro, o Marco calçava o tênis e em pouco segundos se levantou e disse "Pronto!". 
Verificamos se não estávamos esquecendo nada e saímos, nós vamos comer em um restaurante "próximo" ao aeroporto para facilitar quando formos para lá e não pegar tanto trânsito. 
- Não podemos demorar tanto, é 13h em ponto! - Eu disse logo quando sentamos na mesa do restaurante, fizemos o pedido e o garçom disse que pediria exclusividade no nosso pedido porque explicamos que se demorar muito vamos nos atrasar e as pessoas que estavam na nossa frente cederam a vez, agradecemos muito.
- Sem muita pressão psicológica quando a comida chegar, ok? Se não eu me engasgo. - Eu ri e ele também. 
- Não vai ter como, vou fazer pressão mas sempre que você engolir a comida. - Ele mandou língua. Esperamos uns 15min e a nossa comida chegou, foi super rápido porque já tinham feito o mesmo pedido que o nosso a um tempinho e eles cederam a vez para nós. Que pessoas legais, infinitamente grata! 
Comemos e várias vezes durante o almoço eu ficava zoando o Marco mandando ele agilizar, teve um momento que ele quase cuspiu o suco na minha cara porque eu brinquei logo na hora que ele foi tomar. 
- Muito obrigada, viu? Se não fosse a gentileza de vocês do restaurante e das pessoas aqui nós com certeza iriamos nos atrasar. Muito obrigada gente! - Eu e Marco nos despedimos de todos do restaurante, sim... TODOS! Porque todo mundo foi super legal com a gente. 
 


Notas Finais


O próximo capítulo eles finalmente chegam em Cancún! Gostaram desse?






Não deixem de comentar, mais tarde solto mais um capítulo! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...