História Reencontros - Imagine BTS and Got7 - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 202
Palavras 1.491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura sz

Capítulo 2 - Saudades


Fanfic / Fanfiction Reencontros - Imagine BTS and Got7 - Capítulo 2 - Saudades

Sou acordada violentamente com o avião aterrissando, eu poderia ter facilmente um ataque cardíaco. O rapaz que eu havia visto antes ainda estava do meu lado, ele me assusta tocando em meu braço.

- Calma moça, já chegamos ao destino final. - O garoto de boa aparência diz me fitando e dando um sorriso, tento me levantar mas o cinto de segurança me puxa contra a cadeira me fazendo sentar de novo, obviamente o cinto ficou preso, isso nem parece primeira classe. 

- Calma, eu te ajudo, deve ter ficado preso espera um minuto. - disse o mais alto, ele se levanta e passa as mãos um tanto quanto geladas sobre minha cintura exposta para soltar o cinto 

- Obrigada. - falo em um tom de alivio soltando um suspiro em seguida. 

- Prazer, meu nome é Jaebum, Im Jaebum. - diz o mais alto estendendo a mão, eu retribuo falando meu nome.

Nós andamos juntos ate chegar nas áreas de desembarque, não vou negar que a companhia dele me fazia sentir um tanto segura, logo me despeço de Jaebum, uma quase amizade feita por um acidente com o cinto de segurança.

 - Hey, espera um pouco, aqui, esse é meu número, não sei quanto tempo vai ficar, mas se quiser conhecer a cidade, me liga. - falou o mais alto com um belo sorriso no rosto me estendendo o papel. 

- Vou pensar a seu respeito Im Jaebum. - falei em um tom divertido e nós dois rimos

- Então até mais tarde senhorita. - disse o mais alto antes de sumir na multidão

Me viro em busca do Hall do aeroporto para pegar minhas coisas, logo me vejo perdida novamente "calma, não entra em pânico, é só um aeroporto, tem muita gente aqui pra pedir ajuda." - pensei antes de abrir meus olhos e respirar fundo.

Depois de alguns longos minutos procurando, finalmente eu encontro minhas malas, meu coração estava em desespero com medo delas terem sido extraviadas, suspiro aliviada ao vê-las na esteira, me pergunto quanto tempo elas ficaram ali girando até eu encontrá-las.

Me assusto recebendo uma ligação - E ai, já chegou, onde você está, pelo amor de Deus já estou preocupado. - disse a voz do outro lado do telefone. 

- Calma Jonnie, estou em terra firme. - o escuto respirar aliviado me fazendo rir de seu desespero.

- Me diz onde, que eu vou te buscar. - falou o mais velho em um quase tom de suplica. 

- Jonnie não se preocupa, eu sei me achar okay, me encontra naquela praça onde a gente ia quando eramos crianças. - desligo o celular sem esperar sua resposta, eu acabo rindo sozinha de tudo isso indo para a saída pegar um táxi. 

E como eu sou sortuda, obviamente não tinha táxi, nenhum disponível pelo menos, decido andar e procurar um mísero carro que me leve ao meu destino... 15 minutos andando, até que eu finalmente encontro um livre "Ah graças a Deus" - penso aliviada olhando para cima.

Na frente do táxi havia um velhinho esperando sua próxima corrida, bom talvez fosse eu.

- Olá, Bom dia, preciso chegar nesse local - mostro o nome na tela do celular - O senhor esta livre? - pergunto e o velhinho assente com a cabeça.

- Vamos, eu te ajudo com as malas - disse o mais velho as colocando no porta-malas. 

- Você não é daqui, não é? - perguntou o senhor.

 - Bom, agora eu sou, vim a trabalho, talvez eu tenha que morar aqui - ele apenas deu um sorriso, eu admito que achei estranho, mas não vou discutir com aquele homem velho, talvez seja só curiosidade.

Meu celular não parava de apitar, Jonnie estava me enlouquecendo, mas eu não pude deixar de rir daquilo tudo! A viagem durou 1 hora e meia, assim que chegamos, desci do táxi e o senhor me ajudou com as malas. 

- Obrigada - agradeço e lhe entrego o dinheiro, ele se despede com um aceno. 

A praça havia mudado tanto, não tinha mais os brinquedos de antes, e nem se ouvia risadas, apenas grandes árvores e flores magnificas espalhadas por toda a extensão da praça. Vou caminhando com certa dificuldade, as malas são grandes e pesadas, não devia ter trazido tanta coisa....

Depois de andar um pouco, já estou cansada, então decido sentar em uns dos bancos - Jonnie, já cheguei, estou esperando você, te amo - mando uma mensagem avisando que já estou no lugar marcado.

Passaram 25 minutos desde que cheguei, bom, o clima esta agradável, não me importo se demorar mais um pouco. Fecho meus olhos, ouço os pássaros invisíveis nas árvores, eles se fazem presentes somente com seu canto. São muitos conversando entre si, sinto o vento bater na minha pele exposta e no meu cabelo. 

Deixo que o vento me dê seu carinho, ele bagunça meu cabelo, enquanto o sol aquece meu exterior, eu esqueço de tudo por um momento, sinto que sou invisível como os pássaros nas suas árvores, me faço presente somente com meus pensamentos. Meu celular toca tirando minha concentração.

 - Aish, o que é? - pergunto em um tom de desânimo.

 - Você diz que me ama, e depois me trata assim! - diz o mais velho em um tom de deboche.

- Me desculpe Jonnie - falo em meio a um suspiro de derrota.

- Tudo bem, agora pare de brisar nesse banco, e vem me encontrar - diz o mais velho dando uma risada leve.

- Onde você está? Não consigo te ver! - Digo olhando para todos os lados possíveis.

- Você está tão bonita, fique parada, preciso avaliar você - disse em um tom malicioso.

- Para de fazer joguinhos, você nem deve estar aqui... - eu falo em um tom de afronta.

 - Okay, se não estou como eu posso saber que você está usando um cropped preto e uma calça jeans rasgada, seu cabelo está vermelho misturado com a cor preta natural, seus olhos brilham como as estrelas a noite, você fez uma tatuagem e nem me disse? Estou pasmo com a sua ousadia. - disse o mais velho em um tom de ironia.

 - Tá bom, você me pegou, agora onde você está? Está tão feio assim que não quer mostrar o rosto Jonnie? - falei dando uma risada alta, era divertido desafiá-lo.

- Okay mocinha, se prepare para sua punição, já estou a caminho - ele diz logo antes de desligar o celular. 

Eu continuo procurando Jonnie, ate que eu vejo dois homens vindo em minha direção, eu sairia correndo, mas o sorriso de um deles, eu conheço de longe. Saio correndo em direção a ele, seu sorriso cresce em seus lábios, pulo em seus braços e enlaço minhas pernas na cintura do mais alto. 

- Ah Namjoon, que saudade! - pude sentir o calor do seu corpo que logo retribuiu meu abraço, me apertando contra seu corpo, suas mãos eram grandes, me faziam sentir segura, como antigamente. 

Sentir o seu cheiro e passar meus dedos entre seus fios levemente loiros, me fez tão bem, depois de anos, uma velha sensação se renovou, mas infelizmente não durou muito. Fomos interrompidos por uma voz levemente rouca.

- Então.... Eu ainda estou aqui, sei que não me conhece, mas eu achei que no mínimo você seria mais educada. - Me soltei de Namjoon, e encarei o outro rapaz, ele era branco como a neve, cabelos negros como a noite e uma boca rosada.

- Finalmente se largaram, meu nome é Min Yoongi, muito prazer... - disse o mais velho em um tom nada amigável.

 - Olá, muito prazer Yoongi - estendi minha mão me apresentando, logo os dedos de Yoongi veio ao encontro dos meus, eu dei um sorriso que não foi correspondido.

- Não liga pra ele, Suga é doce como um limão. - Namjoon disse fazendo Yoongi lhe dar um tapa.

- Tudo bem, eu tô feliz em te ver, você mudou tanto, esta até bonito, o tempo realmente foi bom pra você. - falo fitando Namjoon, que simplesmente me abraça.

- Não importa o que você diga, não vai conseguir me irritar, pelo menos por enquanto. - nós riamos enquanto saiamos da praça em direção ao carro de Yoongi.

Namjoon me ajuda com as malas, enquanto Yoongi apenas me observa em silêncio, me pergunto no que ele deve estar pensando quando seus olhos vão de encontro aos meus.

 - Vamos logo, já estamos atrasados Namjoon. - o pálido diz em um tom de raiva.

Nós entramos no carro, Yoongi esta dirigindo com fones de ouvido.

- Relaxa, ele vai se acostumar com você, Yoongi é sempre desconfiado - O mais velho disse enquanto segurava minha mão junto a sua perna. Honestamente, eu não me importo com ninguém alem de Namjoon no momento...

A viagem parecia ser longa, mas assunto não faltou, acho que agora eu entendo Yoongi, nós falamos demais durante o caminho inteiro. Mas depois de tanto tempo, ainda tínhamos o pacífico inteiro pra conversar. E eu não me importaria, contanto que Jonnie estivesse ali comigo.


Notas Finais


E então? Gostaram? Deixem vossas opiniões, foi isso amores! Perdoem qualquer erro e até domingo sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...